background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS
01.01 - IDENTIFICAÇÃO
99999-9
NATURA COSMÉTICOS S/A
71.673.990/0001-77
1 - CÓDIGO CVM
2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL
3 - CNPJ
Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS
Divulgação Externa
O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA , SENDO OS SEUS
ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS PELA VERACIDADE DAS INFORMAÇÕES PRESTADAS.
35300143183
4 - NIRE
Data-Base - 31/03/2004
EDIMAR FACCO
DELOITTE TOUCHE TOHMATSU
00385-9
012.937.208-01
01.03 - DIRETOR DE RELAÇÕES COM INVESTIDORES (Endereço para Correspondência com a Companhia)
JOSE DAVID VILELA UBA
RODOVIA REGIS BITTENCOURT, KM 293 EDIF I
06850-000
ITAP.SERRA
SP
POTUVERA
011
4446-2701
-
-
011
4446-2734
-
-
01.04 - REFERÊNCIA / AUDITOR
EXERCÍCIO SOCIAL EM CURSO
01/01/2004
1 - NOME
2 - ENDEREÇO COMPLETO
3 - BAIRRO OU DISTRITO
4 - CEP
5 - MUNICÍPIO
7 - DDD
8 - TELEFONE
9 - TELEFONE
10 - TELEFONE
11 - TELEX
12 - DDD
13 - FAX
14 - FAX
15 - FAX
01.02 - SEDE
RODOVIA RÉGIS BITTENCOURT, KM 293 EDIF.I
POTUVERA
06850-000
ITAP. SERRA
011
4147-8300
4446-2000
-
-
-
4147-8370
011
SP
NATURACOSMETICOS@NATURA.NET
1 - ENDEREÇO COMPLETO
3 - CEP
4 - MUNICÍPIO
5 - UF
6 - DDD
7 - TELEFONE
8 - TELEFONE
9 - TELEFONE
10 - TELEX
11 - DDD
12 - FAX
13 - FAX
14 - FAX
15 - E-MAIL
6 - UF
DAVIDUBA@NATURA.NET
16 - E-MAIL
2 - BAIRRO OU DISTRITO
1 - INÍCIO
2 - TÉRMINO
TRIMESTRE ATUAL
3 - NÚMERO
4 - INÍCIO
5 - TÉRMINO
TRIMESTRE ANTERIOR
6 - NÚMERO
7 - INÍCIO
8 - TÉRMINO
31/12/2004
01/01/2004
31/03/2004
01/10/2003
31/12/2003
1
1
9 - NOME/RAZÃO SOCIAL DO AUDITOR
11 - NOME DO RESPONSÁVEL TÉCNICO
10 - CÓDIGO CVM
12 - CPF DO RESP. TÉCNICO
Pág:
1
21/05/2004 18:45:28
386
background image
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS
01.01 - IDENTIFICAÇÃO
99999-9
NATURA COSMÉTICOS S/A
71.673.990/0001-77
1 - CÓDIGO CVM
2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL
3 - CNPJ
Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
Data-Base - 31/03/2004
Sem Ressalva
31/03/2003
31/12/2003
31/03/2004
01.06 - CARACTERÍSTICAS DA EMPRESA
01.07 - SOCIEDADES NÃO INCLUÍDAS NAS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS CONSOLIDADAS
1 - ITEM
2 - CNPJ
3 - DENOMINAÇÃO SOCIAL
Total
6 - TIPO DE CONSOLIDADO
Empresa Comercial, Industrial e Outras
1 - TIPO DE EMPRESA
Operacional
2 - TIPO DE SITUAÇÃO
Privada Nacional
3 - NATUREZA DO CONTROLE ACIONÁRIO
COMÉRCIO ATACADISTA DE COSMÉTICOS E PRODUTOS DE PERF.
5 - ATIVIDADE PRINCIPAL
Número de Ações
(Mil)
1 - TRIMESTRE ATUAL
2 - TRIMESTRE ANTERIOR
1 - Ordinárias
2 - Preferenciais
3 - Total
Em Tesouraria
4 - Ordinárias
5 - Preferenciais
6 - Total
Do Capital Integralizado
35
10
25
01.05 - COMPOSIÇÃO DO CAPITAL SOCIAL
83.266
0
83.266
687
0
687
0
0
0
108 - Farmac,Biotec,Higiene,Limpeza
4 - CÓDIGO ATIVIDADE
3 - IGUAL TRIMESTRE EX. ANTERIOR
25
10
35
0
0
0
7 - TIPO DO RELATÓRIO DOS AUDITORES
01.08 - PROVENTOS EM DINHEIRO DELIBERADOS E/OU PAGOS DURANTE E APÓS O TRIMESTRE
1 - ITEM 2 - EVENTO
4 - PROVENTO
5 - INÍCIO PGTO. 6 - TIPO AÇÃO 7 - VALOR DO PROVENTO P/ AÇÃO
3 - APROVAÇÃO
2
21/05/2004 18:45:32
Pág:
387
background image
7 - QUANTIDADE DE AÇÕES EMITIDAS
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS
01.01 - IDENTIFICAÇÃO
1 - CÓDIGO CVM
99999-9
01.09 - CAPITAL SOCIAL SUBSCRITO E ALTERAÇÕES NO EXERCÍCIO SOCIAL EM CURSO
1- ITEM
2 - DATA DA
ALTERAÇÃO
3 - VALOR DO CAPITAL SOCIAL
(Reais Mil)
4 - VALOR DA ALTERAÇÃO
(Reais Mil)
5 - ORIGEM DA ALTERAÇÃO
NATURA COSMÉTICOS S/A
2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL
(Mil)
8 - PREÇO DA AÇÃO NA
EMISSÃO
(Reais)
71.673.990/0001-77
3 - CNPJ
Legislação Societária
Divulgação Externa
Data-Base - 31/03/2004
01.10 - DIRETOR DE RELAÇÕES COM INVESTIDORES
1 - DATA
2 - ASSINATURA
21/5/2004
21/05/2004 18:45:37
Pág:
3
388
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS
01.01 - IDENTIFICAÇÃO
Legislação Societária
99999-9
NATURA COSMÉTICOS S/A
71.673.990/0001-77
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS
02.01 - BALANÇO PATRIMONIAL ATIVO (Reais Mil)
1 - CÓDIGO
2 - DESCRIÇÃO
4 - 31/12/2003
3 - 31/03/2004
Data-Base - 31/03/2004
Divulgação Externa
1 - CÓDIGO CVM
2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL
3 - CNPJ
1
Ativo Total
590.825
645.573
1.01
Ativo Circulante
196.971
273.085
1.01.01
Disponibilidades
12.511
57.283
1.01.02
Créditos
159.665
172.123
1.01.03
Estoques
753
354
1.01.04
Outros
24.042
43.325
1.01.04.01
Partes Relacionadas
867
25.837
1.01.04.02
IR e CSLL diferidos
10.506
11.035
1.01.04.03
Créditos a receber "swap"
0
0
1.01.04.04
Outros
12.669
6.453
1.02
Ativo Realizável a Longo Prazo
27.424
29.046
1.02.01
Créditos Diversos
26.874
16.161
1.02.02
Créditos com Pessoas Ligadas
550
12.885
1.02.02.01
Com Coligadas
0
3.382
1.02.02.02
Com Controladas
550
9.503
1.02.02.03
Com Outras Pessoas Ligadas
0
0
1.02.03
Outros
0
0
1.03
Ativo Permanente
366.430
343.442
1.03.01
Investimentos
355.834
332.698
1.03.01.01
Participações em Coligadas
0
0
1.03.01.02
Participações em Controladas
355.834
332.698
1.03.01.03
Outros Investimentos
0
0
1.03.02
Imobilizado
10.596
10.744
1.03.03
Diferido
0
0
21/05/2004 18:46:09
Pág:
1
389
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS
01.01 - IDENTIFICAÇÃO
Legislação Societária
99999-9
NATURA COSMÉTICOS S/A
71.673.990/0001-77
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS
02.02 - BALANÇO PATRIMONIAL PASSIVO (Reais Mil)
1 - CÓDIGO
2 - DESCRIÇÃO
4 - 31/12/2003
3 - 31/03/2004
Data-Base - 31/03/2004
Divulgação Externa
1 - CÓDIGO CVM
2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL
3 - CNPJ
2
Passivo Total
590.825
645.573
2.01
Passivo Circulante
154.989
330.097
2.01.01
Empréstimos e Financiamentos
31.463
72.240
2.01.02
Debêntures
0
102.170
2.01.03
Fornecedores
4.201
4.578
2.01.04
Impostos, Taxas e Contribuições
38.843
51.850
2.01.05
Dividendos a Pagar
0
28.541
2.01.06
Provisões
2.847
9.012
2.01.07
Dívidas com Pessoas Ligadas
32.152
19.887
2.01.08
Outros
45.483
41.819
2.01.08.01
Salários
13.561
21.765
2.01.08.02
Outros
31.922
20.054
2.02
Passivo Exigível a Longo Prazo
82.762
192.860
2.02.01
Empréstimos e Financiamentos
45.325
31.052
2.02.02
Debêntures
0
130.656
2.02.03
Provisões
29.706
31.152
2.02.04
Dívidas com Pessoas Ligadas
0
0
2.02.05
Outros
7.731
0
2.03
Resultados de Exercícios Futuros
0
0
2.05
Patrimônio Líquido
353.074
122.616
2.05.01
Capital Social Realizado
196.371
56.387
2.05.02
Reservas de Capital
106.952
9.998
2.05.02.01
Ações em tesouraria
(3.762)
0
2.05.02.02
Ágio na emissão de ações
100.716
0
2.05.02.03
Subvenções para investimentos
9.998
0
2.05.03
Reservas de Reavaliação
0
0
2.05.03.01
Ativos Próprios
0
0
2.05.03.02
Controladas/Coligadas
0
0
2.05.04
Reservas de Lucro
3.629
56.231
2.05.04.01
Legal
3.629
10.687
2.05.04.02
Estatutária
0
0
2.05.04.03
Para Contingências
0
0
2.05.04.04
De Lucros a Realizar
0
0
2.05.04.05
Retenção de Lucros
0
45.544
2.05.04.06
Especial p/ Dividendos Não Distribuídos
0
0
2.05.04.07
Outras Reservas de Lucro
0
0
2.05.05
Lucros/Prejuízos Acumulados
46.122
0
22/05/2004 12:58:20
Pág:
1
390
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS
01.01 - IDENTIFICAÇÃO
Legislação Societária
99999-9
NATURA COSMÉTICOS S/A
71.673.990/0001-77
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS
03.01 - DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO (Reais Mil)
1 - CÓDIGO
2 - DESCRIÇÃO
5 - 01/01/2003 a 31/03/2003
4 - 01/01/2004 a 31/03/2004
3 - 01/01/2004 a 31/03/2004
Divulgação Externa
1 - CÓDIGO CVM
2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL
3 - CNPJ
6 - 01/01/2003 a 31/03/2003
Data-Base - 31/03/2004
3.01
Receita Bruta de Vendas e/ou Serviços
330.996
460.017
460.017
330.996
3.02
Deduções da Receita Bruta
(78.694)
(109.011)
(109.011)
(78.694)
3.03
Receita Líquida de Vendas e/ou Serviços
252.302
351.006
351.006
252.302
3.04
Custo de Bens e/ou Serviços Vendidos
(112.415)
(148.700)
(148.700)
(112.415)
3.05
Resultado Bruto
139.887
202.306
202.306
139.887
3.06
Despesas/Receitas Operacionais
(114.380)
(133.948)
(133.948)
(114.380)
3.06.01
Com Vendas
(72.706)
(88.517)
(88.517)
(72.706)
3.06.02
Gerais e Administrativas
(26.680)
(56.922)
(56.922)
(26.680)
3.06.02.01
Gerais e Administrativas
(25.614)
(55.297)
(55.297)
(25.614)
3.06.02.02
Remuneração dos administradores
(1.066)
(1.625)
(1.625)
(1.066)
3.06.03
Financeiras
(10.951)
3.507
3.507
(10.951)
3.06.03.01
Receitas Financeiras
13.027
9.160
9.160
13.027
3.06.03.02
Despesas Financeiras
(23.978)
(5.653)
(5.653)
(23.978)
3.06.04
Outras Receitas Operacionais
0
0
0
0
3.06.05
Outras Despesas Operacionais
0
0
0
0
3.06.06
Resultado da Equivalência Patrimonial
(4.043)
7.984
7.984
(4.043)
3.07
Resultado Operacional
25.507
68.358
68.358
25.507
3.08
Resultado Não Operacional
210
262
262
210
3.08.01
Receitas
210
262
262
210
3.08.02
Despesas
0
0
0
0
3.09
Resultado Antes Tributação/Participações
25.717
68.620
68.620
25.717
3.10
Provisão para IR e Contribuição Social
(4.080)
(15.320)
(15.320)
(4.080)
3.11
IR Diferido
0
0
0
0
3.12
Participações/Contribuições Estatutárias
(15.774)
(7.178)
(7.178)
(15.774)
3.12.01
Participações
(15.774)
(7.178)
(7.178)
(15.774)
Pág:
1
21/05/2004 19:09:44
391
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS
01.01 - IDENTIFICAÇÃO
Legislação Societária
99999-9
NATURA COSMÉTICOS S/A
71.673.990/0001-77
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS
03.01 - DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO (Reais Mil)
1 - CÓDIGO
2 - DESCRIÇÃO
5 - 01/01/2003 a 31/03/2003
4 - 01/01/2004 a 31/03/2004
3 - 01/01/2004 a 31/03/2004
Divulgação Externa
1 - CÓDIGO CVM
2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL
3 - CNPJ
6 - 01/01/2003 a 31/03/2003
Data-Base - 31/03/2004
3.12.02
Contribuições
0
0
0
0
3.13
Reversão dos Juros sobre Capital Próprio
0
0
0
0
3.15
Lucro/Prejuízo do Período
5.863
46.122
46.122
5.863
PREJUÍZO POR AÇÃO
LUCRO POR AÇÃO
NÚMERO AÇÕES, EX-TESOURARIA (Mil)
0,55852
0,55852
167,51429
82.579
82.579
35
35
167,51429
Pág:
2
21/05/2004 19:09:44
392
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 31/03/2004
99999-9 NATURA COSMÉTICOS S/A 71.673.990/0001-77
04.01 - NOTAS EXPLICATIVAS
21/05/2004 19:11:43 Pág:
1
NATURA COSMÉTICOS S.A.
NOTAS EXPLICATIVAS ÀS INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS
PARA OS PERÍODOS FINDOS EM 31 DE MARÇO DE 2004 E 31 DE DEZEMBRO DE 2003
(Valores expressos em milhares de reais - R$)
1.
CONTEXTO OPERACIONAL
As atividades da Sociedade e de suas controladas compreendem o desenvolvimento, industrialização, distribuição e
comercialização, substancialmente através de vendas diretas realizadas pelas consultoras Natura, de cosméticos,
fragrâncias em geral e produtos de higiene e saúde, bem como a participação como sócia ou acionista em outras
sociedades no Brasil e no exterior.
Em Assembléia Geral Extraordinária realizada em 5 de março de 2004 foram deliberadas as incorporações dos
acervos líquidos das empresas Natura Empreendimentos S.A. e Natura Participações S.A. com base em avaliação
contábil suportada por laudo de avaliação emitido por peritos independentes. Tais incorporações não modificaram
as atividades descritas no parágrafo acima.
Os montantes dos acervos líquidos incorporados pela Sociedade, levantados na data base de 31 de janeiro de 2004,
foram de R$104.951 referentes à Natura Empreendimentos S.A. e R$75.716 referentes à Natura Participações S.A.
Na contabilização dos ajustes das incorporações dos acervos líquidos foram considerados as eliminações dos saldos
a pagar e a receber existentes entre as empresas incorporadas e a Sociedade bem como os investimentos societários
e os patrimônios líquidos de acordo com o requerido pelas práticas contábeis adotadas no Brasil.

Decorrente do mencionado acima, foram absorvidos os passivos da Natura Empreendimentos S.A. e Natura
Participações S.A. nos montantes de R$ 23.367 e R$ 29.235, respectivamente.

Os valores dos acervos líquidos são demonstrados a seguir:
393
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 31/03/2004
99999-9 NATURA COSMÉTICOS S/A 71.673.990/0001-77
04.01 - NOTAS EXPLICATIVAS
21/05/2004 19:11:43 Pág:
2
NATURA EMPREENDIMENTOS S.A.
ATIVO
PASSIVO
CIRCULANTE
CIRCULANTE
Disponibilidades
24.105
Empréstimos e financiamentos
17.566
Impostos a recuperar
645
Obrigações tributárias
660
Outras contas a receber
33.338
Dividendos a distribuir
61.215
Total do circulante
58.088
Outras contas a pagar
3.747
Total do circulante
83.188
REALIZÁVEL A LONGO PRAZO
EXIGÍVEL A LONGO PRAZO
Partes relacionadas
10.544
Empréstimos e financiamentos
17.004
Outras contas a pagar
11
Total do realizável a longo prazo
10.544
Total do exigível a longo prazo
17.015
PERMANENTE
Investimentos
136.522
PATRIMÔNIO LÍQUIDO
Capital social
86.950
Total do permanente
136.522
Reservas de capital
5.347
Reservas de lucros
12.654
Total do patrimônio líquido
104.951
TOTAL DO ATIVO
205.154
TOTAL DO PASSIVO
205.154
394
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 31/03/2004
99999-9 NATURA COSMÉTICOS S/A 71.673.990/0001-77
04.01 - NOTAS EXPLICATIVAS
21/05/2004 19:11:43 Pág:
3


2.
APRESENTAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS
As demonstrações contábeis foram elaboradas e estão apresentadas em conformidade com as práticas contábeis
adotadas no Brasil e com as normas expedidas pela Comissão de Valores Mobiliários - CVM.
Até 31 de dezembro de 1995 a legislação societária brasileira estabelecia uma metodologia simplificada para
contabilização dos efeitos inflacionários apurados até aquela data. Essa metodologia, denominada Correção
Monetária de Balanço, consistia na correção das contas do ativo permanente (investimento, imobilizado e diferido)
e do patrimônio líquido utilizando índices divulgados pelo Governo Federal. O efeito líquido da correção monetária
era contabilizado nas demonstrações de resultados em uma conta específica denominada Correção Monetária de
Balanço.
NATURA PARTICIPAÇÕES S.A.
ATIVO
PASSIVO
CIRCULANTE
CIRCULANTE
Disponibilidades
307
Outras contas a pagar
86.001
Impostos a recuperar
129
Partes relacionadas
61.215
Total do circulante
86.001
Total do circulante
61.651
EXIGÍVEL A LONGO PRAZO
Partes relacionadas
10.391
REALIZÁVEL A LONGO PRAZO
Total do exigível a longo prazo
10.391
Contas a receber por venda de ações
5.506
PATRIMÔNIO LÍQUIDO
Total do realizável a longo prazo
5.506
Capital
social
1.107.776
Reservas de capital
5.450
PERMANENTE
Reservas de lucros
5.550
Investimentos
104.951
Prejuízos acumulados
(1.043.060)
Ágio de investimentos
1.028.041
(-) Provisão para preservação da distribuição
de dividendos futuros
(1.028.041)
Total do permanente
104.951
Total do patrimônio líquido
75.716
TOTAL DO ATIVO
172.108
TOTAL DO PASSIVO
172.108
395
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 31/03/2004
99999-9 NATURA COSMÉTICOS S/A 71.673.990/0001-77
04.01 - NOTAS EXPLICATIVAS
21/05/2004 19:11:43 Pág:
4
A referida metodologia foi vedada pela Lei nº 9249, de 26 de dezembro de 1995.
3.
PRINCIPAIS PRÁTICAS CONTÁBEIS
a) Resultado das operações
Apurado em conformidade com o regime contábil de competência dos exercícios.
b) Aplicações
financeiras
Representadas por investimentos temporários de alta liquidez com vencimento em até três meses, que serão
mantidos até suas datas de vencimento e estão registrados ao custo, acrescido dos rendimentos auferidos até as
datas dos balanços.
c) Provisão para créditos de liquidação duvidosa
Constituída com base na análise dos riscos de realização dos créditos a receber, sendo considerada suficiente
para cobrir eventuais perdas.
d) Estoques
Registrados pelo custo médio de aquisição ou produção, ajustados ao valor de mercado, quando aplicável.
e) Investimentos
Representados por investimentos em empresas controladas, avaliados pelo método de equivalência patrimonial,
acrescidos do ágio decorrente da aquisição desses investimentos, conforme demonstrado na nota explicativa nº
11.
f) Imobilizado
Representado pelo custo de aquisição corrigido monetariamente até 31 de dezembro de 1995 e acrescido de
juros capitalizados durante o período de construção. A depreciação é calculada pelo método linear, que leva em
consideração as taxas determinadas de acordo com a vida útil-econômica estimada dos bens, conforme
demonstrado na nota explicativa nº 12.
g) Diferido
Representado pelo ágio gerado na incorporação de ações da Natura Empreendimentos S.A, pela Natura
Participações S.A., deduzido da provisão para ajuste ao valor de realização, conforme descrito na nota
explicativa nº 13.
h) Passivos
circulante
e exigível a longo prazo
Demonstrados por montantes a pagar, acrescidos, quando aplicável, dos correspondentes encargos e variações
monetárias e cambiais incorridos até as datas dos balanços.
i) Imposto de renda e contribuição social sobre o lucro
A provisão para imposto de renda foi constituída à alíquota de 15%, acrescida do adicional específico de 10%
sobre o lucro tributável excedente a R$240. A contribuição social sobre o lucro foi constituída à alíquota de 9%
sobre o lucro tributável. O imposto de renda e a contribuição social diferidos registrados no ativo circulante e
396
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 31/03/2004
99999-9 NATURA COSMÉTICOS S/A 71.673.990/0001-77
04.01 - NOTAS EXPLICATIVAS
21/05/2004 19:11:43 Pág:
5
no realizável a longo prazo decorrem de despesas apropriadas ao resultado, entretanto indedutíveis
temporariamente. Adicionalmente, foram constituídos o imposto de renda e a contribuição social diferidos
sobre os saldos de prejuízos fiscais e base negativa de contribuição social.
Considerando as disposições da Deliberação nº 273/98 e Instrução nº 371/02 da CVM, os impostos diferidos
estão registrados pelos valores prováveis de realização. Os detalhes estão divulgados na nota explicativa nº 9.
j) Empréstimos
e
financiamentos
Atualizados pelas variações cambiais e encargos financeiros incorridos até as datas dos balanços, conforme
previsto contratualmente e demonstrados na nota explicativa nº 14.
k) Provisão para contingências
Atualizada até as datas dos balanços pelo montante provável de perda, observada a natureza de cada
contingência. Os fundamentos e a natureza das provisões para contingências estão descritos na nota explicativa
nº 16.
l) Operações de "swap"
Os valores nominais das operações de "swap" não são registrados no balanço patrimonial. Os resultados
líquidos não realizados dessas operações são registrados pelo regime de competência dos exercícios, conforme
demonstrado na nota explicativa nº 20.
m) Receitas e despesas financeiras
Representam juros e variações monetárias e cambiais decorrentes de aplicações financeiras, empréstimos e
financiamentos.
n) Juros sobre o capital próprio
Os juros sobre o capital próprio são contabilizados em despesas financeiras, como requerido pela legislação
fiscal. Entretanto, para efeito de apresentação das demonstrações contábeis, os juros sobre o capital próprio são
apresentados como distribuição do lucro líquido do exercício, nas demonstrações financeiras.
o) Lucro por ação
Calculado com base na quantidade de ações na data de encerramento dos períodos.
p) Plano de outorga de opções de ações
Os custos com os planos de outorga de opções para compra de ações pelos empregados e administradores estão
sendo contabilizados como despesas operacionais. Os custos estimados das opções concedidas ainda não
exercidas, são apurados com base em estimativas dos valores de mercado das ações da Sociedade até as datas
dos balanços. As informações relativas aos planos estão divulgados na nota explicativa nº 19 ítem f.
q) Estimativas
contábeis
A preparação de demonstrações contábeis requer o uso, pela Administração da Sociedade, de estimativas e
premissas que afetam os saldos ativos e passivos, a divulgação de contingências ativas e passivas na data-base
e o registro das receitas e despesas dos exercícios. Como o julgamento da Administração envolve a
determinação de estimativas relacionadas à probabilidade de eventos futuros, os resultados reais eventualmente
podem divergir dessas estimativas.
397
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 31/03/2004
99999-9 NATURA COSMÉTICOS S/A 71.673.990/0001-77
04.01 - NOTAS EXPLICATIVAS
21/05/2004 19:11:43 Pág:
6
4.
CRITÉRIOS DE CONSOLIDAÇÃO
Os balanços patrimoniais consolidados de 31 de março de 2004 e 31 de dezembro de 2003 e as demonstrações de
resultado consolidadas para os trimestres findos em 31 de março de 2004 e 2003 foram elaboradas em
conformidade com os critérios de consolidação previstos pelas práticas contábeis adotadas no Brasil e pelas
instruções normativas da CVM, abrangendo as demonstrações contábeis da Sociedade e de suas controladas diretas
e indiretas, conforme a seguir:
Participação - %
03/2004 12/2003
Participação direta:
Indústria e Comércio de Cosméticos Natura Ltda.
99,76
99,99
Natura Cosméticos S.A. ­ Chile
99,96
99,96
Natura Cosméticos S.A. ­ Peru
99,85
99,85
Natura Cosméticos S.A. ­ Argentina
99,99
99,99
Natura Brasil Cosmética Ltda. - Portugal
99,99
99,99
Commodities Trading S.A. ­ Uruguai
100,00
100,00
Nova Flora Participações Ltda.
100,00
99,43
Natura Inovação e Tecnologia de Produtos Ltda.
100,00
-
Participação indireta:
Natura Logística e Serviços Ltda.
99,99
99,99
Flora Medicinal J. Monteiro da Silva Ltda.
100,00
100,00
Na elaboração das demonstrações contábeis consolidadas, foram utilizadas demonstrações encerradas na mesma
data-base e consistentes com as práticas contábeis descritas na nota explicativa nº 3. Foram eliminados os
investimentos na proporção da participação da investidora nos patrimônios líquidos e nos resultados das
controladas, os saldos ativos e passivos, as receitas e despesas e os resultados não realizados decorrentes de
operações entre as empresas. Nas empresas controladas pela Sociedade foram destacadas as participações dos
acionistas minoritários. As demonstrações contábeis de controladas sediadas no exterior foram convertidas para
reais com base nas taxas correntes das moedas estrangeiras vigentes na data das respectivas demonstrações
contábeis.
O patrimônio líquido apresentado em 31 de março de 2004 e 31 de Dezembro de 2003 pela controladora são
diferentes em R$1.464 e R$1.278 respectivamente, daqueles apresentados nas demonstrações contábeis
consolidadas, pela eliminação dos lucros não realizados nas controladas.
Adicionalmente o lucro líquido apresentado em 31 de março de 2004 e 2003 estão diferentes em R$1.464 e R$825,
respectivamente, pela eliminação de lucros não realizados nos estoques das operações nas empresas no Peru, Chile
e Argentina.
Conciliação do lucro líquido do exercício e do patrimônio líquido entre consolidado e controladora:
Lucro
Líquido
do
Exercício
Patrimônio Líquido
03/2004 03/2003 03/2004 12/2003
Controladora.......................................
46.122 5.863 353.074
122.616
Eliminação de lucros não realizados auferidos pela controlada Indústria e
Comércio de Cosméticos Natura Ltda. com as demais
controladas..................................................................................... (1.464) (825) (1.464) (1.278)
Consolidado................................................................................................... 44.658 5.038 351.610 121.338
398
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 31/03/2004
99999-9 NATURA COSMÉTICOS S/A 71.673.990/0001-77
04.01 - NOTAS EXPLICATIVAS
21/05/2004 19:11:43 Pág:
7
As atividades das controladas diretas e indiretas são como segue:
·
Indústria e Comércio de Cosméticos Natura Ltda. - Suas atividades concentram-se na industrialização e
comercialização dos produtos da marca Natura para a Natura Cosméticos S.A. - Brasil, Chile, Peru e Argentina,
cujos montantes estão demonstrados na nota explicativa nº 10.
·
Operações internacionais (Natura Cosméticos S.A. - Argentina, Natura Cosméticos S.A. - Chile, Natura
Cosméticos S.A. - Peru) - Suas atividades são uma extensão das atividades desenvolvidas pela controladora
Natura Cosméticos S.A. - Brasil.
·
Nova Flora Participações Ltda. - Sua atividade restringe-se à participação societária na controlada Flora
Medicinal J. Monteiro da Silva Ltda.
·
Natura Logística e Serviços Ltda. - Suas atividades concentram-se na prestação de serviços administrativos e
logísticos para as demais Empresas do Grupo.
·
Flora Medicinal J. Monteiro da Silva Ltda. - Suas atividades referem-se à industrialização e comercialização de
produtos fitoterápicos de sua própria marca.
5.
APLICAÇÕES FINANCEIRAS
Controladora
Consolidado
03/2004 12/2003 03/2004 12/2003
Certificados de Depósitos Bancários
474
26.482
48.269
57.527
Fundos de investimento
6.436
- 62.228 44.512
6.910 26.482 110.497 102.039
Em 31 de março de 2004 os Certificados de Depósitos Bancários estão sendo remunerados por taxas que variam
entre 100% e 101,5% do Certificado de Depósito Interbancário - CDI (100% e 101,5% em 31 de dezembro de
2003). As aplicações em fundos de investimentos estão sendo remuneradas por taxas que variam entre 100% e
106% do CDI (100% e 106% em 31 de dezembro de 2003).
6.
CONTAS A RECEBER DE CLIENTES
Controladora
Consolidado
03/2004 12/2003 03/2004 12/2003
Contas a receber de clientes 174.951
187.670
182.835
197.845
Provisão para créditos de liquidação duvidosa (14.916)
(15.203)
(15.587)
(17.383)
Provisão para devolução de vendas
(370) (344) (370) (344)
159.665 172.123 166.878 180.118
399
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 31/03/2004
99999-9 NATURA COSMÉTICOS S/A 71.673.990/0001-77
04.01 - NOTAS EXPLICATIVAS
21/05/2004 19:11:43 Pág:
8
7.
ESTOQUES
Controladora
Consolidado
03/2004 12/2003 03/2004 12/2003
Produtos acabados
739
354
44.299
35.163
Matérias-primas e materiais de embalagem
-
-
40.311
42.486
Produtos em elaboração
-
-
8.844
5.931
Material promocional
14
-
4.326
2.239
Importações em andamento
-
-
906
824
Provisão para perdas
-
- (9.393) (7.389)
753 354 89.293 79.254
8.
IMPOSTOS A RECUPERAR
Controladora Consolidado
03/2004 12/2003 03/2004 12/2003
Contribuição social a compensar
267
-
284
583
IRPJ a compensar
-
-
4.151
2.688
IPI a recuperar
-
-
-
1.063
ICMS a recuperar
737
715
1.925
1.827
Outros 51
- 4.097 2.364
1.055 715 10.457 8.525
9.
IMPOSTO DE RENDA E CONTRIBUIÇÃO SOCIAL SOBRE O LUCRO
a) Diferido
Os valores de imposto de renda e contribuição social diferidos, registrados nas demonstrações contábeis, são
provenientes de diferenças temporárias na controladora e diferenças temporárias, prejuízos fiscais e base
negativa de contribuição social nas controladas. Esses créditos estão mantidos no circulante e no realizável a
longo prazo, considerando a expectativa de realização com base em projeções de geração de lucros tributáveis,
observando o limite de 30% para compensação anual, de prejuízos fiscais e base negativa de contribuição
social conforme legislação vigente. Os valores são demonstrados a seguir:
Controladora
Consolidado
03/2004 12/2003 03/2004 12/2003
Curto prazo:
Prejuízos fiscais e base negativa de contribuição social
-
-
4.765
6.468
Diferenças temporárias:
Provisão para perdas nos estoques
-
-
3.193
2.512
Provisão para créditos de liquidação duvidosa
5.072
5.169
5.072
5.169
Provisão para perdas em contratos de "swap"
968
3.064
968
3.064
Outras
4.466 2.802 7.665 4.883
Imposto de renda e contribuição social diferidos
10.506 11.035 21.663 22.096
Longo prazo:
Diferenças temporárias:
Provisão para contingências 9.010
7.368
10.506
8.562
Outras
646 610 951 885
400
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 31/03/2004
99999-9 NATURA COSMÉTICOS S/A 71.673.990/0001-77
04.01 - NOTAS EXPLICATIVAS
21/05/2004 19:11:43 Pág:
9
Imposto de renda e contribuição social diferidos
9.656 7.978 11.457 9.447
Em atendimento à Deliberação nº 273/98 e Instrução nº 371/02 da CVM, a Administração, com base em suas
projeções de resultado, estima que os créditos tributários registrados serão integralmente realizados em até cinco
exercícios. Os valores registrados no realizável possuem prazos estimados de realização conforme demonstrado a
seguir:
03/2004 12/2003
2005
5.339 5.514
2006
1.171 1.102
2007
3.115 1.143
2008
1.832 1.688
11.457 9.447
b) Corrente
Reconciliação do imposto de renda e da contribuição social sobre o lucro:
Controladora
Consolidado
03/2004 03/2003 03/2004 03/2003
Lucro antes do imposto de renda e da contribuição social 61.442
9.943
65.594
10.052
Imposto de renda e contribuição social à alíquota de 34%
(20.890) (3.381)
(22.302)
(3.419)
Equivalência patrimonial 2.715
(1.375)
-
-
Prejuízos gerados nas controladas -
-
(1.475)
(2.028)
Variação cambial diferida
-
(362)
-
(362)
Amortização do ágio
4.161
-
4.161
-
Outros (1.306) 1.038 (1.319) 777
Imposto de renda e contribuição social
(15.320) (4.080) (20.935) (5.032)
Imposto de renda e contribuição social correntes
15.188
4.259
20.758
4.898
Imposto de renda e contribuição social diferidos
132 (179) 177 134
15.320 4.080 20.935 5.032
10. PARTES RELACIONADAS
Os saldos a receber e a pagar por transações com partes relacionadas são demonstrados a seguir:
Controladora
Consolidado
03/2004 12/2003 03/2004 12/2003
Ativo circulante:
Contas a receber:
Indústria e Comércio de Cosméticos Natura Ltda.
15
49
-
-
Natura Participações S.A
-
-
-
14
Natura Empreendimentos S.A
-
-
-
27
Nova Flora Participações Ltda (a)
833
-
-
-
Natura Logística e Serviços Ltda.
15
58
-
-
Natura Inovação e Tecnologia de Produtos Ltda. (b)
4
8
-
1.234
Dividendos a receber:
401
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 31/03/2004
99999-9 NATURA COSMÉTICOS S/A 71.673.990/0001-77
04.01 - NOTAS EXPLICATIVAS
21/05/2004 19:11:43 Pág:
10
Indústria e Comércio de Cosméticos Natura Ltda.
- 25.722
-
-
867 25.837
- 1.275
Realizável a longo prazo:
Contratos de mútuo:
Natura Participações S.A. (c)
- 3.382
- 3.382
Adiantamento para futuro aumento de capital:
Nova Flora Participações Ltda.
550 9.503
-
-
Passivo circulante:
Fornecedores:
Natura Inovação e Tecnologia de Produtos Ltda. (d)
5.935
5.304
-
5.304
Indústria e Comércio de Cosméticos Natura Ltda. (e)
19.997
10.379
-
-
Natura Logística e Serviços Ltda. (f)
6.125 3.265
-
-
32.057 18.948
- 5.304
Contratos de mútuo:
Natura Empreendimentos S.A (c)
-
791
-
816
Contas a pagar:
Natura Inovação e Tecnologia de Produtos Ltda.
95
-
-
-
Natura Participações S.A
- 148
- 148
95 939 -
964
Dividendos a distribuir:
Natura Empreendimentos S.A
- 20.000 -
20.000
Juros sobre o capital próprio a pagar:
Natura Empreendimentos S.A
- 8.541
- 8.541
As transações com partes relacionadas realizadas nos trimestres findos em 31 de março de 2004 e 2003 são
demonstradas a seguir:
Venda Compra
de
de produtos
Produtos
03/2004 03/2003 03/2004 03/2003
Natura Cosméticos S.A.
-
-
178.690
137.995
Indústria e Comércio de Cosméticos Natura Ltda.
183.362
141.003
-
-
Natura Inovação e Tecnologia de Produtos Ltda.
-
-
-
52
Flora Medicinal J. Monteiro da Silva Ltda.
-
-
16
142
Natura Cosméticos S.A. ­ Chile
-
-
915
566
Natura Cosméticos S.A. ­ Peru
-
-
1.538
955
Natura Cosméticos S.A. ­ Argentina
-
- 2.203 1.293
183.362 141.003 183.362 141.003
Venda Contratação
de
de serviços
Serviços
03/2004 03/2003 03/2004 03/2003
Comissão de avais: (g)
Natura Empreendimentos S.A.
-
733
-
-
Natura Cosméticos S.A
-
-
-
630
Indústria e Comércio de Cosméticos Natura Ltda.
-
-
-
100
402
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 31/03/2004
99999-9 NATURA COSMÉTICOS S/A 71.673.990/0001-77
04.01 - NOTAS EXPLICATIVAS
21/05/2004 19:11:43 Pág:
11
Natura Logística e Serviços Ltda.
-
-
-
3
- 733
- 733
Estrutura administrativa: (h)
Natura Logística e Serviços Ltda.
28.155
15.000
-
-
Natura Cosméticos S.A.
-
-
20.323
12.000
Indústria e Comércio de Cosméticos Natura
Ltda.
- -
6.014
3.000
Natura Inovação e Tecnologia de Produtos
Ltda.
-
- 1.818
-
28.155 15.000 28.155 15.000
Pesquisa e desenvolvimento de produtos: (i)
Natura Inovação e Tecnologia de Produtos
Ltda.
11.251
10.500
-
-
Natura Cosméticos S.A.
-
- 11.251 10.500
11.251 10.500 11.251 10.500

Venda Contratação
de
de serviços
Serviços
03/2004 03/2003 03/2004 03/2003
Locação de imóveis e encargos comuns:
Natura Cosméticos S.A.
-
-
262
-
Natura Empreendimentos S.A
-
-
27
-
Natura Participações S.A
-
-
14
-
Natura Inovação e Tecnologia de Produtos
Ltda.
- -
217 -
Indústria e Comércio de Cosméticos Natura
Ltda.
1.330 - -
Natura Logística e Serviços Ltda.
-
- 810
-
1.330
- 1.330
-
Total venda/contratação de serviços
224.098 167.236 224.098 167.236

(a). Valor a receber pela redução de capital feita em 30 de janeiro de 2004 , aprovada em reunião dos sócios cotistas
realizada na mesma data.

(b). Referem-se substancialmente a valores a receber pela prestação de serviços descritos nos itens (a).

(c). Contrato de mútuo sem incidência de juros e liquidado em 5 de março de 2004 na incorporação da empresa pela
Natura Cosméticos S/A.

(d). Contas a pagar pela prestação dos serviços descritos no item (i).

(e). Valores a pagar pela compra de produtos. Os valores e prazos são os geralmente praticados no mercado.

(f). Contas a pagar pela prestação dos serviços descritos no item (h).

(g). Conforme detalhado na nota explicativa nº 14.

(h). Prestação de serviços de logística e administrativos em geral.

(i). Prestação de serviços de desenvolvimento de produtos e mercado.
403
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 31/03/2004
99999-9 NATURA COSMÉTICOS S/A 71.673.990/0001-77
04.01 - NOTAS EXPLICATIVAS
21/05/2004 19:11:43 Pág:
12

Os principais saldos de ativos e passivos em 31 de março de 2004 e 31 de dezembro de 2003, bem como as transações que
influenciaram os resultados dos exercícios relativos a operações com partes relacionadas, decorrem de transações com a
Sociedade e suas controladas, as quais foram realizadas substancialmente em condições usuais de mercado para os
respectivos tipos de operações.
11. INVESTIMENTOS
Os investimentos são representados por:
Controladora Consolidado
03/2004 12/2003 03/2004 12/2003
Investimentos em controladas
355.834
332.698
-
-
Ágio na aquisição de investimento -
-
8.015
8.015
Amortização do ágio
-
-
(5.276)
(5.206)
355.834 332.698 2.739 2.809
O ágio gerado na aquisição feita pela controlada Nova Flora Participações Ltda. está fundamentado em laudo de
avaliação emitido por peritos independentes com sustentação na expectativa de rentabilidade futura, a qual, em 31
de dezembro de 2003, foi reavaliada pela Administração com base em novas projeções de resultados futuros,
também suportada por laudo de avaliação emitido por peritos independentes, e está sendo amortizado em dez anos.










Indústria Comércio
Natura Natura Natura
Natura
Brasil
Commodities
Nova
Flora
Natura
e Cosméticos
Cosméticos S.A Cosméticos S.A Cosméticos S.A Cosmética Ltda
Trading S.A.
Participações
Inov. Tec. Prod.
Ltda
Chile
Peru
Argentina
Portugal
Uruguai
Ltda
Ltda
Total
Cotas (Ações) do capital social das controladas
328.213
28.498
23.453
595.538
2
2.500
2.413
30.865
Quantidade de cotas (ações ordinárias) possuídas
327.436
28.493
23.418
595.478
1
2.500
2.413
30.862
Percentual de participação
99,76%
99,96%
99,85%
99,99%
99,99%
100,00%
100,00%
99,99%
Capital Social
328.992
43.810
22.521
63.413
13
323
2.413
5.008
466.493
Patrimônio líquido das controladas
339.563
836
2.828
2.793
11
26
1.668
8.920
356.645
Participação no patrimônio líquido
338.758
836
2.824
2.793
11
26
1.668
8.919
355.834
Lucro líquido (Prejuízo) do exercício das controladas
10.209
(1.154)
328
(1.374)
-
4
(720)
715
8.008
Valor contábil do investimento na controladora:
Saldos em 31 de dezembro de 2003
328.574
639
1.921
1.531
11
22
-
-
332.698
Aumento em investimentos
-
1.350
574
2.635
-
-
9.503
-
14.062
Adições ao investimento incorporação Natura
Empreendimentos S/A
-
-
-
-
-
-
-
8.205
8.205
Dividendos distribuídos
-
-
-
-
-
-
-
-
-
Resultado da equivalência patrimonial :
10.185
(1.154)
328
(1.374)
-
4
(720)
715
7.984
Diluição de cotas da Natura Cosméticos S/A
-
-
-
-
-
-
(833)
-
(833)
Constituição (Reversão) de provisão para perdas
-
-
-
-
-
-
(6.282)
-
(6.282)
-------------
-------------
-------------
-------------
-------------
-------------
-------------
-------------
------------
Saldos em 31 de Março de 2004
338.759
835
2.823
2.792
11
26
1.668
8.920
355.834
========
========
========
========
========
========
========
========
========
Provisão para perdas:
Saldos em 31 de dezembro de 2003
-
-
-
-
-
-
(6.282)
-
(6.282)
Reversão de provisão
-
-
-
-
-
-
6.282
-
6.282
========
========
========
========
========
========
========
========
========
Saldos em 31 de Março de 2004
-
-
-
-
-
-
-
-
-
========
========
========
========
========
========
========
========
========
404
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 31/03/2004
99999-9 NATURA COSMÉTICOS S/A 71.673.990/0001-77
04.01 - NOTAS EXPLICATIVAS
21/05/2004 19:11:43 Pág:
13


12. IMOBILIZADO
É composto por:
Taxas de
Depreciação
% - ao ano
Custo
Corrigido
Depreciação
acumulada
Valor residual
Custo
Corrigido
Depreciação
acumulada
Valor
residual
Edifícios
4
-
-
-
-
-
Instalações
10
-
-
-
-
-
-
Máquinas e equipamentos
10
950
543
407
888
700
188
Veículos 20
9.036
4.016
5.020
9.143
3.577
5.566
Moldes
33
-
-
-
-
-
-
Móveis e utensílios
10
3.868
2.804
1.064
3.844
2.726
1.118
Máquinas e equipamentos de informática
20
6.823
5.194
1.629
6.497
5.006
1.491
Benfeitorias em imóveis de terceiros
12
660
135
525
553
128
425
Cessão de direitos de uso de software
20
2.578
832
1.746
2.578
704
1.874
Terrenos
-
-
-
-
-
-
-
Adiantamentos a fornecedores
-
-
-
-
78
-
78
Outros
-
207
2
205
6
2
4
Imobilizado em andamento
-
-
-
-
-
-
-----------
-----------
-----------
-----------
----------- -----------
24.122
13.526
10.596
23.587
12.843
10.744
=======
=======
=======
=======
======= =======
Taxas de
Depreciação
% - ao ano
Custo
Corrigido
Depreciação
acumulada
Valor residual
Custo
Corrigido
Depreciação
acumulada
Valor
residual
Edifícios
4
126.963
15.408
111.555
126.925
14.165
112.760
Instalações
10
62.703
20.497
42.206
62.809
18.872
43.937
Máquinas e equipamentos
10
69.460
27.182
42.278
66.137
25.622
40.515
Veículos 20
14.955
6.523
8.432
14.859
5.772
9.087
Moldes
33
19.780
14.646
5.134
21.084
12.876
8.208
Móveis e utensílios
10
11.910
5.530
6.380
11.114
5.812
5.302
Máquinas e equipamentos de informática
20
29.682
17.462
12.220
25.765
16.159
9.606
Benfeitorias em imóveis de terceiros
12
776
154
622
571
147
424
Cessão de direitos de uso de software
20
9.522
3.357
6.165
8.981
2.881
6.100
Terrenos
-
15.910
-
15.910
15.910
-
15.910
Adiantamentos a fornecedores
-
2.753
-
2.753
1.534
-
1.534
Outros
-
6.711
4.076
2.635
5.147
4.791
356
Imobilizado em andamento
244
-
244
-
-
-
-----------
-----------
-----------
-----------
----------- -----------
371.369
114.835
256.534
360.836
107.097
253.739
=======
=======
=======
=======
======= =======
Controladora
Consolidado
03/2004
12/2003
03/2004
12/2003




405
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 31/03/2004
99999-9 NATURA COSMÉTICOS S/A 71.673.990/0001-77
04.01 - NOTAS EXPLICATIVAS
21/05/2004 19:11:43 Pág:
14
13. DIFERIDO
Conforme mencionado na nota explicativa nº 1 em 5 de março de 2004 a Sociedade incorporou a empresa Natura
Participações S.A. que possuía ágio sobre o investimento na então controlada Natura Empreendimentos S.A. no montante
de R$1.028.041 e correspondente provisão para ajuste ao valor de mercado no mesmo valor. Esse ágio foi gerado pela
incorporação das ações da Natura Empreendimentos S.A na Natura Participações S.A em 27 de dezembro de 2000. A
referida operação de incorporação das ações foi aprovada pela Assembléia Geral de Acionistas realizada naquela data e os
valores estão suportados por laudo de avaliação econômica emitido por peritos independentes.
Os valores são demonstrados como segue:
Controladora
03/2004 12/2003
Ágio em investimentos
1.028.041
-
Provisão para ajuste ao valor de realização
(1.028.041)
-
-
-
A provisão para ajuste ao valor de mercado terá como conseqüência a distribuição de benefícios fiscais da amortização do
ágio a todos os acionistas. O valor do ágio está sendo amortizado no prazo de 7 anos.

14. EMPRÉSTIMOS E FINANCIAMENTOS
Controladora
Consolidado
Modalidade 03/2004 12/2003 03/2004 12/2003 Encargos Garantias
BNDES Exim
-
-
4.403
- Juros de 3,7% a.a. +
TJLP
Aval da Natura
Cosméticos
BNDES
-
-
-
1.269 Juros de 3,5% a.a. +
TJLP
Alienação fiduciária e
aval da Natura
Cosméticos
BNDES
75.195
42.294
75.195
42.294 85% (71% em
12/2003)- Juros de 4%
a.a. + TJLP
15% (29% em
12/2003)- Juros 4% a.a.
+ UMBNDES**
Hipoteca e fiança
bancária
BNDES-FINAME
-
-
3.943
2.786 Juros de 5,2% a.a. +
TJLP
Alienação fiduciária e
aval da Natura
Cosméticos
BNDES-Poc*
1.593 2.009 1.593 2.009
Juros de 4,5% a.a. +
TJLP
Aval da Natura
Indústria
ACE
-
-
-
741 Juros de 2,8% a.a. +
Variação cambial
Notas promissórias e
aval da Natura
Cosméticos S.A.
Finep
- -
26.215 -
Juros
de
3%a.a. + TJLP
Aval da Natura
Indústria
"Floating Rate Notes"
-
58.989
-
58.989 Juros de 7,6% a.a. +
variação cambial
Notas promissórias e
aval da Natura
Indústria
Empréstimos e
-
29.548
Juros de 7,2% a.a. +
Notas promissórias e
406
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 31/03/2004
99999-9 NATURA COSMÉTICOS S/A 71.673.990/0001-77
04.01 - NOTAS EXPLICATIVAS
21/05/2004 19:11:43 Pág:
15
financiamentos
bancários
variação cambial
aval da Natura
Indústria
Total 76.788 103.292 140.897 108.088
Curto prazo
31.463 72.240 39.716 75.102
Longo prazo
45.325 31.052 101.181 32.986
(*) Poc - Proposta de Operação de Crédito
(**) UMBNDES ­ Unidade Monetária do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social
Os vencimentos do exigível a longo prazo estão demonstrados como segue:
Consolidado
2004 2003
2005
21.570 12.352
2006
29.272 11.572
2007
19.758 9.018
2008
16.438 44
2009
5.028 -
2010
4.711 -
2011
4.404
-
101.181 32.986
Os financiamentos em moeda nacional oriundos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social -
BNDES estão garantidos principalmente pelas unidades de Itapecerica da Serra e Cajamar.
Em 3 de dezembro de 2001, foi contratado pela controlada Natura Inovação e Tecnologia de Produtos Ltda. um
financiamento junto a Financiadora de Estudos e Projetos ­ FINEP no montante de R$39.153, com carência para
pagamento do principal em 36 meses. Foi liberado o montante de R$24.287. Os recursos estão sendo utilizados no
desenvolvimento de novos produtos no segmento de biodiversidade.
Os demais empréstimos e financiamentos bancários no montante de R$29.548 são representados por linhas de
crédito de curto e longo prazo, determinadas substancialmente para a manutenção do capital de giro das empresas
controladas.
Em 31 de dezembro de 2003 os contratos das operações de "Floating Rate Notes" previam a manutenção de
coeficiente financeiros, os quais destacamos:
-
Relação dívida líquida/EBITDA dos últimos 12 meses
-
Relação dívida líquida/Patrimônio líquido + dívida líquida
-
EBITDA ajustado 12 meses/Despesa financeira líquida
Para tais coeficientes não são considerados os saldos das debêntures e remuneração das debêntures de participação
no resultado a pagar.
407
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 31/03/2004
99999-9 NATURA COSMÉTICOS S/A 71.673.990/0001-77
04.01 - NOTAS EXPLICATIVAS
21/05/2004 19:11:43 Pág:
16
15. OBRIGAÇÕES TRIBUTÁRIAS
As obrigações tributárias são representadas por:
Controladora
Consolidado
03/2004 12/2003 03/2004 12/2003
Passivo circulante:
ICMS a pagar
32.962
30.922
35.387
34.008
COFINS a pagar
2
284
7.589
6.159
PIS a pagar
1
88
1.670
1.386
Imposto de renda a pagar
2.522
687
4.868
876
Contribuição social a pagar
1.554
222
1.989
327
IRRF 1.135
19.647
1.637
20.319
PIS/COFINS/CSLL ( Lei 10.633/2003)
629
-
838
-
Outros 38
- 1.247 1.222
38.843 51.850 55.225 64.297
Em 31 de dezembro de 2003, do saldo registrado na rubrica "IRRF", parte substancial refere-se ao imposto de renda
retido sobre a remuneração das debêntures.
16. PROVISÃO PARA CONTINGÊNCIAS
A Sociedade e suas controladas são partes envolvidas em processos judiciais e administrativos de natureza
trabalhista, tributária e cível em andamento que envolvem responsabilidades contingentes. Os processos encontram-
se em fase de defesa administrativa ou em trâmite na esfera judicial, conforme sua natureza.
As provisões para contingências são estabelecidas pela Administração da Sociedade, levando-se em consideração a
opinião dos assessores legais, por valores atualizados com base nas estimativas de perdas prováveis.
A classificação dos valores provisionados, segundo a natureza dos respectivos processos, é como segue:
Consolidado
03/2004 12/2003
Trabalhista
3.032 2.935
Cível
2.644 1.580
Tributária
29.902 23.866
35.578 28.381
A Sociedade e suas controladas possuem outros processos de natureza trabalhista, cível e tributária, envolvendo
risco de perda classificado pela Administração e pelos assessores legais como "possível". Os montantes desses
processos em 31 de março de 2004 são: tributária - R$11.183, cível - R$3.528 e trabalhista - R$6.498 (em 31 de
dezembro de 2003, R$10.950, R$3.270 e R$6.889, respectivamente). A Sociedade não contabilizou provisão para
os referidos processos.

a) Processos trabalhistas/cíveis
A Sociedade e suas controladas possuem 156 processos trabalhistas movidos por ex--colaboradores e terceiros
(168 em 31 de dezembro de 2003), cujos pleitos consistem em pagamento de verbas rescisórias, adicionais
consiste em pedidos de indenização.
salariais e horas extras, bem como 325 ações cíveis (263 em 31 de dezembro de 2003), das quais a maioria
408
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 31/03/2004
99999-9 NATURA COSMÉTICOS S/A 71.673.990/0001-77
04.01 - NOTAS EXPLICATIVAS
21/05/2004 19:11:43 Pág:
17
b) Processos tributários
Referem-se substancialmente a execuções fiscais relativas ao Imposto sobre Produtos Industrializados - IPI e
Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços - ICMS do Estado de Minas Gerais, bem como a medidas
cautelares contestando a dedutibilidade da contribuição social sobre o lucro na própria base de cálculo e na
base de cálculo do imposto de renda, a alíquota de Imposto de Importação ­ II e ao julgamento da ação
referente ao PIS semestralidade.
c) Depósitos judiciais
Para determinados processos a Sociedade e suas controladas mantêm depósitos judiciais nos montantes de
R$17.118 em 31 de março de 2004 (R$14.595 em 31 de dezembro de 2003). Parte substancial destes depósitos
estão vinculados à processos de natureza tributária.
17. PARTICIPAÇÃO DOS COLABORADORES NO LUCRO
A Sociedade e suas controladas concedem participação nos lucros e resultados a seus colaboradores, vinculada ao
alcance de metas operacionais e objetivos específicos, estabelecidos e aprovados no início de cada exercício. Em 31
de março de 2004, foi registrada como despesa operacional, a título de participação nos lucros o montante de
R$4.811 (R$3.762 em 31 de março de 2003).
18. DEBÊNTURES
Consolidado
03/2004 12/2003
Circulante:
Remuneração das debêntures
- 102.170
Exigível a longo prazo:
Debêntures a pagar
- 130.656
Em Assembléia Geral Extraordinária realizada em 14 de abril de 1998, foi autorizada a emissão de 140.000.000 de
debêntures nominativas, endossáveis e não conversíveis em ações, no valor de R$140.000, sem vencimento
prefixado para os acionistas controladores indiretos da Sociedade. De 1998 a 2002 foram subscritas 130.656.000
debêntures, que totalizam R$130.656.
As debêntures autorizadas asseguram aos seus titulares uma remuneração correspondente à proporção das
debêntures emitidas de até 70% dos lucros antes da provisão para imposto sobre a renda apurados em 31 de março,
30 de junho, 30 de setembro e 31 de dezembro de cada ano.

A partir de 2002, a forma de cálculo das debêntures é representada pelo percentual de participação das debêntures
sobre o patrimônio líquido e o valor das debêntures, aplicado nos lucros da emitente, antes da provisão para imposto
de renda, apurados em 30 de junho e 31 de dezembro de cada ano.
Em Assembléia Geral Extraordinária realizada em 2 de março de 2004, após aprovação dos debenturistas em
Assembléia Geral dos Debenturistas realizada em 27 de fevereiro de 2004, ficou definido que as 130.656.000
debêntures de emissão da Sociedade correspondentes a R$238.569 (R$130.656 relativos ao valor principal das
debêntures e R$107.913 relativos ao saldo de remuneração de debêntures a pagar, apurado até 31 de janeiro de
2004, líquido do IRRF ­ o efeito no resultado do período foi de R$7.178) fossem vertidas ao patrimônio líquido da
Sociedade, sendo o montante de R$138.569 como aumento de capital, no montante de 3.299 ações ordinárias e o
restante, R$100.000, referente ao ágio gerado na emissão de ações e contabilizado como reserva de capital. Os
409
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 31/03/2004
99999-9 NATURA COSMÉTICOS S/A 71.673.990/0001-77
04.01 - NOTAS EXPLICATIVAS
21/05/2004 19:11:43 Pág:
18
efeitos de tal ato societário estão sendo apresentados na demonstração das mutações do patrimônio líquido
apresentada na nota explicativa nº 19.
19. PATRIMÔNIO LÍQUIDO
a) Incorporação de empresas
Conforme mencionado na nota explicativa nº 1 em 5 de março de 2004 foram realizadas pela Sociedade as
incorporações das empresas Natura Empreendimentos S.A. e Natura Participações S.A..
Os ajustes de incorporação referentes as contas do patrimônio líquido das empresas incorporadas, produziram
efeitos significativos na demonstração da mutação do patrimônio líquido da Sociedade (incorporadora) para o
trimestre findo em 31 de março de 2004. Para permitir uma análise de tais efeitos está sendo demonstrada abaixo a
mutação do patrimônio líquido da Sociedade.
b) Capital social
Em 31 de dezembro de 2003 nosso capital social era de R$ 56.387, dividido em 25.000 ações ordinárias sem
valor nominal e 10.955 ações preferenciais sem valor nominal.
Em 2 de março de 2004, os acionistas reunidos em AGE deliberaram (i) capitalizar os créditos resultantes do
resgate das debêntures subordinadas de sua titularidade e da remuneração líquida das debêntures até 31 de
janeiro de 2004; e (ii) desdobrar as ações de emissão da Sociedade na proporção de 2.099 ações para cada ação
já existente. Os créditos capitalizados eram no valor total de R$238.569, e foram aplicados na constituição de
uma reserva de capital no valor de R$100.000 e em um aumento de capital no valor de R$138.569, mediante a
emissão de 3.299 novas ações ordinárias ao preço de emissão de R$72,3 mil por ação, as quais foram
subseqüentemente desdobradas, na proporção de 2.099 ações para cada ação já existente, resultando em um
capital social de R$194.956, dividido em 59.399.601 ações ordinárias e 22.994.545 ações preferenciais.
Adicionalmente, em 5 de março de 2004, foi deliberado o cancelamento das ações da Sociedade e o aumento do
capital social, por conta da reorganização societária na qual a Sociedade incorporou as empresas Natura
Empreendimentos S.A. e Natura Participações S.A., que passou a ser de R$196.371, dividido em 83.266.061
ações ordinárias.
NATURA COSMÉTICOS S.A.
DEMONSTRAÇÕES DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO
PARA O TRIMESTRE FINDO EM 31 DE MARÇO DE 2004
(Em milhares de reais)
Capital
Ações em
Ágio na
Subvenções para
Lucros
social
tesouraria
emissão/venda de ações
investimentos
Legal
Retenção
acumulados
Total
SALDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2003
56.387
-
-
9.998
10.687
45.544
-
122.616
Lucro líquido do trimestre
-
-
-
-
-
-
46.122
46.122
Capitalização de debêntures
138.569
-
100.000
-
-
-
-
238.569
Aumento de capital pela incorporação da Natura Empreendimentos SA
1.415
-
-
-
-
-
-
1.415
Ações em tesouraria
-
(1.415)
-
-
-
-
-
(1.415)
Venda de ações em tesouraria pelo exercício de opções de compra de ações (ítem f)
-
38
716
-
-
-
-
754
Valores a receber de acionista
-
(2.385)
-
-
-
-
-
(2.385)
Absorção dos passivos excedentes pela incorporação da Natura Empreendimentos
S.A, após a eliminação do investimento da incorporada na Sociedade
-
-
-
-
-
(23.367)
-
(23.367)
Absorção dos passivos excedentes pela incorporação da Natura Participações S.A,
após a eliminação do investimento da incorporada na Sociedade
-
-
-
-
-
-
(29.235)
-
(29.235)
Absorçao de reserva
-
-
-
-
(7.058)
7.058
-
-
SALDOS EM 31 DE MARÇO DE 2004
196.371
(3.762)
100.716
9.998
3.629
-
46.122
353.074
Reserva de capital
Reservas de lucros
410
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 31/03/2004
99999-9 NATURA COSMÉTICOS S/A 71.673.990/0001-77
04.01 - NOTAS EXPLICATIVAS
21/05/2004 19:11:43 Pág:
19
Em 31 de março de 2004, o capital social da Sociedade é de R$ 196.371. O capital subscrito e integralizado está
representado por 83.266.061 ações ordinárias sem valor nominal.
c) Política de distribuição de dividendos
Os acionistas terão direito a receber, em cada exercício, a título de dividendos, o percentual mínimo
obrigatório de 30% (trinta porcento) sobre o lucro líquido, considerando os seguintes ajustes:
- O acréscimo das importâncias resultantes da reversão, no exercício, de reservas para contingências,
anteriormente formadas;
- O decréscimo das importâncias destinadas, no exercício, à constituição da reserva legal e de reservas para
contingências.
Está previsto pelo Estatuto da Sociedade a proposição de dividendos intermediários com base no resultado em
30 de junho de cada ano.
d) Ágio na emissão de ações
Refere-se ao ágio gerado na emissão das 3.299 ações ordinárias decorrente da capitalização das debêntures no
montante de R$100.000, conforme mencionado na nota explicativa nº 18.
e) Reserva de retenção de lucros
Em 31 de dezembro de 2003 a reserva de retenção de lucros foi constituída nos termos do artigo 196 da Lei
nº 6.404/76 . Em 5 de março de 2004 a mesma foi utilizada para absorção de passivos excedentes decorrentes
das incorporações, das empresas Natura Empreendimentos S/A. e Natura Participações S/A.Vide detalhes no
item a) acima.
f) Programas de outorga de opções de ações
Em 25 de agosto de 1998 e 14 de março de 2001, os acionistas da Sociedade aprovaram programas de outorga
de opções de ações oferecendo aos seus diretores e determinados gerentes a opção de adquirirem ações da
Sociedade. As opções são oferecidas anualmente e o preço para o exercício destas opções é determinado por
estimativas a valor de mercado das ações da Sociedade. O valor de mercado é calculado com base em um
fórmula fixa estabelecida no acordo do referido plano de outorga de opções. O valor para o exercício das
opções é atualizado pela variação da inflação apurada pelo Índice Geral de Preços ­ Mercado (IGP-M) para o
plano de 1999 e pela variação da inflação apurada pelo Índice de Preços ao Consumidor ­ Amplo (IPC-A) para
os planos de 2002 e 2003.
Os planos de 1999, 2000 e 2001 possuem um prazo de 3 anos para o exercício das opções. Os planos de 2002 e
2003 possuem prazo de quatro anos para exercício das opções, sendo 50% ao final do 3º ano e 50% ao final do
4º ano.
A administração dos planos é feita pelo Conselho de Administração.
As informações relativas aos planos de opções de compra de ações estão resumidas a seguir:
411
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 31/03/2004
99999-9 NATURA COSMÉTICOS S/A 71.673.990/0001-77
04.01 - NOTAS EXPLICATIVAS
21/05/2004 19:11:43 Pág:
20
Número de opções de compra (em ações)-
Saldo de opções em 1º de fevereiro de 2004 (após incorporação da Natura Participações
S.A)
2.476.351
Opções canceladas
(24.127)
Opções exercidas (*)
(511.321)
----------
Saldo das opções em 31 de março de 2004
1.940.903
(*) Abertura das opções exercidas
Opções convertidas e vendidas
488.828
Opções convertidas em ações e retidas
22.493
----------
Total das opções exercidas
511.321
As opções convertidas em ações e retidas pelos opcionistas foram contabilizadas como venda de ações em
tesouraria pelo montante de R$754, equivalente à R$33,52 a opção e conforme demonstrado no ítem a) desta nota
explicativa.
O valor provisionado em 31 de março de 2004 referente ao custo das opções concedidas é de R$16.558 e está
registrado nas rubricas "outras contas a pagar" no passivo circulante (R$8.827) e "outras contas a pagar" no
exigível a longo prazo (R$7.731). Parcela substancial deste saldo foi contabilizada no resultado da empresa Natura
Participações S.A. e incorporado pela Natura Cosméticos S.A. em 5 de março de 2004 conforme mencionado na
nota explicativa nº 1.
g) Valores a receber de acionista
Em 30 de dezembro de 2002 a Sociedade vendeu 2.413 ações ordinárias nominativas para um acionista. O valor da
venda das ações será liquidado até o ano de 2009, acrescidos de juros de 3% a.a.. Para o exercício de 2004 o
montante de R$2.385 foi classificado em "reservas de capital" até que seja liquidado integralmente.
412
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 31/03/2004
99999-9 NATURA COSMÉTICOS S/A 71.673.990/0001-77
04.01 - NOTAS EXPLICATIVAS
21/05/2004 19:11:43 Pág:
21
20. INSTRUMENTOS FINANCEIROS
a) Considerações
gerais
A Sociedade e suas controladas participam de operações envolvendo instrumentos financeiros, todos
registrados em contas patrimoniais, que se destinam a atender às suas necessidades, bem como a reduzir a
exposição a riscos de mercado, de moeda e de taxa de juros. A administração desses riscos, bem como dos
respectivos instrumentos, é realizada por meio de definição de estratégias, estabelecimento de sistemas de
controle e determinação de limites de exposição cambial.
As aplicações financeiras são substancialmente realizadas com base nas taxas de remuneração efetivamente
negociadas, visto que as empresas têm o objetivo de manter tais investimentos até o momento do seu efetivo
resgate. Tais aplicações refletem as condições usuais de mercado nas datas dos balanços.
Os empréstimos e financiamentos são registrados com base nos juros contratuais de cada operação.
b) Exposição
cambial
A Sociedade tem contratado operações financeiras de "swap", visando à proteção a exposição de seus passivos
contra a variação cambial, decorrente de contratos de financiamentos. A política da sociedade determina que
sejam contratadas operações de "swap" para todas as dívidas contraídas que expõem a Sociedade a riscos de
exposição cambial, Estas operações consistem em "swaps" entre duas taxas variáveis: Moeda estrangeira e CDI
( Certificado de Depósito Interbancário).Em 31 de março de 2004 e 31 de dezembro de 2003 a Sociedade
mantinha operações de "swap" com instituições financeiras nos montantes de R$36.336 (US$12.493 mil) e
R$65.558 (US$22.691 mil), respectivamente. Essas operações geraram perdas e ganhos, nos montantes de
R$2.839 e R$9.012 registrados no passivo circulante e no ativo circulante, respectivamente. A exposição
cambial está preponderantemente ao dólar norte-americano e ao euro.
A Sociedade e suas controladas não operam com instrumentos financeiros derivativos.
c) Exposição a taxa de juros
A Sociedade e suas controladas estão expostas a flutuações nas Taxas de Juros de Longo Prazo -TJLP em
virtude dos contratos de financiamentos firmados com o BNDES.
d) Risco de crédito
Em 31 de março de 2004 e 31 de dezembro de 2003, os valores de mercado das disponibilidades, aplicações
financeiras, contas a receber e a pagar, aproximam-se dos valores registrados nas demonstrações contábeis devido a
natureza de curto prazo dos mesmos. Os valores de mercado dos empréstimos e financiamentos aproximam-se
substancialmente dos valores registrados nas demonstrações contábeis devido à estes instrumentos financeiros
terem taxas de juros variáveis. Os valores de mercado das debêntures são iguais aos valores registrados nas
demonstrações contábeis, em virtude da Sociedade ter a opção de quitar estas debêntures a qualquer momento pelo
valor contábil.

Abaixo estão demonstrados os valores contábeis e de mercado das operações de "swap".
Consolidado
03/2004
12/2003
413
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 31/03/2004
99999-9 NATURA COSMÉTICOS S/A 71.673.990/0001-77
04.01 - NOTAS EXPLICATIVAS
21/05/2004 19:11:43 Pág:
22
Valor
contábil
Valor de
mercado
Valor contábil
Valor de
mercado
Débitos a pagar ­ Operações de "swap"
2.839
1.248
9.012
6.783
21. SEGUROS
A Sociedade e suas controladas adotam uma política de seguros que considera, principalmente, a concentração de
riscos e sua relevância, contratados por montantes considerados suficientes pela Administração, levando-se em
consideração a natureza de suas atividades e a orientação de seus consultores de seguros. A cobertura dos seguros,
em valores de 31 de março de 2004, é assim demonstrada:
Itens
Tipo
de
cobertura
Importância
segurada
Complexo industrial/estoques
Quaisquer danos materiais a edificações,
instalações e máquinas e equipamentos
365.033
Veículos
Incêndio, roubo e colisão para 805 veículos
14.928
Lucros cessantes
Não-realização de lucros decorrentes de
danos materiais em instalações, edificações e
máquinas e equipamentos de produção
428.398
414
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 31/03/2004
99999-9 NATURA COSMÉTICOS S/A 71.673.990/0001-77
05.01 - COMENTÁRIO DO DESEMPENHO DA COMPANHIA NO TRIMESTRE
21/05/2004 19:13:21 Pág:
1
ITR ­ Natura Controladora
Receita Operacional Bruta
A receita operacional bruta alcançou R$460,0 milhões no primeiro trimestre de 2004, representando um
aumento de 39,0% em relação à receita operacional bruta de R$330,9 milhões do primeiro trimestre de 2003.
A receita operacional bruta é composta pelas vendas no mercado interno.
Vendas no mercado interno. O aumento de 39% das vendas no mercado interno pode ser decomposto em
aumento de 28,8% na quantidade de unidades vendidas (que atingiu 37,4 milhões de unidades no primeiro
trimestre de 2004 e 29,0 milhões no mesmo período de 2003) e aumento médio de preços de 12,1% (efetuado
no final do mês de março de 2003),
O aumento na quantidade de itens vendidos está em grande parte relacionado ao crescimento de 16,5% do
número médio de Consultoras Natura, o melhor resultado de nossos esforços de marketing (promoção e
mídia) e ao lançamentos de novos produtos.

Custo dos produtos vendidos
O custo dos produtos vendidos foi de R$148,7 milhões no primeiro trimestre de 2004, representando um
crescimento de 32,3% comparado ao custo dos produtos vendidos de R$112,4 milhões no mesmo período de
2003.
O aumento em nossos custos em termos absolutos está diretamente relacionado ao (i) aumento da quantidade
de unidades vendidas, (ii) aumento no quadro de colaboradores, (iii) aumento salarial decorrente de acordos
coletivos de trabalho e (iv) pela inflação média do período.

Despesas Financeiras
A despesa financeira diminuiu para R$5,7 milhões no primeiro trimestre de 2004 em comparação a R$24,0
milhões no mesmo período de 2003. Esta queda está primordialmente relacionada a (i) diminuição da
provisão para perdas com swap que, no primeiro trimestre de 2003, foi influenciada pela apreciação do real
em relação ao dólar (5,1%) e que, no mesmo período de 2004, foi influenciada por uma pequena
desvalorização do real (0,7%) e (ii) redução da dívida média no primeiro trimestre de 2004 em comparação
com o mesmo período de 2003.
Receita financeira
A receita financeira diminuiu para R$9,1 milhões no primeiro trimestre de 2004 em comparação com R$13,0
milhões no mesmo período de 2003. A queda na receita financeira é devida primordialmente a apreciação do
real ocorrida no primeiro trimestre de 2003, que gerou uma receita relativa a variação cambial das dívidas
denominadas em dólar neste período, o que não foi verificado no mesmo período de 2004. Por outro lado, o
aumento da disponibilidade financeira média no primeiro trimestre de 2004 em comparação ao primeiro
trimestre de 2003, influenciou positivamente a receita financeira na comparação dos exercícios.
Despesas com Vendas
As despesas com vendas aumentaram para R$88,5 milhões no primeiro trimestre de 2004 em comparação
com R$72,2 milhões no mesmo período de 2003. O aumento nas nossas despesas com vendas deveu-se,
principalmente (i) ao aumento nas despesas com a captação, separação e entrega de produtos (decorrente
basicamente de um aumento de 36% no numero de pedidos), (ii) ao aumento das despesas com publicidade e
nas operações internacionais e (iii) ao aumento das despesas com nossa força de vendas e nas despesas de
415
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 31/03/2004
99999-9 NATURA COSMÉTICOS S/A 71.673.990/0001-77
05.01 - COMENTÁRIO DO DESEMPENHO DA COMPANHIA NO TRIMESTRE
21/05/2004 19:13:21 Pág:
2
comunicação com o canal de vendas (o número médio de Consultoras Natura cresceu 16,5% na comparação
dos períodos). Nossas despesas com vendas foram afetadas também pela inflação existente no período.

Despesas administrativas e gerais
As despesas administrativas e gerais aumentaram para R$53,4 milhões no primeiro trimestre de 2004 em
comparação com R$23,7 milhões no mesmo período de 2003. Este aumento pode ser explicado pelo (i)
aumento nas despesas com a expansão internacional de linha Natura Ekos e outros projetos , (ii) pela
constituição de uma provisão relativa ao pagamento de stock options, (iii) pelo aumento das despesas com o
quadro administrativo e (iv) pelo aumento do faturamento referente aos serviços prestados pela Natura
Logística e Natura Inovação para a Natura Cosméticos. As despesas administrativas e gerais também foram
afetadas pela inflação existente no período.




416
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS
01.01 - IDENTIFICAÇÃO
Legislação Societária
99999-9
NATURA COSMÉTICOS S/A
71.673.990/0001-77
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS
06.01 - BALANÇO PATRIMONIAL ATIVO CONSOLIDADO (Reais Mil)
1 - CÓDIGO
2 - DESCRIÇÃO
4 - 31/12/2003
3 - 31/03/2004
Data-Base - 31/03/2004
Divulgação Externa
1 - CÓDIGO CVM
2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL
3 - CNPJ
1
Ativo Total
720.742
723.859
1.01
Ativo Circulante
429.023
437.531
1.01.01
Disponibilidades
122.197
136.111
1.01.02
Créditos
166.878
180.118
1.01.03
Estoques
89.293
79.254
1.01.04
Outros
50.655
42.048
1.01.04.01
Partes Relacionadas
0
1.275
1.01.04.02
IR e CSLL diferidos
21.663
22.096
1.01.04.03
Créditos a receber "swap"
0
0
1.01.04.04
Outros
28.992
18.677
1.02
Ativo Realizável a Longo Prazo
32.446
29.780
1.02.01
Créditos Diversos
32.446
26.398
1.02.02
Créditos com Pessoas Ligadas
0
3.382
1.02.02.01
Com Coligadas
0
3.382
1.02.02.02
Com Controladas
0
0
1.02.02.03
Com Outras Pessoas Ligadas
0
0
1.02.03
Outros
0
0
1.03
Ativo Permanente
259.273
256.548
1.03.01
Investimentos
2.739
2.809
1.03.01.01
Participações em Coligadas
0
0
1.03.01.02
Participações em Controladas
2.739
2.809
1.03.01.03
Outros Investimentos
0
0
1.03.02
Imobilizado
256.534
253.739
1.03.03
Diferido
0
0
21/05/2004 19:13:51
Pág:
1
417
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS
01.01 - IDENTIFICAÇÃO
Legislação Societária
99999-9
NATURA COSMÉTICOS S/A
71.673.990/0001-77
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS
06.02 - BALANÇO PATRIMONIAL PASSIVO CONSOLIDADO (Reais Mil)
1 - CÓDIGO
2 - DESCRIÇÃO
4 - 31/12/2003
3 - 31/03/2004
Data-Base - 31/03/2004
Divulgação Externa
1 - CÓDIGO CVM
2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL
3 - CNPJ
2
Passivo Total
720.742
723.859
2.01
Passivo Circulante
223.762
408.719
2.01.01
Empréstimos e Financiamentos
39.716
75.102
2.01.02
Debêntures
0
102.170
2.01.03
Fornecedores
61.225
57.523
2.01.04
Impostos, Taxas e Contribuições
55.225
64.297
2.01.05
Dividendos a Pagar
0
28.541
2.01.06
Provisões
2.839
9.012
2.01.07
Dívidas com Pessoas Ligadas
0
6.268
2.01.08
Outros
64.757
65.806
2.01.08.01
Salários
29.380
41.563
2.01.08.02
Outros
35.377
24.243
2.02
Passivo Exigível a Longo Prazo
145.362
193.832
2.02.01
Empréstimos e Financiamentos
101.181
32.986
2.02.02
Debêntures
0
130.656
2.02.03
Provisões
35.578
28.381
2.02.04
Dívidas com Pessoas Ligadas
0
0
2.02.05
Outros
8.603
1.809
2.03
Resultados de Exercícios Futuros
0
0
2.04
Participações Minoritárias
8
(30)
2.05
Patrimônio Líquido
351.610
121.338
2.05.01
Capital Social Realizado
196.371
56.387
2.05.02
Reservas de Capital
106.952
9.998
2.05.02.01
Ações em tesouraria
(3.762)
0
2.05.02.02
Ágio na emissão de ações
100.716
0
2.05.02.03
Subvenções para investimentos
9.998
0
2.05.03
Reservas de Reavaliação
0
0
2.05.03.01
Ativos Próprios
0
0
2.05.03.02
Controladas/Coligadas
0
0
2.05.04
Reservas de Lucro
2.05.04.01
Legal
3.629
10.687
2.05.04.02
Estatutária
0
0
2.05.04.03
Para Contingências
0
0
2.05.04.04
De Lucros a Realizar
(1.464)
(1.278)
2.05.04.05
Retenção de Lucros
0
45.544
2.05.04.06
Especial p/ Dividendos Não Distribuídos
0
0
2.05.04.07
Outras Reservas de Lucro
0
0
2.05.05
Lucros/Prejuízos Acumulados
46.122
0
22/05/2004 13:05:08
Pág:
1
54.953
2.165
418
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS
01.01 - IDENTIFICAÇÃO
Legislação Societária
99999-9
NATURA COSMÉTICOS S/A
71.673.990/0001-77
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS
07.01 - DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO CONSOLIDADO (Reais Mil)
1 - CÓDIGO
2 - DESCRIÇÃO
5 - 01/01/2003 a 31/03/2003
4 - 01/01/2004 a 31/03/2004
3 - 01/01/2004 a 31/03/2004
Divulgação Externa
1 - CÓDIGO CVM
2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL
3 - CNPJ
6 - 01/01/2003 a 31/03/2003
Data-Base - 31/03/2004
3.01
Receita Bruta de Vendas e/ou Serviços
344.851
475.649
475.649
344.851
3.02
Deduções da Receita Bruta
(104.972)
(146.479)
(146.479)
(104.972)
3.03
Receita Líquida de Vendas e/ou Serviços
239.879
329.170
329.170
239.879
3.04
Custo de Bens e/ou Serviços Vendidos
(88.710)
(108.375)
(108.375)
(88.710)
3.05
Resultado Bruto
151.169
220.795
220.795
151.169
3.06
Despesas/Receitas Operacionais
(124.177)
(148.712)
(148.712)
(124.177)
3.06.01
Com Vendas
(78.666)
(103.942)
(103.942)
(78.666)
3.06.02
Gerais e Administrativas
(34.922)
(43.729)
(43.729)
(34.922)
3.06.02.01
Gerais e Administrativas
(33.576)
(41.789)
(41.789)
(33.576)
3.06.02.02
Remuneração dos administradores
(1.346)
(1.940)
(1.940)
(1.346)
3.06.03
Financeiras
(10.589)
(1.041)
(1.041)
(10.589)
3.06.03.01
Receitas Financeiras
14.861
13.083
13.083
14.861
3.06.03.02
Despesas Financeiras
(25.450)
(14.124)
(14.124)
(25.450)
3.06.04
Outras Receitas Operacionais
0
0
0
0
3.06.05
Outras Despesas Operacionais
0
0
0
0
3.06.06
Resultado da Equivalência Patrimonial
0
0
0
0
3.07
Resultado Operacional
26.992
72.083
72.083
26.992
3.08
Resultado Não Operacional
(1.166)
688
688
(1.166)
3.08.01
Receitas
0
688
688
0
3.08.02
Despesas
(1.166)
0
0
(1.166)
3.09
Resultado Antes Tributação/Participações
25.826
72.771
72.771
25.826
3.10
Provisão para IR e Contribuição Social
(5.032)
(20.935)
(20.935)
(5.032)
3.11
IR Diferido
0
0
0
0
3.12
Participações/Contribuições Estatutárias
(15.774)
(7.178)
(7.178)
(15.774)
3.12.01
Participações
(15.774)
(7.178)
(7.178)
(15.774)
Pág:
1
21/05/2004 19:14:18
419
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS
01.01 - IDENTIFICAÇÃO
Legislação Societária
99999-9
NATURA COSMÉTICOS S/A
71.673.990/0001-77
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS
07.01 - DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO CONSOLIDADO (Reais Mil)
1 - CÓDIGO
2 - DESCRIÇÃO
5 - 01/01/2003 a 31/03/2003
4 - 01/01/2004 a 31/03/2004
3 - 01/01/2004 a 31/03/2004
Divulgação Externa
1 - CÓDIGO CVM
2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL
3 - CNPJ
6 - 01/01/2003 a 31/03/2003
Data-Base - 31/03/2004
3.12.02
Contribuições
0
0
0
0
3.13
Reversão dos Juros sobre Capital Próprio
0
0
0
0
3.14
Participações Minoritárias
18
0
0
18
3.15
Lucro/Prejuízo do Período
5.038
44.658
44.658
5.038
PREJUÍZO POR AÇÃO
LUCRO POR AÇÃO
NÚMERO AÇÕES, EX-TESOURARIA (Mil)
0,54079
0,54079
143,94286
82.579
82.579
35
35
143,94286
Pág:
2
21/05/2004 19:14:18
420
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 31/03/2004
99999-9 NATURA COSMÉTICOS S/A 71.673.990/0001-77
08.01 - COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO NO TRIMESTRE
21/05/2004 19:14:54 Pág:
1
Natura Cosméticos Consolidado ­ ITR 1º Trimestre
Destaques do trimestre
(i)
As vendas em unidades cresceram 28,8% no primeiro trimestre de 2004 em comparação ao mesmo
período do ano passado, enquanto a receita líquida evoluiu 37,2%;
(ii)
A margem bruta cresceu para 67,1% no primeiro trimestre de 2004 em comparação a 63,0% no
mesmo período de 2003;
(iii)
O Ebitda alcançou R$82,3 milhões no primeiro trimestre de 2004, representando um crescimento de
87,5% quando comprado ao mesmo período de 2003.
(iv)
O lucro líquido obtido no período foi de R$44,7 milhões, comparativamente aos R$5,0 milhões
obtidos no primeiro trimestre de 2003.
Receita Operacional Bruta
Nossa receita operacional bruta alcançou R$475,7 milhões no primeiro trimestre de 2004, representando um
aumento de 37,9% em relação à receita operacional bruta de R$344,9 milhões do primeiro trimestre de 2003.
Vendas no mercado interno. A receita proveniente das vendas no mercado interno somou R$462,0 milhões
no primeiro trimestre de 2004, representando um crescimento de 37,7% quando comparado ao mesmo
período de 2003. Este crescimento pode ser decomposto em aumento de 28,8% na quantidade de unidades
vendidas (que atingiu 37,4 milhões de unidades no primeiro trimestre de 2004 e 29,0 milhões no mesmo
período de 2003) e aumento médio de preços de 12,1% (efetuado no final do mês de março de 2003),
O aumento na quantidade de itens vendidos está em grande parte relacionado ao crescimento de 16,5% do
número médio de Consultoras Natura, ao melhor resultado de nossos esforços de marketing (promoção e
mídia) e ao lançamento de novos produtos.

O quadro a seguir demonstra a abertura das nossas vendas por segmento:
Período encerrado em 31 de
Março
Abertura da Receita Bruta
2003
2004
(em milhões R$)
Mercado interno ­ Cosméticos e Fragrâncias (1)
222,8
302,1
Mercado interno - Higiene Pesssoal (2)
97,3
146,0
Outros (3)
15,7 14,0
Vendas no mercado externo (4)
9,1
13,5

Nota 1 - Fragrâncias, maquilagem, cremes e loções e proteção solar.
Nota 2 - Produtos para cabelos, sabonetes, desodorantes, produtos para barbear e higiene oral.
Nota 3 - Primordialmente material de apoio a revenda, amostras, demonstradores, acessórios ( necessaires,
bolsas, etc).
Nota 4 - Vendas efetuadas nas nossas subsidiárias na Argentina, Chile e Peru e para o distribuidor na Bolívia.
Nosso segmento de higiene pessoal apresentou um crescimento nas vendas de 50,1% na comparação dos
períodos, acima da média da empresa, por conta de uma maior concentração de lançamentos ocorridos neste
segmento.
421
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 31/03/2004
99999-9 NATURA COSMÉTICOS S/A 71.673.990/0001-77
08.01 - COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO NO TRIMESTRE
21/05/2004 19:14:54 Pág:
2
Vendas no mercado externo. A receita proveniente de vendas no mercado externo somou R$13,5 milhões no
primeiro trimestre de 2004, representando um crescimento de 49,3% em relação às vendas para o mercado
externo de R$9,1 milhões no mesmo período de 2003. Em moeda local, obtivemos um crescimento médio de
58,3% na comparação dos períodos. Este desempenho está diretamente relacionado ao crescimento
consistente do número de Consultoras Natura (aumento médio de 35%, no total do número de consultoras
nestes países) e ao resultado de um maior investimento em marketing.
Custo dos produtos vendidos
O custo dos produtos vendidos foi de R$108,4 milhões no primeiro trimestre de 2004, representando um
crescimento de 22,2% comparado ao custo dos produtos vendidos de R$88,7 milhões no mesmo período de
2003.
A tabela a seguir apresenta os componentes de custo dos produtos vendidos para os períodos indicados, bem
como a variação percentual de cada componente.
Período encerrado em 31 de março
2003
2004
% de variação
(em milhões de R$)
Matéria-prima .......................................................................................................
69,4 82,7
19,2%
Mão-de-obra .........................................................................................................
8,1 9,2
13,2%
Depreciação ..........................................................................................................
4,7 5,3
13,5%
Outros custos (1)...................................................................................................
6,6 11,2
71,2%
Custo dos produtos vendidos ..........................................................................
88,7
108,4
22,2%
Nota 1 ­ Os "outros custos" incluem energia elétrica, água, gás, consultorias, serviços de informática dentre
outros.
Em percentual da receita operacional líquida, nosso custo dos produtos vendidos diminuiu para 32,9% em
2004, comparado a 37,0% em 2003. Esta diminuição foi devida principalmente ao reajuste de preços de
venda, da ordem de 12%, efetuado no início do 2º trimestre de 2003, e ao fato dos preços das matérias-primas
terem se mantido, no seu conjunto, razoavelmente estáveis nos últimos 12 meses. Além disso, houve redução
de custos no processo fabril e ganhos de escala (produzimos 35,5 milhões de unidades no primeiro trimestre
de 2004, representando um crescimento de 34,1% quando comparado ao mesmo período de 2003).
A rubrica "outros custos" da tabela acima teve um crescimento de 71,2% na comparação dos períodos, em
virtude de reclassificação de custos antes classificados na rubrica "mão de obra", por conta da terceirização de
serviços técnicos de engenharia.
Despesas Operacionais
As despesas operacionais foram de R$148,7 milhões no primeiro trimestre de 2004, representando um
crescimento de 19,8% comparado às despesas operacionais de R$124,2 milhões no mesmo período de 2003.
A tabela a seguir apresenta a composição de nossa despesa operacional para os períodos indicados, bem como
a variação percentual de cada componente:
422
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 31/03/2004
99999-9 NATURA COSMÉTICOS S/A 71.673.990/0001-77
08.01 - COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO NO TRIMESTRE
21/05/2004 19:14:54 Pág:
3
Período encerrado em 31 de
Março
2003
2004
% de variação
(em milhões de R$)
Despesas com vendas ...........................................................................................
(78,7) (103,9) 32,1
Despesas administrativas e gerais.............................................................................. (29,8) (37,0)
24,0
Participação dos colaboradores.................................................................................. (3,8) (4,8) 27,9
Remuneração da Administração ................................................................................ (1,3) (1,9) 44,1
Despesas financeiras ..................................................................................................
(25,5)
(14,1) (44,5)
Receitas financeiras ...................................................................................................
14,9
13,1 (12,0)
Despesas com vendas
Embora tenhamos investido mais em marketing no primeiro trimestre de 2004 quando comparado ao mesmo
período de 2003, o aumento da produtividade de nossas consultoras (o número médio das Consultoras Natura
cresceu 16,5% na comparação dos períodos contra um aumento de 37,7% das vendas no mercado interno) e a
diluição dos custos fixos levou a uma redução das despesas com vendas, em termos de percentual da receita
operacional líquida, de 32,8% em 2003 para 31,6% em 2004.
Despesas administrativas e gerais
Estas despesas diminuíram, em termos de percentual da receita operacional líquida, de 12,4% no primeiro
trimestre de 2003 para 11,2% no mesmo período de 2004. Esta diminuição ocorreu por conta da diluição dos
custos fixos, derivada do crescimento de 37,7% nas vendas no mercado interno. Este efeito foi parcialmente
reduzido pelo fato de terem sido provisionados R$2,6 milhões relativos ao programa de stock option, no
primeiro trimestre de 2004.

Despesas / receitas financeiras
As despesas financeiras diminuíram para R$14,1 milhões no primeiro trimestre de 2004 em comparação a
R$25,5 milhões no mesmo período de 2003. Esta queda está primordialmente relacionada a diminuição da
provisão para perdas com swap que, no primeiro trimestre de 2003, foi influenciada pela apreciação do real
em relação ao dólar (5,1%) e que, no mesmo período de 2004, foi influenciada por uma pequena
desvalorização do real (0,7%). A diminuição das despesas ocorrida na comparação dos períodos poderia ter
sido maior não fosse a incorporação da Natura Empreendimentos pela Natura Cosméticos em 5 de março de
2004 que produziu um aumento nos juros referente a empréstimos da Natura Empreendimentos e da Natura
Inovação. A incorporação da Natura Empreendimentos pela Natura Cosméticos foi feita com base nos
balanços de 31 de janeiro de 2004 dessas companhias.
A receita financeira diminuiu para R$13,1 milhões no primeiro trimestre de 2004 em comparação com R$14,9
milhões no mesmo período de 2003. Inicialmente, a receita financeira foi positivamente influenciada, na
comparação dos períodos, pelo aumento da disponibilidade financeira média e pela incorporação da Natura
Empreendimentos pela Natura Cosméticos (os juros relativos às aplicações da Natura Empreendimentos e
Natura Inovação afetaram positivamente o consolidado da Natura Cosméticos nos meses de fevereiro e março
de 2004). Em contrapartida, a apreciação do real ocorrida no primeiro trimestre de 2003 gerou uma receita
relativa a variação cambial das dívidas denominadas em dólar neste período, o que não foi verificado no
mesmo período de 2004.
O resultado financeiro líquido apresentou uma despesa de R$10,6 milhões no primeiro trimestre de 2003 em
comparação a uma despesas de R$1,0 milhão no mesmo período de 2004. Esta diminuição está
primordialmente relacionada a queda de nosso endividamento líquido médio (dívida total acrescido da
provisão para perdas com swap, diminuído da disponibilidade financeira) de R$126,3 milhões no primeiro
423
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 31/03/2004
99999-9 NATURA COSMÉTICOS S/A 71.673.990/0001-77
08.01 - COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO NO TRIMESTRE
21/05/2004 19:14:54 Pág:
4
trimestre de 2003 para R$1,3 milhões no mesmo período de 2004 e à queda do CDI médio de 25,6% aa no
primeiro trimestre de 2003 para 16,2%aa no mesmo período de 2004.
Os efeitos das variações cambias sobre nossas despesas e receitas financeiras são eliminados quando
efetuamos a análise conjunta destas linhas de resultado, uma vez que nosso endividamento em dólar
encontra-se protegido com contratos de swap , referenciando o perfil de nossa dívida às mudanças no CDI.
EBITDA
Nosso EBITDA (lucro antes das despesas financeiras líquidas, imposto de renda e contribuição social,
depreciação, amortização, participação das debêntures e participação dos minoritários) atingiu R$82,3
milhões no primeiro trimestre de 2004, representando um crescimento de 87,5% comparado ao EBITDA de
R$43,9 milhões no primeiro trimestre de 2003. A nossa margem de EBITDA foi de 25,1% no primeiro
trimestre de 2004, em comparação a 18,3% no mesmo período de 2003.
Operações no exterior
Nossas operações no exterior tiveram um prejuízo antes dos efeitos financeiros de R$2,4 milhões (equivalente
a -37% da receita operacional líquida) no primeiro trimestre de 2003 contra R$2,4 milhões (representando -
24,4% da receita operacional líquida) no mesmo período de 2004. Este prejuízo manteve-se constante, apesar
do crescimento das vendas em reais de 51,8%, pelo fato de termos aumentado o investimento em marketing
nessas operações.
424
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 31/03/2004
99999-9 NATURA COSMÉTICOS S/A 71.673.990/0001-77
15.01 - PROJETOS DE INVESTIMENTO
21/05/2004 19:18:16 Pág:
1
Em 2004, esperamos investir aproximadamente R$80,0 milhões no aumento de nossa capacidade de
movimentação de materiais (estocagem e separação), capacidade de manufatura e outros investimentos
(manutenção de equipamentos de informática, software, moldes e veículos):
·
Novo Armazém Vertical: Estamos finalizando o planejamento técnico para a construção de um novo
armazém vertical, que esperamos finalizar até o primeiro semestre de 2005. Estimamos que este projeto
demandará no total um investimento de R$32,0 milhões, dos quais esperamos desembolsar R$17,0 milhões
em 2004. Com este novo armazém, nossa capacidade de estocagem de produtos finalizados, embalagens e
matérias-primas crescerá de 24.000 pallets para 52.000 pallets em 2005.
·
Nova Linha de Separação: Estamos finalizando o planejamento técnico para a construção de uma
nova linha de separação, que esperamos finalizar até o segundo semestre de 2004. Estimamos que este projeto
demandará um investimento total de R$10,0 milhões, e esperamos desembolsar R$8 milhões ainda em 2004.
Com esta nova linha, nossa capacidade de separação crescerá aproximadamente 125%, de 32.300 pedidos por
dia para aproximadamente 72.700 pedidos por dia.
·
Capacidade de Manufatura: Esperamos investir aproximadamente R$21,0 milhões em 2004 para
aumentar nossa capacidade de manufatura através da aquisição de novo maquinário ou da atualização do
maquinário existente sem que precisemos construir novos módulos para a planta de Cajamar.
·
Outros investimentos relevantes: Esperamos investir cerca de R$34,0 milhões em 2004. Deste total,
aproximadamente R$19 milhões são referentes a investimentos de manutenção (troca de veículos de
promotoras de vendas e de gerentes, novos moldes e ferramentas em virtude de lançamentos de produtos
novos, software e equipamentos de informática) e R$15 milhões serão investimentos ligados a projetos
específicos que buscam melhorias nos processos da empresa.
Dos investimentos relacionados ao aumento da capacidade de produção descritos anteriormente, uma parcela
será financiada pelo Banco Itaú BBA, que nos repassou US$ 10,0 milhões de fundos do International Finance
Corporation
­ IFC (ver Liquidez e Recuros de Capital ­ Endividamento). Para os demais investimentos em
aumento das capacidades de produção e de estocagem, a empresa está buscando linhas de crédito, com taxas
competitivas. Financiamentos serão importantes para nossa expansão, no entanto, conseguiremos implementar
tais projetos, com o uso de recursos próprios, em um cenário de falta de liquidez no mercado de capitais.
425