background image
5.1 - Descrição dos principais riscos de mercado
36
5. Risco de mercado
4.3 - Processos judiciais, administrativos ou arbitrais não sigilosos e relevantes
22
4.4 - Processos judiciais, administrativos ou arbitrais não sigilosos cujas partes contrárias sejam administradores,
ex-administradores, controladores, ex-controladores ou investidores
30
4.1 - Descrição dos fatores de risco
13
4.2 - Comentários sobre expectativas de alterações na exposição aos fatores de risco
21
4.7 - Outras contingências relevantes
34
4.8 - Regras do país de origem e do país em que os valores mobiliários estão custodiados
35
4.5 - Processos sigilosos relevantes
31
4.6 - Processos judiciais, administrativos ou arbitrais repetitivos ou conexos, não sigilosos e relevantes em
conjunto
32
4. Fatores de risco
3.9 - Outras informações relevantes
12
3.8 - Obrigações de acordo com a natureza e prazo de vencimento
11
3.3 - Eventos subsequentes às últimas demonstrações financeiras
6
3.4 - Política de destinação dos resultados
7
3.1 - Informações Financeiras
4
3.2 - Medições não contábeis
5
3.7 - Nível de endividamento
10
3.6 - Declaração de dividendos à conta de lucros retidos ou reservas
9
3.5 - Distribuição de dividendos e retenção de lucro líquido
8
3. Informações financ. selecionadas
2.1/2.2 - Identificação e remuneração dos Auditores
2
2.3 - Outras informações relevantes
3
2. Auditores independentes
1.1 - Declaração e Identificação dos responsáveis
1
1. Responsáveis pelo formulário
Índice
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
9.1 - Bens do ativo não-circulante relevantes - outros
110
9.1 - Bens do ativo não-circulante relevantes / 9.1.a - Ativos imobilizados
145
9. Ativos relevantes
8.2 - Organograma do Grupo Econômico
106
8.1 - Descrição do Grupo Econômico
104
8.4 - Outras informações relevantes
108
8.3 - Operações de reestruturação
107
8. Grupo econômico
7.7 - Efeitos da regulação estrangeira nas atividades
83
7.6 - Receitas relevantes provenientes do exterior
82
7.9 - Outras informações relevantes
85
7.8 - Relações de longo prazo relevantes
84
7.5 - Efeitos relevantes da regulação estatal nas atividades
68
7.2 - Informações sobre segmentos operacionais
49
7.1 - Descrição das atividades do emissor e suas controladas
47
7.4 - Clientes responsáveis por mais de 10% da receita líquida total
67
7.3 - Informações sobre produtos e serviços relativos aos segmentos operacionais
54
7. Atividades do emissor
6.3 - Breve histórico
43
6.1 / 6.2 / 6.4 - Constituição do emissor, prazo de duração e data de registro na CVM
42
6.5 - Principais eventos societários ocorridos no emissor, controladas ou coligadas
44
6.7 - Outras informações relevantes
46
6.6 - Informações de pedido de falência fundado em valor relevante ou de recuperação judicial ou extrajudicial
45
6. Histórico do emissor
5.3 - Alterações significativas nos principais riscos de mercado
40
5.2 - Descrição da política de gerenciamento de riscos de mercado
39
5.4 - Outras informações relevantes
41
Índice
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
12.4 - Regras, políticas e práticas relativas ao Conselho de Administração
206
12.5 - Descrição da cláusula compromissória para resolução de conflitos por meio de arbitragem
209
12.3 - Datas e jornais de publicação das informações exigidas pela Lei nº6.404/76
205
12.1 - Descrição da estrutura administrativa
198
12.2 - Regras, políticas e práticas relativas às assembleias gerais
202
12.6 / 8 - Composição e experiência profissional da administração e do conselho fiscal
210
12.7 - Composição dos comitês estatutários e dos comitês de auditoria, financeiro e de remuneração
214
12.9 - Existência de relação conjugal, união estável ou parentesco até o 2º grau relacionadas a administradores
do emissor, controladas e controladores
217
12. Assembléia e administração
11.1 - Projeções divulgadas e premissas
196
11.2 - Acompanhamento e alterações das projeções divulgadas
197
11. Projeções
10.4 - Mudanças significativas nas práticas contábeis - Ressalvas e ênfases no parecer do auditor
183
10.5 - Políticas contábeis críticas
184
10.3 - Eventos com efeitos relevantes, ocorridos e esperados, nas demonstrações financeiras
182
10.1 - Condições financeiras e patrimoniais gerais
149
10.2 - Resultado operacional e financeiro
176
10.6 - Controles internos relativos à elaboração das demonstrações financeiras - Grau de eficiência e deficiência
e recomendações presentes no relatório do auditor
187
10.9 - Comentários sobre itens não evidenciados nas demonstrações financeiras
190
10.10 - Plano de negócios
191
10.11 - Outros fatores com influência relevante
195
10.7 - Destinação de recursos de ofertas públicas de distribuição e eventuais desvios
188
10.8 - Itens relevantes não evidenciados nas demonstrações financeiras
189
10. Comentários dos diretores
9.1 - Bens do ativo não-circulante relevantes / 9.1.b - Patentes, marcas, licenças, concessões, franquias e
contratos de transferência de tecnologia
146
9.1 - Bens do ativo não-circulante relevantes / 9.1.c - Participações em sociedades
147
9.2 - Outras informações relevantes
148
Índice
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
14.2 - Alterações relevantes - Recursos humanos
250
14.1 - Descrição dos recursos humanos
248
14.3 - Descrição da política de remuneração dos empregados
251
14. Recursos humanos
13.13 - Percentual na remuneração total detido por administradores e membros do conselho fiscal que sejam
partes relacionadas aos controladores
244
13.12 - Mecanismos de remuneração ou indenização para os administradores em caso de destituição do cargo ou
de aposentadoria
243
13.14 - Remuneração de administradores e membros do conselho fiscal, agrupados por órgão, recebida por
qualquer razão que não a função que ocupam
245
13.16 - Outras informações relevantes
247
13.15 - Remuneração de administradores e membros do conselho fiscal reconhecida no resultado de
controladores, diretos ou indiretos, de sociedades sob controle comum e de controladas do emissor
246
13.4 - Plano de remuneração baseado em ações do conselho de administração e diretoria estatutária
233
13.5 - Participações em ações, cotas e outros valores mobiliários conversíveis, detidas por administradores e
conselheiros fiscais - por órgão
235
13.3 - Remuneração variável do conselho de administração, diretoria estatutária e conselho fiscal
232
13.1 - Descrição da política ou prática de remuneração, inclusive da diretoria não estatutária
225
13.2 - Remuneração total do conselho de administração, diretoria estatutária e conselho fiscal
229
13.6 - Remuneração baseada em ações do conselho de administração e da diretoria estatutária
236
13.9 - Informações necessárias para a compreensão dos dados divulgados nos itens 13.6 a 13.8 - Método de
precificação do valor das ações e das opções
240
13.10 - Informações sobre planos de previdência conferidos aos membros do conselho de administração e aos
diretores estatutários
241
13.11 - Remuneração individual máxima, mínima e média do conselho de administração, da diretoria estatutária e
do conselho fiscal
242
13.7 - Informações sobre as opções em aberto detidas pelo conselho de administração e pela diretoria estatutária
238
13.8 - Opções exercidas e ações entregues relativas à remuneração baseada em ações do conselho de
administração e da diretoria estatutária
239
13. Remuneração dos administradores
12.11 - Acordos, inclusive apólices de seguros, para pagamento ou reembolso de despesas suportadas pelos
administradores
219
12.10 - Relações de subordinação, prestação de serviço ou controle entre administradores e controladas,
controladores e outros
218
12.12 - Outras informações relevantes
220
Índice
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
18.3 - Descrição de exceções e cláusulas suspensivas relativas a direitos patrimoniais ou políticos previstos no
estatuto
286
18.4 - Volume de negociações e maiores e menores cotações dos valores mobiliários negociados
287
18.5 - Descrição dos outros valores mobiliários emitidos
288
18.1 - Direitos das ações
282
18.2 - Descrição de eventuais regras estatutárias que limitem o direito de voto de acionistas significativos ou que
os obriguem a realizar oferta pública
283
18.6 - Mercados brasileiros em que valores mobiliários são admitidos à negociação
290
18. Valores mobiliários
17.3 - Informações sobre desdobramentos, grupamentos e bonificações de ações
279
17.4 - Informações sobre reduções do capital social
280
17.5 - Outras informações relevantes
281
17.1 - Informações sobre o capital social
275
17.2 - Aumentos do capital social
276
17. Capital social
16.1 - Descrição das regras, políticas e práticas do emissor quanto à realização de transações com partes
relacionadas
268
16.2 - Informações sobre as transações com partes relacionadas
269
16.3 - Identificação das medidas tomadas para tratar de conflitos de interesses e demonstração do caráter
estritamente comutativo das condições pactuadas ou do pagamento compensatório adequado
273
16. Transações partes relacionadas
15.3 - Distribuição de capital
261
15.4 - Organograma dos acionistas
262
15.1 / 15.2 - Posição acionária
254
15.7 - Outras informações relevantes
267
15.6 - Alterações relevantes nas participações dos membros do grupo de controle e administradores do emissor
265
15.5 - Acordo de acionistas arquivado na sede do emissor ou do qual o controlador seja parte
263
15. Controle
14.4 - Descrição das relações entre o emissor e sindicatos
253
Índice
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
22.2 - Alterações significativas na forma de condução dos negócios do emissor
318
22.1 - Aquisição ou alienação de qualquer ativo relevante que não se enquadre como operação normal nos
negócios do emissor
317
22.4 - Outras informações relevantes
320
22.3 - Contratos relevantes celebrados pelo emissor e suas controladas não diretamente relacionados com suas
atividades operacionais
319
22. Negócios extraordinários
21.2 - Descrição da política de divulgação de ato ou fato relevante e dos procedimentos relativos à manutenção
de sigilo sobre informações relevantes não divulgadas
313
21.1 - Descrição das normas, regimentos ou procedimentos internos relativos à divulgação de informações
311
21.4 - Outras informações relevantes
316
21.3 - Administradores responsáveis pela implementação, manutenção, avaliação e fiscalização da política de
divulgação de informações
315
21. Política de divulgação
20.2 - Outras informações relevantes
310
20.1 - Informações sobre a política de negociação de valores mobiliários
309
20. Política de negociação
19.2 - Movimentação dos valores mobiliários mantidos em tesouraria
306
19.1 - Informações sobre planos de recompra de ações do emissor
305
19.4 - Outras informações relevantes
308
19.3 - Informações sobre valores mobiliários mantidos em tesouraria na data de encerramento do último exercício
social
307
19. Planos de recompra/tesouraria
18.8 - Ofertas públicas de distribuição efetuadas pelo emissor ou por terceiros, incluindo controladores e
sociedades coligadas e controladas, relativas a valores mobiliários do emissor
292
18.7 - Informação sobre classe e espécie de valor mobiliário admitida à negociação em mercados estrangeiros
291
18.10 - Outras informações relevantes
294
18.9 - Descrição das ofertas públicas de aquisição feitas pelo emissor relativas a ações de emissão de terceiros
293
Índice
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
Cargo do responsável
Diretor Presidente
Cargo do responsável
Diretor de Relações com Investidores
Nome do responsável pelo conteúdo do
formulário
Sr. Roberto Pedote
Nome do responsável pelo conteúdo do
formulário
Sr. Alessandro Giuseppe Carlucci
Os diretores acima qualificados, declaram que:
a. reviram o formulário de referência
b. todas as informações contidas no formulário atendem ao disposto na Instrução CVM nº 480, em especial aos arts. 14 a
19
c. o conjunto de informações nele contido é um retrato verdadeiro, preciso e completo da situação econômico-financeira do
emissor e dos riscos inerentes às suas atividades e dos valores mobiliários por ele emitidos
1.1 - Declaração e Identificação dos responsáveis
PÁGINA: 1 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
EDIMAR FACCO
01/01/2010
012.937.208-01
Rua Alexandre Dumas, n.º 1.981, N/A, Ch. Santo Antonio, São Paulo, SP, Brasil, CEP 04717-906,
Telefone (011) 51866064, Fax (011) 51861333, e-mail: efacco@deloitte.com
Montante total da remuneração dos auditores
independentes segregado por serviço
Auditoria (em R$ mil)............................ 1.989,5
Descrição do serviço contratado
- Auditoria integrada: honorários e reembolso de despesas para a execução dos trabalhos de auditoria independente nas
Demonstrações Financeiras em BRGAAP e IFRS;
- Consultoria: honorários e reembolso de despesas para a consultoria no mapeamento e desenho do ambiente de controles
internos;
Justificativa da substituição
N/A
Nome responsável técnico
Período de prestação de
serviço
CPF
Endereço
Razão apresentada pelo auditor em caso da discordância
da justificativa do emissor
N/A
Tipo auditor
Nacional
Código CVM
385-9
Possui auditor?
SIM
Período de prestação de serviço
01/06/2002
CPF/CNPJ
49.928.567/0001-11
Nome/Razão social
DELOITTE TOUCHE TOHMATSU
2.1/2.2 - Identificação e remuneração dos Auditores
PÁGINA: 2 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
2.3 - Outras informações relevantes
2.3
Outras Informações Relevantes
Em conformidade com a Instrução CVM nº 381/03, informamos que a Sociedade e suas controladas
adotam como procedimento formal consultar os auditores independentes Deloitte Touche Tohmatsu, no
sentido de assegurar-se de que a realização da prestação destes outros serviços não venha afetar sua
independência e objetividade necessária ao desempenho dos serviços de auditoria independente, bem
como obter a devida aprovação de seu Comitê de Auditoria.

Adicionalmente são requeridas declarações formais desses mesmos auditores quanto a sua independência
para realização de serviços de não auditoria.

A política da empresa na contratação de serviços de auditores independentes assegura que não haja
conflito de interesses, perda de independência ou objetividade.
PÁGINA: 3 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
Resultado Líquido por Ação
1,728100
1,592600
1,206900
Valor Patrimonial de Ação (Reais
Unidade)
2,918000
2,649000
2,364400
Número de Ações, Ex-Tesouraria
(Unidades)
430.881.416
430.273.906
429.063.794
Resultado Líquido
744.049.778,89
683.923.598,58
517.856.724,03
Resultado Bruto
3.579.906.125,51
2.947.492.152,38
2.462.962.955,56
Rec. Liq./Rec. Intermed.
Fin./Prem. Seg. Ganhos
5.136.711.938,02
4.242.056.652,38
3.576.200.231,27
Ativo Total
3.221.870.560,81
2.741.218.474,78
2.242.153.350,15
Patrimônio Líquido
1.257.500.890,77
1.139.820.536,72
1.014.100.000,39
3.1 - Informações Financeiras - Consolidado
(Reais)
Exercício social (31/12/2010)
Exercício social (31/12/2009)
Exercício social (31/12/2008)
PÁGINA: 4 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
3.2 - Medições não contábeis

3.2
Medições Não-Contábeis Selecionadas

Outras Informações Financeiras
Exercício social encerrado em
31 de dezembro de
2010
2009
2008
(em milhões de R$)
Lucro líquido das operações continuadas...........................
744,1
683,9
517,9
(+) Depreciações e amortizações .....................................................................................................................
88,8
92,4
90,0
(+) (Receitas) despesas financeiras líquidas ......................................................................................................
49,7
41,8
22,8
(+) IRPJ e CSLL .............................................................................................................................................
374,1
190,3
229,4
EBITDA
(1)
...........................................................................................................................................................
1.256,8
1.008,4
860,1
Em 31 de dezembro de
2010
2009
2008
Endividamento:
Empréstimos e financiamentos totais
(691,6)
(704,4)
(480,1)
(+) Ganhos (perdas) não realizados com operações
de derivativos
(4,1)
(8,7)
38,1
(-) Caixa e Equivalentes de Caixa
560,2
500,3
350,5
Empréstimos e financiamentos líquidos
(2)
(135,5)
(212,8)
(91,5)
(1)
Para os fins deste Formulário de Referência, o "EBITDA" da nossa Companhia consiste no lucro líquido antes das receitas e
despesas financeiras líquidas (incluindo variação cambial líquida), IRPJ e CSLL e da depreciação e amortização, sendo esta a
definição para o cálculo do EBITDA utilizada pela Companhia. O EBITDA não é medida de desempenho financeiro elaborada
segundo as Práticas Contábeis Adotadas no Brasil, IFRS (conforme definidos neste Formulário de Referência) ou os princípios
contábeis geralmente aceitos nos Estados Unidos da América (US GAAP), e tampouco deve ser considerado como uma
alternativa ao lucro líquido, um indicador do desempenho operacional da Companhia, uma alternativa aos fluxos de caixa ou
como indicador de liquidez. O EBITDA não possui significado padronizado, e a definição de EBITDA pode, eventualmente,
não ser comparável ao LAJIDA e ao EBITDA definido por outras empresas. Ainda que o EBITDA não forneça, de acordo com
as práticas contábeis adotadas no Brasil, IFRS (conforme definidos neste Formulário de Referência) ou os princípios
geralmente aceitos nos Estados Unidos da América (USGAAP) uma medida de fluxo de caixa, a administração o utiliza para
mensurar o desempenho operacional da Companhia, adicionalmente, entendemos que determinados investidores e analistas
financeiros utilizam o EBITDA como indicador do desempenho operacional de uma companhia e/ou fluxo de caixa. Outras
empresas podem calcular o EBITDA de maneira diferente da Companhia. Em razão de não serem consideradas, para o seu
cálculo, as despesas e receitas financeiras, o IRPJ e a CSLL, a depreciação e a amortização, o EBITDA funciona como um
indicador do desempenho econômico geral da Companhia, que não é afetado por flutuações nas taxas de juros, alterações
de carga tributária do Imposto de renda de pessoa jurídica ("IRPJ") e da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido ("CSLL")
ou alterações nos níveis de depreciação e amortização. Consequentemente, a administração da Companhia acredita que o
EBITDA permite uma melhor compreensão não só do seu desempenho financeiro, como também da sua capacidade de
cumprir com as suas obrigações passivas e de obtenção de recursos para suas despesas de capital e seu capital de giro. No
entanto, o EBITDA apresenta limitações que prejudicam a sua utilização como medida de lucratividade da Companhia, em
razão de não considerar determinados custos decorrentes de seus negócios, que poderiam afetar de maneira significativa
seus lucros, tais como despesas financeiras, tributos, depreciação, despesas de capital e outros encargos relacionados.
(2)
Empréstimos e financiamentos líquidos correspondem ao total de empréstimos mais os ganhos ou perdas não realizados em
operações com derivativos menos o caixa e equivalentes de caixa.
PÁGINA: 5 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
3.3 - Eventos subsequentes às últimas demonstrações financeiras

3.3
Eventos Relevantes Posteriores a 31 de dezembro de 2010

Em 23 de fevereiro de 2011, o Conselho de Administração da Companhia aprovou a distribuição de juros
sobre o capital próprio referente aos meses de agosto a dezembro de 2010, no valor total de
R$24.456.003,48 (R$0,0567 brutos por ação), pagos em 14 de abril de 2011. Na mesma data, o Conselho
aprovou ainda a distribuição de dividendos referentes aos meses de julho a dezembro de 2010, no valor
total de R$405.623.026,30 (R$0,9411 por ação), pagos, igualmente, em 14 de abril de 2011.

A aprovação em questão foi ratificada em Assembleia Geral Ordinária realizada em 08 de abril de 2011.
PÁGINA: 6 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
3.4 - Política de destinação dos resultados

3.4
Política de Destinação de Resultados
Exercícios Sociais Encerrados em 31 de dezembro de
2010
2009
2008
Regras
sobre
reserva
de
retenção de lucros
Em 31 de dezembro de 2010,
a reserva de retenção de
lucros foi constituída nos
termos do artigo 196 da Lei
nº 6.404/76, com o objetivo
de aplicação em futuros
investimentos, no montante
de R$18.624 mil. A retenção
referente ao exercício de 2010
está
fundamentada
em
orçamento
de
capital,
elaborado pela Administração
e aprovado pelo Conselho de
Administração no dia 23 de
fevereiro de 2011, o qual foi
submetido à aprovação dos
acionistas em Assembleia
Geral Ordinária realizada em 8
de abril de 2011.
Em 31 de dezembro de 2009,
a reserva de retenção de
lucros foi constituída nos
termos do artigo 196 da Lei
nº 6.404/76, com o objetivo
de aplicação em futuros
investimentos, no montante
de R$82.988 mil. A retenção
referente ao exercício de 2009
está
fundamentada
em
orçamento
de
capital,
elaborado pela Administração
e aprovado pelo Conselho de
Administração no dia 24 de
fevereiro de 2010, o qual foi
submetido à aprovação dos
acionistas em Assembleia
Geral Ordinária realizada em 6
de abril de 2010.
Em 31 de dezembro de 2008
a reserva de retenção de
lucros foi constituída nos
termos do artigo 196 da Lei
nº 6.404/76, com o objetivo
de aplicação em futuros
investimentos, no montante
de R$24.285 mil. A retenção
referente ao exercício de 2008
está
fundamentada
em
orçamento
de
capital,
submetido à aprovação dos
acionistas em Assembleia
Geral Ordinária realizada em
23 de março de 2009.
Regras sobre distribuição de
dividendos
Aos nossos acionistas foi
assegurado o direito ao
recebimento de um dividendo
equivalente a 30% (trinta por
cento) do nosso lucro líquido
no exercido.
Nos termos do nosso Estatuto
Social à época, o nosso lucro
líquido pôde ser ajustado:
(i)
com o acréscimo das
importâncias
resultantes
da reversão, no exercício,
de
reservas
para
contingências,
anteriormente formadas;
(ii)
com o decréscimo das
importâncias destinadas,
no exercício, à constituição
da reserva legal e de
reservas
para
contingências; e
(iii)sempre que o montante do
dividendo
mínimo
obrigatório ultrapassar a
parcela realizada do lucro
líquido do exercício, a
Administração
poderá
propor, e a Assembleia
Geral aprovar, destinar o
excesso à constituição de
reserva
de
lucros
a
realizar.
Aos nossos acionistas foi
assegurado o direito ao
recebimento de um dividendo
equivalente a 30% (trinta por
cento) do nosso lucro líquido
no exercido.
Nos termos do nosso Estatuto
Social à época, o nosso lucro
líquido pôde ser ajustado:
(i)
com o acréscimo das
importâncias
resultantes
da reversão, no exercício,
de
reservas
para
contingências,
anteriormente formadas;
(ii)
com o decréscimo das
importâncias destinadas,
no exercício, à constituição
da reserva legal e de
reservas
para
contingências; e
(iii)sempre que o montante do
dividendo
mínimo
obrigatório ultrapassar a
parcela realizada do lucro
líquido do exercício, a
Administração
poderá
propor, e a Assembleia
Geral aprovar, destinar o
excesso à constituição de
reserva
de
lucros
a
realizar.
Aos nossos acionistas foi
assegurado o direito ao
recebimento de um dividendo
equivalente a 30% (trinta por
cento) do nosso lucro líquido
no exercido.
Nos termos do nosso Estatuto
Social à época, o nosso lucro
líquido pôde ser ajustado:
(i)
com o acréscimo das
importâncias
resultantes
da reversão, no exercício,
de
reservas
para
contingências,
anteriormente formadas;
(ii)
com o decréscimo das
importâncias destinadas,
no exercício, à constituição
da reserva legal e de
reservas
para
contingências; e
(iii)sempre que o montante do
dividendo
mínimo
obrigatório ultrapassar a
parcela realizada do lucro
líquido do exercício, a
Administração
poderá
propor, e a Assembleia
Geral aprovar, destinar o
excesso à constituição de
reserva
de
lucros
a
realizar.
Periodicidade das distribuições
de dividendos
(1)
Semestral
Semestral
Semestral
Restrições à distribuição de
dividendos
Não houve
Não houve
Não houve
(1)
O Estatuto Social faculta o direito de levantar balanços semestrais ou intermediários e, com base neles, o Conselho da
Administração poderá aprovar a distribuição de dividendos intermediários.
PÁGINA: 7 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
Ordinária
438.147.020,13
14/04/2011
350.303.866,35
08/04/2010
285.025.775,56
08/04/2009
Outros
Ordinária
50.900.555,32
14/04/2011
36.765.709,93
08/04/2010
48.845.180,02
08/04/2009
Juros Sobre Capital Próprio
Ordinária
221.422.914,51
14/04/2011
204.233.483,15
08/04/2010
157.189.451,73
08/04/2009
Dividendo Obrigatório
Lucro líquido retido
Montante
Pagamento dividendo
Montante
Pagamento dividendo
Montante
Pagamento dividendo
3.5 - Distribuição de dividendos e retenção de lucro líquido
Dividendo distribuído em relação ao lucro líquido ajustado
96,300000
86,900000
93,700000
Lucro líquido ajustado
738.076.381,69
680.778.277,18
523.964.839,09
(Reais)
Exercício social 31/12/2010
Exercício social 31/12/2009
Exercício social 31/12/2008
Taxa de retorno em relação ao patrimônio líquido do emissor
56,500000
51,900000
48,400000
Data da aprovação da retenção
23/02/2011
24/02/2010
22/02/2009
Lucro líquido retido
18.623.665,99
82.987.376,89
24.284.694,13
Dividendo distribuído total
710.470.489,96
591.303.059,43
491.060.407,31
PÁGINA: 8 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
3.6 - Declaração de dividendos à conta de lucros retidos ou reservas

3.6 Dividendos Declarados a Conta de Lucros Retidos ou Reservas Constituídas em Exercícios
Anteriores
(R$ milhões)
Exercícios Sociais Encerrados em 31 de dezembro de
2010
2009
2008
Reserva de retenção de lucro ..............................................
18,6
83,0
24,3
Constituição de reserva de incentivo fiscal ............................
6,0
3,1
1,8

PÁGINA: 9 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
31/12/2010
691.663.300,47
Índice de Endividamento
35,49000000
3.7 - Nível de endividamento
Exercício Social
Montante total da dívida,
de qualquer natureza
Tipo de índice
Índice de
endividamento
Descrição e motivo da utilização de outro índice
PÁGINA: 10 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
Quirografárias
223.216.376,37
92.537.466,52
23.240.512,58
0,00
338.994.355,47
Garantia Real
3.378.623,80
349.290.234,24
0,00
0,00
352.668.858,04
Observação
Total
226.595.000,17
441.827.700,76
23.240.512,58
0,00
691.663.213,51
3.8 - Obrigações de acordo com a natureza e prazo de vencimento
Exercício social (31/12/2010)
Tipo de dívida
Inferior a um ano
Um a três anos
Três a cinco anos
Superior a cinco anos
Total
PÁGINA: 11 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
3.9 - Outras informações relevantes
3.9 Outras Informações Relevantes
Demais Informações Financeiras
Determinados valores e porcentagens incluídos neste documento foram arredondados, sendo que os totais
apresentados em algumas tabelas podem não corresponder a soma aritmética dos números que os
precedem.
PÁGINA: 12 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
4.1 - Descrição dos fatores de risco

4.1
Fatores de risco que possam influenciar a decisão de investimento, em especial, riscos
relacionados:

(a)
Com relação à Companhia:

Podemos não conseguir implementar totalmente nossa estratégia

Nossa habilidade de implementar as principais iniciativas de crescimento que fazem parte de nossa
estratégia depende de uma série de fatores, dentre os quais nossa capacidade de:
proteger e fortalecer nossas marcas e suas associações com o bem estar pessoal,
relacionamentos de qualidade, inovação e sustentabilidade;
atingir taxas sustentáveis de crescimento e rentabilidade em nossos mercados atuais e identificar
com êxito oportunidades em novos mercados;
manter nossos índices de retenção com relação as nossas revendedoras autônomas que não têm
relação de emprego conosco ("Consultoras Natura" ou "CN" e Consultora Natura Orientadora ou
"CNO") e expandir nossa rede de Consultoras Natura no Brasil, na América Latina e em novos
mercados;
desenvolver com êxito novos conceitos de produtos nas categorias em que atuamos, a
identificação de novos ingredientes e tecnologias e a fabricação de produtos que respondam às
demandas atuais do mercado; e
investir na eficiência operacional a partir da plataforma de infra-estrutura já instalada.

Não podemos assegurar que quaisquer destes objetivos serão realizados com êxito e por completo.

Um elemento crítico de nossa estratégia é nossa habilidade de manter relacionamentos estreitos com
nossas Consultoras Natura. Uma das maneiras pelas quais mantemos tais relacionamentos é a renovação
contínua de nosso
portfólio
de produtos inovadores e estimulantes e que mantenham nossas Consultoras
Natura interessadas na nossa Companhia e capazes de se beneficiarem financeiramente e pessoalmente
da revenda aos consumidores finais. Se não conseguirmos identificar com sucesso as demandas do
mercado, se qualquer um de nossos produtos tiver problemas de qualidade e performance, se nossos
competidores tiverem propriedade intelectual protegida que nos impeça de oferecer produtos que seriam
populares ou se as exigências legais impuserem limites nas matérias-primas e tecnologias que podemos
utilizar, poderemos ter dificuldades em fabricar produtos atraentes para as Consultoras Natura e os
consumidores finais. Qualquer impacto no desenvolvimento de produtos poderá afetar de maneira
negativa os nossos negócios.

Se formos incapazes de atrair e manter nossas Consultoras Natura, nossas vendas poderão ser
adversamente afetadas

Nossas Consultoras Natura são nosso principal canal de vendas. Em 31 de dezembro de 2010, nossos
produtos eram vendidos por 1.028,7 mil Consultoras Natura no Brasil e 192 mil Consultoras Natura fora do
Brasil. As Consultoras Natura são revendedoras autônomas que compram produtos diretamente da Natura
e os revendem para seus clientes.

Não existe contrato de exclusividade entre nós e nossas Consultoras Natura, e os contratos com nossas
Consultoras Natura não exigem tempo mínimo de associação conosco. Consequentemente, devemos
investir, de forma contínua, no treinamento e capacitação, na inovação, nas melhorias de qualidade e no
PÁGINA: 13 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
4.1 - Descrição dos fatores de risco

marketing
para manter e aumentar a atratividade de nossos produtos e estimular a produtividade de
nossas Consultoras Natura, de forma a estimular a fidelidade para com nossa Companhia. Adicionalmente,
dependemos de um número em constante crescimento de Consultoras Natura para a expansão de nossos
negócios. Nosso sucesso em atrair e manter Consultoras Natura depende de uma série de fatores, dentre
os quais:
nossa habilidade em manter relacionamentos estreitos e de qualidade com nossas Consultoras
Natura;
nossa habilidade contínua de criar produtos inovadores e estimulantes, que mantenham nossas
Consultoras Natura interessadas em nossa Companhia;
a percepção do público quanto à nossa marca, nossas linhas de produtos e canal de venda
direta;
a competição por Consultoras Natura por parte de outras companhias de venda direta; e
as condições macroeconômicas do Brasil.
Se formos incapazes de continuar a atrair novas Consultoras Natura, nosso negócio pode não crescer, e se
formos incapazes de manter nossas atuais Consultoras Natura, nossos negócios podem ser afetados de
maneira adversa.

Decisões contrárias em uma ou mais das ações tributárias nas quais somos parte podem afetar de
maneira adversa nossos resultados

Em 31 de dezembro de 2010, litigávamos no pólo passivo em 209 ações tributárias e o valor total destas
ações era de R$
1.299,9 milhões
. Deste total, R$ 95,4
milhões
encontravam-se provisionados e o valor
da provisão líquida de depósitos judiciais era de R$ 58,8
milhões
.
Para informações adicionais sobre as ações de natureza tributária referidas acima, vide item 4.3.

A perda da alta administração poderá ter um efeito substancialmente adverso sobre nós

Nossa capacidade de manter a nossa posição competitiva depende, em grande escala, dos serviços de
nossa alta administração. Nenhum dos membros da alta administração está sujeito a contratos de trabalho
de longo prazo ou a acordos de não concorrência. Não há garantia alguma de que conseguiremos reter os
membros da nossa atual administração ou contratar novos membros qualificados. A perda de alguns dos
membros da nossa alta administração ou a nossa incapacidade de atrair e reter membros experientes
poderá impactar negativamente os nossos negócios.
Nosso sucesso depende, em parte, da qualidade e segurança de nossos produtos

Nosso sucesso depende, em parte, da qualidade e segurança de nossos produtos. Caso nossos produtos
sejam de alguma forma defeituosos, apresentem falhas de segurança ou eficácia, não conformidade com
a legislação sanitária e consumerista, ou ainda não atinjam o padrão de qualidade e segurança esperado
pelas Consultoras Natura e pelos nossos consumidores finais:
nosso relacionamento com as Consultoras Natura e nossos consumidores finais poderá ser
abalado;
poderemos ter de realizar recall de determinados produtos;
nossa reputação e a força de nossa marca poderão ser afetadas; e
PÁGINA: 14 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
4.1 - Descrição dos fatores de risco

poderemos perder participação no mercado e/ou estarmos sujeitos a processos administrativos
ou judiciais.

Qualquer destes fatores poderá nos afetar adversamente.
A perda ou interrupção de nossas unidades fabris e de distribuição poderá nos afetar adversamente

Como estamos envolvidos na pesquisa, fabricação, distribuição, e desenvolvimento de produtos, estamos
sujeitos aos riscos inerentes a estas atividades, incluindo acidentes industriais, ações ambientais, greves e
outras disputas trabalhistas, interrupções na logística ou sistemas de informação, perda total ou parcial de
unidades operacionais, controle de qualidade de produtos, segurança, exigência de licenças específicas e
outros fatores regulatórios, bem como a desastres naturais e outros fatores externos sobre os quais não
temos qualquer controle. Por exemplo, utilizamos substâncias inflamáveis ou explosivas, como o álcool, na
fabricação de nossos produtos. Tais produtos inflamáveis são armazenados em nossas unidades
operacionais e podem representar riscos de danos as nossas instalações. Eventuais acidentes em nossas
unidades operacionais, especialmente na nossa principal planta industrial, em Cajamar (São Paulo),
podem nos expor a riscos de perda total ou parcial de nossas instalações. A perda total ou dano causado
em qualquer de nossas instalações poderá nos afetar adversamente.

Os interesses dos diretores e, em alguns casos excepcionais, dos nossos empregados podem ficar
excessivamente vinculados à cotação das nossas ações, uma vez que lhe são outorgadas opções de
compra ou de subscrição de ações de nossa emissão.

Temos planos de opção de compra ou de subscrição de ações de emissão da nossa Companhia, com os
quais buscamos estimular a melhoria na nossa gestão e a permanência dos nossos executivos, visando
ganhos pelo comprometimento com os resultados de longo prazo e ao desempenho de curto prazo.

O fato dos nossos diretores e empregados poderem adquirir opções de compra ou de subscrição de ações
de nossa emissão a um preço de exercício que pode ser inferior ao preço de mercado das nossas ações
pode levar tais pessoas a ficarem com seus interesses excessivamente vinculados à cotação das nossas
ações, o que pode causar um impacto negativo aos nossos negócios.
(b)
Com relação aos Controladores, Diretos e Indiretos, da Companhia, ou ao grupo de controle:

Os interesses dos nossos acionistas controladores podem entrar em conflito com os interesses dos demais
investidores da Companhia

Os nossos acionistas controladores têm poderes para, entre outras coisas, eleger a maioria dos membros
do Conselho de Administração da nossa Companhia ("Conselho de Administração") e determinar o
resultado de qualquer deliberação que exija aprovação de acionistas, inclusive nas operações com partes
relacionadas, reorganizações societárias, alienações, parcerias e a época e montante do pagamento de
quaisquer dividendos futuros, observadas as exigências de pagamento do dividendo obrigatório impostas
pela Lei n.º 6.404, de 15 de dezembro de 1976, conforme alterada ("Lei das Sociedades por Ações"). Os
acionistas controladores poderão ter interesse em realizar aquisições, alienações, parcerias, buscar
financiamentos ou operações similares que podem entrar em conflito com os interesses dos demais
investidores da nossa Companhia.


PÁGINA: 15 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
4.1 - Descrição dos fatores de risco

(c)
Com relação aos Acionistas da Companhia:

Os titulares de nossas ações poderão não receber dividendos.

O nosso Estatuto Social dispõe que uma quantia equivalente a 30% do lucro líquido anual ajustado,
conforme reduzido pelas destinações à reserva legal e à reserva para contingências, se houver, e
conforme acrescido da reversão de valores da reserva para contingências anteriormente formuladas, se
houver, deverá estar disponível para distribuição a título de dividendo ou pagamento de juros sobre capital
próprio, em qualquer exercício social. Contudo, o dividendo obrigatório poderá ser distribuído limitado à
parcela realizada do lucro líquido ou, ainda, deixar de ser distribuído se a nossa condição financeira for
incompatível com a distribuição. Neste último caso, assim que a nossa condição financeira permitir, os
valores não distribuídos serão pagos, exceto se não forem utilizados para absorver prejuízos em exercícios
subsequentes.

A volatilidade e a falta de liquidez do mercado brasileiro de valores mobiliários poderão limitar
substancialmente a capacidade dos acionistas de vender as ações pelo preço e na ocasião que desejarem.

O investimento em valores mobiliários negociados em mercados emergentes, tal como o Brasil, envolve,
com frequência, maior risco em comparação a outros mercados mundiais, sendo tais investimentos
considerados em geral, de natureza mais especulativa. O mercado brasileiro de valores mobiliários é
substancialmente menor, menos líquido e mais concentrado, podendo ser mais volátil do que os principais
mercados de valores mobiliários mundiais, como os Estados Unidos.

Em 31 de dezembro de 2008, a capitalização de mercado da BM&FBOVESPA era de aproximadamente
R$1.375,3 bilhões (US$588,5 bilhões), tendo sido negociado no ano encerrado em 31 de dezembro de
2008, uma média de 5,5 bilhões (US$3,1 bilhões) por dia. Em 31 de dezembro de 2009, a capitalização
de mercado da BM&FBOVESPA era de R$2.335 bilhões (US$1.340,9 bilhões), tendo sido negociado no ano
encerrado em 31 de dezembro de 2009, uma média de R$5,3 bilhões (US$2,7 bilhões) por dia. Em 31 de
dezembro de 2010, a capitalização de mercado da BM&FBOVESPA era de R$2.569 bilhões (US$1.586
bilhões), tendo sido negociado no ano encerrado em 31 de dezembro de 2010, uma média de R$5,5
bilhões (US$3,4 bilhões) por dia.

Nosso Estatuto Social não estabelece restrições à retirada dos mecanismos de proteção à dispersão
acionária e tentativas de aquisição hostil da nossa Companhia por terceiros.

Nosso Estatuto Social contém dispositivo de proteção contra tentativas de aquisição hostil da nossa
Companhia por terceiros. Esse dispositivo exige que qualquer acionista adquirente (conforme definido no
nosso Estatuto Social) que adquira ou se torne titular de ações de nossa emissão em quantidade igual ou
superior a 25% do total das ações emitidas, excluídos os acréscimos involuntários de participações
societárias especificado no Estatuto Social, realize, no prazo de 60 dias a contar da data de aquisição ou
do evento que resultou na titularidade de ações ou direitos nessa quantidade, uma oferta pública de
aquisição da totalidade das ações de nossa emissão, por preço determinado nos termos do Estatuto
Social. No entanto, o Estatuto Social não estabelece mecanismos que imponham restrições à retirada do
dispositivo relativo à necessidade de o acionista adquirente realizar a referida oferta pública de ações nas
hipóteses previstas no nosso Estatuto Social. Desta forma, nossa Assembleia Geral pode vir a deliberar a
exclusão do referido dispositivo do nosso Estatuto Social. Deverá ser convocada uma Assembleia Geral
Extraordinária para deliberar a respeito da realização da dispensa da referida oferta pública de aquisição
da totalidade das ações de nossa emissão por acionista adquirente de ações de emissão da Companhia em
quantidade igual ou superior a 25% do total das ações emitidas pela Companhia.
PÁGINA: 16 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
4.1 - Descrição dos fatores de risco

(d)
Com relação a Controladas e Coligadas da Companhia:

Vide alínea
(i)
aos Países Estrangeiros em que a Companhia atua
.
(e)
Com relação aos Fornecedores da Companhia:
O setor brasileiro de cosméticos, fragrâncias e produtos de higiene pessoal é caracterizado por pouca
concentração de fornecedores de matérias-primas e embalagens. Grande parte dos fornecedores globais
têm operações instaladas no Brasil, cobrindo praticamente todas as especialidades requeridas pela
indústria de cosméticos. Estas condições aumentam a competitividade do setor brasileiro de cosméticos
em relação ao restante da América Latina, favorecendo as exportações. Dessa forma, a Companhia não
está sujeita a risco relevante com relação a seus fornecedores.

Adicionalmente, o fornecimento de algumas matérias-primas para a Companhia também são adquiridas
direta ou indiretamente por comunidades que promovem sua extração. Eventuais adversidades, tais como
aquelas geradas por efeitos climáticos ou por falta de matéria-prima pode afetar a disponibilidade
temporária de alguns produtos para venda às nossas consultoras. Nossa avaliação é que apenas em um
caso de indisponibilidade de um elevado percentual de matérias-primas e, considerando que a Companhia
não seja capaz de adquirir matéria-prima de outros fornecedores ou ainda que o consumidor final não faça
a substituição do produto que leva esta matéria-prima por outro produto da Companhia, poderia haver um
risco de queda nas vendas.

(f)
Com relação aos Clientes da Companhia:

A Companhia possui uma base de consultoras pulverizada, sem nenhuma concentração de receita.

A Companhia possui diversos concorrentes no mercado e sua capacidade de inovação para continuar
atendendo as preferências e tendências de gostos de seus consumidores em um cenário de características
de regionalização é fundamental. Estas preferências e gostos podem mudar em virtude de diversos
fatores, tais como mudanças demográficas, variação em atributos e ingredientes dos produtos, novas
tendências do mercado, clima, publicidade negativa decorrente de ação ou processo contra a Companhia
ou empresas do setor, ou desaceleração da economia.

Os consumidores também poderão começar a consumir mais produtos de concorrentes ou reduzir a
demanda por produtos do setor como um todo. A falta de capacidade da Companhia em prever com
antecedência a estas mudanças em preferências e gostos de consumidores poderia afetar os negócios,
resultados operacionais e situação financeira.
(g)
Com relação ao setor de atuação da Companhia:

Enfrentamos competição significativa em duas esferas: no canal de venda direta e na indústria de higiene
pessoal, perfumaria e cosméticos (HPP&C)

Temos fortes concorrentes não somente em nossas linhas de produto, mas também no canal de
distribuição (Consultoras). O segmento da venda direta atrai revendedores oferecendo melhores
PÁGINA: 17 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
4.1 - Descrição dos fatores de risco

oportunidades de ganho ou "melhor negócio" comparado com aqueles oferecidos pelos concorrentes.
Revendedores são atraídos por oportunidades competitivas de ganho, muitas vezes por meio de incentivos
no segmento da venda direta. Nossos concorrentes dedicam esforços substanciais para testar a
efetividade de tais incentivos de forma que eles possam investir em incentivos que ofereçam a melhor
relação custo-benefício ou gerem maior retorno. Como resultado, enfrentamos concorrência substancial na
atração de Consultoras Natura no canal de venda direta. Assim, precisamos continuamente atrair e reter
novas Consultoras Natura sob pena de sermos afetados adversamente.

Enfrentamos competição significativa por parte de produtos específicos de uma variedade de fabricantes
brasileiros e multinacionais que vendem através de varejistas e franquias.

Em escala global, alguns de nossos competidores possuem recursos financeiros e de
marketing
substanciais, maior base de consumidores e maior variedade de produtos ofertados do que nós. Se não
conseguirmos nos manter competitivos frente a tais fabricantes no futuro, nossa participação de mercado
poderá diminuir, afetando de maneira negativa nossos resultados operacionais. Além disso, a venda direta
não permite a compra imediata e por impulso, nem a exposição frequente da marca, como no caso dos
produtos comercializados no varejo.

Adicionalmente, as decisões de compra por parte dos consumidores são afetadas por fatores tais como
reconhecimento da marca, qualidade e desempenho do produto, preço e preferências subjetivas de cada
consumidor. Se nossas estratégias publicitárias, promocionais ou mercadológicas não tiverem êxito, se
formos incapazes de entregar novos produtos que atendam às demandas do mercado ou que representem
tecnologias inovadoras que possam ser comercializadas, se não conseguirmos administrar com sucesso as
épocas oportunas para lançamento de novos produtos ou a rentabilidade destes esforços ou, se por outras
razões, nossas Consultoras Natura ou nossos consumidores finais acreditarem que os produtos de nossos
competidores são mais atrativos, nossos negócios podem ser adversamente afetados.

A nossa inabilidade em antecipar e responder a tendências de mercado e mudanças nas preferências dos
consumidores poderá causar um efeito adverso sobre nós
O sucesso de nossa estratégia de inovação e o nosso contínuo sucesso dependem de nossa habilidade
para antecipar, avaliar e reagir de forma tempestiva e eficaz a mudanças em padrões de gasto dos
consumidores, e em preferências relativas a produtos de beleza e outros relacionados. Temos de trabalhar
de forma contínua para desenvolver, produzir e promover novos produtos, manter e melhorar o
reconhecimento de nossas marcas, obter um mix favorável de produtos e refinar nossa abordagem em
como e onde promover e vender nossos produtos. Enquanto empregamos esforços e recursos
consideráveis para formar, analisar e responder às preferências dos consumidores, preferências e padrões
de gasto dos consumidores não podem ser previstos com exatidão e podem mudar rapidamente. Se não
formos capazes de antecipar e responder a tendências do mercado de produtos de beleza e higiene
pessoal e outros relacionados e às variações nas demandas dos consumidores, poderemos ser afetados
adversamente. Este risco poderá ser agravado pelos nossos esforços em simplificar nossa linha de
produtos, o que levou a uma mudança significativa em nossa oferta de produtos. Além disso, mudanças
relevantes ou redução na demanda por nossos produtos, inclusive como resultado de mudanças em
padrões de gasto dos consumidores e em preferências, poderão resultar em estoques que não poderão
ser vendidos ao preço previsto, ou em aumento na devolução de produtos pelas Consultoras Natura.
Falhas em manter nossos estoques em níveis apropriados ou o aumento na devolução de produtos pelas
Consultoras Natura poderão nos afetar adversamente.

PÁGINA: 18 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
4.1 - Descrição dos fatores de risco

(h)
Com relação à Regulamentação do setor de atuação da Companhia:

Qualquer decisão adversa quanto ao status legal de nossas Consultoras Natura e Consultoras Natura
Orientadoras pode afetar de maneira negativa nossos resultados operacionais

De acordo com a legislação brasileira em vigor, nossas Consultoras Natura e nossas revendedoras
autônomas ("Consultoras Natura Orientadoras" ou "CNOs" e, em conjunto com as CNs, "Consultoras") não
têm relação de emprego conosco. No entanto, o Governo Federal pode promulgar nova legislação ou
regulamentação que venha a caracterizar nossas Consultoras Natura como empregadas, ou de outra
forma obrigar-nos a realizar contribuições previdenciárias em nome das nossas "CNs". Qualquer alteração
na legislação que venha a instituir uma relação trabalhista entre nós e nossas Consultoras Natura e CNOs,
um grande número de decisões judiciais adversas determinando a existência de uma relação de emprego,
ou a obrigatoriedade de realizarmos o recolhimento de contribuições previdenciárias por parte de nossas
CNs, resultariam em custos adicionais substanciais que poderiam ensejar a reestruturação de nossos
negócios. Qualquer mudança na estruturação de nossas atividades pode ter um efeito negativo sobre
nossos negócios.

Alterações na legislação tributária podem nos obrigar a realizar aumentos de preços

Acreditamos que temos maior risco do que muitas outras indústrias de sofrer aumento de carga tributária,
pois historicamente os Governos Federal e estaduais entenderam que determinados produtos, tais como
cosméticos, bebidas e cigarros, são bens supérfluos e sujeitos a maior incidência tributária, o que está
expressamente previsto na legislação tributária brasileira.

Poderemos ter que repassar a totalidade ou parte significativa destes aumentos para nossos preços.
Quaisquer aumentos de preço resultantes podem afetar a demanda pelos nossos produtos e ter efeito
significativo adverso sobre nossos resultados operacionais.

Adicionalmente, somos responsáveis pela retenção e recolhimento do Imposto de Circulação de
Mercadorias e Serviços ("ICMS") das nossas Consultoras Natura, calculado com base em estudo/pesquisa
de apuração de margem de valor agregado ou com base em uma margem de valor agregado presumida
por cada Estado da Federação. A substituição tributária do ICMS é refletida no preço de venda dos nossos
produtos às Consultoras Natura. Na hipótese de qualquer estado aumentar a margem de valor agregado
das Consultoras Natura, seremos obrigados a reter quantias adicionais em nome de nossas Consultoras
Natura, e poderemos ter que repassar uma parte ou a totalidade destes aumentos para nossos preços. Se
os aumentos de preços forem expressivos, nossas Consultoras Natura poderão eventualmente reavaliar o
modelo de negócio e concluírem não ser mais rentável revender nossos produtos. Qualquer impacto
resultante na nossa taxa de retenção de Consultoras Natura ou no volume vendido por nossas Consultoras
poderá afetar de maneira negativa nossos negócios.

Alterações nas leis e regulamentos ambientais, inclusive aqueles que tratam do acesso e da exploração da
biodiversidade brasileira podem afetar de maneira adversa nossos negócios, inclusive quanto à nossa
capacidade de desenvolver novos produtos

As normas legais brasileiras, pautadas na Convenção sobre Diversidade Biológica, contém vários pontos
questionáveis constitucionalmente e dos quais divergimos. Trata-se de uma legislação complexa e que não
facilita o processo de pesquisa e inovação, além de conter inúmeras indefinições sobre muitos de seus
aspectos. Em especial, no que concerne a nossos produtos da linha Natura Ekos, cada vez mais utilizamos
ativos extraídos da biodiversidade brasileira para pesquisar e desenvolver produtos inovadores e distintos.
PÁGINA: 19 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
4.1 - Descrição dos fatores de risco

Este elemento crítico de nossa estratégia pode ficar prejudicado se qualquer nova lei ou regulamento, ou
se futuras interpretações da legislação existente, restringirem ainda mais o acesso ao patrimônio genético
ou conhecimento tradicional associado ao patrimônio genético ou ainda, imporem novos custos de
transação ao processo de pesquisa e desenvolvimento. Esses fatores podem afetar de maneira negativa
nossos negócios e nossa imagem como uma companhia que fornece, entre outros, produtos desenvolvidos
com base em insumos da biodiversidade brasileira, conforme descrito no item 4.3.1 ,,Processos Cíveis ­
Autuações do IBAMA.

Fabricantes brasileiros, incluindo nossa Companhia, estão sujeitos a uma rigorosa legislação ambiental nas
esferas federal, estadual e municipal, no tocante, dentre outros, à eliminação de resíduos sólidos e
utilização de água. Necessitamos de autorizações de agências governamentais para algumas de nossas
atividades. Na hipótese de violarmos ou deixarmos de cumprir com estas leis, regulamentos e
autorizações, podemos ser multados, ter nossas autorizações revogadas, ou ficar sujeitos a sanções
criminais (inclusive nossos administradores). Podemos, ainda, ser obrigados a arcar com substanciais
gastos ambientais corretivos. As agências governamentais ou outras autoridades podem também editar
novas regras mais rigorosas ou buscar interpretações mais restritivas das leis e regulamentos existentes,
que podem nos obrigar a gastar recursos adicionais na adequação ambiental. Qualquer ação neste sentido
por parte das agências governamentais poderá afetar de maneira negativa nossos negócios.

Ainda neste sentido, está em discussão no Congresso Nacional brasileiro legislação para regular o
pagamento por serviços ambientais ("PSA"). Eventuais regulamentações de PSA podem onerar o processo
de produção, distribuição e comercialização dos nossos produtos.

Adicionalmente, destacamos que o Congresso Nacional Brasileiro aprovou em dezembro de 2010 a Política
Nacional sobre Mudanças no Clima (PNMC), através da Lei nº 12.187 de 29/12/2009, que estabelece as
metas referentes ao compromisso voluntário que o Brasil assumiu na Convenção-Quadro das Nações
Unidas sobre Mudanças do Clima, no Protocolo de Quioto e nos demais documentos sobre mudanças de
clima dos quais vier a ser signatário. Esta Política Nacional poderá ensejar em leis e regulamentos que
coloquem limitações em nossas atividades industriais e comerciais ou ainda custos adicionais.
(i)
Com relação aos Países Estrangeiros onde a Companhia atua:

As nossas operações em países estrangeiros estão sujeitas a riscos diversos. Porém, não acreditamos que
os riscos relacionados a tais operações possam nos afetar materialmente, em função da sua atual
participação no resultado operacional.








PÁGINA: 20 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
4.2 - Comentários sobre expectativas de alterações na exposição aos fatores de risco
4.2
Expectativas de Redução ou Aumento na Exposição da Companhia aos Riscos Relevantes
descritos no item 4.1

O cenário macroeconômico Brasileiro com perspectivas de crescimento seguindo os percentuais dos
últimos anos atrelado ao aumento continuo do poder de renda da população consumidora de bens de
consumo como os cosméticos é uma variável importante à Companhia.

A Companhia possui parâmetros de diagnóstico e análise dos riscos aos quais possui exposição e que
possam vir a afetar seus negócios e os resultados de suas operações. Todos os riscos identificados são
constantemente monitorados com relação a eventuais alterações no cenário macro-econômico e setorial.

A Companhia acredita possuir contratos estáveis e adequados com seus fornecedores, com o objetivo de
impedir efeitos adversos em suas atividades. A Companhia possui uma política disciplinada de gestão
financeira e na gestão conservadora de caixa.

Atualmente, a Companhia não identifica qualquer cenário que possa impactar através de um aumento ou
redução os riscos mencionados no item 4.1
PÁGINA: 21 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
4.3 - Processos judiciais, administrativos ou arbitrais não sigilosos e relevantes
4.3.
Processos Judiciais, Administrativos ou Arbitrais em que a Companhia ou suas
Controladas sejam Parte e que não estejam sob Sigilo

Somos parte em ações judiciais e/ou processos administrativos nas áreas cível, tributária, trabalhista e
regulatória.
Em 31 de dezembro de 2010, o valor total dos processos que envolvem contingências passivas era de
R$ 1.674,5 milhões, e o valor total envolvido nos processos com perda possível e provável, segundo nossa
avaliação e de nossos assessores legais era de R$ 339,5 milhões e nossas provisões para ações judiciais e
procedimentos administrativos eram de aproximadamente R$ 126,2 milhões (registrados nas rubricas
`Provisão para Contingências' e `Obrigações Tributárias'), dos quais R$ 95,4 milhões eram relacionados às
ações tributárias, R$ 16,7 milhões às ações trabalhistas e R$ 14,1 milhões às ações cíveis. Acreditamos
que nossas provisões para contingências judiciais e administrativas são suficientes para atender perdas
prováveis. Diante disso, acreditamos que as pendências judiciais e/ou administrativas, se decididas
desfavoravelmente à Companhia, não resultarão em efeito material adverso aos nossos negócios, com
exceção dos procedimentos relativos às nossas debêntures subordinadas e à amortização de ágio, abaixo
descritos. Acreditamos também que qualquer decisão adversa não afetará materialmente a nossa imagem.
4.3.1.
Processos Cíveis
Dentre as ações cíveis relevantes, a (i) a Ação Civil Pública movida pelo Ministério Público Federal do
Estado do Acre em face da Companhia e outras instituições, sob a alegação de suposto acesso ao
conhecimento tradicional associado ao ativo Murumuru detido pelos índios Ashaninkas. Na opinião dos
nossos advogados a probabilidade de perda é remota; e (ii) quatro procedimentos preparatórios
instaurados para acompanhamento da aplicação da legislação sobre biodiversidade, em especial, a Medida
Provisória n° 2.186-16 de 2001. Na opinião dos nossos advogados, os riscos dos procedimentos se
tornarem Ações Civis Públicas ­ APC, em 31 de dezembro de 2010, eram remotos. Em razão de nova
manifestação do Ministério Público, que tomamos conhecimento no início de 2010, nos dois procedimentos
preparatórios em trâmite no Estado do Amazonas, nossos advogados alteraram a avaliação de risco para
provável. Os outros dois procedimentos preparatórios, em trâmite nos Estados do Maranhão e Pará,
continuam com avaliação de risco remoto em se tornarem ACP.
Seguem abaixo os detalhamentos dos respectivos processos administrativos, ainda em trâmite:
(i)
Processo nº 2007.30.00.002117-3
Órgão julgador
Justiça Federal
Instância
Justiça Federal de Rio Branco (AC)
Data de Instauração
08/08/2007
Partes no Processo
MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL contra FÁBIO DIAS FERNANDES, FÁBIO DIAS
FERNANDES-ME, CHEMYUNION QUÍMICA LTDA, NATURA COSMÉTICOS S.A. e
INSTITUTO NACIONAL DA PROPRIEDADE INDUSTRIAL ­ INPI
Valores do Principal
valor da causa de R$ 2.000,00
Principais Fatos
O Ministério Público Federal ajuizou ação civil pública por supostas violações a
conhecimentos tradicionais associados ao patrimônio genético do murumuru dos
índios
ashaninkas
. Durante o procedimento preparatório que investigou a relação
entre Ashaninkas e o pesquisador Fábio Dias Fernantes, a Natura foi citada a título
exemplificativo e acabou por figurar na demanda porque possui produtos com
PÁGINA: 22 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
4.3 - Processos judiciais, administrativos ou arbitrais não sigilosos e relevantes
murumuru. A instrução já se encerrou, tendo sido ouvidas diversas testemunhas
sem que qualquer delas tenha citado a existência de qualquer relação entre a
Natura e ashaninkas ou os demais réus da ação. O processo aguarda sentença.
Chance de perda
A opinião dos advogados da nossa Companhia é de que a perspectiva de êxito
desse processo é de perda remota.
Análise do Impacto
Para a Natura, o impacto máximo pode ser (a) a declaração de nulidade das
patentes que envolvam murumuru, (b) a condenação à "indenização no montante
de 50% do lucro bruto obtido nos anos de exploração de produtos de murumuru
pela Empresa até o momento, e pelos próximos 5 (cinco) anos, a contar da data do
trânsito em julgado da decisão final, ou, subsidiariamente, medida a ser arbitrada
em juízo", (c) a condenação solidária dos réus ao pagamento de dano moral
coletivo aos índios Ashaninkas, além da (d) condenação dos réus por honorários da
sucumbência.
Valor Provisionado
A chance de êxito do processo não justifica o provisionamento de qualquer valor
no caso em referência. Há provisionamento somente dos honorários
ad exitum
, no
valor atualizado de R$1.192.000,00 (um milhão, cento de noventa e dois mil reais)
em dezembro de 2011.
(ii)
Procedimento administrativo nº 1.19.000.001319/2007-18
Órgão julgador
Ministério Público
Instância
Ministério Público Federal - Procuradoria da República do Estado do Maranhão - 6a
Câmara de Coordenação e Revisão
Data de Instauração
22/10/2007
Partes no Processo
Ministério Público Federal e Natura Cosméticos S/A
Valores do Principal
N/A
Principais Fatos
Trata-se de procedimento administrativo instaurado pelo Ministério Público Federal
em razão de ofício remetido pela Cooperativa dos Pequenos Produtores
Agroextrativistas de Esperantinópolis alegando dificuldades na negociação de
contrato de repartição de benefícios pelo acesso ao patrimônio genético e ao
conhecimento tradicional a ele associado com a Natura Cosméticos S/A. Tendo em
vista que o contrato foi celebrado e cumprido, o Ministério Público promoveu o
arquivamento do inquérito em 5 de abril de 2011. Tal promoção aguarda
homologação da 6a Câmara de Coordenação e Revisão.
Chance de perda
A opinião dos advogados da nossa Companhia é de que a perspectiva de êxito
desse procedimento é de perda remota.
Análise do Impacto
Para a Natura Cosméticos S/A, o impacto decorrente desse procedimento poderia
ser o ajuizamento de uma Ação Civil Pública.
Valor Provisionado
A chance de êxito do procedimento não justifica o provisionamento de qualquer
valor no caso em referência.
PÁGINA: 23 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
4.3 - Processos judiciais, administrativos ou arbitrais não sigilosos e relevantes
Procedimento administrativo unificado nº 1.23.000.001252/2006-08
Órgão julgador
Ministério Público
Instância
Ministério Público Federal - Procuradoria da República do Estado do Pará
Data de Instauração
27/04/2006
Partes no Processo
Ministério Público Federal e Natura e Tecnologia de Produtos Ltda.
Valores do Principal
N/A
Principais Fatos
Trata-se de procedimento administrativo unificado, que inclui o de número
1.23.000.0023319/2006-13, instaurado pelo Ministério Público Federal para apurar
suposta apropriação indevida de conhecimentos tradicionais associados à
biodiversidade, relativos às vendedoras do mercado Ver-o-Peso de Belém. Em 13
de outubro de 2009, o Procurador da República responsável pelo procedimento
promoveu seu arquivamentoo, tendo essa sido homologado pela 4a Câmara de
Coordenação e Revisão em sua 336a reunião, realizada em 5 de abril de 2011.
Sendo assim, esse procedimento encontra-se atualmente arquivado.
Chance de perda
Não há, pois o procedimento já foi arquivado.
Análise do Impacto
Para a Natura Cosméticos S/A, o impacto decorrente desse procedimento poderia
ser o ajuizamento de uma Ação Civil Pública, o que não ocorreu, pois o
procedimento já foi arquivado.
Valor Provisionado
A chance de êxito do procedimento não justifica o provisionamento de qualquer
valor no caso em referência.
Procedimento administrativo n.º 002/2005
Órgão julgador
Ministério Público
Instância
Ministério Público do Estado de Amazonas
Data de Instauração
21/10/2005
Partes no Processo
Natura Inovação e Tecnologia de Produtos Ltda.
Valores do Principal
não há
Principais Fatos
O inquérito civil estadual versa sobre supostas violações a conhecimento tradicional
associado ao patrimônio genético da andiroba e murumuru, relacionados às
comunidades tradicionais do Médio Juruá, no Município de Carauari. Há
investigação idêntica perante o Ministério Público Federal (1.13.000.000816/2008-
95)
Chance de perda
A opinião dos advogados da nossa Companhia é de que a probabilidade de os
inquéritos tornarem-se ação civil pública é
provável.
Análise do Impacto
O impacto será o ajuizamento de ação civil pública contra a Natura
Valor Provisionado
A chance de êxito do procedimento não justifica o provisionamento de qualquer
valor no caso em referência.
PÁGINA: 24 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
4.3 - Processos judiciais, administrativos ou arbitrais não sigilosos e relevantes
Procedimento administrativo n.º 1.13.000.000816/2008-95
Órgão julgador
Ministério Público
Instância
Ministério Público Federal
Data de Instauração
02/06/2008
Partes no Processo
Natura Inovação e Tecnologia de Produtos Ltda.
Valores do Principal
não há
Principais Fatos
O inquérito civil federal versa sobre supostas violações a conhecimento tradicional
associado ao patrimônio genético da andiroba e murumuru, relacionados às
comunidades tradicionais do Médio Juruá, no Município de Carauari. Há
investigação idêntica perante o Ministério Público Estadual (002/2005)
Chance de perda
A opinião dos advogados da nossa Companhia é de que a probabilidade de os
inquéritos tornarem-se ação civil pública é
provável.
Análise do Impacto
O impacto será o ajuizamento de ação civil pública contra a Natura.
Valor Provisionado
A chance de êxito do procedimento não justifica o provisionamento de qualquer
valor no caso em referência.
4.3.2.
Processos Tributários
Em 31 de dezembro de 2010, litigávamos no pólo passivo em 209 ações tributárias e o valor total destas
ações era de R$1.299,9 milhões. Deste total, R$ 95,4 milhões encontram-se provisionados e o valor da
provisão líquida de depósitos judiciais era de R$ 58,8 milhões.
- Debêntures
Somos parte em três processos administrativos fiscais no valor total de R$ 126,8 milhões, em
31 de dezembro de 2010. O mérito está relacionado às debêntures subordinadas que emitimos em 1998 e
foram resgatadas em março de 2004, as quais foram totalmente subscritas por nossos acionistas
controladores. Em 2003, 2006 e 2007, as autoridades fiscais lavraram autos de infração, alegando que os
pagamentos realizados a título de remuneração destas debêntures não seriam dedutíveis para o cálculo do
IRPJ e da CSLL dos exercícios sociais encerrados em 31 de dezembro de 1999, 2001 e 2002. As
autoridades fiscais fundamentaram os autos de infração substancialmente no fato de as debêntures terem
sido subscritas por partes relacionadas e que, portanto, as remunerações destas debêntures não seriam
necessárias e usuais para o nosso negócio, consequentemente não seriam dedutíveis da base de cálculo
do IRPJ e da CSLL.
Não tivemos êxito na primeira instância administrativa em nenhum dos três processos, os quais foram
objeto de recurso ao Conselho Administrativo de Recursos Fiscais que, com exceção do processo
administrativo lavrado em 2003, aguardam julgamento definitivo. O processo administrativo lavrado em
2003 foi mantido parcialmente em relação ao IRPJ e integralmente em relação à CSLL, através de decisão
administrativa transitada em julgado em janeiro de 2010 e a nossa Companhia ingressou em juízo
objetivando cancelar a parcela remanescente do IRPJ e CSLL. A opinião dos advogados da nossa
Companhia é de que a perspectiva de êxito associada a essa ação judicial é de perda remota e o valor
envolvido perfaz o montante de 19,3 milhões. Na opinião de nossos advogados, a probabilidade de perda
na esfera administrativa dos autos de infração do período-base 2001 e 2002 (para IRPJ e CSLL) é remota.
Na esfera administrativa, a opinião de nossos advogados é que a probabilidade de perda dos autos de
infração do período-base 2001 e 2002 (para IRPJ e CSLL) é remota, aplicando-se a mesma classificação
PÁGINA: 25 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
4.3 - Processos judiciais, administrativos ou arbitrais não sigilosos e relevantes
em eventual demanda judicial. Devido à classificação de risco de perda, dada como remota por nossos
advogados, não provisionamos em nossas demonstrações contábeis os valores relativos a estes processos,
e uma decisão final contrária à Companhia em todos os referidos processos nos afetaria de maneira
adversa. Adicionalmente, nos autos do primeiro processo administrativo, foram arrolados, em março de
2004, 3,08% do investimento de R$ 328,6 milhões detidos pela Companhia na controlada Indústria e
Comércio de Cosméticos Natura Ltda. ("Natura Indústria"), no montante de R$ 10,1 milhões.
Segue abaixo o detalhamento dos respectivos processos administrativos, ainda em trâmite:
Processo nº 13.899.001314/2006-16
Órgão julgador
Secretaria da Receita Federal
Instância
Conselho Administrativo de Recursos Fiscais
Data de Instauração
22/12/2006
Partes no Processo
Natura Cosméticos S.A. e Receita Federal
Valores do Principal
35,4 Milhões
Principais Fatos
Auto de Infração Lavrado para exigir suposto crédito tributário relativo ao Imposto
de Renda e CSLL, apurados no período base de 2001, sob a alegação que são
indedutíveis na apuração do lucro real e da base de cálculo do CSLL as
participações no lucro asseguradas às debêntures de emissão da companhia,
subscritas pelos acionistas pessoas físicas. O julgamento em 1º instância foi
desfavorável à Cia, razão pela qual foi apresentado Recurso Voluntário, ao qual foi
negado provimento, Desta forma opusemos Embargos de Declaração em
22/11/2010 os quais aguardam julgamento.
Chance de perda
A opinião dos advogados da nossa Companhia é de que a perspectiva de êxito
desse processo administrativo é de perda remota
Análise do Impacto
Pagamento do valor envolvido
Valor Provisionado
A chance de êxito do processo não justifica o provisionamento de qualquer valor
no caso em referência.
Processo nº 13.896.002592/2007-93
Órgão julgador
Secretaria da Receita Federal
Instância
Conselho Administrativo de Recursos Fiscais
Data de Instauração
19/12/2007
Partes no Processo
Natura Cosméticos S.A. e Receita Federal
Valores do Principal
72,0 Milhões
Principais Fatos
Auto de Infração Lavrado para exigir suposto crédito tributário relativo ao Imposto
de Renda e CSLL, apurados no período base de 1999, sob a alegação que são
indedutíveis na apuração do lucro real e da base de cálculo do CSLL as
participações no lucro asseguradas às debêntures de emissão da companhia,
subscritas pelos acionistas pessoas físicas. O julgamento em 1º instância foi
desfavorável à Cia, razão pela qual foi apresentado Recurso Voluntário.
Chance de perda
A opinião dos advogados da nossa Companhia é de que a perspectiva de êxito
desse processo administrativo é de perda remota
Análise do Impacto
Pagamento do valor envolvido
Valor Provisionado
A chance de êxito do processo não justifica o provisionamento de qualquer valor
no caso em referência.
PÁGINA: 26 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
4.3 - Processos judiciais, administrativos ou arbitrais não sigilosos e relevantes
- Amortização de ágio
Em 27 de dezembro de 2000, a Natura Empreendimentos S.A. ("Natura Empreendimentos") tornou-se
subsidiária integral da Natura Participações S.A. ("Natura Participações") através de incorporação de ações
da Natura Empreendimentos na Natura Participações, com consequente aumento de capital. A
incorporação de ações da Natura Empreendimentos foi realizada por seu valor econômico. O valor
econômico das ações foi calculado por empresa independente, com base no fluxo de caixa descontado da
Natura Empreendimentos projetado ao longo de um período de dez anos. A Natura Participações emitiu
novas ações para os antigos acionistas da Natura Empreendimentos e reconheceu em seu balanço ágio
equivalente à diferença entre o valor contábil e o valor econômico das ações da Natura Empreendimentos.
Em 5 de março de 2004, a Natura Cosméticos S.A. incorporou sucessivamente a Natura Empreendimentos
e a Natura Participações. Estas operações nos permitiram, de acordo com a legislação tributária, amortizar
fiscalmente o ágio originalmente contabilizado pela Natura Participações quando da incorporação das
ações da Natura Empreendimentos, e compensá-lo nas apurações de IRPJ e CSLL. Contabilizamos em 31
de janeiro de 2004 na Natura Participações, antes da sua incorporação, uma provisão para manutenção da
capacidade patrimonial de distribuição de dividendos futuros, nos termos das Instruções CVM n.º 319, de
3 de dezembro de 1999, e n.º 349, de 6 de março de 2001, que reduz a quantia integral do ágio
registrado. Como consequência da incorporação da Natura Participações pela Companhia, esta por sua vez
passou a amortizar contabilmente o ágio com base no seu prazo de realização remanescente, ou seja, de
forma linear pelo período de sete anos, a partir de abril de 2004. Em 31 de dezembro de 2008, do total de
R$ 1.028 milhões, o valor amortizado era de R$ 840,3 milhões.
A partir de abril de 2009, passamos a acelerar a amortização do saldo remanescente do ágio. A decisão foi
tomada pela Companhia, após avaliação da nossa administração em conjunto com nossos advogados
interno e externo, e está pautada em laudo de avaliação que comprova que já alcançamos, no período de
2004 e 2008, os resultados de rentabilidade previamente projetados quando da incorporação de ações,
que era de dez anos. Adicionalmente, é importante ressaltar que, após a realização desse procedimento
de aceleração do aproveitamento fiscal do ágio concluído em 2009, em 2010 e nos anos seguintes a
alíquota efetiva de IRPJ e CSLL não será beneficiada pela amortização do ágio.
Em 30 de junho de 2009, foram lavrados autos de infração de IRPJ e de CSLL contra a Companhia no
total de aproximadamente R$ 544 milhões e que têm como objeto o questionamento acerca da
dedutibilidade fiscal da amortização do ágio gerado na operação em que a Natura Empreendimentos se
tornou subsidiária integral da Natura Participações (incorporação de ações ocorrida em 27 de dezembro de
2000). O fundamento para a autuação consiste, basicamente, na suposta ausência de propósito negocial
para aquisição da participação societária com ágio no presente caso, uma vez que se trata de operação
realizada "dentro do mesmo grupo econômico" (ágio interno), sem a ocorrência de qualquer pagamento.
Não tivemos êxito na primeira instância administrativa, razão pela qual foi interposto recurso ao Conselho
Administrativo de Recursos Fiscais que aguarda julgamento. Na opinião de nossos advogados, a operação
tal como foi estruturada e seus efeitos fiscais são defensáveis, motivo pelo qual o risco de perda é
classificado como remoto. Não efetuaremos provisão em nossas demonstrações contábeis para os valores
relativos a este assunto e uma decisão final desfavorável nesse processo nos afetaria de maneira adversa.
Adicionalmente, foram arrolados no procedimento administrativo fiscal resultante em autuação o
investimento de R$ 747 milhões detidos pela Companhia na controlada Natura Indústria.
PÁGINA: 27 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
4.3 - Processos judiciais, administrativos ou arbitrais não sigilosos e relevantes
Segue abaixo o detalhamento do respectivo processo:
Processo nº 16.561.000059/2009-29
Órgão julgador
Secretaria da Receita Federal
Instância
Conselho Administrativo de Recursos Fiscais
Data de Instauração
30/06/2009
Partes no Processo
Natura Cosméticos S.A. e Receita Federal
Valores do Principal
570,0 Milhões
Principais Fatos
Em 30 de junho, foram lavrados autos de infração de IRPJ e de CSLL contra a
Companhia no total de aproximadamente R$544milhões e que têm como objeto o
questionamento acerca da dedutibilidade fiscal da amortização do ágio gerado na
operação em que a Natura Empreendimentos se tornou subsidiária integral da
Natura Participações ( incorporação de ações ocorrida em 27 de dezembro de
2000). O fundamento para a autuação consiste, basicamente, na suposta ausência
de propósito negocial para a aquisição de participação societária com ágio no
presente caso, uma vez que se trata de operação realizada " dentro do mesmo
grupo econômico (ágio interno), sem a ocorrência de qualquer pagamento).
Chance de perda
A opinião dos advogados da nossa Companhia é de que a perspectiva de êxito
desse processo administrativo é de perda remota.
Análise do Impacto
Pagamento do valor envolvido
Valor Provisionado
A chance de êxito do processo não justifica o provisionamento de qualquer valor
no caso em referência.
- Recuperação de imposto ­ Dedutibilidade ­ Base de Cálculo CSLL/IRPJ ­ Lei n.º 9.316, de 22 de
novembro de 1996 ("Lei 9.316/96")
Trata-se de processo judicial em que se questiona a constitucionalidade da Lei 9.316/96, que proibiu a
dedutibilidade da CSLL da sua própria base de cálculo e da base de cálculo do IRPJ. O valor envolvido no
processo era de R$ 11,3 milhões em 31 de dezembro de 2010. O saldo provisionado era de R$ 7,5 milhões
em 31 de dezembro de 2010, sendo que parte da provisão, no montante atualizado de R$ 5,5 milhões,
encontra-se depositada judicialmente. De acordo com os nossos advogados, parte das contingências está
classificada como perda possível.
- IPI alíquota zero
Refere-se a créditos de Imposto sobre Produtos Industrializados - IPI sobre matérias-primas e materiais
de embalagem adquiridos com alíquota zero, isenção ou não tributados. A controlada Natura Indústria
impetrou mandado de segurança e obteve liminar concedendo o direito ao crédito. Em 25 de setembro de
2006, a liminar foi cassada por sentença que julgou o pedido improcedente. A controlada interpôs recurso
de apelação para reapreciação do mérito e restabelecimento dos efeitos da liminar. Para suspender a
exigibilidade do crédito tributário, a controlada efetuou, em outubro de 2006, depósito judicial do
montante envolvido no processo. O total depositado judicialmente, atualizado até 31 de dezembro de
2010, é de 39,4 milhões. O depósito refere-se à totalidade dos valores compensados. Em 27 de novembro
de 2009 foi protocolada petição desistindo parcialmente do prosseguimento da ação, bem como
renunciando parcialmente do direito que se funda a ação, para fins de adesão aos benefícios previstos na
medida provisória nº 470, de 13/10/2009, em relação ao aproveitamento de créditos de IPI oriundos da
aquisição de matérias-primas, material de embalagem e produtos intermediários sujeitos à alíquota zero
ou não tributados e aos respectivos débitos de IPI. A discussão judicial persiste com relação ao
PÁGINA: 28 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
4.3 - Processos judiciais, administrativos ou arbitrais não sigilosos e relevantes
aproveitamento de créditos relativos à aquisição de matérias-primas, material de embalagem e produtos
intermediários isentos.
Segue abaixo o quadro descritivo do respectivo processo:
Processo nº2002.61.00.028079-1
Órgão julgador
Justiça Federal
Instância
Tribunal Regional Federal da 3ª Região - São Paulo
Data de Instauração
27/12/2002
Partes no Processo
Indústria e Comércio de Cosméticos Natura Ltda x Receita Federal
Valores do Principal
R$ 39.4 Milhões
Principais Fatos
A liminar foi cassada por sentença que julgou o pedido improcedente. Assim houve a
interposição de Recurso de Apelação e, para suspender a exigibilidade do crédito
tributário, foi efetuado depósito judicial do montante envolvido no processo o qual
refere-se à totalidade dos valores compensados.
Desistência parcial da ação referente ao crédito de matérias-primas adquiridas com
alíquota zero e não tributadas para adesão ao Parcelamento instituído pela Lei
11.941/2009.
Chance de perda
A opinião dos advogados da nossa Companhia é de que a perspectiva de êxito dessa
ação judicial é de perda provável em relação à parte que desistimos.
Análise do Impacto
Pagamento do valor envolvido
Valor Provisionado
R$39.4 Milhões
- Exclusão do ICMS na base de cálculo do Programa de Integração Social ("PIS") e da Contribuição para o
Financiamento da Seguridade Social ("COFINS").
Em 2007, nós e nossa controlada Natura Indústria impetramos mandado de segurança visando a não
inclusão do ICMS na base de cálculo das contribuições do PIS e da COFINS em relação as nossas
operações de fabricação, importação e comercialização de produtos e o valor total envolvido no processo,
em 31 de dezembro de 2010, era de R$ 323,1 milhões. Parte desse valor, R$ 57,8 milhões, em função da
medida liminar concedida à Natura Indústria, está com a sua exigibilidade suspensa. O restante discutido
nesse processo está suspenso por meio de depósito judicial que era de R$ 2,8 milhões em
31 de dezembro de 2010. Segundo avaliação dos nossos advogados, o risco de perda de tal demanda é
remoto, porém por se tratar de um tributo previsto em Lei, A Sociedade mantem provisionado em suas
demonstrações contábeis o valor total envolvido no processo.
PÁGINA: 29 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
4.4 - Processos judiciais, administrativos ou arbitrais não sigilosos cujas partes contrárias
sejam administradores, ex-administradores, controladores, ex-controladores ou
investidores

4.4
Procedimentos Judiciais, Administrativos e Arbitrais, que não estejam sob sigilo, em que
a Companhia ou suas Controladas são Parte e as Partes Contrárias são seus
Administradores ou Ex-Administradores, Controladores ou Ex-Controladores, Investidores
ou Investidores da Companhia ou de suas Controladas

Em 31 de dezembro de 2010, não havia nenhum procedimento judicial, administrativo ou arbitral em que
nossa Companhia ou nossas controladas eram parte, tendo como partes contrárias administradores ou ex-
administradores, controladores ou ex-controladores, investidores ou investidores da nossa Companhia ou
de nossas controladas.

PÁGINA: 30 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
4.5 - Processos sigilosos relevantes

4.5
Processos Sigilosos Relevantes em que a Companhia ou suas Controladas sejam Parte
Em 31 de dezembro de 2010, não havia nenhum processo sigiloso em que nossa Companhia ou nossas
controladas eram parte.
PÁGINA: 31 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
4.6 - Processos judiciais, administrativos ou arbitrais repetitivos ou conexos, não sigilosos
e relevantes em conjunto
4.6
Processos Judiciais, Administrativos ou Arbitrais Repetitivos ou Conexos, Baseados em
Fatos e Causas Jurídicas Semelhantes, que não Estejam sob Sigilo e que em Conjunto
sejam Relevantes, em que a Companhia ou suas Controladas sejam Parte
4.6.1 Processos Cíveis
Em 31 de dezembro de 2010, litigávamos em 1.189 processos cíveis, e o total discutido nos processos era
de aproximadamente R$ 87,7 milhões. Deste total, R$ 14,1 milhões encontram-se provisionados (R$ 12,1
milhões líquidos de depósitos judiciais). A grande parte desses processos refere-se a reclamações de
indenização e danos morais relacionados com o uso de nossos produtos, alegação de inclusão imprópria
dos nomes das Consultoras Natura na base do Serviço de Proteção ao Crédito como devedoras
inadimplentes, inclusão imprópria de nomes de terceiros na base do Serviço de Proteção ao Crédito como
devedores inadimplentes, por conta da prática de fraude cadastral.
- Autuações do IBAMA
Entre os meses de novembro e dezembro de 2010, a Natura recebeu 68 autos de infração do Instituto
Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) que totalizam R$ 22 milhões de
multa (sem aplicação de indenização), por acesso supostamente irregular à biodiversidade brasileira para
a realização de pesquisas e desenvolvimento de produtos.
A Natura não concorda com as autuações e as impugnou administrativamente. Acreditamos que a
necessidade de uma autorização do Estado para iniciar uma pesquisa é uma barreira ao desenvolvimento
de ciência, que não assegura o direito de comunidades tradicionais e não garante a proteção de biomas.
Além disso, a análise do pedido, que costuma levar quase dois anos, inviabilizaria a atividade de pesquisa
pura e aplicada nas atividades empresariais.
A Administração da Sociedade e seus assessores legais consideram como remota a possibilidade de perda
nesses autos de infração em virtude do cumprimento total de todos os princípios estabelecidos na
Convenção da Diversidade Biológica ("CDB"), tratado internacional firmado na Rio-92, bem como em
função das ilegalidades e inconstitucionalidades do atual marco legal que incorporou a CDB no sistema
legal brasileiro. Com exceção de insumos provenientes de terras da União - que se recusa a negociar - a
Sociedade reparte benefícios em 100% dos acessos no uso da biodiversidade, sendo inclusive a pioneira
na repartição de benefícios com comunidades tradicionais e possuindo aproximadamente 68% das
solicitações ao Órgão Regulador de pedidos de autorização para acesso à biodiversidade.
4.6.2 Processos Trabalhistas
Em 31 de dezembro de 2010, litigávamos em 766 reclamações trabalhistas e o total reclamado nessas
ações era de aproximadamente R$ 286,9 milhões. Deste total, R$ 16,7 milhões estão provisionados (R$
14,3 milhões líquidos de depósitos judiciais). Aproximadamente 76,5% das reclamações trabalhistas
pendentes foram propostas por empregados de empresas terceirizadas que prestam serviços de
atendimento, segurança, transporte, dentre outros. O pleito refere-se à discussão sobre verbas rescisórias,
adicional salário, hora extra e verbas devidas. A legislação aplicável nos impõe responsabilidade
subsidiária pelo pagamento de obrigações trabalhistas dos nossos prestadores de serviços contratados.
Nas reclamações trabalhistas propostas por ex-colaboradores também se pleiteiam horas extras.
PÁGINA: 32 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
4.6 - Processos judiciais, administrativos ou arbitrais repetitivos ou conexos, não sigilosos
e relevantes em conjunto
Ademais, em 31 de dezembro de 2009, tendo em vista a situação econômica da empresa SERCOM, ex-
fornecedor de serviços de
call center
, alteramos o prognóstico de perda das 273 reclamações trabalhistas
para provável, impactando o resultado do exercício em R$ 10,8 milhões. Durante o ano de 2010 a
Administração efetuou acordos para aproximadamente 35% das causas sem que estes incorressem em
custos adicionais à Companhia
Não havia, em 31 de dezembro de 2010, ações judiciais de natureza trabalhista que, individualmente ou
em conjunto, fossem relevantes para os negócios da Companhia e/ou de suas controladas.
4.6.3 Regulatório
Possuímos, em 31 de dezembro de 2010, 59 (cinqüenta e nove) processos administrativos resultantes de
infrações sanitárias relativas às normas da ANVISA ­ Agência Nacional de Vigilância Sanitária ("ANVISA")
que envolvem autos de infração com risco de perda provável no montante de R$ 735 mil. Além disso,
temos 5 (cinco) processos administrativos perante o Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e
Qualidade Industrial - INMETRO por descumprimento das regras de rotulagem, bem como 2 (dois)
processos administrativos perante a ANVISA, relativos a alimentos, com estimativa de perda possível, que
não envolvem penalidades pecuniárias significativas.
De acordo com a Lei n.º 6.437, de 20 de agosto de 1977, caso os processos administrativos instaurados
contra nós sejam julgados procedentes, poderão ser aplicadas, entre outras penalidades, multa, no valor
mínimo de R$ 2,0 mil e máximo de R$ 1,5 milhão por infração cometida, interdição do produto, suspensão
de vendas e/ou fabricação de produto, cancelamento de registro de produto, interdição parcial ou total do
estabelecimento, cancelamento do alvará do estabelecimento e cancelamento de autorização para
funcionamento da empresa.
A autoridade sanitária levará em conta as circunstâncias atenuantes e agravantes, a gravidade do fato,
tendo em vista as suas consequências para a saúde pública e os antecedentes do infrator quanto às
normas sanitárias.
Até 31 de dezembro de 2010, haviam ocorrido duas condenações que resultaram no pagamento de R$
14,0 mil a título de multa, sem efeitos adversos significativos para as nossas operações.
PÁGINA: 33 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
4.7 - Outras contingências relevantes

4.7
Outras Contingências Relevantes

Em 31 de dezembro de 2010, não éramos parte em nenhum outro processo judicial, administrativo ou
arbitral relevante para nossos negócios e/ou de nossas controladas além daqueles descritos nos itens 4.3
a 4.6.

PÁGINA: 34 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
4.8 - Regras do país de origem e do país em que os valores mobiliários estão custodiados
4.8. Identificar, em relação às regras do país de origem de emissor estrangeiro e às regras
do país no qual os valores mobiliários do emissor estrangeiro estão custodiados, se diferente
do país de origem.
O item 4.8 não é aplicado a nossa Companhia.
PÁGINA: 35 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
5.1 - Descrição dos principais riscos de mercado
5.1
Principais Riscos de Mercado a que a Companhia está Exposta, inclusive em Relação a
Riscos Cambiais e a Taxas de Juros (descrição quantitativa e qualitativa)

O Governo Federal exerceu e continua a exercer influência significativa sobre a economia brasileira. Esta
influência, bem como as condições políticas e econômicas brasileiras, podem afetar adversamente as
nossas atividades e o valor de mercado das nossas ações

A economia brasileira tem sido marcada por frequentes, e por vezes significativas, intervenções do
Governo Federal, que frequentemente modifica as políticas monetária, de crédito, fiscal e outras. As ações
do Governo Federal para controlar a inflação e efetuar outras políticas envolveram no passado, entre
outras, aumentos nas taxas de juros, mudanças na política fiscal, controle de preço, desvalorização da
moeda, controles no fluxo de capital e determinados limites sobre as mercadorias e os serviços
importados. Não temos controle e não podemos prever quais medidas ou políticas o Governo Federal
poderá adotar no futuro. Nossos negócios, condição financeira e resultados das operações, bem como o
valor de mercado das nossas ações, podem ser adversamente afetados em razão de mudanças na política
pública em nível federal, estadual e municipal, referentes a tarifas públicas e controles de câmbio, bem
como de outros fatores, tais como:
taxas de juros;
controle no câmbio e restrições a remessas ao exterior;
variações nas taxas de câmbio;
inflação;
liquidez no mercado doméstico financeiro e de capitais e mercado de empréstimos;
política fiscal e regime tributário; e
medidas de cunho político, social e econômico que ocorram ou possam afetar o Brasil.
Risco de Taxa de Juros

Durante os anos de 2008, 2009 e 2010, aproximadamente 43,4%, 22,2% e 8,48%, respectivamente, de
nosso endividamento era denominado em moeda estrangeira, dos quais 98,7% estavam protegidos
através de operações de derivativos com taxas de juros baseadas, de modo geral, na Taxa DI.
Consequentemente, a nossa principal exposição à taxa de juros é relativa a variações na Taxa DI.

Adicionalmente, em 31 de dezembro de 2010, R$ 149,2 milhões de nosso endividamento de curto e longo
prazo, ou 21,9% de nosso endividamento total, estava sujeito à TJLP, comparado a R$197,2 milhões, ou
28,0% do endividamento total, em 31 de dezembro de 2009. A despesa líquida com juros adicional que
teríamos incorrido nos exercícios sociais encerrados em 31 de dezembro de 2008, 31 de dezembro de
2009 e 31 de dezembro de 2010 devido a um aumento hipotético de 10% na taxa da TJLP, teria sido de
R$1,3 milhões, R$1,2 milhões e R$0,9 milhões, respectivamente.

Na hipótese de elevação das taxas de juros, haverá aumento nos custos do serviço da nossa dívida líquida
e das despesas financeiras líquidas deles originadas, o que poderá causar impacto negativo nos nossos
negócios, na sua condição financeira e nos resultados de nossas operações. Ainda, eventual elevação das
taxas básicas de juros estabelecidas pelo Banco Central poderá ter impacto negativo no nosso resultado
na medida em que podem inibir o crescimento econômico e, consequentemente, a demanda pelos nossos
produtos.
PÁGINA: 36 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
5.1 - Descrição dos principais riscos de mercado
Risco de Taxas de Câmbio

Em 31 de dezembro de 2010, aproximadamente 16% de nosso custo de produto vendido estava atrelado
a moeda estrangeira, sujeito a variações cambiais. Deste montante atrelado a moedas estrangeiras,
aproximadamente 16% representaram custos com matéria-prima e material de embalagem importados
(aproximadamente 5% em Euro e 95% em Dólar) e aproximadamente 84% representaram custos com
matéria-prima e material de embalagem domésticos, parcialmente atrelados à variação cambial do Dólar.

Em 31 de dezembro de 2010, nosso endividamento em Dólares ou atrelado ao Dólar (no caso da cesta de
moeda do Banco Nacional de Desenvolvimento ­ "BNDES") era US$ 35,2 milhões. Na mesma data,
R$ 58,7 milhões de nosso endividamento de curto e longo prazo, ou 8,5% do total de nosso
endividamento, eram denominados em moeda estrangeira, comparado a R$ 156,5 milhões, ou 22,2% de
nosso endividamento total, em 31 de dezembro de 2009.

A desvalorização acentuada do Real em relação ao Dólar poderá gerar efeitos relevantes e adversos na
economia brasileira e/ou nos nossos negócios.

Esforços do governo para combater a inflação podem retardar o crescimento da economia brasileira e
prejudicar nossos negócios

No passado, o Brasil sofreu taxas de inflação extremamente altas e, consequentemente, adotou políticas
monetárias que resultaram em uma das maiores taxas reais de juros do mundo. Entre 2004 e 2010, a taxa
de juros referencial do Sistema Especial de Liquidação e de Custódia ("SELIC") variou entre 19,8% e 8,5%
ao ano. A inflação e as medidas adotadas pelo governo brasileiro para combatê-la, principalmente por
meio do Banco Central do Brasil ("Banco Central" ou "BACEN"), tiveram e podem voltar a ter efeitos
consideráveis sobre a economia brasileira e sobre nossos negócios. As rigorosas políticas monetárias com
altas taxas de juros podem restringir o crescimento do Brasil e a disponibilidade de crédito. De modo
inverso, políticas governamentais e monetárias mais brandas e a diminuição das taxas de juros podem
desencadear aumentos das taxas inflacionárias e, em consequência, a volatilidade do crescimento e a
necessidade de súbitos e significativos aumentos das taxas de juros. Além disso, podemos não ter
condições de ajustar os preços praticados para compensar os efeitos da inflação em nossa estrutura de
custos. Qualquer destes fatores poderia afetar nossos negócios negativamente.

A instabilidade cambial pode prejudicar a economia brasileira, bem como a nossa Companhia

Durante as últimas décadas, a moeda brasileira teve frequentes e substanciais variações em relação ao
dólar americano e a outras moedas estrangeiras. Entre 2000 e 2002, o Real desvalorizou-se
consideravelmente em comparação ao Dólar, chegando a uma taxa de R$ 3,53 por US$ 1,00 no final de
2002. Entre 2003 e meados do segundo semestre de 2008, o Real valorizou-se significativamente em
relação ao Dólar, impulsionado pela estabilização do ambiente macroeconômico e por um forte aumento
dos investimentos estrangeiros no Brasil, com a taxa de câmbio atingindo R$ 1,56 por US$ 1,00 em agosto
de 2008. No contexto da crise que atingiu os mercados financeiros globais em 2008, o Real encerrou o
ano com desvalorização de 31,9% em relação ao Dólar, apresentando uma taxa de câmbio de R$ 2,34 por
US$ 1,00 no final de 2008. Em 2009, a economia começou a se recuperar da crise e, nesse cenário, ao
longo de 2009 o Real valorizou-se 74,73% em relação ao Dólar: em 31 de dezembro de 2009, a taxa de
câmbio era R$ 1,73 por US$1,00. Em 31 de dezembro de 2010, a taxa de câmbio era de R$ 1,66 por
US$1,00.

A desvalorização do Real em relação ao Dólar poderia criar pressões inflacionárias no Brasil e causar o
aumento das taxas de juros, o que por sua vez poderia afetar negativamente o crescimento da economia
PÁGINA: 37 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
5.1 - Descrição dos principais riscos de mercado
brasileira de modo geral e prejudicar tanto nossa situação financeira como nossos resultados operacionais,
além de restringir o acesso aos mercados financeiros internacionais e determinar intervenções
governamentais, inclusive por meio de políticas recessivas. Além disso, a desvalorização do Real em
relação ao Dólar poderia como no contexto da desaceleração da atividade econômica, levar à redução do
consumo, a pressões deflacionárias e a um menor crescimento da economia de modo geral. Por outro
lado, a valorização do Real em relação ao Dólar e a outras moedas estrangeiras poderia resultar na piora
da balança comercial brasileira, bem como refrear o crescimento baseado nas exportações. Dependendo
das circunstâncias, a desvalorização ou a valorização do Real poderiam ter um efeito adverso relevante e
negativo no crescimento da economia brasileira, bem como nos nossos negócios.
Acontecimentos e mudanças na percepção de riscos em outros países, sobretudo em economias
desenvolvidas, podem prejudicar o preço de mercado dos valores mobiliários globais, dentre eles o preço
de mercado das nossas ações

O valor de mercado de valores mobiliários de emissão de companhias brasileiras é influenciado, em
diferentes graus, pelas condições econômicas e de mercado de outros países, inclusive economias
desenvolvidas e emergentes. Embora a conjuntura econômica desses países seja significativamente
diferente da conjuntura econômica do Brasil, a reação dos investidores aos acontecimentos nesses outros
países pode causar um efeito adverso sobre o valor de mercado dos valores mobiliários de companhias
brasileiras. Crises em outros países de economia emergente ou políticas econômicas diferenciadas podem
reduzir o interesse dos investidores nos valores mobiliários das companhias brasileiras, incluindo os
valores mobiliários de nossa emissão, o que poderia prejudicar o preço de mercado das nossas ações.


PÁGINA: 38 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
5.2 - Descrição da política de gerenciamento de riscos de mercado

5.2
Política de Gerenciamento de Riscos de mercado adotada pela Companhia, seus
Objetivos, Estratégias e Instrumentos

Como aproximadamente 98,7% de nossas dívidas denominadas em moeda estrangeira estão protegidas
contra o risco de variação cambial, nos termos de nossa Política de Proteção Cambial, a variação das taxas
de câmbio não tem impacto no montante da nossa dívida. Nossa Política de Exposição Cambial estabelece
níveis de exposição vinculados a estes riscos. Consideram-se os valores em moeda estrangeira dos saldos
a receber e a pagar de compromissos já assumidos e registrados nas nossas demonstrações contábeis
oriundos das nossas operações e de nossas controladas, bem como fluxos de caixa futuros, com prazo
médio de seis meses, ainda não registrados no balanço patrimonial decorrentes de: (i) compra de insumos
para a produção; (ii) importação de máquinas e equipamentos; e (iii) investimentos nas controladas no
exterior em suas respectivas moedas.

Com a intenção de minimizar os efeitos da variação cambial em nosso custo de produção, monitoramos as
tendências do Real frente ao Dólar e ao Euro e contratamos operações de derivativos, na sua maioria
forward
, em linha com a Política de Proteção Cambial vigente. Nossas operações de derivativos neste
mercado visam, exclusivamente, nos proteger contra a variação cambial destas moedas (
hedge
), e não
possuem propósito especulativo.

As atividades da Companhia e de suas controladas as expõem a diversos riscos financeiros: risco de
mercado (incluindo risco de moeda e de taxa de juros), risco de crédito e risco de liquidez. O programa de
gestão de risco global da Companhia concentra-se na imprevisibilidade dos mercados financeiros e busca
minimizar potenciais efeitos adversos no desempenho financeiro, utilizando instrumentos financeiros
derivativos para proteger certas exposições a risco.

A gestão de risco é realizada pela tesouraria central da Companhia, sendo as políticas obrigatoriamente
aprovadas por Comitês Internos e pelo Conselho de Administração. A tesouraria identifica, avalia e
contrata instrumentos financeiros com o intuito de proteger a Companhia contra eventuais riscos
financeiros, principalmente decorrentes de taxas de juros e câmbio.

A política de proteção cambial determina que o "hedge" contratado pela Companhia deverá limitar a perda
referente à desvalorização cambial em relação ao lucro líquido projetado para o exercício em curso, dada
uma determinada estimativa de desvalorização cambial em relação ao dólar norte-americano. Essa
limitação define o teto ou a exposição cambial máxima permitida à Companhia.



PÁGINA: 39 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
5.3 - Alterações significativas nos principais riscos de mercado

5.3
Alterações Significativas nos Principais Riscos de Mercado a que a Companhia está
exposta ou na Política de Gerenciamento de Riscos Adotada pela Companhia no exercício
social encerrado em 31 de dezembro de 2010
Não houve, no exercício social encerrado em 31 de dezembro de 2010, qualquer alteração significativa nos
principais riscos de mercado a que estamos sujeitos, tampouco na política de gerenciamento de riscos que
adotamos.
PÁGINA: 40 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
5.4 - Outras informações relevantes
5.4 Outras Informações Relevantes
Não há informações adicionais que a Companhia julgue relevantes com relação aos assuntos tratados nos
itens 5.
PÁGINA: 41 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
6.1 / 6.2 / 6.4 - Constituição do emissor, prazo de duração e data de registro na CVM
Data de Constituição do Emissor
País de Constituição
Prazo de Duração
Data de Registro CVM
Forma de Constituição do Emissor
21/05/2004
28/08/1969
Nossa Companhia foi constituída sob a forma de sociedade empresária limitada
e transformada em sociedade por ações em 6 de setembro de 1995.
Brasil
Prazo de Duração Indeterminado
PÁGINA: 42 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
6.3 - Breve histórico
6.3 Breve Histórico da Companhia
Nossa constituição remonta a 28 de agosto de 1969, quando, em sociedade com Jean Pierre Berjeaut,
Antonio Luiz da Cunha Seabra fundou a Indústria e Comércio de Cosméticos JeBerjeaut Ltda., que em
janeiro de 1970 teria sua razão social alterada para Indústria e Comércio de Cosméticos Natura Ltda.
Neste momento, existia apenas uma loja em São Paulo e a produção era realizada em uma pequena
fábrica que contava com apenas sete colaboradores.
Mais recentemente, em 21 de maio de 2004, obtivemos registro de companhia aberta junto à Comissão de
Valores Mobiliários ("CVM"). Em 24 de maio de 2004, realizamos nossa oferta pública inicial de ações, as
quais passaram a ser negociadas no segmento especial de listagem "Novo Mercado" da BM&FBovespa S.A.
­ Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros ("BM&FBOVESPA"), segmento este que possui regras
diferenciadas de governança corporativa ("Novo Mercado"). Os acionistas vendedores da mencionada
oferta foram os Srs. Antonio Luiz da Cunha Seabra, Guilherme Peirão Leal, Pedro Luiz Barreiros Passos,
Anizio Pinotti e Ronuel Macedo de Mattos.
Nossa atual denominação social é Natura Cosméticos S.A. Nosso objeto social definido no nosso Estatuto
Social é (i) a exploração do comércio, da exportação e da importação de produtos de beleza, higiene,
toucador, produtos cosméticos, artigos de vestuário, jóias, bijuterias, artigos para o lar, alimentos,
complementos nutricionais, softwares, livros, material editorial, produtos de entretenimento, produtos
fonográficos, medicamentos, inclusive fitoterápicos e homeopáticos, drogas, insumos farmacêuticos e
saneantes domissanitários, podendo, para isto, praticar todos os atos e realizar todas as operações
relacionadas com seus fins; (ii) a prestação de serviços de qualquer natureza, tais como serviços
relacionados a tratamentos estéticos, assessoria mercadológica, cadastro, planejamento e análise de
riscos; e (iii) a organização, participação e administração, sob qualquer forma, em sociedades e negócios
de qualquer natureza, na qualidade de sócia ou acionista.
PÁGINA: 43 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
6.5 - Principais eventos societários ocorridos no emissor, controladas ou coligadas
6.5
Principais Eventos Societários

I.
(a) Evento:
Incorporação pela Companhia da controlada Nova Flora Participações Ltda.

(b) Principais condições do negócio:

Em 2008, foi aprovada em nossa Assembleia Geral Extraordinária a incorporação, pela Companhia, de
nossa controlada Nova Flora Participações Ltda. Em virtude desta incorporação, passamos a controlar
diretamente a subsidiária Flora Medicinal J. Monteiro da Silva Ltda.

(c) Sociedades envolvidas:

Companhia e Flora Medicinal J. Monteiro da Silva Ltda.

(d) Efeitos resultantes da operação no quadro acionário, especialmente, sobre a participação do
controlador, de acionistas com mais de 5% do capital social e dos administradores do emissor:

Não houve efeito.

(e) Quadro societário antes e depois da operação:

A Nova Flora Participações Ltda foi incorporada pela Companhia com a sua consequente extinção.

II.
(a) Evento:
dissolução, liquidação e extinção da Flora Medicinal J. Monteiro da Silva Ltda.

(b) Principais condições do negócio:

Em 15 de dezembro de 2010, o Conselho de Administração da Companhia aprovou a dissolução,
liquidação e extinção da Flora Medicinal J. Monteiro da Silva Ltda, uma vez que a sociedade não
apresentava atividade empresarial.

(c) Sociedades envolvidas:

Companhia e Flora Medicinal J. Monteiro da Silva Ltda.

(d) Efeitos resultantes da operação no quadro acionário, especialmente, sobre a participação do
controlador, de acionistas com mais de 5% do capital social e dos administradores do emissor:

Não houve efeito.

(e) Quadro societário antes e depois da operação:

A Companhia era a única sócia da Flora Medicinal J. Monteiro da Silva Ltda. Após a operação, a sociedade
foi extinta.
PÁGINA: 44 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
6.6 - Informações de pedido de falência fundado em valor relevante ou de recuperação
judicial ou extrajudicial
6.6
Pedido de Falência ou Recuperação Judicial ou Extrajudicial da Companhia
Até 31 de março de 2011, nossa Companhia não havia sido objeto de qualquer pedido de falência ou
recuperação judicial ou extrajudicial.

PÁGINA: 45 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
6.7 - Outras informações relevantes
6.7 Outras Informações Relevantes
Em julho de 2009, realizamos, nos termos da Instrução CVM n.º 400, de 29 de dezembro de 2003, e da
Instrução da CVM n.º 471, de 8 de agosto de 2008, oferta pública secundária de 56.796.411 ações
ordinárias de nossa emissão ("Oferta Secundária de Ações"). A Oferta Secundária de Ações foi direcionada
a pessoas físicas e jurídicas, residentes e domiciliadas no Brasil, consideradas ou não como investidores
institucionais nos termos da legislação brasileira, bem como a investidores institucionais qualificados e
residentes nos Estados Unidos da América que invistam no Brasil por meio da Resolução CMN n.º 2.869,
de 26 de janeiro de 2000, da Instrução CVM n.º 325, de 27 de janeiro de 2000, e da Lei n.º 4.131, de
3 de setembro de 1962, conforme alteradas.
PÁGINA: 46 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
7.1 - Descrição das atividades do emissor e suas controladas
7.1.
Descrição sumária das atividades desenvolvidas pela Companhia e suas controladas

Natura Cosméticos S.A.

A Natura é a maior empresa do setor de cosméticos, fragrâncias e produtos de higiene pessoal do Brasil,
tendo, em 2010, 14,4% de participação, de acordo com dados divulgados pela Euromonitor International,
agência provedora de análises e relatórios de mercado ("Euromonitor"). Ainda, segundo os mesmos dados,
o Brasil é o terceiro maior mercado mundial deste setor. Somos uma Companhia integrada que
desenvolve, fabrica, distribui e comercializa produtos.

Em 2009 comemoramos 40 anos de existência e acreditamos ser reconhecidos por nosso histórico
compromisso com o desenvolvimento sustentável e com a qualidade das relações que construímos através
da ética, da transparência e do diálogo aberto. Também estamos presentes em outros sete países da
América Latina (Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, México, Peru e Guatemala), bem como na França.

Em 2010, vendemos mais de 420 milhões de unidades e, atualmente, oferecemos aos nossos
consumidores um
portfolio
de cerca de 700 produtos por meio do sistema de venda direta.

Desde 2004 as ações de emissão da Natura estão listadas no Novo Mercado da BM&FBOVESPA. Por meio
de nosso comportamento empresarial e da nossa Essência, buscamos valorizar e respeitar os interesses e
valores de todos com quem nos relacionamos, direta ou indiretamente. Em reconhecimento a esta
postura, em 2010 figuramos pelo sexto ano seguido no Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) da
BM&FBOVESPA.

Sempre em busca das melhores práticas de mercado e em linha com nosso protagonismo empresarial,
tomamos a decisão, voluntária, de dar mais um passo à frente no processo contínuo de aprimoramento do
modelo de Governança Corporativa, com a adequação do ambiente de controles internos de acordo com
os requerimentos da lei norte-americana Sarbanes-Oxley (SOx).

Nossas controladas
Além das atividades desenvolvidas diretamente pela Natura Cosméticos S.A., participam de nossa
estrutura organizacional principalmente as subsidiárias cujas atividades a seguir descrevemos:
a)
Indústria e Comércio de Cosméticos Natura Ltda.: suas atividades concentram-se,
preponderantemente, na industrialização e comercialização dos produtos da marca Natura
para a Natura Cosméticos S.A. - Brasil, Natura Cosméticos S.A. - Chile, Natura Cosméticos
S.A. - Peru, Natura Cosméticos S.A. - Argentina, Natura Cosméticos Ltda. - Colômbia, Natura
Europa SAS ­ França e Natura Cosméticos de Mexico, S.A. de C.V es.;
b)
Natura Cosméticos S.A. - Chile, Natura Cosméticos S.A. - Peru, Natura Cosméticos S.A. -
Argentina, Natura Cosméticos Ltda. - Colômbia e Natura Distribuidora de Mexico, S.A. de
C.V.: suas atividades são semelhantes às atividades desenvolvidas pela controladora Natura
Cosméticos S.A. ­ Brasil;
c)
Natura Inovação e Tecnologia de Produtos Ltda.: suas atividades concentram-se em
desenvolvimento de produtos e tecnologias e pesquisa de mercado. É controladora integral
da Natura Innovation et Technologie de Produits SAS - França, centro satélite de pesquisa e
tecnologia inaugurado em 2007, em Paris.;
PÁGINA: 47 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
7.1 - Descrição das atividades do emissor e suas controladas
d)
Natura Europa SAS - França e Natura Brasil SAS - França: suas atividades concentram-se na
compra, venda, importação, exportação e distribuição de cosméticos, fragrâncias em geral e
produtos de higiene;
e)
Natura Cosméticos de Mexico, S.A. de C.V.: suas atividades concentram-se na importação e
comercialização de cosméticos, fragrâncias em geral e produtos de higiene pessoal para a
Natura Distribuidora de Mexico, S.A. de C.V;
f)
Natura Cosméticos y Servicios de Mexico, S.A. de C.V.: suas atividades concentram-se na
prestação de serviços administrativos e logísticos às empresas Natura Cosméticos de Mexico,
S.A. de C.V. e Natura Distribuidora de Mexico, S.A. de C.V;
g)
Natura Cosméticos España S.L. - Espanha: encontra-se em fase pré-operacional e suas
atividades consistirão nas mesmas atividades desenvolvidas pela controladora Natura
Cosméticos S.A. ­ Brasil;
h)
Natura Logística e Serviços Ltda.: suas atividades concentram-se na prestação de serviços
administrativos e logísticos para as empresas do Grupo Natura sediadas no Brasil;
i)
Ybios S.A.: suas atividades concentram-se na pesquisa, na gestão, no desenvolvimento de
projetos, produtos e serviços voltados para área de biotecnologia, podendo, inclusive, firmar
acordos e parcerias com universidades, fundações, empresas, cooperativas e associações,
entre outras entidades públicas e privadas, na prestação de serviços na área de biotecnologia
e na participação em outras sociedades;
j)
Natura Innovation et Technologie de Produits SAS - França: suas atividades concentram-se
em pesquisas nas áreas de testes
in vitro
, alternativos aos testes em animais, para estudo da
segurança e eficácia de princípios ativos, tratamento de pele e novos materiais de
embalagens, O laboratório em Paris é focado no desenvolvimento de metodologias de
avaliação e segurança de matérias primas, especialmente aquelas que utilizam material
equivalente à pele humana (uma tecnologia disponível de forma mais viável na França). O
centro de pesquisa consiste em uma espécie de radar para parcerias com grupos de pesquisa
europeus; e
k)
Natura Europa SAS - França e Natura Cosmetics USA Co.: em janeiro de 2009, as cotas
correspondentes ao capital social dessas controladas foram conferidas como aporte de capital
na empresa
holding
Natura (Brasil) International B.V. - Holanda, passando a Companhia a
possuir a correspondente participação indireta nessas empresas por intermédio dessa
empresa
holding
sediada na Holanda.

Encerramento de atividades de sociedades controladas

Em reuniões do Conselho de Administração realizadas em julho e outubro de 2009, foram aprovados os
encerramentos das operações das controladas Natura Cosméticos C.A. - Venezuela, Natura Brasil
Cosmética Ltda. - Portugal e Natura Cosméticos y Vestimentas S.A. - Uruguai. Em 31 de dezembro de
2010, tais empresas encontravam-se em fase de dissolução e, exceto pelas controladas no Uruguai e
Portugal, as quais ainda estavam em fase pré-operacional quando da decisão de encerramento de suas
operações, a controlada na Venezuela teve suas operações encerradas no terceiro trimestre de 2009,
gerando a necessidade de constituição de provisão para perdas na realização de ativos.

Em 31 de dezembro de 2010, o saldo dos ativos líquidos da Natura Cosméticos C.A. - Venezuela,
registrado nas demonstrações contábeis consolidadas da Sociedade, deduzido de provisões para eventuais
perdas na desvalorização de ativos e exigibilidade de passivos no processo de encerramento das referidas
operações, era de R$273 mil.
PÁGINA: 48 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
7.2 - Informações sobre segmentos operacionais
7.2
Em relação a cada segmento operacional que tenha sido divulgado nas últimas
demonstrações financeiras de encerramento de exercício social ou, quando houver, nas
demonstrações financeiras consolidadas, indicar as seguintes informações:
(a)
produtos e serviços comercializados

Existem três grandes canais de distribuição para cosméticos, fragrâncias e produtos de higiene pessoal no
mercado brasileiro:
vendas diretas, que representaram aproximadamente 44% das vendas totais em 2010, de acordo
com a Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos e com o
Sindicato da Indústria de Perfumaria e Artigos de Toucador do Estado de São Paulo.
("Abihpec/Sipatesp"), e que incluem principalmente nossa Companhia e a Avon;
vendas no varejo, que representaram aproximadamente 48% das vendas em 2010, e foram
principalmente vendas através de supermercados que oferecem produtos produzidos pela
Unilever N.V., Johnson & Johnson, Beiersdorf AG, Colgate-Palmolive Company, L'Oréal S.A. e
outros produtores, segundo dados da Abihpec/Sipatesp; e
franquias, que representaram aproximadamente 8% das vendas em 2010, e são vendas por lojas
como O Boticário, as quais vendem os produtos de uma determinada companhia, conforme
informações da mesma fonte.

As vendas no varejo incluem também vendas por farmácias e drogarias, as quais tipicamente vendem
cosméticos, fragrâncias e produtos de higiene pessoal no Brasil.

As vendas dos produtos de cosméticos, fragrâncias e produtos de higiene pessoal no mercado brasileiro
pelo canal de venda direta cresceram nos últimos anos a uma taxa maior do que os outros canais de
distribuição. A tabela abaixo demonstra o crescimento anual do canal de vendas diretas em comparação
aos canais convencionais (varejo, atacado e franquias).
2010
2009
2008
2007
2006
2005
2004
Varejo
47,7%
50%
52%
52%
52%
54%
57%
Vendas diretas
43,7%
42%
41%
41%
42%
40%
36%
Franquias
8,6%
8%
7%
7%
6%
6%
7%
Total
100%
100%
100%
100%
100%
100%
100%
Fonte: Abihpec/Sipatesp.
PÁGINA: 49 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
7.2 - Informações sobre segmentos operacionais
Natura

Oferecemos uma grande variedade de cosméticos, fragrâncias e produtos de higiene pessoal, e
continuamos desenvolvendo novos produtos. Nossas crenças e visão de mundo inspiram a criação de
nossos produtos. Eles são desenvolvidos com o compromisso de integrar as dimensões físicas, intelectuais
e emocionais das pessoas e suas relações familiares, profissionais, sociais e com o meio ambiente. Por
isso, devem ser instrumentos de informação, de ampliação da consciência e da busca de aperfeiçoamento
pessoal.

As diversas linhas de produtos agrupam-se nas categorias de maquiagem, tratamento para rosto e corpo,
banho, óleos corporais, perfumaria, cabelos, proteção solar, infantil e higiene oral.
Fragrâncias e perfumes
. Oferecemos várias marcas de fragrâncias e perfumes femininos,
incluindo
Ekos, Amó, Humor, Amor América, Kriska, Kaiak, Biografia
e
Sintonia
. Também
oferecemos linhas de fragrâncias e perfumes masculinos, incluindo
Natura Homem, Horus, Amó,
Humor e Kaiak
, além das linhas infantis
Mamãe Bebê e Naturé
.
Cremes e loções
. Oferecemos a linha Chronos, que oferece uma gama completa de opções para
tratamento da pele do rosto, bem como vendemos uma variedade de loções para o corpo das
marcas
Natura Ekos, Natura Tododia
e
Erva Doce
.
Maquilagem
. Comercializamos um grande
portfolio
de produtos de maquilagem sob as marcas
Natura Una, Natura Faces
e
Natura Aquarela
.
Desodorantes
. Vendemos desodorantes sob 13 marcas distintas, incluindo desodorantes
perfumados que são extensões das nossas linhas de fragrâncias feminina e masculina e a marca
Erva Doce
, além de óleos para banho.
Produtos para o cabelo
. Competimos no mercado de produtos para os cabelos, principalmente
através de nossas marcas
Natura Ekos
e
Natura Plant
.
Sabonetes para as mãos
. Acreditamos que fomos os pioneiros no Brasil na introdução de
sabonetes líquidos para as mãos em 1984 com Erva Doce. Hoje, neste segmento do mercado
dominado por sabonetes em barra, oferecemos oito diferentes marcas de sabonete com destaque
para
Natura Tododia
e
Natura Ekos
.
Protetores solares
. Além da linha de proteção solar
Fotoequilíbrio
, oferecemos protetores solares
específicos para pele infantil.
Produtos para barba
. Oferecemos cremes de barbear e produtos pós-barba que são extensões de
nossas linhas de fragrâncias masculinas.

Nossos produtos visam não somente atender às necessidades funcionais dos nossos consumidores, como
também despertar sentidos e ampliar a consciência do indivíduo consigo próprio, com o outro e com o
mundo. Assim, buscamos desenvolver produtos que promovam sensação de bem-estar e prazer ao serem
usados.

Destacam-se algumas submarcas que simbolizam, de maneira mais evidente, nossa "Visão" de mundo e
transmitem nossos valores:
PÁGINA: 50 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
7.2 - Informações sobre segmentos operacionais
Chronos:
Produtos de tratamento para o rosto e corpo que compõem nossa linha anti-sinais, onde reunimos os
diferentes e mais atualizados recursos tecnológicos para combater os sinais do tempo. Essa linha expressa o
nosso desejo em combater os estereótipos e os padrões de beleza, um dos fundamentos de nossa "Visão"
particular do universo da cosmética. Acreditamos que é preciso respeitar o tempo que passa e as experiências
vividas. Coerentemente, adotamos, em 1992, um conceito inovador para a categoria de cremes anti-sinais, e
não anti-idade como difundido por outras empresas do setor, e estabelecemos um novo padrão de
comunicação, ao valorizar a "Mulher Bonita de Verdade", disseminando a idéia de que é possível sentir-se bem
e bela em qualquer idade. Acreditamos que, pela primeira vez, o anúncio de um produto anti-sinais foi feito
por mulheres de várias idades e não por modelos. Fiéis a essa crença, acreditamos que, àquela época, o
Chronos era o único cosmético a combater os sinais do tempo com uma fórmula específica para cada idade.
Ekos:
Perfumes, óleos, produtos para cabelos, hidratantes e sabonetes que mostram que, do convívio com a
natureza e com culturas diferentes, podemos compartilhar e aprender novas experiências. Acreditamos que,
por meio dessa linha, expressamos nosso amor e respeito pela delicada cadeia da vida, nosso compromisso
com a sustentabilidade e a diversidade. Utilizamos recursos da rica biodiversidade brasileira e, em alguns
casos, buscamos inspiração no conhecimento tradicional das propriedades e usos de nossas plantas. Com esta
linha, buscamos aumentar a consciência da riqueza de nosso patrimônio ambiental e obter ingredientes
naturais de maneira sustentável, de modo a preservar esse patrimônio para as gerações futuras e estimular o
desenvolvimento e a qualidade de vida nas comunidades que cultivam ou extraem esses ingredientes.
Mamãe e Bebê:
Shampoos, cremes, óleos, sabonetes e águas de colônia para a gestante e o bebê. Acreditamos que o vínculo
mamãe-bebê determina, em grande parte, como o indivíduo vai se relacionar consigo mesmo e com o mundo.
Pensando nisso, os produtos da linha foram especialmente desenvolvidos para estimular a manifestação do
amor fundamental por meio dos sentidos ­ tato, olfato, visão, audição e amamentação, gerando um universo
de sensações e sentimentos a serem explorados e fazendo da relação com o outro uma celebração, um
encontro com a felicidade.
Linha Naturé:
Sabonetes, produtos para cabelo e perfumaria, para crianças (meninas e meninos). Nossa linha infantil revela
a "descoberta do mundo" pelas crianças de três a sete anos (conceito que lançamos em 1998) e também
desperta, por meio de brincadeiras e histórias sobre a água, as primeiras noções de consciência ambiental de
forma lúdica e divertida.
TodoDia:
Sabonetes, desodorantes e hidratantes. A vontade de oferecer produtos diferenciados com alta qualidade e de
uso frequente e a certeza de que cada minuto de um dia é um momento em que podemos celebrar a vida e
cuidar de nosso corpo e mente, nos motivou a criar a linha TodoDia. Com ela, convidamos as pessoas a
despertar seus sentidos e a se conectar com elas mesmas, com o outro e com o mundo.
Perfumaria
Natura:
Também nos destacamos ao criar fragrâncias diferenciadas e conceituais, o que inclui óleos essenciais
próprios. Em 2008, por exemplo, lançamos a linha de fragrâncias
Amor América
, que nos aproximou dos
outros países da América Latina ao usar ativos da biodiversidade local, como o Palo Santo (Equador) e a
Paramela (Argentina) para desenvolver produtos que valorizam a identidade e a cultura da região. Vale
ressaltar que também optamos por utilizar álcool orgânico em nossos produtos de perfumaria (mais de 70% do
álcool utilizado em nossos produtos é orgânico).

Com o mesmo cuidado com que desenvolvemos nossas fórmulas, nos ocupamos das embalagens de
nossos produtos, para que elas reflitam a atratividade e o impacto positivo dos valores de nossa
Companhia, bem como nossa preocupação com a responsabilidade ambiental. Fomos pioneiros, em 1983,
no uso de refis para nossos produtos de maior consumo. Esta medida, além de refletir expressivamente
nosso comprometimento com a questão ambiental, nos permitiu aumentar nossos volumes de vendas. Em
2010 lançamos uma nova linha de refis que reduz em 77% a emissão de gases causadores de
aquecimento global se comparado com o refil anterior e possui 83% menos plástico que a embalagem
regular, também lançamos um refil com polietileno verde (plástico verde) para a linha Erva Doce, com
significativa redução de impacto ambiental.

O compromisso que temos com todos os nossos públicos de relacionamento é reafirmado, diariamente, na
fabricação de produtos que levem o Bem Estar Bem aos consumidores.

Em 2008 nossa estrutura de negócios, que até então era orientada por áreas, evoluiu para o modelo de
unidades de negócios e regionais. Com isso, a Natura também estará mais próxima do consumidor final.
Teremos um
portfolio
de produtos e promoções que poderão chegar mais rápido às casas e atenderão às
necessidades e características locais brasileiras.
PÁGINA: 51 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
7.2 - Informações sobre segmentos operacionais
(b)
receita proveniente do segmento e sua participação em nossa receita líquida

Os segmentos operacionais são reportados de forma consistente com os relatórios gerenciais fornecidos
ao principal tomador de decisões operacionais para fins de avaliação de desempenho de cada segmento e
alocação de recursos. Conforme relatórios analisados para tomadas de decisões da Administração, embora
o principal tomador de decisões analise as informações sobre as receitas em diversos níveis, a principal
segmentação dos negócios da Companhia é baseada em vendas de cosméticos por regiões geográficas, as
quais incluem a seguinte segregação: Brasil, América Latina ("LATAM") e demais países. Além disso, a
LATAM é analisada em dois grupos: (i) Argentina, Chile e Peru; e (ii) México e Colômbia. Os segmentos
possuem características de negócios semelhantes e cada um oferece produtos similares através da mesma
metodologia de acesso aos consumidores.

A receita líquida por região está representada da seguinte forma em 2010:

·
Brasil: 92,8%
·
Argentina, Chile e Peru: 5,0%
·
México, Venezuela e Colômbia: 1,9%
·
Outros: 0,3%

Nas tabelas a seguir há informação financeira sumariada relacionada aos segmentos para 31 de dezembro
de 2008, 2009 e 2010. Os valores fornecidos ao Comitê Executivo com relação ao resultado e ao total de
ativos são consistentes com os saldos registrados nas demonstrações contábeis, bem como as políticas
contábeis aplicadas:
Exercício social encerrado
em 31/12/10
Receita
líquida
Lucro
Líquido
Brasil
4.767.741
835.484
Argentina,Chile e Peru
255.702
(19.822)
México,Venezuela e Colômbia
98.275
(45.992)
Outros(*)
14.994
(25.620)
Consolidado
5.136.712
744.050
Exercício social encerrado
em 31/12/09
Receita
líquida
Lucro
Líquido
Brasil
3.946.421
842.214
Argentina, Chile e Peru
218.541
(14.357)
México, Venezuela e Colômbia
66.473
(52.519)
Outros(*)
10.622
(91.414)
Consolidado
4.242.057
683.924
Exercício social encerrado em
31/12/08
Receita
líquida
Lucro
Líquido
Brasil
3.360.009
644.745
Argentina, Chile e Peru
164.391
(25.637)
México e Colômbia
43.996
(47.833)
Outros(*)
7.805
(53.418)
Consolidado
3.576.201
517.857
PÁGINA: 52 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
7.2 - Informações sobre segmentos operacionais
(c)
lucro ou prejuízo, conforme o caso, resultante do segmento e sua participação em nossa receita
líquida

Para discussão de lucro ou prejuízo resultante do segmento e sua participação em nossa receita liquida,
vide alínea (b)
receita proveniente do segmento e sua participação em nossa receita líquida.
PÁGINA: 53 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
7.3 - Informações sobre produtos e serviços relativos aos segmentos operacionais
7.3
Produtos e serviços
(a)
características do processo de produção

Produzimos a maioria de nossos produtos em nosso centro integrado de pesquisa, produção e logística em
Cajamar, inaugurado em 2001. Em 2010, produzimos 290 milhões unidades em Cajamar, em comparação
a 289 milhões em 2009 e aproximadamente 239 milhões de unidades em 2008. Nossas instalações foram
elaboradas de forma a propiciar uma expansão eficiente na medida em que nossas operações crescerem,
permitindo maior economia de escala em nossa planta física. Durante o último exercício a Companhia
obteve um volume de produção em relação a sua capacidade de aproximadamente 65%.

Terceirizamos a produção de alguns produtos, tais como sabonetes em barra e líquidos, produtos para
cabelo, produtos em embalagem aerossol e alguns itens de maquiagem, além de amostras e brindes. Em
2010, os produtos produzidos por terceiros representaram aproximadamente 30% de nossa receita bruta.

Para o processo produtivo a Companhia utiliza em sua maioria tecnologia de origem alemã, francesa,
italiana e brasileira, sendo representada por diversos fornecedores.

A Natura adota um modelo flexível que permite que a Consultora Natura faça quantos pedidos quiser por
mês e sem restrição de data via internet ou central de atendimento. Em 2010, recebemos, em média,
cerca de 44 mil pedidos por dia.

O processo produtivo intercala durante o ano processos contínuos preventivos e corretivos de manutenção
com o intuito de atender a demanda uniforme de produção e vendas da Companhia.

Nosso armazém vertical utiliza um sistema automatizado que retira as matérias-primas e produtos
acabados das prateleiras, e envia pedidos de produção para nossas unidades. Nossa linha de separação
separa os pedidos das Consultoras Natura automaticamente para o envio.
(b)
características do processo de distribuição
Unidades e fábricas Natura
Em 2010, nossas unidades de separação processaram 19,6 milhões de caixas. Os pedidos separados são
verificados automaticamente e, então, embalados e etiquetados para entrega para às Consultoras Natura.
Atualmente, enviamos nossos produtos para mais de 5 mil municípios no Brasil.
Utilizamos nove companhias diferentes e o serviço nacional de correios para o transporte dos nossos
produtos às residências das Consultoras Natura, que nos permite uma melhor racionalização da entrega
de nossos produtos. Monitoramos continuamente o sucesso e a eficiência da entrega de nossos produtos.
No Brasil, o tempo de entrega varia de um a dois dias corridos na Região de São Paulo Capital e de quatro
a cinco dias corridos para localidades mais distantes da Região de São Paulo. A entrega nas regiões mais
longínquas do Brasil, como por exemplo, na cidade de Novo Progresso (PA), pode levar até onze dias
corridos.
PÁGINA: 54 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
7.3 - Informações sobre produtos e serviços relativos aos segmentos operacionais

Nossos principais prestadores de serviços de transporte são as transportadoras Araçatuba, Cometa,
Mercúrio, Dias, Rodofly, Utilíssimo, TPC e Patrus, além dos Correios.

Hoje contamos com uma ampla rede de distribuição de nossos produtos e nossos estabelecimentos estão
localizados em Itapecerica da Serra (SP), Matias Barbosa, Uberlândia (MG), Jaboatão dos Guararapes (PE),
Canoas (RS), Simões Filho (BA), Castanhal (PA). Continuamos avançando na estratégia de ampliação da
rede logística, suportando o crescimento e capacitando o negócio para o futuro. Os novos Centros de
Distribuição no Pará (Castanhal) e em MG (Uberlândia) já trouxeram reduções substanciais de prazos para
consultoras (até 40% ou 3 a 4 dias de redução de prazo no Norte, Triangulo Mineiro, Goiás e Distrito
Federal). Até final de 2011 chegaremos a um novo patamar de nível de serviço, alcançando 15% dos
pedidos entregues no dia seguinte no modelo chamado de Entrega Expressa (o atual é 3%), capacitando
os CDs atuais, abrindo mais um novo CD em Curitiba e executando projetos Black Belt em busca de
oportunidades estruturais de processo. Com isso, a Natura chegará ao final do ano com um prazo médio
15% menor na média Brasil, (de 6,6 dias 2010 para 5,5 em 2011).

Consultoras Natura

Na distribuição de nossos produtos, usamos o modelo de venda direta. Segundo dados da Associação
Brasileira de Empresas de Venda Direta ("ABEVD") de 2010, nossa rede de consultoras é a segunda maior
do Brasil e acreditamos que é a mais produtiva em termos de valor de vendas por revendedora. O modelo
da venda direta também é utilizado em nossas operações na América Latina. Temos armazéns e centros
de distribuição em cada país onde atuamos, com exceção da Bolívia e Guatemala, abastecidos pela nossa
planta em Cajamar. Buscamos manter procedimentos semelhantes em cada um destes países e preservar
os atributos da marca que temos no Brasil.

Distribuímos nossos produtos principalmente por uma extensa rede de Consultoras Natura espalhadas por
todo o Brasil e, em menor escala, nas operações internacionais. Em dezembro de 2010, tínhamos 1.028,7
mil Consultoras Natura no Brasil, um aumento em comparação às 875,2 mil Consultoras Natura verificadas
em dezembro de 2009 e às 730 mil em dezembro de 2008. Adicionalmente, em dezembro de 2010,
tínhamos cerca de 192 mil Consultoras nas operações internacionais, ante 159 mil em dezembro de 2009.
Estes números refletem o número total de Consultoras Natura que realizaram pedidos nos últimos três
ciclos de venda da Companhia, que consistem em períodos de três semanas para o marketing e venda de
nossos produtos, iniciados com a publicação da Revista Natura - cada ano possui 18 ciclos de venda
("Ciclos de Venda").
Consultoras Disponíveis
(1)
(
em milhares
)
2010
2009
2008
Brasil ..............................................................................................
1.028,7
879,7
730,1
Argentina ........................................................................................
53,2
46,5
37,3
Chile ...............................................................................................
31,0
24,5
17,5
México ............................................................................................
41,2
31,2
20,0
Peru ................................................................................................
45,5
42,6
35,2
Colômbia ........................................................................................
19,0
13,0
5,9
França ............................................................................................
2,5
1,4
0,8
(1)
Refere-se ao número de Consultoras disponíveis no fim do ano.
.
PÁGINA: 55 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
7.3 - Informações sobre produtos e serviços relativos aos segmentos operacionais
Temos contratos não-exclusivos com nossas Consultoras Natura, que são revendedoras autônomas sem
relação de emprego conosco. As Consultoras Natura adquirem nossos produtos com prazo de pagamento
de 21 dias ou de 42 dias em algumas datas especiais do ano, para posterior revenda a seus respectivos
clientes a preços, termos e condições livremente pactuados entre eles. Podemos cancelar os contratos
com as Consultoras Natura que deixarem de pagar por nossos produtos, que utilizarem nossa marca de
maneira não apropriada ou que deixarem de realizar pedidos regularmente.

A cada Ciclo de Venda imprimimos aproximadamente 2,8 milhões (média do exercício social de 2010) de
cópias do nosso catálogo Revista Natura, um catálogo colorido e atraente dos produtos e das promoções
que estamos ofertando no Ciclo em questão, e enviamos pelo menos uma cópia para cada Consultora
Natura. Nosso catálogo inclui preços de referência para nossos consumidores, mas as Consultoras Natura
são livres para estabelecer os preços e condições segundo os quais oferecerão nossos produtos.

As Consultoras Natura pagam seus pedidos a prazo, e nosso nível de inadimplência é consideravelmente
baixo. O índice de inadimplência das Consultoras Natura no Brasil correspondeu a 1,5% de nossa receita
bruta no Brasil em 2010, 1,3% em 2009 e 1,3% em 2008. Além disso, acreditamos que nosso índice de
turnover
, abaixo de 30%, está entre os mais baixos das empresas que adotam o modelo de vendas
diretas no mundo, um bom indicativo da qualidade das relações com o canal de vendas. Acreditamos que
nossas Consultoras Natura têm maior identificação com a proposta de valor e estabelecem vínculos mais
fortes e duradouros conosco, sendo mais fiéis à marca do que as vendedoras de nossos concorrentes.

Com o objetivo de impulsionar o negócio de nossas Consultoras Natura, em 2008 baixamos em 20% o
valor do pedido mínimo para permitir maior freqüência na colocação de pedidos, diminuindo o tempo de
espera do consumidor final, e, ao mesmo tempo, recompensamos com revistas e amostras as consultoras
de melhor desempenho.

Para viabilizar esses pedidos, bem como o nosso relacionamento, nossas Consultoras Natura têm diversos
canais de comunicação e diálogo com a Natura. Os principais deles são o
site
Natura (www.natura.net) e
o Centro de Atendimento Natura (CAN), com atendimento por meio de chamadas telefônicas.
Registramos nos três últimos anos um significativo aumento no uso da Internet para a realização de
pedidos. Em 2010, 86% de nossos pedidos foram registrados por este canal.

Consultoras Natura Orientadoras - CNOs

Promovemos, a partir de 2008, uma evolução no relacionamento com as nossas Consultoras, inovando no
modelo comercial. Nesse novo modelo, a Promotora de Vendas assume o papel de Gerente de
Relacionamento e passa a se relacionar com um grupo de Consultoras Natura Orientadoras - CNOs. Estas,
por sua vez, têm o papel de atrair potenciais candidatas à atividade de consultoria e orientá-las em suas
atividades cotidianas.

Assim, a implantação das Consultoras Natura Orientadoras - CNOs permitiu que nos aproximássemos
ainda mais de nossas Consultoras Natura, uma vez que no modelo atual as Gerentes de Relacionamento
se relacionam com aproximadamente dez Consultoras Natura Orientadoras - CNOs e cada Consultora
PÁGINA: 56 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
7.3 - Informações sobre produtos e serviços relativos aos segmentos operacionais
Natura Orientadora - CNO, por sua vez, relaciona-se com até 150 Consultoras Natura. Já no antigo modelo
cada promotora de venda relacionava-se, em média, com mais de 600 Consultoras.












Modelo Antigo
Modelo CNO

Além das ações de relacionamento, o modelo Consultora Natura Orientadora - CNO permite o crescimento
do canal de vendas, promovendo a adesão de um número significativo de novas Consultoras Natura.
Aproveita, sobretudo, a demanda de micro regiões, maximizando nosso modelo de atuação regional. A
Consultora Natura Orientadora - CNO revigora a atividade da Gerente de Relacionamento e, acreditamos
que, com o tempo, poderão proporcionar crescimento gradativo da produtividade.

Vale destacar que a pesquisa anual de satisfação com nossas Consultoras Natura mantem-se, desde 2007,
no patamar histórico dos 90% de favorabilidade, motivado também pela atuação das Consultoras Natura
Orientadoras - CNOs. Revela, principalmente, a boa aceitação de nossa forma de relacionamento, na qual
a proximidade é um dos grandes diferenciais, além da força de nossos lançamentos, a ampliação de nossa
presença na mídia e a força e atratividade da marca "Natura".

Relacionamento com nossas Consultoras Natura

Nossas Consultoras Natura responderam por praticamente todas as nossas vendas em 2010. Acreditamos
que a manutenção de um relacionamento próximo e estreito com nossas Consultoras Natura pela oferta
de melhores oportunidades e desenvolvimento pessoal, as motivará e, desta forma, elas oferecerão
serviços personalizados e de alta qualidade para seus clientes.

Estreitamos nosso relacionamento com as Consultoras Natura e reconhecemos o resultado de seus
negócios de diversas maneiras, incluindo: (i) eventos anuais de gala com premiação das melhores
Consultoras Natura em cada região; (ii) convites especiais para eventos de lançamento de produtos; e (iii)
visitas "VIP" às nossas instalações na cidade de Cajamar no Estado de São Paulo.

Adicionalmente, sabemos que atuar no desenvolvimento da atividade de Consultora Natura traz
importantes benefícios sociais que não podem ser mensurados simplesmente pelo ganho da revenda de
PÁGINA: 57 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
7.3 - Informações sobre produtos e serviços relativos aos segmentos operacionais
nossos produtos. Assim, entendemos que ajudamos nossas Consultoras Natura a se sentirem mais
capazes, propiciando-lhes uma fonte independente de renda, um maior grau de controle sobre suas vidas
e a oportunidade de melhor desenvolver relacionamentos em suas comunidades, e acreditamos que
contribuímos para a distribuição mais justa da renda em nossa sociedade. Vemos também que estes
fatores contribuem para nossa habilidade de reter nossas Consultoras Natura.

Acreditamos que outro aspecto que nos diferencia da concorrência é nosso esforço em promover a
qualificação das Consultoras Natura. Oferecemos diversos treinamentos desenvolvidos para melhorar a
qualidade do relacionamento das Consultoras Natura com o consumidor final. Em 2010 oferecemos
treinamento para 517,4 mil Consultoras Natura novas e já existentes.

Nossas Consultoras Natura também são preparadas para atuar na atividade de venda direta de acordo
com nossos padrões de ética. Dessa forma, procuramos cumprir rigorosamente o compromisso que
assumimos ao nos tornarmos signatários do Código de Conduta de Vendas Diretas diante dos Vendedores
Diretos e entre Empresas, da ABEVD. Não registramos em 2010 nenhum caso judicial de ocorrência de
trabalho infantil, escravo ou perigoso na atividade de consultoria, assim como nos anos anteriores.
Também não houve registro de casos judiciais ou administrativos relacionados à violação de privacidade e
perda de dados de Consultoras Natura.

Procuramos fortalecer a relação com nossas consultoras e consultores mantendo rituais simbólicos em que
reconhecemos e agradecemos CNs e CNOs. No Brasil, em 2010, mais de 73 mil consultoras e consultores
foram reconhecidos por tempo de atividade, e mais de 9 mil por bom desempenho, tanto em volume de
vendas como na venda de refis e de produtos da linha Natura Crer para Ver. Quem completa 15 anos de
atividade, por exemplo, é convidado a conhecer o Espaço Natura em Cajamar (SP), recepcionado em um
evento e homenageado pelos nossos diretores e vice-presidentes.

Os quadros a seguir indicam o nível de satisfação de nossas Consultoras Natura de acordo com pesquisas
contratadas por nós.
Satisfação de CNs ­ em 31 de janeiro de
2010
2009
2008
Satisfação de Consultoras e Consultores
(1)
...........
Satisfação ­ CNs ........................................................
90%
88%
90%
Satisfação - CNOs .....................................................
94%
95%
93%
(1)
Porcentagem de Consultoras e CNOs do Brasil "satisfeitas" e "totalmente satisfeitas".
Gerentes de Relacionamento

Nossa estrutura de vendas, em 31 de dezembro de 2010, era formada por cinco líderes regionais, que
atuam em regiões específicas do País, 42 gerentes de vendas, responsáveis pela supervisão do trabalho
de nossas 877 Gerentes de Relacionamento e, finalmente, as 11.217 Consultoras Natura Orientadoras -
CNOs, que são o elo principal com as Consultoras Natura. Nossas Consultoras Orientadoras ­ CNOs
acompanham, recrutam e fornecem treinamento às nossas Consultoras Natura. A grande maioria de
nossas Consultoras Natura Orientadoras - CNOs vivem nas regiões em que atuam e conversam
regularmente com suas Consultoras Natura.
PÁGINA: 58 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
7.3 - Informações sobre produtos e serviços relativos aos segmentos operacionais
Assim como a qualidade de nosso relacionamento com nossas Consultoras Natura tem um efeito que se
propaga por nosso mercado, a qualidade de nosso relacionamento com nossas Gerentes de
Relacionamento tem um efeito direto na satisfação e produtividade de nossas Consultoras Natura. Desta
forma, colocamos uma grande ênfase no reconhecimento dos esforços de nossas Gerentes de
Relacionamento e as encorajamos a desenvolver relacionamentos positivos com nossas Consultoras
Orientadoras e Consultoras, inclusive através das seguintes iniciativas: (i) a campanha anual para a força
de vendas, que dá prêmios para as Gerentes de Relacionamento que alcançarem objetivos
preestabelecidos; (ii) o uso de um veículo novo a, aproximadamente, cada três anos; e (iii) pagamentos
de prêmios.

Produtividade das Consultoras Natura

Segundo dados da ABEVD de 2010, nossa rede de Consultoras Natura é a segunda maior rede de venda
direta do Brasil e acreditamos que seja a mais produtiva em termos de valor de vendas por revendedora
para companhias do seu porte. A produtividade das Consultoras Natura que realizaram ao menos um
pedido de compra durante o último mês, medida em vendas anuais e a preços estimados ao consumidor
final, superou, em 2010, em mais de 120% a média do restante da indústria de venda direta no Brasil,
baseado em informações publicadas pela ABEVD.

A tabela abaixo demonstra a produtividade de nossas Consultoras Natura em relação ao mercado
brasileiro:
Exercício social encerrado em 31 de
dezembro de
Informações sobre produtividade
(1)
2010
2009
2008
Consultoras Natura disponíveis (em milhares)
(2)
.............................. 1.028,7
871,2
731,0
Consultoras Natura ativas (em milhares)
(3)
..................................... 764,2
684,5
562,0
Revendedores ativos do mercado total (em milhares)
(4)
................... 4.088,1
3.746,1
3.028,0
Revendedores ativos do mercado excluindo Natura (em
milhares) ...................................................................................... 3.282,2
3.061,6
2.467,0
Volume de negócios Natura (em milhões de R$)
(5)

........................... 9.064,7
7.633,6
6.409,0
Volume de negócios mercado (em milhões de R$)
(6)
........................ 25.814,1
22.089,6
18.441,0
Volume de negócios do mercado excluindo Natura (em milhões
de R$) ...................................................................................
16.749,4
14.456,0
12.032,0
Produtividade das Consultoras Natura ativas (R$ por
ano por Consultora Natura Ativa) .............................................
11.247,2
11.152,8
11.412,0
Produtividade dos Revendedores ativos do mercado
brasileiro excluindo Natura (R$ por ano por Revendedor
ativo) .........................................................................................
5.103,2
4.722,0
4.318,0
Produtividade
Natura
/
Produtividade
mercado
excluindo Natura .......................................................................
2,2
2,4
2,8
(1)
Todas as informações constantes nesta tabela referem-se às nossas operações no Brasil.
(2)
Exclui as Consultoras Natura que não realizaram ao menos um pedido de compra durante os três últimos Ciclos de Venda.
(3)
Exclui as Consultoras Natura que não realizaram ao menos um pedido de compra durante o mês de dezembro de cada ano. Número
correspondente à média aritmética do número de Consultoras Natura ativas no final do período indicado e no final do período imediatamente
anterior.
(4)
Fonte: ABEVD.
(5)
Volume de negócios: apenas para fins de comparação foi aplicada a mesma metodologia utilizada pela ABEVD, considerando um
mark up de 43%
(preço sugestão de venda) o que não reflete a política de preços praticada pela Consultora Natura, que tem como prática o oferecimento de
desconto aos consumidores e compra de produtos para consumo próprio.
(6)
Volume de negócios total do mercado de venda direta brasileiro calculado pela ABEVD.





PÁGINA: 59 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
7.3 - Informações sobre produtos e serviços relativos aos segmentos operacionais
Movimento Natura

O Movimento Natura nasceu da ideia de concretizar nossas crenças em ações que contribuam para
ampliação de consciência e uma mudança de atitude e de comportamento em nossas Consultoras e
Consultores Natura, como indivíduos, influenciando também a transformação das pessoas com quem elas
se relacionam como a família, os consumidores e a comunidade à sua volta.
Para isso, desenvolvemos projetos próprios e/ou apoiamos iniciativas sociais em dois principais pilares:
redução de impacto ambiental (com foco na redução do impacto dos nossos produtos e conscientização
do cidadão) e transformação social (por meio de projetos com foco na inclusão social e desenvolvimento
humano).
Em 2010, trabalhamos com 12 projetos, entre próprios e apoiados, e registramos o envolvimento de 113
mil CNs nas atividades, mais que o dobro das adesões registradas em 2009, de 45.467, e ultrapassando a
nossa meta de envolver 100 mil consultoras. Para alcançar esse objetivo investimos em frentes de
sensibilização, conscientização e mobilização. Um das principais iniciativas criadas em 2010 foi o
Programa Acolher tem como objetivo identificar, conectar, proporcionar a troca, desenvolvimento e
reconhecimento financeiro e técnico de ações sociais desenvolvidas pelas nossas consultoras e
consultores. Tivemos 2.922 Consultoras e Consultores cadastrados. As ações selecionadas serão
conhecidas no final do mês de abril/2011. O portal do Acolher (www.movimentonatura.com.br/acolher),
além de ser um ponto de conexão e troca de experiências entre os consultores que desenvolvem ações
sociais, também é um portal de conteúdos sobre projetos sociais e empreendedorismo social. No período
de setembro a dezembro de 2010 recebeu 100,9 mil acessos.
PÁGINA: 60 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
7.3 - Informações sobre produtos e serviços relativos aos segmentos operacionais
(c)
características dos mercados de atuação, indicando
i.
participação em cada um dos mercados

Em 31 de dezembro de 2010, estávamos presente em 54,8% dos domicílios brasileiros.

Nosso relacionamento com nossos consumidores tem como base uma ampla oferta de produtos, com o
suporte de serviços de atendimento. Trabalhamos com um
portfolio
dinâmico. Buscamos sempre construí-
lo de uma forma atrativa, com uma oferta adequada para todos os públicos.

A Natura mantém-se com elevado índice de preferência. A marca "Natura" posiciona-se como uma marca
líder e com forte reconhecimento no Brasil, sendo a preferência dentro das marcas do segmento de
Cosméticos, Fragrâncias e Higiene Pessoal - CFT, segundo pesquisa divulgada pela
Ipsos Brand Essence
de 49% em 2010:

Tivemos importantes lançamentos em 2010, totalmente alinhados com nossa proposta de valor. Os mais
impactantes foram: (i) Relançamento da Linha Amó; (ii) Linha Chronos ; (iii) Humor 5; (iv) Natura Homem
Ion; (v) Ekos; e (vi) Tododia Todanoite.
PÁGINA: 61 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
7.3 - Informações sobre produtos e serviços relativos aos segmentos operacionais
ii.
condições de competição nos mercados

O mercado de cosméticos, fragrâncias e produtos de higiene pessoal é muito competitivo, tanto no Brasil
como na América Latina. O posicionamento das marcas, imagem e lançamento de novos produtos e
publicidade são fatores importantes nesta competição. Enfrentamos competição significativa em duas
categorias: no setor de venda direta e na indústria de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos. O gráfico
abaixo representa o nosso
market share
segundo dados do Euromonitor divulgados em 2010, o qual
comprova a nossa liderança no mercado brasileiro de CFT:
Fonte: Euromonitor

Em dezembro de 2010 tínhamos, no nosso mercado alvo, conforme dados de
market share
da
Abihpec/Sipatesp, que considera somente os segmentos nos quais a Natura opera e exclui fraldas, itens
de higiene oral, tintura para cabelo, esmaltes, absorventes dentre outros ("Mercado Alvo"), um
market
share
de 24%, divididos em: 34,9% no mercado de perfumaria e cosméticos e 13,3% no mercado de
higiene pessoal. Assim, ao avaliarmos a alta dispersão no
share
entre as diferentes categorias em que
atuamos (perfumaria, cabelos, sabonetes, etc) e tendo em vista a grande cobertura do nosso canal,
presente em mais 5,0 mil municípios, acreditamos ter uma grande oportunidade de crescimento.

Nesse sentido, destacamos abaixo a evolução do nosso
market share
segundo os dados da Euromonitor
(todo mercado de HPP&C, em relação ao preço ao consumidor final) e da Abihpec/Sipatesp (mercado alvo,
em relação ao preço ao distribuidor):
PÁGINA: 62 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
7.3 - Informações sobre produtos e serviços relativos aos segmentos operacionais

Market Share da Natura
2010
2009
2008
2007
2006
2005
2004
2003
Abihpec
(1)
....................................
24,0%
22,9%
21,8%
22,1%
22,8%
21,4%
19,2%
17,1%
Euromonitor
(2)
............................
14,4%
13,9%
12,9%
13,0%
13,3%
12,5%
11,5%
10.3%
(1)
Market share da Natura no mercado alvo.
(2)
Market share da Natura no mercado total.

Vale ressaltar também que, em 2005, conquistamos o reconhecimento pelo INPI, do alto renome da
marca Natura. Isto significa que nossa marca goza de autoridade incontestável, de conhecimento e
prestígio diferenciados, resultantes de sua tradição e qualificação no mercado, de sua qualidade e da
confiança que inspira, bem como que não pode ser utilizada por nenhuma outra empresa em qualquer
outro setor.
Assim, considerando o mercado alvo apurado pela Abihpec/Sipatesp, nossa participação em 2010 foi de
24,0%. Já de acordo com os dados de mercado total, divulgados pela Euromonitor em 2010, nossa
participação seria de 14,4%.

No mercado de perfumaria e cosméticos, os maiores concorrentes são a Avon, que tem no Brasil um de
seus maiores mercados, e o O Boticário. Já no mercado de higiene pessoal os principais concorrentes são
as empresas que atuam no varejo tradicional, tais como Unilever, P&G, Colgate e L'Oréal, entre outras.

Nossos concorrentes para categorias específicas de produtos incluem produtores brasileiros e
multinacionais que vendem seus produtos através de varejistas, franquias e a venda direta (Avon). A
seguir destacamos alguns desses concorrentes:
Fragrâncias
. Avon e O Boticário;
Produtos para cuidado do corpo e da pele
. Avon, Beiersdorf AG (fabricante da Nivea e outros
produtos), L'Oréal S.A., Unilever N.V. e Monange;
Produtos para cuidado dos cabelos
. Unilever N.V., L'Oréal S.A., Colgate-Palmolive Company e
Johnson & Johnson; e
Maquilagem
. Avon, O Boticário e Contém 1g.

Diversos destes concorrentes dispõem substancialmente de mais recursos do que nossa Companhia no
âmbito mundial. Acreditamos, porém, que a força da nossa marca "Natura" e seus indicadores, muito
superiores aos dos nossos concorrentes, nos garantem uma vantagem de mercado.

O cálculo da nossa participação de mercado depende da metodologia que for utilizada para obter o
tamanho do mercado total.
(d)
eventual sazonalidade

Temos dois picos de demanda durante o ano - no mês de novembro que antecede o Natal e em abril, nas
semanas anteriores ao Dia das Mães, que ocorre na primeira quinzena do mês de maio. Nossas vendas
estão sujeitas a uma sazonalidade consistente com a do setor varejista. A referida sazonalidade impacta
diretamente as nossas vendas no segundo e quarto trimestres e os nossos estoques no encerramento do
primeiro e terceiro trimestres.
PÁGINA: 63 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
7.3 - Informações sobre produtos e serviços relativos aos segmentos operacionais
(e)
principais insumos e matérias primas, informando:

i. descrição das relações mantidas com fornecedores, inclusive se estão sujeitas a controle ou
regulamentação governamental, com indicação dos órgãos e da respectiva legislação aplicável

A tabela a seguir identifica a importância de nossas matérias-primas em relação ao total das despesas com
matérias-primas no ano de 2010.

Percentagem de
custos com matéria-
prima
(1)
Número de
Fornecedores
Sujeição a
regulamentação
governamental
Dependênci
a de poucos
fornecedore
s
Volatilidade
de Preços
Embalagens Plásticas ................
13,9%
24
sim
não
sim
Sabonetes ...............................
12,4%
5
sim
não
sim
Embalagens de Vidro ................
8,6%
6
sim
não
sim
Gráficos ...................................
7,6%
21
sim
não
sim
Fragrâncias ..............................
7,6%
7
sim
não
sim
Válvulas ..................................
5,3%
4
sim
não
sim
Outros .....................................
44,6%
187
sim
não
sim
Total ......................................
100%
254
(1)
Considera matéria prima, material de embalagem e produtos acabados produzidos por terceiros.

Nossos principais fornecedores são: K&G Indústria e Comércio Ltda.; Grupo Rexam; Grupo Saint Gobain;
Sinter Futura Ltda.; Total Pack Indústria e Comércio; Higident Brasil Indústria e Comércio Ltda.; Aptar B &
H Embalagens Ltda.; Givaudan do Brasil; Plural; Razzo Ltda.; Lipson Cosméticos; Grupo Wheaton;
Companhia Refinadora da Amazônia; IFF Essências e Fragrâncias Ltda.; Grupo Box Print; Igaratiba; Usina
São Francisco, Klabin; e Nobelpack Embalagens. Os nossos 20 maiores fornecedores representam 67%
do valor total pago por nós a fornecedores e 18% do nosso faturamento. Existem 20 fornecedores que
chamamos de "Fornecedores Aliança", ou seja, fornecedores que destacamos em razão de bom
relacionamento com a nossa Companhia (os quais não estão, necessariamente, vinculados ao volume de
suas operações com a nossa Companhia). Dos nossos 20 maiores fornecedores, 9 deles são "Fornecedores
Aliança".

Compramos essas matérias-primas, materiais de embalagem e produtos acabados de diversos
fornecedores. Em 2010, nossos treze maiores fornecedores representaram 44% de nossos custos com
matéria-prima e material de embalagem. Aproximadamente 84% de nossos custos com matéria-prima e
material de embalagem em 2010 são produzidos no Brasil. Até hoje não temos enfrentado grande
volatilidade nos preços de matéria-prima e materiais de embalagem. Alguns dos nossos custos com
matéria-prima e materiais de embalagem estão ligadas à taxa de câmbio do Real em relação Dólar e à
taxa de câmbio do Real em relação ao Euro.


PÁGINA: 64 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
7.3 - Informações sobre produtos e serviços relativos aos segmentos operacionais
- Comunidades Tradicionais Fornecedoras

O uso sustentável de insumos da biodiversidade brasileira é a nossa principal plataforma tecnológica.
Entendemos que o desenvolvimento das comunidades fornecedoras é fundamental para a conservação do
patrimônio ambiental. Estabelecer e manter essa rede de relacionamentos e inseri-la no modelo de
negócios é um desafio que assumimos há alguns anos, com o propósito de incentivar a conservação
ambiental e valorizar o conhecimento tradicional. A complexidade da logística de abastecimento (que
envolve custos, qualidade e rastreabilidade dos insumos); o marco regulatório ainda em construção que
rege os diversos aspectos desse relacionamento; e a diversidade cultural e social das comunidades
envolvidas compõem um cenário que exige esforço contínuo.

O número de comunidades parceiras da Natura foi de 25 em 2010, elevando o número de famílias
beneficiadas de 2.012 em 2009, para 2.301 em 2010. Esse conjunto de comunidades caracteriza-se por
uma grande diversidade, tanto cultural, quanto socioeconômica. Além disso, estão localizadas em
diferentes ecossistemas e apresentam diferentes formas de organização social e institucional. Fazem parte
desse público desde pequenos grupos de agricultores familiares no Sul do Brasil até comunidades
tradicionais extrativistas com grande número de famílias no Norte do País.

A cadeia de abastecimento também inclui empresas beneficiadoras, que transformam os insumos,
provenientes das comunidades, em matérias-primas para nossos produtos. No caso da unidade industrial
de óleos e massa de sabonetes da Natura em Benevides, no Pará, este relacionamento se dá atualmente
de maneira direta com doze empreendimentos comunitários.

Nossa relação com estes grupos, ao longo dos últimos anos, tem sido pautada por diversas formas, diretas
e indiretas, de geração local de valor.

Além da compra de insumos, estabelecemos contratos de repartição de benefícios e, em alguns casos,
apoiamos financeiramente o desenvolvimento destes fornecedores e suas cadeias produtivas. O quadro
abaixo demonstra a quantidade de recursos que foram destinados às comunidades parceiras da Natura
nos anos de 2008, 2009 e 2010:
2010
2009
2008
Comunidades Fornecedoras .......................................................................
Comunidades com as quais a Natura se relaciona ..............................................
25
26
23
(1)
Famílias beneficiadas ......................................................................................
2.301
2.012
1.895
Recursos destinados
(em R$) ....................................................................
Fornecimento .................................................................................................
4.373.600
2.756.073
2.238.182
(2)
Repartição de benefícios .................................................................................
1.480.100
1.056.260
1.136.017
(3)
Fundos e apoios .............................................................................................
1.551.700
1.137.694
671.868
Uso de imagem ..............................................................................................
76.500
14.532
10.248
Capacitação ...................................................................................................
184.600
151.772
18.042
Certificação e planos de manejo ......................................................................
212.200
27.807
23.347
Estudos e assessorias .....................................................................................
827.700
371.933
129.482
(1)
O aumento se deve à entrada das comunidades no México, além de duas comunidades fornecedoras que atendem a Unidade
Industrial de Benevides (PA).
(2)
O significativo aumento do valor de compra de insumos deve-se à inclusão das compras da Unidade Industrial de Benevides
(PA) junto às comunidades daquela região.
(3)
O aumento expressivo do valor de Repartição de Benefícios deve-se ao fato de termos pago, por liberalidade da Companhia,
os contratos que ainda aguardam pareceres do CGEN ­ Conselho de Gestão do Patrimônio Genético. Os valores
desembolsados tiveram bases de cálculos com períodos acumulados desde o lançamento dos produtos previstos em cada
contrato.
Em 2010, demos início ao processo de avaliação da lealdade das comunidades fornecedoras com a Natura
PÁGINA: 65 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
7.3 - Informações sobre produtos e serviços relativos aos segmentos operacionais
a partir de uma pesquisa semelhante à realizada com os demais fornecedores, metodologia que será
consolidada em 2011. Essa primeira avaliação revelou que precisamos evoluir na qualidade do
relacionamento em alguns aspectos como comunicação sobre os projetos, processo de compra de insumos
e construção de oportunidades conjuntas de desenvolvimento nas cadeias produtivas.

Também aprimoramos o diálogo com as comunidades fornecedoras, realizando um encontro de três dias
que envolveu 60 pessoas, incluindo representantes das empresas beneficiadoras (fornecedores que
transformam os ativos das comunidades como amêndoas, sementes e frutos em óleos e massas
posteriormente incorporados aos nossos produtos). Por meio do diálogo, promovemos uma melhor
integração entre esses dois importantes grupos da nossa cadeia produtiva. No encontro, apresentamos a
evolução dos temas tratados em 2009 e fizemos uma avaliação do BioQlicar. Contemplamos discussões
sobre os cenários dos próximos anos, sobre o futuro dessa relação e o papel de cada um na promoção da
sustentabilidade.
ii. eventual dependência de poucos fornecedores

O setor brasileiro de cosméticos, fragrâncias e produtos de higiene pessoal é caracterizado por pouca
concentração de fornecedores de matérias-primas e embalagens. Grande parte dos fornecedores globais
têm operações instaladas no Brasil, cobrindo praticamente todas as especialidades requeridas pela
indústria de cosméticos. Estas condições aumentam a competitividade do setor brasileiro de cosméticos
em relação ao restante da América Latina, favorecendo as exportações.

Nesse contexto, a nossa Companhia não era, na data-base deste Formulário de Referência, dependente
de qualquer um de seus fornecedores.

iii. eventual volatilidade do preço
Até hoje não temos enfrentado grande volatilidade nos preços de matéria-prima e materiais de
embalagem. Alguns dos nossos custos com matéria-prima e materiais de embalagem estão ligadas à taxa
de câmbio do Real em relação Dólar e à taxa de câmbio do Real em relação ao Euro.

PÁGINA: 66 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
7.4 - Clientes responsáveis por mais de 10% da receita líquida total
7.4 Clientes responsáveis por mais de 10% da receita líquida total
(a) montante total de receitas provenientes do cliente; e (b) segmentos operacionais afetados pelas
receitas proveniente do cliente
Não temos nenhum cliente que concentre mais de 10% da receita líquida da nossa Companhia. O
mercado de venda direta é altamente pulverizado.
PÁGINA: 67 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
7.5 - Efeitos relevantes da regulação estatal nas atividades
7.5
Efeitos da regulação estatal sobre nossas atividades
(a)
necessidade de autorizações governamentais para o exercício das atividades e histórico de
relação com a administração pública para obtenção de tais autorizações

Relacionamento com o Poder Público

Procuramos manter relacionamento constante e aberto com as diversas esferas do Poder Público para,
assim, nos qualificar a participar das discussões de temas ligados ao nosso negócio. O objetivo é fazer
com que sejamos reconhecidos como interlocutores relevantes no debate de políticas públicas.

Nosso relacionamento com o Governo Federal e Estadual e com as associações e entidades de classe se
dá por meio de uma área de "Relações Governamentais", que conta com uma equipe de profissionais,
responsáveis pelo diálogo com esses públicos. Na convergência entre o planejamento estratégico da
Natura e a agenda política nacional, identificamos os principais focos de atuação para cada ano.

Em 2008, a nossa Companhia apoiou a iniciativa da Abihpec/Sipatesp de levar ao Governo Federal um
posicionamento formal e sugestões para a nova lei de acesso a recursos genéticos e conhecimento
tradicional associado. Defendemos, há alguns anos, a necessidade de uma nova legislação, que proteja o
patrimônio genético nacional e o conhecimento tradicional associado, ao mesmo tempo em que garanta
condições de pesquisa e desenvolvimento de produtos com base em nossa biodiversidade.

Em 2009, nos dedicamos principalmente a contribuir com os esforços governamentais em torno das
seguintes questões: estabelecimento de um novo marco regulatório de acesso à biodiversidade brasileira;
política tributária; política industrial e de venda direta; e ambiente regulatório do setor de higiene pessoal,
perfumaria e cosméticos.

Também atuamos junto ao Conselho de Gestão do Patrimônio Genético (CGEN), instância que regula o
tema no País, para que os termos da atual legislação de acesso aos recursos genéticos e conhecimento
tradicional associado não comprometessem a pesquisa e o desenvolvimento em biodiversidade. Nossos
principais interlocutores, nessa questão complexa, foram os Ministérios de Meio Ambiente, do
Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, da Ciência e Tecnologia e suas agências, bem como a
Casa Civil da Presidência da República.

Em 2010 novamente nossos principais esforços estiveram voltados à promoção de um novo marco
regulatório de acesso à biodiversidade brasileira e ao conhecimento tradicional associado, que garanta
condições de uso sustentável do patrimônio genético nacional e das manifestações tradicionais a ele
associadas.

Com relação às políticas tributárias, trabalhamos para nos ajustar, sob a liderança da Abihpec/Sipatesp e
da ABEVD, ao regime de substituição tributária implantado em 2008 no Estado de São Paulo. Através da
ABEVD, dialogamos com as secretarias Estaduais de Fazenda sobre a política tributária da Federação.
PÁGINA: 68 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
7.5 - Efeitos relevantes da regulação estatal nas atividades
No que diz respeito ao ambiente regulatório, estivemos empenhados, ao longo dos últimos anos, no
aprimoramento dos procedimentos e exigências do órgão regulador, a ANVISA, de modo que nosso setor
possa ter um marco regulatório moderno, que promova a pesquisa e o desenvolvimento e fortaleça a
indústria, consolidando a posição do país entre os três maiores mercados do mundo. A tabela abaixo
indica os benefícios fiscais e incentivos que recebemos do Governo Brasileiro nesse sentido:
Ajuda Financeira Significativa Recebida do Governo
(em R$
milhões)
2010
2009
2008
Financiamento da FINEP destinado à pesquisa e desenvolvimento ......................
2,1
1,2
0,6
Incentivos fiscais de apoios e patrocínios
(1)
.....................................................
8,5
6,1
5,2
Lei do Bem (dedução adicional de 60% de despesa relacionadas a projetos
inovadores) ...................................................................................................
19,0
10,0
14,0
Subvenção de ICMS de Itapecerica da Serra .....................................................
6,0
3,1
1,8
Outros
(2)
0,6
0,0
0,0
Total ............................................................................................................ 101,5
101,5
40,1
(1)
Incentivos fiscais de IRPJ relacionados à Lei Rouanet, Audiovisual, Fundo dos direitos da Criança, Programa de alimentação
do trabalhador e Incentivo Fiscal ICMS-MG, referente à Natura Musical.
(2)
Incentivo fiscal IPTU
referente à devolução do IPTU pago em Itapecerica da Serra por conta de investimentos feitos na
região.
Isenção de IPTU
de Itapecerica da Serra e de Cajamar.

Com o objetivo de fortalecer ainda mais o canal de diálogo que mantemos com agentes públicos, e
cumprindo um compromisso assumido em 2008, publicamos, em 2009 e 2010, nossos Princípios de
Relacionamento com o Governo; nossa Política de Integridade contra Corrupção e Suborno, na qual
reafirmamos o afastamento de quaisquer práticas ilícitas; nossa Política de Doações de Campanha, em
que esclarecemos a opção de nossa Companhia em não realizar doações a candidatos ou partidos
políticos, dentro ou fora de período eleitoral; e nosso Posicionamento sobre a prática de
lobby
político, no
qual nos alinhamos àqueles favoráveis à prática exercida com ética e transparência.

Vale destacar que não temos nenhum litígio relevante envolvendo matéria de direito concorrencial. Com o
objetivo de contribuir para o aumento da competitividade da indústria e do setor, a empresa participa da
discussão de temas específicos relacionados a seu negócio, por meio de entidades setoriais às quais está
associada, como a Abihpec/Sipatesp e a ABEVD.

Regulação dos nossos negócios

A indústria de cosméticos brasileira é regulada pela ANVISA, que foi criada pela Lei n.º 9.782, de 26 de
janeiro de 1999. Nossas operações estão, deste modo, sujeitas à obtenção de autorizações da ANVISA e
fiscalização por esta agência. A ANVISA também indica padrões sanitários para a fabricação, estocagem e
transporte de cosméticos, fragrâncias e produtos de higiene pessoal.

Quanto à regulação de vendas diretas de bens de consumo, não há legislação consolidada no Brasil. A Lei
n.º 6.586, de 6 de novembro de 1978, regulamenta a condição de contribuinte individual autônomo das
Consultoras Natura e a legislação tributária prevê a substituição tributária das Consultoras Natura pela
nossa companhia no recolhimento do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços - ICMS.




PÁGINA: 69 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
7.5 - Efeitos relevantes da regulação estatal nas atividades
Obtenção da certificação NBR ISO 9001

Em 2005 a Companhia foi certificada na NBR ISO 9001. A certificação é resultado do nosso contínuo
comprometimento com a qualidade de nossos processos, produtos e serviços, que buscamos aprimorar no
dia-a-dia. Assim, nos últimos anos sempre obtivemos a recertificação, inclusive em 2009 e 2010.

Regulação de Vigilância Sanitária

De acordo com a Constituição Federal brasileira, o Governo Federal, os estados e municípios têm o poder
de regular os assuntos relacionados à saúde e vigilância sanitária, a fim de eliminar, reduzir e prevenir
problemas sanitários decorrentes da fabricação de produtos e da prestação de serviços relacionados à
saúde dos indivíduos. O Governo Federal dispõe de leis e regulamentos para aplicação genérica, os quais
são reforçados e complementados por ações dos estados e municípios. Dessa forma, a vigilância sanitária
é realizada pelas autoridades federais, estaduais e municipais, que agem de forma integrada em busca da
proteção da saúde da população.

Nos termos da Lei Federal n.º 6.360, de 23 de setembro de 1976, as companhias que pretendem extrair,
produzir, fabricar, transformar, sintetizar, purificar, fracionar, embalar, re-embalar, importar, exportar,
armazenar ou expedir medicamentos, insumos farmacêuticos e correlatos, produtos de higiene,
cosméticos, perfumes e saneantes domissanitários devem possuir uma autorização de funcionamento
junto à ANVISA, que verificará a atividade industrial, natureza e espécie dos produtos e comprovação da
capacidade técnica, científica e operacional da Companhia, bem como outras exigências aplicáveis.

Além da autorização federal, é necessário que as companhias tenham o licenciamento na respectiva
autoridade sanitária local, para todos os estabelecimentos industriais e/ou comerciais que exerçam as
atividades de fabricação e comercialização dos produtos acima citados.

A operação de companhias sem os registros mencionados acima ou sem a presença de um profissional
responsável pela operação técnica, bem como qualquer violação às leis e aos regulamentos relativos à
vigilância sanitária federal, estadual ou municipal, sujeita a companhia infratora a penalidades como
advertência, multa, suspensão das atividades e cancelamento da permissão ou registro junto às
autoridades de vigilância sanitária.

Para detalhes sobre os nossos ativos imobilizados relevantes, vide alínea "a" do item 9.1 deste Formulário
de Referência.

Adicionalmente, detemos registros de nossos estabelecimentos e responsáveis técnicos junto aos
Conselhos Regionais de Química e/ou Farmácia dos respectivos estados, devidamente acompanhados das
anotações de responsabilidade técnica para as nossas seguintes unidades: Castanhal, Jundiaí, Matias
Barbosa, Jaboatão dos Guararapes, Uberlândia, Simões Filho, Benevides, Cajamar, Canoas e Itapecerica.

Já obtivemos a renovação da inscrição nos conselhos de todas as empresas da Natura para o ano de
2011.
PÁGINA: 70 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
7.5 - Efeitos relevantes da regulação estatal nas atividades
Registro de Cosméticos, Produtos de Higiene, Perfumes e outros

De acordo com a Lei Federal n.º 6.360/76, o registro dos cosméticos, dos produtos destinados à higiene
pessoal, dos perfumes e demais de finalidade congênere, deverá se enquadrar na relação de substâncias
declaradas inócuas, elaborada pelo órgão competente da ANVISA e publicada no Diário Oficial da União, a
qual conterá as especificações pertinentes a cada categoria, bem como às drogas, aos insumos, às
matérias-primas, aos corantes, aos solventes e aos demais permitidos em sua fabricação. Não se
enquadrando na relação referida anteriormente, deverá ter reconhecida a inocuidade das respectivas
fórmulas, em pareceres conclusivos, emitidos pelos órgãos competentes do Ministério da Saúde.

Os cosméticos, produtos de higiene pessoal de adultos e crianças, perfumes e congêneres poderão ter
alteradas suas fórmulas de composição desde que as alterações sejam aprovadas pela ANVISA, com base
nos competentes laudos técnicos.

Para detalhes sobre os nossos registros e depósitos, vide alínea "b" do item 9.1 deste Formulário de
Referência.

Registro de Alimentos

Todo e qualquer alimento fabricado, preparado, beneficiado, acondicionado, transportado, vendido ou
depositado no Brasil, definição que inclui nossos produtos, deve ser previamente registrado na ANVISA,
exceto quando a própria regulamentação dispensar tal registro. O Decreto-Lei n.º 986, de 21 de outubro
de 1969, e regulamentações posteriores estabelecem regras e padrões para rotulagem dos alimentos que
observamos integralmente.

Os registros de alimentos são válidos por um período de cinco anos, em todo o território nacional, sendo
que somos obrigados a solicitar a revalidação do registro no prazo de até 60 dias antes da data de seu
vencimento. A autoridade sanitária terá um prazo de 60 dias, a contar da data da comunicação da
empresa para proceder à inspeção sanitária na unidade fabril que, dependerá, isoladamente ou em
conjunto, da natureza, do risco associado ao produto, da data da última inspeção e do histórico da
empresa. No caso de sermos reprovados na referida inspeção, seremos notificados para (i) suspender a
produção, e (ii) recolher o(s) produto(s) no mercado, quando a autoridade sanitária julgar necessário com
base na legislação pertinente, hipótese na qual arcaremos com os custos da divulgação e notificação da
população, sem prejuízo da aplicação de outras penalidades previstas na legislação.

A análise do processo de pedido de registro do produto é realizada pela Secretaria de Vigilância Sanitária
("VISA") do Estado, do Distrito Federal ou do Município, de acordo com os Regulamentos Técnicos, as
Resoluções, as Portarias e outros instrumentos legais pertinentes ao produto, inclusive os de rotulagem. A
VISA encaminhará à ANVISA parecer conclusivo e fundamentado sobre a aprovação ou indeferimento do
pedido de registro do produto. A ANVISA é responsável por deferir ou indeferir, com as devidas
justificativas, as solicitações de registro previamente analisadas pela VISA. Cabe à ANVISA, ainda, cancelar
o registro do produto a pedido, por irregularidade ou por erro de publicação.
PÁGINA: 71 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
7.5 - Efeitos relevantes da regulação estatal nas atividades
Possuímos uma linha de alimentos chamada "Frutífera" e mantemos autorização da ANVISA para
distribuição de alimentos em nossa controlada localizada em Cajamar (SP).

Licenças e Autorizações Ambientais

A legislação ambiental brasileira determina que a instalação de empreendimentos e atividades que de
qualquer forma causem, ou possam causar, degradação do meio ambiente está condicionada ao prévio
licenciamento ambiental. Esse procedimento é necessário tanto para as fases de instalação inicial do
empreendimento, quanto para as ampliações nele procedidas, sendo que as licenças emitidas precisam ser
renovadas periodicamente.

A competência para licenciar, no que se refere aos empreendimentos de impacto ambiental nacional ou
regional é do IBAMA. Nos demais casos, a competência é dos órgãos ambientais estaduais ou municipais.

O processo de licenciamento ambiental compreende, basicamente, a emissão de três licenças, todas com
prazos determinados de validade: licença prévia, licença de instalação e licença de operação. Cada uma
destas licenças é emitida conforme a fase em que se encontra a implantação do empreendimento e a
manutenção de sua validade depende do cumprimento das condicionantes que forem estabelecidas pelo
órgão ambiental licenciador. Quando obrigatória, a ausência de licença ambiental, independentemente de
a atividade estar ou não causando danos efetivos ao meio ambiente, consiste em crime ambiental, além
de sujeitar o infrator a penalidades administrativas, tais como multas de até R$ 10,0 milhões e a
interdição da atividade cuja licença não foi obtida.

Na data-base deste Formulário de Referência a Companhia detinha todas as licenças ambientais
necessárias à manutenção de suas atividades.

Obtenção da certificação NBR ISO 14001

Nos últimos anos, a nossa Companhia obteve a recertificação segundo a NBR ISO 14001, com base na
qual mantemos o Sistema de Gestão Ambiental Natura. Por meio desse sistema, estabelecemos um
acompanhamento dos riscos ambientais.

Assim, detentores da certificação NBR ISO 14001, destinamos recursos e esforços permanentes à melhoria
das condições ambientais de nossa produção.

Nesse sentido, vale ressaltar que temos normas e procedimentos claros para a seleção de nossos
fornecedores em relação ao seu desempenho ambiental, conforme os requisitos da NBR ISO 14001.
Exemplificadamente, os nossos fornecedores são avaliados no mínimo a cada dois anos, por meio de uma
análise de sua documentação legal e de uma auto-avaliação ambiental.



PÁGINA: 72 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
7.5 - Efeitos relevantes da regulação estatal nas atividades
Responsabilidade em Matéria Ambiental

A legislação ambiental brasileira prevê a imposição de sanções penais e administrativas a pessoas físicas e
jurídicas que praticarem condutas caracterizadas como crime ou infração ambiental, independentemente
da obrigação de reparar os danos ambientais causados. As sanções que podem vir a ser impostas pela
prática de eventuais crimes e infrações ambientais incluem, dentre outras:
a imposição de multas que, no âmbito administrativo, podem alcançar até R$50,0 milhões, de
acordo com a capacidade econômica e os antecedentes da pessoa infratora, bem como com a
gravidade dos fatos e antecedentes, as quais podem ser aplicadas em dobro ou no triplo em caso
de reincidência;
a suspensão ou interdição de atividades; e
a perda de benefícios, tais como suspensão de financiamentos e não habilitação para licitações
públicas, e incentivos fiscais.

Na esfera civil, os danos ambientais implicam responsabilidade solidária e objetiva, direta e indireta. Isso
significa que a obrigação de reparar a degradação causada poderá afetar a todos os direta ou
indiretamente envolvidos, independentemente da comprovação de culpa dos agentes. Como
consequência, a contratação de terceiros para proceder a qualquer intervenção em nossas atividades,
incluindo, por exemplo, o tratamento e a destinação final de resíduos sólidos, não exime a nossa
responsabilidade por eventuais danos ambientais causados pela contratada.

Adicionalmente, a legislação ambiental prevê a possibilidade de desconsideração da personalidade jurídica,
relativamente ao controlador, sempre que esta for obstáculo ao ressarcimento de prejuízos causados à
qualidade do meio ambiente.

Regulamentação Brasileira de Biodiversidade

Em 16 de março de 1998, a Convenção sobre Diversidade Biológica, ou CDB, foi introduzida no sistema
jurídico brasileiro através do Decreto n.º 2.519, de 16 de março de 1998. A CDB foi elaborada por líderes
mundiais em 1992 na Eco 92 ocorrida na Cidade do Rio de Janeiro, estabelecendo três objetivos
principais: (i) a conservação da diversidade biológica; (ii) o uso sustentável de seus componentes; e (iii) a
divisão justa e equitativa dos benefícios derivados do uso de recursos genéticos. A CDB estabeleceu
princípios gerais que podem ser implementados por cada uma das partes signatárias com a intenção de
promover os objetivos da convenção, as quais incluem a elaboração e promulgação de legislação
apropriada, a realização de campanhas de educação pública e de conscientização, o monitoramento
periódico de recursos disponíveis e a cooperação financeira entre as partes signatárias.

A CDB também obriga os estados signatários a regular o acesso aos seus recursos genéticos e ao
conhecimento tradicional associado à biodiversidade. Não obstante o conteúdo da CDB, a legislação
brasileira referente ao acesso e exploração da biodiversidade brasileira é incipiente. Em 2000, o Governo
Federal iniciou a regulamentação ao acesso de recursos retirados da biodiversidade brasileira e do
conhecimento tradicional associado à biodiversidade com a Medida Provisória nº 2.052 -1, sendo que o
PÁGINA: 73 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
7.5 - Efeitos relevantes da regulação estatal nas atividades
atual marco legal é a Medida Provisória n.º 2.186-16, publicada em 23 de agosto de 2001, que, inclusive,
criou o Conselho de Gestão do Patrimônio Genético (CGEN) para regular as políticas do Ministério do Meio
Ambiente com respeito às matérias indicadas na referida medida provisória. A medida provisória
estabelece, de maneira genérica, os conceitos de acesso ao patrimônio genético e ao conhecimento deste
patrimônio, com o objetivo de viabilizar pesquisas científicas, tecnológicas e de desenvolvimento, bem
como o desenvolvimento de processos biológicos e suas metodologias para utilização em atividades
industriais e em outras aplicações, além de diversas condições pelas quais tais atividades podem ser
realizadas.

Destacamos que defendemos, há alguns anos, a necessidade de uma nova legislação, que proteja o
patrimônio genético nacional e o conhecimento tradicional associado, ao mesmo tempo em que garanta
condições de pesquisa e desenvolvimento de produtos com base em nossa biodiversidade. Atualmente,
temos práticas para gestão do acesso do patrimônio genético e conhecimento tradicional associado para
repartir benefícios, inclusive, refletidas na nossa Política de Uso Sustentável da Biodiversidade e do
Patrimônio Cultural.

Em 2008, 2009 e 2010 foram assinados, respectivamente, 18, 4 e 2 Contratos de Utilização do Patrimônio
Genético e repartição de benefícios (Curb) e 18, 5 e 2 Termos de Anuência Prévia (Tap).

A maior parte dos processos relacionados à repartição de benefícios da Natura permanece em avaliação
no CGEN. Por orientação do órgão, realizamos os pagamentos de todos os contratos protocolados, que
incluíam processos iniciados em 2004 ­ em alguns casos, os pagamentos de repartição de benefícios
estavam vinculados a produtos lançados em 2001. Portanto, o aumento expressivo nos valores de
repartição de benefícios está relacionado ao fato de que, até 2007, a nossa Companhia pagou apenas os
contratos autorizados pelo CGEN. A partir de 2008 passamos a efetuar pagamentos referentes a contratos
protocolados e pendentes de avaliação pelo CGEN.
Distribuição de Recursos para Comunidades
Fornecedoras
(em R$)
2010
2009
2008
Uso de imagem .....................................................................
76.500
14.532
10.248
Fundos e apoios ....................................................................
1.551.700
1.137.694
671.868
Repartição de benefícios por acesso ao patrimônio
genético ou conhecimento tradicional associado .......................
1.480.100
1.056.260
1.136.017

Situação legal de nossas Consultoras Natura

As Consultoras Natura são revendedoras autônomas com as quais a empresa mantém um relacionamento
comercial que as autoriza a revender, de modo não exclusivo, seus produtos por sua conta e risco. As
Consultoras Natura não recebem qualquer espécie de remuneração. Adicionalmente, não existe
subordinação no relacionamento com as Consultoras Natura (outro elemento caracterizador da relação de
emprego). Além disso, as Consultoras Natura gozam de grande flexibilidade na maneira em que revendem
os produtos e não se submetem a qualquer ingerência da empresa as revendas por elas realizadas,
podendo, inclusive, encerrar o relacionamento comercial mediante envio de aviso com dez dias de
antecedência, sem justificativa.
PÁGINA: 74 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
7.5 - Efeitos relevantes da regulação estatal nas atividades
As Consultoras Natura são obrigadas a contribuir para o Instituto Nacional de Seguro Social ­ INSS de
forma independente e a empresa não possui obrigação de recolher o INSS em seus nomes. De outro lado,
a empresa se responsabiliza pelo pagamento em regime de substituição do ICMS das Consultoras Natura,
que é calculado com base em pesquisa e estudo de apuração da margem realizada pela entidade de
classe que representa a venda direta ABEVD ou uma margem de agregação presumida por cada Estado da
federação.

Historicamente, já foram propostas 14 reclamações trabalhistas por ex-Consultoras Natura, sendo que em
8 discutiu-se possível vínculo empregatício. Destas, em 7 o julgamento reconheceu a inexistência do
vínculo e a ausência de qualquer responsabilidade por parte da empresa com relação às obrigações
trabalhistas e respectivos benefícios sociais e 1 caso foi arquivado sem análise do mérito.

Na data-base deste Formulário de Referência, a nossa Companhia era ré em 9 reclamações trabalhistas
movidas por ex-Consultoras Natura Orientadoras nas quais se discute o reconhecimento de vínculo
empregatício com a Companhia, sendo que no julgamento de 4 dessas ações foi reconhecida a
inexistência de vínculo de emprego em primeira instância, aguardando julgamento de recurso, 3 já
tiveram a sentença de inexistência de vinculo confirmada pelo tribunal em segunda instância, e 2 ainda
estão em fase de produção de prova, pendentes de julgamento.

Destacamos que qualquer mudança regulatória ou um grande número de decisões adversas reconhecendo
a existência da relação de emprego no desempenho das atividades de revenda independente na venda
direta ­ CN e/ou CNO, resultaria em aumento de contribuições e custos de modo tão substancial que
teríamos que reestruturar nossas operações. Para maiores informações sobre os riscos envolvidos ao
status legal das CNOs, vide alínea "h" do item 4.1 deste Formulário de Referência.
(b)
política ambiental da Companhia e custos incorridos para o cumprimento da regulação ambiental
e, se for o caso, de outras práticas ambientais, inclusive a adesão a padrões internacionais de proteção
ambiental.
Responsabilidade Ambiental
Como empresa ambientalmente responsável, buscamos minimizar nossas atividades potencialmente
agressivas ao meio ambiente e disseminar para outras empresas as práticas e os conhecimentos
adquiridos na experiência da gestão ambiental. Nossa política de meio ambiente contempla a
responsabilidade para com as gerações futuras, a educação ambiental, o gerenciamento do ciclo de vida
de produtos e serviços, de insumos e resíduos.

Em 2008, demos importantes passos no aprimoramento de nosso desempenho ambiental. Um dos
destaques foi o projeto Carbono Neutro, programa responsável por reduzir nossas emissões de gases do
efeito estufa (GEEs) em 33%, entre 2007 e 2012. Também iniciamos a compensação de carbono por meio
do apoio a cinco projetos socioambientais de reflorestamento e de uso de energia renovável. Priorizamos,
como parte da gestão sustentável de resíduos, os processos de reciclagem, incluindo a pós-consumo, e
ainda implementamos novas políticas de redução do consumo de água e energia em nossas unidades.
PÁGINA: 75 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
7.5 - Efeitos relevantes da regulação estatal nas atividades
Durante 2010, alcançamos uma redução de 7,3% das emissões relativas de CO2 equivalente por quilo de
produto faturado. No que diz respeito ao volume total de emissões, registramos um aumento de 21,2%
em 2010, quando totalizamos 253.312 toneladas de CO2, na comparação com 2009, ano em que foram
emitidas 232.827 CO2.

A redução das nossas emissões relativas de GEEs foi obtida por meio de uma série de iniciativas.

Em 2009, contratamos uma consultoria que nos ajudou a identificar, junto aos responsáveis por nossos
processos internos e pelas Unidades de Negócio da Natura, novas oportunidades de diminuição das
emissões. Em paralelo, buscamos ampliar o entendimento do tema das mudanças climáticas por parte de
nossos gestores.

Em 2009, aderimos ao programa Defensores do Clima, do World Wildlife Fund (WWF), por meio do qual
assumimos a meta de reduzir em 10% as nossas emissões absolutas de GEE relacionadas aos chamados
escopo 1 e 2, no período compreendido entre 2008 e 2012. O escopo 1 é aquele relacionado às emissões
diretas da empresa (fontes fixas e móveis de energia), e o escopo 2 contabiliza as emissões indiretas
provenientes da compra de energia. A soma desses dois escopos, em 2009, representou 3% das nossas
emissões.

Entre os projetos de redução implementados em 2009, destacamos a otimização dos recursos da malha
viária e das entregas de produtos, graças ao uso mais produtivo dos nossos centros de distribuição
regionais. Isso foi possível a partir da definição de novos calendários com datas e frequências das
entregas nas diferentes Unidades Regionais. Conseguimos, assim, racionalizar o transporte de
mercadorias, acabando com as viagens com pouca carga. A medida gerou economia e trouxe como
resultado uma redução relativa de GEE por quilo de produto transportado de 9%.

Outra ação significativa para reduzir os impactos ambientais do transporte de nossos produtos foi a
mudança nos nossos processos logísticos, do modal aéreo para o marítimo, nas operações do México e do
Peru. Desde 2007, a cabotagem também é utilizada no abastecimento do Centro de Distribuição de
Jaboatão dos Guararapes (PE) com produtos acabados, substituindo parcialmente o modal rodoviário.

Também conseguimos uma redução relativa de emissões na frota de veículos utilizados pelos nossos
gerentes de relacionamento, em virtude da consolidação do modelo comercial da CNO. Registramos ainda
a redução no uso de energia associado aos geradores em Cajamar e continuamos a reduzir as emissões
associadas às embalagens de produtos e materiais de apoio entregue para os nossos consultores e
consultoras no Brasil e nos demais países da América Latina.

Carbono Neutro

Criamos em 2007 o Programa Carbono Neutro, que visa reduzir contínua e significativamente nossas
emissões de Gases do Efeito Estufa (GEE) e mitigar o impacto que causamos, buscando alternativas de
melhoria da nossa eficiência para garantir o sucesso do negócio, evitando que o impacto cresça na mesma
medida que as nossas operações.
PÁGINA: 76 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
7.5 - Efeitos relevantes da regulação estatal nas atividades
A criação do programa foi o marco inicial de um compromisso que estabelecemos com a sociedade de
reduzir em 33% as emissões relativas da empresa em cinco anos, com base nas emissões de 2006. Desde
então, alcançamos redução de 21% e provocamos uma transformação profunda nos processos de nosso
negócio, além de neutralizarmos as nossas emissões por meio de apoio a projetos socioambientais. Em
2010, realizamos um diagnóstico do programa e revisamos o prazo de alcance da meta de 2011 para 2013
(leia mais na página seguinte).
No ano passado, as emissões absolutas da Natura totalizaram 253.312 toneladas de CO2e, seguindo a
tendência dos últimos anos de crescer proporcionalmente menos do que o nosso negócio. Nas emissões
relativas houve redução de 7,3%, em função de, principalmente, reduções significativas em diversos
processos como o Ciclo do Pedido (que envolve a distribuição dos nossos produtos), as Operações
Internacionais e a Gestão de Negócios.
Toda a emissão anual de nossa cadeia é compensada por meio de apoio a projetos socioambientais,
selecionados a partir de editais públicos.
Total de emissões CO
2
e (em toneladas)
1
2010
2009
2008
253.321
245.795
201.493
1.
Este ano os números gerados por empresas terceiristas que fabricam nossos produtos foram incluídos para melhor retratar a
realidade do indicador relativo para o mercado. Sendo assim, os históricos foram alterados.
Emissões relativas (Kg de CO
2
e/kg de produto faturado)
1 2
2010
2009
2008
3,30
3,55
3,82
1.
CO
2
e (ou CO
2
equivalente): medida utilizada para expressar as emissões dos gases de efeito estufa, baseado no potencial de
aquecimento global de cada um.
2.
O modelo de cálculo do inventário foi aprimorado em 2009. As bases de 2007 e 2008 foram recalculadas.

Nossa adesão a programas voluntários nacionais e internacionais envolveu também o projeto Empresas
pelo Clima (EPC), do Centro de Estudos em Sustentabilidade da Fundação Getúlio Vargas. Assinamos o
Position Paper do Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS) e, entre
as iniciativas internacionais, destacamos nossa adesão ao The Copenhagen Communiqué, do Corporate
Leaders Group on Climate Change (CLGCC), e o Caring For Climate, do Global Compact. A Natura também
é membro pela ONU, por meio do seu braço de meio ambiente (Unep), dentro do Climate Neutral
Network.

Biodiversidade

A Natura busca ter rastreabilidade e acompanhamento dos métodos de produção para a obtenção dos
seus ativos

Para garantir que os insumos utilizados como matéria-prima na formulação de nossos produtos sejam
extraídos de maneira sustentável e favoreçam socialmente as comunidades, elaboramos o Programa de
Certificação de Matérias-Primas Vegetais, em 2006. O objetivo é promover o cultivo e o manejo
PÁGINA: 77 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
7.5 - Efeitos relevantes da regulação estatal nas atividades
sustentável por meio da certificação das áreas de plantações e florestas nativas. Com a certificação temos
o reconhecimento de uma terceira parte (certificadora) que o processo de produção atende aos requisitos
sócio ambientais previstos no padrão de certificação adotado no local.
A certificação serve para que um terceiro órgão (imparcial) confirme esta forma de cultivo ou manejo. A
maioria das empresas certifica para poder cobrar mais do consumidor pelo item com certificação. A Natura
não repassa este custo. Fazemos isto para garantir a sustentabilidade das pessoas e do ambiente que está
na ponta da cadeia.

O programa é um importante instrumento de construção da cidadania, pois incorpora grupos de
agricultores familiares e de comunidades tradicionais na cadeia de negócios da Companhia, gerando renda
e estimulando a organização local. Conforme as particularidades de cada região e da área produtiva, adota
três modelos diferentes de certificação: orgânica, florestal e de agricultura sustentável.

Impacto Ambiental dos Produtos

O monitoramento do impacto causado pelas embalagens é realizado pela ferramenta Avaliação de Ciclo de
Vida (ACV), além das emissões de carbono, que nos permite quantificar e monitorar os impactos dentro de
um ciclo de vida completo: extração de matérias-primas, produção, uso e a fase de descarte final.
Em 2010, lançamos no mercado brasileiro o primeiro produto cosmético com embalagem de polietileno
verde: os refis do sabonete para as mãos Natura Erva Doce. Produzido a partir da cana-de-açúcar, fonte
renovável, além de ser 100% reciclável, o polietileno verde tem uma redução de emissão dos gases
causadores do efeito estufa (GEE) de 58% quando comparado ao plástico convencional, conforme estudos
da Natura.
Lançamos ainda um novo refil para a linha de hidratantes Todo Dia com os seguintes benefícios: impacto
ambiental 66% menor na comparação com o refil anterior; 83% menos plástico que a embalagem regular;
e redução de 97% na geração de lixo.
Apesar desses avanços, registramos uma queda no uso de refil em comparação com todos os itens
faturados pela Operação Brasil, não alcançando a nossa meta de chegar a 18,5% do total sobre esses
itens ­ nosso índice ficou em 16,9%. Essa redução se deve à maior representatividade das vendas de
itens de kits especiais ou sazonais, que não oferecem essa opção, e à diminuição das promoções. É
importante destacar que 40% dos nossos produtos dispõem da opção de refil. Nesses casos ele
representa 55% dos produtos faturados. Nas Operações Internacionais, destacamos o crescimento no uso
do refil em praticamente todos os países, exceto no México, com recuperação consistente na Argentina e
no Chile. Para 2011, temos o desafio de ampliar a conscientização dos nossos consumidores também fora
do Brasil.

Águas e Efluentes
Com a implementação de projetos de eficiência, programas de conscientização e controle do consumo de
água, conseguimos uma redução de 10% no consumo relativo por unidade faturada e mantivemos estável
PÁGINA: 78 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
7.5 - Efeitos relevantes da regulação estatal nas atividades
o consumo absoluto do recurso mesmo com o crescimento da nossa produção. As melhorias
implementadas na gestão ambiental também resultaram em ganhos no reuso e na reciclagem de água em
2010. Conscientes de que o uso sustentável dos recursos hídricos representa um dos principais desafios
deste século evoluímos no estudo da nossa pegada hídrica que está na base do nosso programa de gestão
para esse recurso natural.
A redução no consumo relativo de água foi motivada pelos resultados nos sites de Cajamar e de
Itapecerica da Serra, 5% menores. Entretanto, cresceu em 17% o uso nos outros espaços da Natura, em
virtude da incorporação do Centro de Distribuição Simões Filho (BA) no indicador. Registramos ainda um
aumento de 3,5% nos consumo absoluto das empresas terceirizadas por conta do aumento de unidades
compradas.
Consumo de Água por Fonte
2010
2009
2008
Sites de Cajamar e Itapecerica da Serra (m
3
116.861
123.012
112.342
Outros espaços Natura no Brasil (m
3
)
²
32.541
27.813
11.894
Terceirista fabricante da Natura (m³)
3,
51.525
49.783
37.090
Consumo total de água (m
3
)
4
200.927
161.326
146.000
1.
O consumo de água de Cajamar e de Itapecerica da Serra é medido por hidrômetros.
2.
O consumo de água em outros espaços Natura no Brasil é referente às unidades de Alphaville e Benevides, às Casas Natura e aos
Postos Avançados. A coleta das informações iniciou em 2007. Em 2009, adicionamos aos cálculos o consumo de água de mais
cinco Casas Natura, todas inauguradas no ano passado.
3.
Para o consumo referente às empresas terceiristas que fabricam nossos produtos, elas são orientadas a aplicar um rateio no
consumo total de água, proporcional ao volume de produção destinado à Natura.
4.
Até o ano anterior, as empresas terceiristas não eram contempladas, entretanto foram incluídas para melhor retratar a realidade
do indicador relativo para o mercado. Sendo assim, os históricos foram alterados.
Energia

Em 2010, registramos uma redução no consumo relativo de energia de 0,8%, mesmo com a ampliação da
capacidade das fábricas. Para alcançar esse resultado, realizamos diversas melhorias, principalmente na
unidade de Cajamar, além de ganhos de eficiência a partir da melhor gestão dos recursos energéticos.
Nas unidades de Cajamar e Itapecerica da Serra houve um aumento absoluto de 2,8% em função da
instalação de novos equipamentos produtivos. Já a elevação em outros espaços da Natura, de 22,1%,
deve-se também à incorporação do Centro de Distribuição Simões Filho (BA) neste indicador, bem como
pela modernização de outros três CDs. Em números absolutos, o consumo dos terceiristas aumentou
30,8% em virtude do maior número de unidades adquiridas.

Registramos ainda uma queda de 74% no consumo de óleo diesel utilizado em nossos geradores em
virtude de um número menor de cortes no fornecimento em nossa sede. Dessa maneira, os geradores
foram menos requisitados.



Resíduos

O gerenciamento de resíduos sólidos da Natura contempla as etapas de segregação, classificação,
condicionamento, coleta, transporte e destinação fi nal com o objetivo de reduzir os volumes gerados,
PÁGINA: 79 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
7.5 - Efeitos relevantes da regulação estatal nas atividades
ampliar a reciclagem e o cuidado redobrado com os resíduos perigosos de nossas operações. Também
demos início em 2010 à elaboração de um amplo projeto de gestão dos resíduos sólidos que engloba todo
o ciclo de vida dos nossos produtos, da extração da matéria-prima ao descarte das embalagens e à
logística reversa (leia mais na página 29, Temas Prioritários/Impacto dos Produtos).

Registramos um aumento de 19,8% no total de resíduos gerados no ano passado e de 8,2% no índice
relativo ­ que compara a quantidade de resíduos por unidade de produto faturada. Esse aumento está
relacionado à inclusão no indicador dos dados de quatro centros de distribuição e das Casas Natura do
Brasil. Sem a inclusão desses espaços, o índice permaneceria no mesmo patamar do ano anterior. A
elevação da produção e o aumento na destinação de produtos obsoletos também tiveram impacto na
geração de resíduos.

Esses números dão uma idéia do nosso desafio na melhoria da gestão dos nossos resíduos. Para reverter
o quadro, estabelecemos um plano de ação que prevê alternativas para minimizar o impacto ambiental
nos principais processos geradores de resíduos; verificação periódica do indicador; revisão dos itens
atualmente incinerados ou enviados a aterros sanitários para definir meios alternativos de reciclagem e
maior comprometimento das unidades fabris com as metas de redução de resíduos. Também vamos
padronizar a coleta dos dados nas unidades da Natura e em terceiros para melhorar a qualidade da coleta
de informações e início do monitoramento de resíduos em nossas Operações Internacionais. Nossa meta
para 2011 é reduzir em 3% o peso total de resíduos por unidade fatura.

Com novas alternativas de destinação para materiais anteriormente incinerados e uma parceria com o
nosso fornecedor de papelão para reciclar 100% deste material em Cajamar, aumentamos em 8,3% o
percentual de resíduos reciclados. Hoje, 92,1% de todos os resíduos produzidos na Natura são reciclados.

Projeto de Reciclagem de Produtos Natura (Logística Reversa)
O Projeto Reciclagem de Produtos Natura visa mobilizar Consultores e Consultoras Natura para que,
voluntariamente, recolham as embalagens da Natura pós-consumo de seus clientes e as encaminhem, por
meio das transportadoras parceiras, às cooperativas de catadores locais. Assim, além de reduzir o impacto
ambiental, contribuímos para a inclusão social e a geração de renda das pessoas que vivem da coleta
seletiva desses materiais.
Os objetivos deste Projeto são: (i) conscientizar e mobilizar os CNs e equipes de entregadores,
incentivando-os a participar da cadeia da reciclagem, entendendo com uma oportunidade de transformar a
realidade ambiental e social; (ii) fortalecer as cooperativas de catadores, visando à geração trabalho e
renda e à inclusão social desse grupo; e (iii) contribuir para a diminuição do impacto ambiental gerado
pelas embalagens pós-consumo da Natura.
O projeto foi lançado em fevereiro de 2007 na cidade de Recife, e depois expandido, a partir de agosto de
2007 para algumas regiões de São Paulo Capital (zona Leste, ABC e região central). Em Junho de 2009 o
projeto foi ampliado para o Litoral de São Paulo e no último trimestre de 2009 expandido para o Estado do
PÁGINA: 80 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
7.5 - Efeitos relevantes da regulação estatal nas atividades
Espírito Santo e região da Baixada Fluminense do Rio de Janeiro. Em maio de 2010 o projeto foi estendido
para todos os munícipios do Rio de Janeiro.
O Projeto baseia-se nos seguintes procedimentos: (i) consultoras incentivam seus clientes a devolver as
embalagens dos produtos Natura já utilizados, coletam seu próprio material e armazenam todo o conteúdo
dentro de uma caixa da Natura; (ii) no dia que a transportadora chegar com o novo pedido, a consultora
entrega a caixa com os materiais da Natura que recolheu; (iii) o material é levado para a filial da
transportadora e as caixas coletadas são armazenadas; (iv) a cooperativa retira os resíduos acumulados
na transportadora e as embalagens e materiais pós-consumo da Natura são pesados, descaracterizados,
manuseados e vendidos para a indústria de reciclagem; e (v) todos os envolvidos (consumidores,
consultores, equipe de entrega) trabalham de maneira voluntária.
Vale destacar que o tema da Logística Reversa, gradativamente, é inserido nas legislações municipais e
estaduais do Brasil. O cumprimento destes requisitos pela Natura está sendo construído por meio de
projetos desenvolvidos pela Abihpec/Sipatesp com todas as empresas do setor. Um exemplo de sucesso
destas parcerias é o Termo de Cooperação Técnica celebrado com a Secretaria do Estado do Rio de
Janeiro (SEA), em março de 2009, aprovando o "Projeto Dê a Mão para o Futuro" apresentado pela
Abihpec/Sipatesp, como forma de cumprimento da Legislação Estadual n.º 3.369 de 2000 e do Decreto
Estadual n.º 31.819 de 2002.
Ao lado da Abihpec, estreitamos o nosso dialogo com a Prefeitura Municipal de São Paulo, com o objetivo
de discutir soluções de aprimoramento para a Lei Municipal de Resíduos Sólidos de São Paulo, que entrou
em vigor no ano passado. Ao lado de uma série de empresas, a Natura recebeu, no ano passado, uma
notificação da prefeitura sobre o não cumprimento da lei de resíduos, que determina a obrigatoriedade de
executar a logística reversa das embalagens pós-consumo dos nossos produtos na cidade de São Paulo.
No entanto, ainda que seja nosso desejo promover o recolhimento de todo esse material e dar o
tratamento adequado, a consolidação desse sistema passa pela criação de uma complexa cadeia que
envolve, necessariamente, os fabricantes, o poder público e os consumidores. Consideramos que a atual
lei municipal é inconstitucional, defendemos seu aprimoramento e também a criação de uma Política
Nacional de Resíduos Sólidos para que a logística reversa possa, de fato, ser implementada no país.
(c)
Dependência de patentes, marcas, licenças, concessões, franquias, contratos de royalties
relevantes para o desenvolvimento das atividades
Vide alínea "b" do item 9.1.

PÁGINA: 81 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
7.6 - Receitas relevantes provenientes do exterior
7.6
Receitas relevantes oriundas de outros países

Nossa receita provém quase que em sua totalidade das nossas operações. Indicamos na tabela a seguir a
participação de nossa subsidiárias, as quais respondiam em conjunto por 7,2% da nossa receita líquida no
exercício social encerrado em 31 de dezembro de 2010.
(1)
Argentina, Chile e Peru
(2)
México, Colômbia e Venezuela

A Companhia possui uma carteira de clientes pulverizada, sem nenhuma concentração de receita.
(% de contribuição)
Exercício social encerrado em
31 de dezembro de
2010
2009
2008
Controladas
Mercado interno .......................................
1,5%
1,6%
1,3%
Mercado externo ......................................
6,8%
6,5%
5,6%
Operações em consolidação
(1)
....................
5,0%
4,9%
4,4%
Operações em implementação
(2)
................
1,9%
1,5%
1,1%
Outros (Bolívia e Duty Free) ......................
0,1%
0,1%
0,1%
Total Controladas .................................
7,2%
8,2%
6,9%
Total Natura Cosméticos ......................
92,8%
91,8%
93,1%
Total ......................................................
100,0%
100,0%
100,0%
PÁGINA: 82 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
7.7 - Efeitos da regulação estrangeira nas atividades
7.7 Efeitos da regulação estrangeira nos nossos negócios
Nossas operações na Argentina, na Bolívia, na Guatemala, no Chile, na Colômbia, no México, no Peru e na
França estão sujeitas às leis daqueles países. Mudanças dessas leis podem causar efeitos locais. Porém,
não acreditamos que mudanças da regulação estrangeira podem ter um efeito generalizado sobre as
nossas operações.
PÁGINA: 83 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
7.8 - Relações de longo prazo relevantes
7.8 Relações de longo prazo relevantes
Não temos relações de longo prazo relevantes além daquelas mencionadas nos itens 8.1 e 10.1.
PÁGINA: 84 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
7.9 - Outras informações relevantes

7.9
Outras Informações Relevantes
Informações sobre o Setor de Cosméticos, Fragrâncias e Produtos de Higiene Pessoal

Visão Geral

O setor mundial de cosméticos, fragrâncias e produtos de higiene pessoal cresceu em média 5,2% ao ano
no período entre 2005 e 2010, com vendas totais chegando a aproximadamente US$ 382,2 bilhões em
2010, de acordo com a Euromonitor.
Vendas Mundiais de Cosméticos e Produtos de Higiene
Pessoal
2010
2009
2008
2007
2006
2005
Valor (em bilhões de US$) .....................................................
382
363
350
333
315
298
Crescimento comparado ao ano
anterior ................................................................................
5,2%
3,9%
5,0%
5,8%
5,5%
5,2%
Fonte: Euromonitor.

Visão Geral do Setor de Cosméticos, Fragrâncias e Produtos de Higiene Pessoal na América Latina

Na região como um todo, o valor de vendas do setor de cosméticos, fragrâncias e produtos de higiene
pessoal cresceu em Dólares para o período de 2005 a 2010 na América Latina, aproximadamente 79,3%,
com crescimento médio de 12,5% ao ano, com base nos mesmos dados da Euromonitor.

A tabela a seguir mostra o valor das vendas e do crescimento a partir do ano anterior para o período de
2005 a 2010.
Vendas de Cosméticos e Produtos de Higiene
Pessoal na América Latina
2010
2009
2008
2007
2006
2005
Valor (em bilhões de US$) .......................................................................
65
57
51
45
40
36
Crescimento sobre o ano anterior ............................................................
13.3%
13,4%
12,7%
11,4%
11,2%
12,3%
Fonte: Euromonitor.

Os principais mercados da América Latina são Brasil e México, que contam com aproximadamente 70,9%
de todo o mercado regional, destacando-se pelo forte crescimento nos últimos anos. A tabela a seguir
mostra o tamanho relativo de diversos mercados em que atuamos, em bilhões de Dólares, para o período
de 2005 a 2010.
2010
2009
2008
2007
2006
2005
Brazil ..................................................... 37,4
32,6
28,7
25,4
22,7
20,0
Mexico ................................................... 8,6
8,1
7,6
6,9
6,4
6,0
Argentina ............................................... 3,4
2,9
2,4
1,9
1,6
1,4
Colombia ................................................ 3,4
3,2
3,0
2,8
2,6
2,5
Chile ...................................................... 2,1
1,9
1,7
1,6
1,5
1,4
Peru ....................................................... 1,7
1,6
1,5
1,3
1,2
1,1
Total ................................................... 56,6
50,3
44,9
39,9
36,0
32,4
Fonte: Euromonitor.
PÁGINA: 85 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
7.9 - Outras informações relevantes

Visão Geral do Setor de Cosméticos, Fragrâncias e Produtos de Higiene Pessoal no Brasil
- O tamanho do setor ­ Metodologias

O setor brasileiro de cosméticos, fragrâncias e produtos de higiene pessoal é acompanhado basicamente
por duas instituições: o Sindicato da Indústria de Perfumaria e Artigos de Toucador do Estado de São
Paulo (Abihpec/Sipatesp) e a Euromonitor.

As duas instituições utilizam metodologias distintas para definir o tamanho do mercado. A Abihpec utiliza a
receita líquida das empresas fabricantes do setor, sendo que este valor em 2010 foi de aproximadamente
US$ 10,6 bilhões. Por sua vez, a Euromonitor utiliza diversas fontes para estimar o mercado total com
base no preço praticado junto ao consumidor final, que em 2010 foi de US$ 37,4 bilhões. Em reais, os
valores são de R$ 19,5 bilhões para Abihpec e R$ 66,0 bilhões para o tamanho do mercado segundo
dados da Euromonitor.

O gráfico abaixo demonstra o crescimento (nominal, em %) do mercado Brasileiro de acordo com dados
divulgados pela Abihpec/Sipatesp e Euromonitor, em Reais:
16,4%
13,0%
12,2%
12,8%
13,6%
14,9%
15,9%
13,5%
13,2%
16,2%
14,4%
13,5%
2005
2006
2007
2008
2009
2010
Euromonitor
Sipatesp
Fonte: Euromonitor e Abihpec/Sipatesp.

- Crescimento do setor

O setor brasileiro de cosméticos, fragrâncias e produtos de higiene pessoal, quando considerado em
moeda local, demonstrou crescimento em anos recentes a despeito das diversas crises que aconteceram
na última década, como a incerteza econômica que seguiu à desvalorização do Real no início de 1999, a
crise econômica na Argentina em 2001, o desaquecimento mundial em 2002 e a recente crise do
subprime
que vêm afetando significativamente a economia de diversos países.
PÁGINA: 86 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
7.9 - Outras informações relevantes

Em moeda local e em termos reais, o setor brasileiro de cosméticos, fragrâncias e produtos de higiene
pessoal cresceu em um ritmo mais acelerado do que o produto interno bruto para o período de 2003 a
2010, conforme demonstrado na tabela a seguir, de acordo com as informações publicadas pelo
Abihpec/Sipatesp, ajustadas de acordo com o IPCA para refletir a inflação.
Variação anual
Produto Interno Bruto
("PIB")
Mercado Alvo
(1)
2003
1,1%
7,0%
2004
5,7%
12,2%
2005
3,2%
9,6%
2006
4,0%
10,1%
2007
5,7%
8,3%
2008
2009
5,1%
-0,2%
10,8%
10,4%
2010
7,5%
7,9%
CAGR 2002-2010
4,0%
8,8%
Fonte: IBGE - Banco Central ­ Abihpec/Sipatesp.
(1)
Mercado-alvo: Cuidados com a Pele, Protetor Solar, Maquilagem, Perfumes, Fragrâncias, Cuidados para o
cabelo, Creme de Barbear e Desodorantes. Não inclui Fraldas, Esmaltes para Unhas, Absorventes, Tinturas
para Cabelos e Higiene Oral.

De acordo com a Euromonitor, o crescimento do setor ocorreu devido a um conjunto de fatores, incluindo:
forte demanda por parte da ampla camada jovem da população;
aumento do poder de compra da população, e em particular das classes sociais mais baixas (C, D
e E), que correspondem a aproximadamente 80% da população;
ênfase cultural na beleza da população brasileira;
competição agressiva por parte de grandes corporações multinacionais, bem como um setor
industrial interno significativo;
novas tecnologias para o desenvolvimento de novos produtos;
publicidade na grande variedade de revistas sobre moda e publicações da indústria; e
participação crescente de mulheres na força de trabalho, as quais de modo geral utilizam mais
cosméticos do que as mulheres que trabalham em casa.
- Perfil geral do mercado e do setor

A diversidade brasileira no que tange à geografia e à demografia representa desafios e oportunidades
únicas para fabricantes de cosméticos, fragrâncias e produtos de higiene pessoal. O território brasileiro,
com seus 8,5 milhões de quilômetros quadrados, possui diferenças climáticas significativas, e os estilos de
vida variam bastante das regiões altamente urbanizadas ao longo do Sudeste para as regiões de baixa
densidade populacional do Norte. Na região Sudeste estão concentrados 42% da população mas quase
57% do PIB brasileiro, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística ("IBGE"), o que
demonstra a forte concentração de renda nos mercados em que as grandes indústrias de consumo
operam. Como o país está em processo de desenvolvimento, ainda há diversas oportunidades de
expansão para o segmento de consumo. Adicionalmente, as 198 milhões de pessoas no Brasil
representam uma complexa mistura de origem africana, européia e asiática. Ainda que o mercado
brasileiro contenha milhões de consumidores e produtos para o mercado em massa, essas diferenças
fornecem oportunidades para os produtores desenvolverem produtos especializados que frequentemente
podem competir com êxito contra os produtos existentes para o mercado de massa.
PÁGINA: 87 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
7.9 - Outras informações relevantes


Em quatro décadas de experiência no setor, observamos níveis crescentes de sofisticação nas expectativas
dos consumidores, na qualidade dos fornecedores, na tecnologia e no
marketing
. De acordo com a
Euromonitor, 3 das 20 empresas líderes no mercado brasileiro em 2010 eram companhias brasileiras.

A tabela a seguir apresenta o valor em vendas por categoria do setor de cosméticos, fragrância e produtos
de higiene pessoal no mercado brasileiro.
Vendas Brasileiras no Varejo Detalhadas por Segmento
Segmento
(em milhões de US$)
2010
2009
2008
2007
2006
Produtos para cuidado do cabelo .............
7.888
7.164
6.541
6,518
5.848
Fragrâncias ...........................................
6.030
5.157
4.776
4.142
3.542
Produtos para tratamento da pele............
4.767
4.074
3.712
3.230
2.831
Desodorantes .........................................
3.564
3.102
2.727
2.243
2.077
Maquiagem ............................................
3.262
2.552
2.056
1.759
1.590
Produtos Masculinos ...............................
3.280
2.648
2.361
2.060
1.856
Produtos para banho ..............................
3.466
3.066
2.434
1.859
1.673
Produtos para o Bebê .............................
1.327
1.105
915
760
759
Proteção Solar ........................................
1.088
886
787
642
537
Depiladores ............................................
193
149
118
97
83
Total
(1)
..............................................
34.864
29.902
23.419
23.338
20.798
Fonte: Euromonitor
(1)
O total dos segmentos não é equivalente ao total devido à dupla contagem. Produtos para o tratamento da
pele masculina, por exemplo, estão incluídos tanto no segmento de produtos masculinos quanto no segmento
de produtos para o tratamento da pele.

Demais informações relevantes sobre o nosso negócio

A "Natura" - Nossa Essência

A marca "Natura' tem origem brasileira, nascida da paixão pela cosmética e pelas relações e identificada
com a comunidade das pessoas comprometidas com a construção de um mundo melhor.

Acreditamos que nossa "Razão de Ser" e nossa "Visão" constituem-se em elementos fundamentais para o
nosso contínuo desenvolvimento, ao longo desses 40 anos. Ambas nos auxiliam a atrair, manter e
aumentar nossa numerosa rede de Consultoras, de colaboradores celetistas da Companhia
("Colaboradores") e parceiros de negócios. Adicionalmente, acreditamos que nossa "Razão de Ser" e
nossa "Visão" aumentam a atratividade de nossa marca perante nossos consumidores, investidores e
outros públicos formadores de opinião. Entendemos que são esses os elementos diferenciadores que
apóiam a expansão de nossos negócios.
Nossa "Razão de Ser"
Criar e comercializar produtos e serviços que
promovam o Bem-Estar/Estar Bem. Bem-Estar é a
relação harmoniosa, agradável, do indivíduo consigo
mesmo, com seu corpo. Estar Bem é a relação
empática, bem-sucedida, prazerosa, do indivíduo
com o outro, com a natureza da qual faz parte, com
o todo.
Nossa "Visão"
A Natura, por seu comportamento empresarial, pela
qualidade das relações que estabelece e por seus
produtos e serviços, será uma marca de expressão
mundial, identificada com a comunidade das
pessoas que se comprometem com a construção de
um mundo melhor através da melhor relação
consigo mesma, com o outro, com a natureza da
qual fazem parte, com o todo.



PÁGINA: 88 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
7.9 - Outras informações relevantes

- Nossa proposta de valor

Denominamos proposta de valor o conjunto dos principais diferenciais que, a partir da nossa "Essência",
oferecemos a todos os públicos com quem nos relacionamos. Acreditamos que são esses diferenciais que
definem nossa atratividade e competitividade. Na Natura, eles estão agrupados em três pilares: (i)
Produtos e Conceitos, (ii) Canal e (iii) Comportamento Empresarial, a seguir descritos.
Comportamento Empresarial

Buscamos criar valor para a sociedade de maneira sustentável, gerando resultados sociais, ambientais e
econômicos integrados. Assim:
Distribuímos riquezas para Colaboradores por meio da participação nos lucros, geramos renda e
trabalho para consultoras e consultores e repartimos benefícios com comunidades tradicionais
por acesso ao patrimônio genético e ao conhecimento ligado ao uso da biodiversidade;
Nas comunidades extrativistas e do entorno de nossas unidades, aplicamos princípios do
comércio justo e apoiamos o desenvolvimento sustentável local, com base nos princípios da
Agenda 21 (documento que estabeleceu normas para a cooperação de governos, empresas e
ONGs no estudo de soluções para os problemas sócio-ambientais);
Neutralizamos nossas emissões de carbono por meio da redução do impacto ambiental e da
geração de resíduo, abrangendo toda a nossa cadeia de negócios, desde a utilização da matéria-
prima até o uso e o descarte dos produtos; e
Buscamos melhor utilização do uso da água, educando os diversos públicos quanto ao uso desse
recurso.

Acreditamos que nenhum resultado é sustentável se não for alcançado por meio de relações de qualidade
com todos os públicos com os quais temos contato. Nesse sentido:
Formalizamos e disseminamos princípios de relacionamento com nossos públicos e mantemos,
com todos eles, canais de diálogo abertos, incluindo ouvidoria;
Buscamos transparência na divulgação de nossos resultados econômicos, sociais e ambientais
para todos os públicos. Nesse sentido, utilizamos, desde 2001, as diretrizes Global Reporting
Initiative em nosso relatório anual;
Consideramos o bom clima no trabalho como uma das variáveis da remuneração de nossos
Colaboradores; e
Participamos de organizações da sociedade civil de forma a apoiar a construção de um mundo
mais justo e equilibrado.
PÁGINA: 89 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
7.9 - Outras informações relevantes

Nosso Posicionamento
Somos uma Companhia de finalidade econômica, destinada a gerar valor para a sociedade como um todo.
Assim, nos sentimos responsáveis por zelar pelos recursos que a sociedade torna disponíveis para o nosso
negócio, preservando-os para as gerações futuras. Em todos os nossos atos de governança, de gestão e
de operação, buscamos favorecer e desfrutar do desenvolvimento sustentável, regendo-nos por um
compromisso de sustentabilidade empresarial que:
se fundamenta no bom desempenho econômico, que nos capacita a atender às expectativas de
retorno financeiro de nossos investidores e às demandas legítimas de nossos públicos de
interesse, assegurando a nossa continuidade como empreendimento;
implica a nossa validação ética pela sociedade, como fruto da adoção de princípios de negócio
baseados em relações responsáveis e transparentes com todos os nossos públicos de interesse;
busca a utilização ecoeficiente dos ativos naturais, patrimônio comum da humanidade, e o zelo
por sua preservação;
estabelece como necessário o comprometimento com o desenvolvimento econômico, social e
cultural de todas as comunidades com as quais nos relacionamos;
implica na nossa missão de contribuir para o desenvolvimento da consciência ecológica e para a
formação cívica, sobretudo das crianças e dos jovens, por meio de processos educacionais; e
envolve a promoção da melhoria da qualidade de vida de nossos Colaboradores, atores-chave da
construção da sustentabilidade empresarial.

Produtos e Sustentabilidade

Entendemos que não podemos inovar pensando apenas no consumidor ou na concorrência, mas, devemos
sim levar em consideração que a sociedade enfrenta hoje o desafio inédito de encontrar caminhos que
promovam a sua própria sustentabilidade. Nesse sentido, buscamos desenvolver produtos que reflitam
esse nosso posicionamento.

Um de nossos principais vetores de inovação é o uso sustentável da biodiversidade. Traduzimos esse
conceito com a criação e o desenvolvimento de novos produtos utilizando espécies nativas e exóticas, com
o uso de modelos ecológicos de produção vegetal, com o programa de certificação de insumos e em
parcerias com fornecedores rurais, como comunidades tradicionais e agricultores familiares que podem
contribuir com a conservação da biodiversidade.

Também iniciamos, em 2007, a substituição de parte do álcool comum utilizado em nossos produtos por
álcool orgânico, por considerarmos a certificação orgânica o melhor caminho para adquirir álcool
produzido de acordo com boas práticas ambientais. Atualmente, aproximadamente 70% do álcool utilizado
em nossos produtos é orgânico.

A maior utilização de ativos de origem vegetal constitui outro movimento importante na fabricação de
nossos produtos, pois esses componentes causam menos impacto à natureza e, se obedecerem a modelos
sustentáveis de extração, são renováveis. Em 2007, todos os nossos óleos corporais e sabonetes foram
PÁGINA: 90 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
7.9 - Outras informações relevantes

"vegetalizados" e, em 2008, 2009 e 2010, respectivamente, 79,2%, 80,0% e 81,5% do volume das
matérias-primas utilizadas em nossos produtos era de origem renovável vegetal.

Sem testes em animais

Vale também ressaltar que, em linha com nossas crenças, em 2006 eliminamos por completo os testes em
animais, sem abrir mão dos exigentes critérios de segurança de uso de nossos produtos. Este
compromisso se estende à rede de parceiros de desenvolvimento e, por isso, não aceitamos testes em
animais durante as etapas de pesquisa e de elaboração de novos produtos exclusivos para a Natura, nem
adquirimos princípios ativos já testados em animais. Com o objetivo de difundir a eliminação dos testes
em animais, incentivamos ainda que nossos fornecedores de insumos estendam essa condição a toda a
sua produção, mesmo aquela destinada a outras empresas.
Inovação e Desenvolvimento de Produtos
A criação de novos conceitos, inovações, valorização dos conhecimentos tradicionais e a preservação do
meio ambiente são os princípios que formam o conjunto de nossos esforços de inovação e
desenvolvimento de produtos. Desenvolvemos conceitos para nossos produtos que expressam e
promovem nossos valores fundamentais. Por exemplo, na linha Natura Ekos, utilizamos ingredientes da
biodiversidade brasileira para construir o conceito da marca, que afirma o respeito à biodiversidade
brasileira e a importância do uso sustentável desses ativos.

Nesse sentido, buscamos sempre inovar promovendo inclusão social e conservação ambiental, ao mesmo
tempo em que estabelecemos metas compatíveis com o desenvolvimento sustentável. Assim, também
queremos criar consciência e disseminar cultura por meio de produtos. Com o objetivo de aumentar nossa
transparência e estimular a educação dos consumidores, em 2007 incluímos em nossas embalagens uma
"tabela ambiental". Inspirada na tabela nutricional obrigatória em produtos alimentícios, a tabela
ambiental traz seis indicadores que informam a origem e o destino dos materiais utilizados em nossos
produtos ­ três relacionados à formulação e três referentes à própria embalagem.
Nossa conscientização com o meio ambiente também permeia todo esse esforço de inovação. Em 2003,
por exemplo, passamos a submeter todos os novos produtos a um estudo do impacto ambiental de suas
embalagens.
PÁGINA: 91 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
7.9 - Outras informações relevantes

Pesquisa e desenvolvimento de produtos

A inovação é um aspecto essencial para assegurar a sustentabilidade da Natura. Nesse sentido, o nosso
índice de inovação (receita bruta proveniente de novos produtos comparados à receita bruta total),
atingiu, em 2010, a marca de 65,7%.
Exercício Social encerrado em
31 de dezembro de
2010
2009
2008
Número de produtos lançados
191
113
119
Investimento em inovação (R$ milhões)
140,9
111,8
103,0
Porcentagem da receita líquida investida
em inovação
2,8%
2,6%
2,8%
Índice de inovação(1)
65,7%
67,6%
67,5%
(1)
Receita bruta proveniente de produtos lançados ou aperfeiçoados nos últimos 24 meses versus a receita bruta total
do ano.
Nosso time de marketing e desenvolvimento pesquisa tendências de mercado e nos ajuda a manter o foco
em esforços de tecnologia e produtos que respondam às oportunidades de mercado. Este time está
organizado por categoria de produto e também desenvolve conceitos que relacionam nossos produtos e
marcas às nossas crenças e valores e organiza campanhas promocionais e lançamentos de produtos.

Um pouco mais da metade de nosso time de pesquisa e desenvolvimento concentra-se no
desenvolvimento de tecnologias e na identificação de matérias-primas para produtos específicos,
trabalhando em conjunto com o time de marketing e desenvolvimento. Os pesquisadores remanescentes
dedicam-se à pesquisa de base, sem uma relação direta com novos produtos. Seu trabalho é explorar
tecnologias e métodos de extração de recursos que podem ser aplicados em desenvolvimento de produtos
no futuro, principalmente nas áreas de produtos para o cuidado da pele e o uso de recursos da
biodiversidade brasileira.
- Esforços de pesquisa em parceria
Nesse cenário, tem papel fundamental o programa de inovação aberta da Natura, que busca o
desenvolvimento e a aquisição de novas tecnologias por meio de parceiras com universidades e centros de
pesquisa no Brasil e no exterior. Em 2007, as iniciativas foram revistas e ampliadas, com o lançamento do
Programa Natura Campus de Inovação Tecnológica e do Portal Natura Campus (www.natura.net/campus).
A página na internet facilita o relacionamento com as instituições de ciência e tecnologia brasileiras e
permite o cadastro de grupos de pesquisa e a submissão de propostas de projetos. Atualmente, cerca de
50% de nosso portfolio de projetos de tecnologia vêm do modelo de inovação aberta, reforçando a
importância destas iniciativas para a inovação na Natura.

O Programa Natura Campus tem o apoio de programas de fomento à pesquisa e desenvolvimento
tecnológico do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), da Fundação de
Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) e da Financiadora de Estudos e Projetos ("FINEP"),
que viabilizam e/ou co-financiam equipamentos, bolsas científicas e material de pesquisa para as
universidades participantes.
PÁGINA: 92 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
7.9 - Outras informações relevantes

O Programa contempla ainda o Prêmio Natura de Inovação Tecnológica. A premiação reconhece o melhor
projeto de pesquisa realizado em parceria com a Natura.

Em dezembro de 2008, foi realizada a primeira edição do Prêmio. A cerimônia de entrega aconteceu na
Casa Natura, em Campinas, São Paulo. Em dezembro de 2010, foi realizada a segunda edição do Prêmio.
A cerimônia de entrega aconteceu no site Natura Cajamar, São Paulo. Ambas as cerimônias reuniram
representantes de universidades de todo o Brasil, instituições de pesquisa, além dos principais órgãos de
fomento à pesquisa brasileira.

Em 2010, por meio do portal, recebemos 6 mil acessos. Atualmente, contamos com uma base de dados de
participantes voluntários que reúne 280 grupos de pesquisas ligados a 108 instituições de ciência e
tecnologia diferentes. Em 2010, promovemos a atualização do site como um todo, não apenas do
conteúdo e dos temas tecnológicos para melhor interação virtual. Como resposta, recebemos 13 novas
propostas de 9 instituições por meio do portal, sendo 2 delas já aprovada e em processo de contratação.

- Ybios

A Ybios é uma iniciativa, criada em 2004, bastante inovadora da Natura Inovação, em parceria com a
Centroflora e a Orsa Florestal, visando a criação de uma empresa de desenvolvimento tecnológico
baseada totalmente no modelo de "inovação aberta". Em 31 de dezembro de 2010, detínhamos 42,1% de
participação acionária da Ybios, que tem como objetivo focar no desenvolvimento de novas tecnologias,
protótipos de produtos e conceitos inovadores inspirados na biodiversidade, por meio da elaboração e
gestão de projetos em parceria, atendendo principalmente aos mercados de cosméticos, saúde humana e
animal e alimentício. Nossa gestão é realizada através da indicação de um membro do Conselho de
Administração.

Responsabilidade Social

Em 2010, mantivemos a mesma proporção de 1,3% em investimentos em responsabilidade corporativa
em relação à Receita Líquida da Natura. Entre os públicos beneficiados que registraram elevação mais
significativa estão: consultoras e consultores, com aumento nos investimentos em educação e
capacitação; e sociedade, especialmente pelo crescimento dos investimentos em patrocínios e projetos de
parceiros da sociedade civil. Em meio ambiente, nosso investimento caiu em virtude de negociações não
concluídas dos projetos de compensação das emissões de carbono. Encerramos a negociação de 5 dos 10
projetos da safra 2009/2010, e os demais devem ser finalizados no primeiro semestre de 2011.

Na matriz abaixo, consolidamos os investimentos em projetos ou ações não-intrínsecos ao negócio da
nossa Companhia e que vão além das exigências legais.
PÁGINA: 93 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
7.9 - Outras informações relevantes

Matriz de Investimentos em
Responsabilidade Corporativa
(em R$ mil)
(1)
2010
2009
2008
Colaboradores, familiares e terceiros
20.159,9
17.251,3
18.729,3
Consultoras e Consultores
4.800,0
3.563,4
2.566,8
Consumidores
600,0
480,3
270,9
Fornecedores
329,8
243,8
212,8
Comunidades Fornecedoras
(2)
1.805,7
1.424,6
647,0
Comunidade do entorno
408,7
407,9
342,8
Governo e sociedade
(3)
23.387,0
15.672,0
8777,4
Meio ambiente
6.638,7
8.073,6
5.467,2
Total investido por público
58.130,2
47.117,0
37.014,2
Despesas de gestão
4.972,0
4.045,7
7.148,3
Total recursos Natura
63.102,2
51.162,7
44.162,48
Porcentagem da receita líquida
1,3%
1,2%
1,2%
Recursos líquidos arrecadados pelas Consultoras
no programa Crer para Ver
10.098,5
3.768,2
3.767,0
Incentivos fiscais investidos
Lei Rouanet
2.852,8
2.422,2
2.852,8
Lei do Audiovisual
400,0
920,0
400,0
ICMS em Minas Gerais
2.000,0
645,0
2.000,0
ICMS em São Paulo
622,1
-
540,7
% do IR ao CMDCA
(4)
-
-
0,0
% do IR ao Condeca
(5)
1,051,0
938,0
1.015,0
Total geral
54.869,4
59.856,0
54.738,0
(1)
Os valores investidos em apoios e patrocínios também estão contemplados nesta matriz, porém divididos entre os públicos
beneficiados.
(2)
O valor de 2007 foi recalculado, excluindo o total referente à repartição de benefícios.
(3)
Constatamos que, de forma geral, o público final beneficiado por esses investimentos é a sociedade. Os valores destinados ao
governo estão relacionados como investimentos fiscais nesta tabela.
(4)
CMDCA: conselhos municipais dos Direitos da Criança e do Adolescente. Em 2008, o % do IR foi todo repassado ao Condeca.
(5)
Condeca: Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente.

- Crer para Ver

Considerada um dos nossos temas prioritários de sustentabilidade, acreditamos que a educação é um
fator determinante para a construção de uma sociedade mais justa e também um dos mecanismos mais
eficazes para a transformação do mundo em que vivemos. Para contribuir com a melhoria da qualidade do
ensino público, criamos, em 1995, o programa Crer para Ver.

Nossas consultoras e consultores participam ativamente do programa, pois vendem, sem auferir lucro,
produtos exclusivos da linha Crer para Ver. O total arrecadado é investido em projetos educacionais
desenvolvidos em escolas públicas, com foco, principalmente, na promoção da leitura e da escrita de
qualidade.

Em 2010, superamos a nossa meta de arrecadação para o Brasil, que era de R$ 6,0 milhões, e somamos
R$ 10,0 milhões, que foram direcionados para o fundo do programa Crer para Ver.
- Projetos apoiados pelo Crer Para Ver

Projeto Trilhas
Lançado em 2009, o Projeto Trilhas é voltado para a Educação Infantil e tem como objetivo principal
desenvolver em crianças de 4 a 6 anos as competências e habilidades da leitura e da escrita. A iniciativa,
realizada em parceria com a Comunidade Educativa ­ CEDAC -, sob a supervisão de Ana Teberosky,
especialista internacional em psicologia da aprendizagem da leitura e da escrita, atende escolas públicas
municipais, para as quais são enviados materiais elaborados para apoiar o trabalho dos professores, no
campo da leitura, escrita e oralidade.
São eles:
PÁGINA: 94 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
7.9 - Outras informações relevantes

- Material com fundamentação teórica: com ele o professor conseguirá compreender melhor as atividades
propostas.
- Material de orientação para professores e diretores: traz dicas e propostas de atividades para serem
realizadas junto às crianças em sala de aula.
- Livros de literatura infantil: usados como referência para as atividades propostas. Estes livros passam a
fazer parte do acervo da escola.
- DVDs: destacam as premissas e concepções em que o Trilhas está estruturado e alguns títulos do acervo
em formato digital, para apoiar o trabalho dos professores com as crianças.
O material foi desenvolvido levando em consideração a diversidade cultural brasileira, as condições
socioeconômicas, tamanho e estrutura das redes de ensino, perfil dos professores e diferentes orientações
pedagógicas e métodos de ensino. Tudo isso, para oferecer um material adaptado e próximo da realidade
de todos.
Para o trabalho dos professores e para a potencialização do Projeto, o Programa distribui livros de
literatura e materiais para as escolas e seus alunos participantes.

Beneficiados:
310 municípios
4.378 escolas
15.245 educadores
309.684 alunos


Projeto Encontros de Leitura
O foco do projeto é a formação presencial de profissionais da Educação Infantil em situações de leitura.
Para isso, promove em todo o Brasil uma série de encontros presenciais entre especialistas em leitura e
diretores, coordenadores e professores. Neles, são trabalhados conceitos e atividades que auxiliam as
escolas a trabalharem de maneira consistente e positiva o tema da leitura com os alunos.
Para que a capacitação seja completa, o projeto distribui livros de literatura e materiais de apoio para as
escolas e seus alunos. A seleção dos livros é feita por especialistas em educação de crianças e em
formação de professores.
O Projeto Encontros de Leitura é desenvolvido desde 2007, em parceria com a Comunidade Educativa ­
CEDAC ­ e tem duração de dois anos, beneficiando crianças de 4 a 6 anos.
O Programa distribui livros de literatura e materiais para as escolas e seus alunos participantes.

Beneficiados:
10 municípios
226 escolas
1.201 educadores
14.236 alunos
PÁGINA: 95 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
7.9 - Outras informações relevantes

Projeto Chapada
Desenvolvido pelo Instituto Chapada de Educação e Pesquisa e apoiado desde 1997 pelo Programa Crer
Para Ver, o projeto tem como objetivo principal melhorar a qualidade do Ensino Fundamental público em
24 municípios situados na Chapada Diamantina, BA.
Para isso, atua na formação contínua de coordenadores e diretores pedagógicos e demais profissionais da
educação, estabelecendo uma rede de formadores regional, com foco em leitura e escrita.

Beneficiados:
24 municípios
600 escolas
5.339 educadores
92.973 alunos

Projeto Formar em Rede
Desenvolvido pelo Instituto Avisa Lá e Instituto Razão Social, o projeto existe desde 2007 e tem como
foco a Educação Infantil, beneficiando crianças de 0 a 6 anos.
Com o objetivo de criar e implementar uma comunidade virtual de formadores, o Programa Formar em
Rede promove ações presenciais e à distância para fortalecer, aprimorar, disseminar e desenvolver
práticas nas áreas de leitura, do cuidar e do brincar.
O Projeto conta com a parceria e o apoio de diferentes instituições e empresas e o Programa Crer para
Ver apóia e viabiliza a participação de seis dos municípios beneficiados.

Beneficiados:
6 municípios
486 escolas
1.076 educadores
10.792 alunos
PÁGINA: 96 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
7.9 - Outras informações relevantes

Apoios e Patrocínios
A Natura investe em iniciativas, por meio de apoios e patrocínios, voltadas para três temas principais: a
valorização da cultura brasileira, com foco em música, o desenvolvimento sustentável e o fortalecimento
de organizações da sociedade civil. Esses temas de atuação são uma expressão de nossa Razão de Ser, o
bem estar bem, e reforçam as crenças que orientam o nosso comportamento empresarial.

Dentro da vertente de valorização da cultura brasileira, nossa principal expressão é o Programa Natura
Musical. Criado em 2005, o projeto apóia iniciativas que representem a diversidade e a riqueza da música
brasileira, com projetos de diversas áreas artísticas e de diferentes estágios do processo de produção. A
seleção é realizada por meio de editais públicos (um nacional e um regional, em Minas Gerais), com uso
de recursos provenientes de leis de incentivo e contrapartida de recursos da Natura. Há também projetos
selecionados diretamente.

Nossos Pontos Fortes

Acreditamos que os pontos abaixo representam boas possibilidades de ampliar nossa competitividade e
avançar rumo aos nossos objetivos estratégicos:

- Gestão de Sustentabilidade
A Natura é reconhecida no Brasil e no mundo por sua busca constante em permear a sustentabilidade ao
dia a dia dos negócios. Nosso principal desafio, porém, ainda está em aperfeiçoar a gestão conjunta dos
aspectos econômico, social e ambiental em todos os processos da empresa.

A sustentabilidade é uma diretriz do Planejamento Estratégico Natura, aprovado pelo Conselho de
Administração. Incluímos também indicadores socioambientais em nossas metas estratégicas. Queremos
ser inovadores em torno das demandas sociais e ambientais relevantes no presente e no futuro, em todos
os países onde atuamos, e estamos atentos aos riscos e às oportunidades que envolvem as mudanças
climáticas, as desigualdades sociais e a limitação dos recursos naturais.

A cada dois anos, realizamos uma reflexão sobre os aspectos mais relevantes para o negócio e também
para os nossos públicos. Os desdobramentos das ações relacionadas aos temas prioritários são reportados
por meio do Comitê de Sustentabilidade à alta administração, que discute os riscos e as oportunidades
relacionados a eles. Também fazem parte do processo de gestão da sustentabilidade o uso sustentável da
biodiversidade e a qualidade dos relacionamentos, que incorpora todo o trabalho de educação para a
relação e de diálogo com os públicos.







PÁGINA: 97 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
7.9 - Outras informações relevantes

- Governança Corporativa
A nossa governança corporativa está pautada pelos mais altos padrões de transparência e ética. Em 2001,
mesmo antes de nossa abertura de capital, adotávamos, de maneira pioneira na América Latina, as
diretrizes do Global Reporting Initiative (GRI), que desenvolve modelo de relatórios voluntários sobre
impacto social e ambiental das atividades das empresas. Nesse mesmo sentido, em 2004, fomos a terceira
empresa a aderir ao Novo Mercado. Com o objetivo de tornar nossos processos de gestão e de decisão
cada vez mais transparentes e criteriosos, criamos, já em 1998, um Conselho de Administração que, em
31 de dezembro de 2010, era composto por dois acionistas fundadores e por quatro conselheiros
externos, sendo três Conselheiros Independentes. Em reconhecimento a esta atuação, estamos presente
no "IGC - Índice de Ações com Governança Corporativa Diferenciada", que tem por objetivo medir o
desempenho de uma carteira teórica composta por ações de empresas que apresentem níveis de
governança corporativa diferenciados.

O Comitê Executivo (Comex) consolidou-se como principal instância executiva da Natura e tem gestão
sobre assuntos corporativos com decisões sobre o mercado brasileiro e as operações internacionais. É
constituído pelo Diretor-Presidente, Alessandro Carlucci, e por Vice-Presidentes da Natura.

Todos são liderados pelo diretor-presidente, reunindo-se mensalmente ­ exceto o Comitê de Produtos,
que realiza encontros semanais, e o Comitê de Ética, que se reúne trimestralmente e sempre que
necessário.

- Marca Forte e Qualidade de Conceitos e Produtos
Oferecemos produtos de alta qualidade associados a conceitos que refletem a nossa "Visão", "Valores" e
transcendem à nossa funcionalidade, tornando-os mais desejados e despertando maior fidelidade e força à
marca "Natura". Diferentes pesquisas indicam que os consumidores e Consultoras Natura vêem em na
marca "Natura" o cuidado com o meio ambiente, responsabilidade social e ética corporativa. Segundo
pesquisa do Instituto Ipsos de 2010, temos uma marca forte e com alto índice de aceitação, com
preferência de 49% dos nossos consumidores. Em razão do reconhecimento e aceitação da marca
"Natura", acreditamos que temos, dentre outras, as seguintes vantagens competitivas: (i) possibilidade de
praticar um preço premium em relação aos nossos concorrentes nacionais e internacionais; (ii)
possibilidade de aumentar a penetração em públicos ainda pouco explorados, como masculino e jovem; e
(iii) capacidade de atração e retenção das Consultoras Natura.
PÁGINA: 98 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
7.9 - Outras informações relevantes

- Inovação de Produtos
A inovação é um dos nossos principais pilares da atuação. Por meio da inovação, buscamos transformar os
desafios socioambientais em oportunidades. Acreditamos que o sucesso obtido em grande parte dos
lançamentos em nossas linhas de produtos demonstra nossa habilidade em desenvolver produtos e
conceitos inovadores. Nosso processo de inovação é baseado em: (i) modelo de inovação aberta (o
número de projetos de tecnologia desenvolvidos em parcerias externas já superou os 50%); (ii) uso
sustentável da biodiversidade como plataforma tecnológica; e (iii) direcionamento de aproximadamente
3% da nossa receita líquida anual para o processo de inovação. Tais fatores nos permitem estar
atualizados com as últimas tendências e consistentemente renovar nossa linha de produtos, o que, no
nosso entendimento, estimula as Consultoras Natura a visitar os clientes existentes, além de prospectar
novos consumidores. Avaliamos a vitalidade desse processo através de um "índice de inovação" (parcela
de receita decorrente de produtos lançados nos últimos 24 meses), que representou 65,7% em 2010. Vale
destacar que o nosso custo marginal de lançamento é baixo, uma vez que o modelo de vendas diretas
requer menores investimentos do que o varejo. Dessa maneira, podemos ousar mais ao desenvolver
nossos produtos, focando em conceitos e tecnologias inovadoras.

- Canal de Vendas Diferenciado e em Crescimento
Acreditamos que a integração de nossa cadeia logística e de distribuição com nosso canal de vendas nos
oferece autonomia na condução de nossas estratégias de negócios sem paralelo, diferentemente de
indústrias dependentes do grande varejo e atacado. Segundo dados da ABEVD divulgados em
dezembro de 2010, o canal de vendas diretas apresentou um crescimento, em número de revendedoras
ativas, de 114% entre os anos de 2002 e 2010, atingindo um total de 2,7 milhões de revendedoras ativas
em 2010. Nesse mesmo período, a rede de Consultoras Natura ativas cresceu 249%, mais que o dobro da
performance do setor no mesmo período, atingindo 806 mil Consultoras Natura (ativas) e 1.029 mil
Consultoras Natura cadastradas no Brasil ao final de 2010. Nesse contexto, seguimos com a nossa
estratégia de atrair, reter e reconhecer nossas Consultoras Natura, oferecendo capacitação e treinamento
diferenciados para esse público. Como referência, aproximadamente 517 mil Consultoras Natura (entre
novas e já existentes) participaram de treinamentos de capacitação em 2010. Assim, ao investir em
nossas Consultoras Natura, acreditamos contribuir para criar relações de lealdade e manter um dos mais
baixos
turnover,
no setor, no mundo (24% em 2010).

- Capacidade de Crescer também em Circunstâncias Econômicas Desfavoráveis
O setor industrial em que atuamos, bem como o modelo de vendas diretas, têm demonstrado,
historicamente, maior resiliência a crises econômicas e desvalorizações de moedas do que outros setores.
Especialmente no Brasil, onde a indústria de HPP&C apresentou, nos últimos 10 anos, um dos maiores e
mais rápidos crescimentos dessa indústria no mundo. Desde 2003 até dezembro de 2010, o PIB brasileiro
cresceu na média anual composta 4,0%, segundo dados do IBGE, enquanto as vendas no mercado alvo
da nossa Companhia cresceram, em termos reais (descontada a inflação medida pelo IPCA), 15,2% na
média anual composta, segundo dados da Abihpec/Sipatesp (considerado o período de 2003 até 2010).
Também demonstramos força no período de retração, registrando um crescimento, em receita bruta, de
14,2% em 2008 e 19.3% em 2009. Assim, dada a nossa capacidade de crescer e gerar ganhos
PÁGINA: 99 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
7.9 - Outras informações relevantes

expressivos mesmo em momentos econômicos adversos, não reduzimos investimentos para ampliação de
nossa capacidade produtiva em 2008 ou em 2009.

- Presença Geográfica em Mercados em Crescimento
Estamos presente em mercados emergentes com grande potencial de crescimento para a indústria de
HPP&C e para o setor de vendas diretas. Além do Brasil, nosso principal mercado, também atuávamos, em
31 de dezembro de 2010, em outros sete países da América Latina, a saber: Argentina, Bolívia,
Guatemala, Chile, Colômbia, México e Peru. O potencial de crescimento da região pode ser explicado
principalmente pelas características sociodemográficas, incluindo população jovem, aumento da
expectativa de vida e aumento da empregabilidade entre as mulheres. Vale destacar também o aumento
do poder aquisitivo das classes mais baixas, o que estamos, segundo estudos da Euromonitor,
diretamente relacionado ao aumento do consumo de cosméticos, fragrâncias e produtos de higiene
pessoal. Nesse sentido, acreditamos no potencial de crescimento da região, uma vez que o consumo per
capita de cosméticos, fragrâncias e produtos de higiene pessoal, no Brasil, foi de US$ 192 no Brasil em
2010, ao passo que, nos outros países em que atuamos na América Latina, a média de consumo per
capita foi de US$ 83 no mesmo ano, conforme divulgado pela Euromonitor. Considerando a média de
US$ 101 nos países de mercados maduros, acreditamos que há grande espaço para crescimento do setor
no Brasil e América Latina. Esse potencial demonstra-se ainda maior ao verificar-se que o aumento do
consumo pelas classes mais baixas impacta positivamente a indústria de vendas diretas.

- Geração de Caixa Consistente e Solidez Financeira
O nosso desempenho financeiro tem sido historicamente consistente. O nosso modelo de negócios, pouco
dependente de crédito, tem alta lucratividade (margem EBITDA acima de 23% e ROIC acima de 50% em
cada um dos últimos três exercícios sociais) e forte geração de caixa (R$ 1.619,3 milhões entre 2008 e
2010), o que nos tem permitido investir na expansão dos nossos negócios e manter uma política de
dividendos agressiva (distribuição de 92% do Lucro Líquido entre 2008 e 2010). Acreditamos que nosso
baixo endividamento (em 31 de dezembro de 2010, nossa dívida líquida era de R$ 131,4 milhões) e alta
liquidez nos possibilitam atravessar períodos de crise sem sobressaltos e ter flexibilidade para
oportunidades estratégicas de investimento.

Nossas Estratégias
Pretendemos avançar em direção à nossa "Visão" através da permanente construção da marca "Natura".

A nossa estratégia consiste em buscar resultados em três perspectivas: econômico-financeira, social e
ambiental. Buscamos gerar valor para todos os nossos públicos e transformar desafios socioambientais em
oportunidades de negócio. Os principais fatores de sucesso para o desenvolvimento dos nossos negócios
nos próximos anos são os seguintes: (i) crescimento econômico do país; (ii) contínuo investimento em
inovação; (iii) crescimento do canal; (iv) manutenção do desenvolvimento da marca; e (v) elevado nível
de gestão dos negócios.
PÁGINA: 100 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
7.9 - Outras informações relevantes

- Ampliar nossa Liderança no Mercado Brasileiro
Acreditamos que a força da marca "Natura", a constante inovação em produtos e no modelo comercial, a
qualidade da relação com as Consultoras Natura e nossa atuação empresarial, nos posicionam de forma
diferenciada para ampliar a liderança no mercado brasileiro. Segundo dados da Sipatesp/Abihpec de
dezembro de 2010, temos um market share de 24,0% (vinte e quatro por cento) em nosso mercado alvo
(ano acumulado), divididos em: 34,9% (trinta e quatro vírgula nove por cento) no mercado de perfumaria
e cosméticos e 13,3% (treze vírgula três por cento) no mercado de higiene pessoal. Assim, ao avaliar a
alta dispersão no share entre as diferentes categorias em que atuamos (perfumaria, cabelos, sabonetes,
etc.) e tendo em vista a grande cobertura do nosso canal, presente em mais de 5 (cinco) mil municípios
em 31 de dezembro de 2010, acreditamos ter uma grande oportunidade de crescimento.

- Ser Reconhecida, nos outros Países da América Latina, pela Liderança Empresarial com Participação
Expressiva de Mercado e Rentabilidade
A nossa receita internacional, alavancada pelo avanço nos mercados da América Latina, cresceu 153,3%
nos últimos três exercícios sociais. Alcançamos, em 2009, o ponto de equilíbrio no resultado consolidado
das operações em consolidação Argentina, Chile e Peru, países em que atuamos há mais tempo. No
México e na Colômbia, prosseguimos desenvolvendo favoravelmente nossos negócios, sendo que,
segundo dados divulgados pela Euromonitor, o México representava um mercado de HPP&C de US$ 8,6
bilhões em 2010, apresentando o que acreditamos ser uma grande oportunidade de crescimento para
nossa proposta de valor. Em 31 de dezembro de 2010, havia 190 mil Consultoras Natura em atuação nos
mercados latino-americanos, excluído o Brasil. A boa aceitação da nossa proposta de valor e do nosso
modelo de venda direta, bem como as boas taxas de crescimento obtidas, representam boas
oportunidades de crescimento ao longo da próxima década. Dessa maneira, pretendemos prosseguir em
nossa estratégia de ampliar as operações na América Latina, através de modelos de venda direta
adaptados à conjuntura local e contemplando os desejos dos consumidores e da sociedade. Para tanto,
buscaremos aumentar nossa eficiência operacional e investir em infraestrutura, tecnologia da informação
e, principalmente, em um modelo organizacional que apóie nossa ambição.

- Crescer e Inovar em nosso Modelo Comercial
A opção pelo modelo comercial de vendas diretas torna as milhares de Consultoras Natura protagonistas
da nossa história de crescimento. São elas que, baseadas no contato pessoal, agregam valor aos nossos
produtos e fazem com que os consumidores os recebam, compartilhando os nossos valores, crenças e
"Visão". Nesse sentido, buscamos, além de investir continuamente nos programas de capacitação e
relacionamento, criar um modelo comercial moderno, inovador e que evolua com as novas ferramentas da
tecnologia da informação. Assim, vale destacar que, em 2010, 86,0% dos pedidos das Consultoras Natura
foram realizados via internet.
Ainda, em 2009, foi inaugurado um centro de treinamento em São João do Meriti, no Estado do Rio de
Janeiro, totalmente voltado às Consultoras Natura, com o objetivo de esclarecer nossas eventuais dúvidas
sobre os produtos comercializados. Além disso, implementamos, no segundo semestre de 2008, uma
estrutura comercial com dois níveis por meio da criação da Consultora Natura Orientadora ­ CNO. Em
PÁGINA: 101 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
7.9 - Outras informações relevantes

31 de dezembro de 2010, já tínhamos cerca de 11.217 CNOs. As CNOs são selecionadas a partir de
critérios objetivos que indicam as melhores Consultoras Natura e têm como atividade a atração, o
treinamento e a motivação dessas Consultoras Natura. Em 31 de dezembro de 2010, cada CNO se
relacionava com aproximadamente 92 Consultoras Natura, podendo chegar a 150, conforme o caso.
Acreditamos que essa nova estrutura proporcionará um crescimento no número de Consultoras Natura,
bem como no índice de vendas por Consultora, por ser mais facilmente administrável e organizada e
possuir uma maior escala de crescimento para o futuro. Para o consumidor final, o modelo gera melhor
atendimento como resultado do incremento em treinamento e da maior disponibilidade de Consultoras
Natura.

- Focar na Inovação de Produtos e Serviços
Acreditamos que a inovação contínua é um elemento importante para a imagem da marca "Natura",
competitividade e crescimento. Pretendemos priorizar nossa oferta de produtos com preços competitivos,
sem prejuízo às margens consolidadas e à força da marca "Natura". Ao mesmo tempo, em 2008, foi
implementado o nosso modelo estratégico "Menos é Mais" em relação ao nosso portfólio, concentrando
esforços nos produtos de maior representatividade. Em 2010, lançamos 168 novos produtos, em
contraposição aos 103 lançados em 2009 (118 lançados em 2008). Entendemos que essa é uma forma de
racionalizar custos e dar maior foco à gestão, o que maximiza nossos resultados de comunicação e
treinamento das Consultoras Natura, com benefícios para consumidores finais. Nesse mesmo movimento,
acreditamos ser fundamental ouvir e entender as necessidades de todos aqueles com quem nos
relacionamos, transformando essas contribuições em oportunidades de inovação. Sabemos que não
podemos inovar pensando apenas no consumidor ou na concorrência, mas, levando em consideração que
a sociedade enfrenta o desafio inédito de encontrar caminhos que promovam a nossa própria
sustentabilidade. A embalagem refil, adotada de maneira pioneira em 1983 e que tem um custo menor
para o consumidor e consome menos matéria-prima, é um exemplo dessa forma de inovação.


- Consolidar a Gestão e Cultura Organizacional
Aprimoramos nossa estrutura de gestão com o objetivo de se tornar mais ágil, com menos níveis
hierárquicos e mais próximos de nossas Consultoras Natura e consumidores. Ao longo de 2008, foi iniciada
a implantação de um modelo de organização baseado em gestão de processos a serviço de unidades de
negócios e unidades regionais. Essa nova configuração descentraliza a decisão e a execução dos principais
processos. As unidades de negócio são responsáveis pelo desenvolvimento de produtos e pela gestão e
resultados de marcas e categorias, interagindo com as unidades regionais, que respondem pelo
relacionamento com as Consultoras Natura, gestão comercial e resultados locais. Essa ação combinada
alavanca as nossas atividades por regiões e por marcas e categorias. Além disso, essa revisão também
inclui um processo estruturado de fortalecimento da cultura organizacional, o desenvolvimento de
lideranças engajadas e um modelo de gestão coerente com a nossa essência. Desejamos ser uma
organização que estimula o protagonismo das pessoas em um ambiente aberto, multicultural e de
aprendizagem contínua.

- Expansão Internacional
PÁGINA: 102 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
7.9 - Outras informações relevantes

Estamos atuando de forma mais customizada em nossas operações na América Latina. Para acelerar de
forma sustentável nosso crescimento nestes mercados aumentaremos os esforços na localização de
conceitos e produtos adaptados aos consumidores de cada geografia.

Entre as diversas medidas, destacam-se: a implementação de um modelo comercial (CNO) adaptado a
cultura local previsto para 2011 e 2012; e a produção local terceirizada de parte de nosso portfólio, o que
proporcionará benefícios econômicos, com redução de custos, e ambientais, pela menor emissão de gases
de efeito estufa no transporte. O modelo adotado será de contratação de produtores locais e não de
manufatura própria. Em 2010 iniciamos a produção na Argentina e intensificaremos nos próximos anos em
outros países.

Para os demais mercados fora da América Latina, temos a possibilidade de executarmos parceiras e
alianças que eventualmente se mostrem promissoras e aderentes a nossa proposta de valor, podendo
assim, contribuir para nossa futura expansão internacional.


PÁGINA: 103 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
8.1 - Descrição do Grupo Econômico
8.1
Grupo Econômico
Descrever o grupo econômico em que se insere o emissor indicando:
(a) Controladores Diretos e Indiretos

Em 31 de março de 2011, 59,86% da totalidade das ações representativas de nosso capital social eram
detidas por outras sociedades (Lisis Participações S.A., Utopia Participações S.A., Passos Participações
S.A., ANP Participações S.A. e RM Futura Participações S.A.) e por pessoas naturais (Antônio Luiz da
Cunha Seabra, Guilherme Peirão Leal, Pedro Luiz Barreiros Passos, Anízio Pinotti e Ronuel Macedo de
Mattos).

Nossos controladores são signatários de um Acordo de Acionistas, conforme descrito no item 15.5 deste
Formulário de Referência. Para detalhes sobre os nossos controladores e a quantidade de ações detidas
individualmente por cada um deles, vide item 15.1 deste Formulário de Referência.
(b) Sociedades Controladas e Coligadas e (c) Participações da Companhia em Sociedades do Grupo
Econômico

Em 31 de dezembro de cada ano indicado, a nossa Companhia era controladora, direta ou indiretamente,
das seguintes sociedades:

Participação - %
2010
2009
2008
Participação direta:
Indústria e Comércio de Cosméticos Natura Ltda.
99,99
99,99
99,99
Natura Cosméticos S.A. ­ Chile
99,99
99,99
99,99
Natura Cosméticos S.A. ­ Peru
99,94
99,94
99,94
Natura Cosméticos S.A. ­ Argentina
99,97
99,97
99,96
Natura Brasil Cosmética Ltda. ­ Portugal (encerrada em Janeiro de 2010)
-
98,00
98,00
Natura Inovação e Tecnologia de Produtos Ltda.
99,99
99,99
99,99
Natura Cosméticos y Servicios de Mexico, S.A. de C.V.
99,99
99,99
99,99
Natura Cosméticos de Mexico, S.A. de C.V.
99,99
99,99
99,99
Natura Distribuidora de Mexico, S.A. de C.V.
99,99
99,99
99,99
Natura Cosméticos Ltda. ­ Colômbia
99,99
99,99
99,99
Flora Medicinal J. Monteiro da Silva Ltda.
-
99,99
99,99
Natura Cosméticos España S.L. ­ Espanha
100,00
100,00
100,00
Natura (Brasil) International B.V. ­ Holanda
100,00
100,00
100,00
Natura Cosméticos y Vestimentas S.A. ­ Uruguai (em fase de encerramento)
-
99,99
99,99
PÁGINA: 104 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
8.1 - Descrição do Grupo Econômico
2010
2009
2008
Participação indireta:
Via Indústria e Comércio de Cosméticos Natura Ltda.
Natura Logística e Serviços Ltda.
99,99
99,99
99,99
Via Natura Inovação e Tecnologia de Produtos Ltda.
Natura Innovation et Technologie de Produits SAS ­ França
100,00
100,00
100,00
Via Natura (Brasil) International B.V. ­ Holanda
Natura Brasil Inc. - EUA ­ Delaware
100,00
100,00
100,00
Natura International Inc. - EUA - Nova York
100,00
100,00
100,00
Natura Worldwide Trading Company - Costa Rica
100,00
100,00
100,00
Natura Brasil SAS ­ França
100,00
100,00
100,00
Natura Brasil Inc. - EUA ­ Nevada
100,00
100,00
-
Natura Europa SAS ­ França
100,00
100,00
-
(d) Participações de Sociedades do Grupo Econômico na Companhia

Em 31 de dezembro de 2010, não havia quaisquer sociedades do grupo econômico da Natura com
participações na Companhia.
(e) Sociedades sob Controle Comum

Em 31 de dezembro de cada ano indicado, a nossa Companhia controlava em conjunto a seguinte
Sociedade:
Via Natura Inovação e Tecnologia de Produtos Ltda.
2010
2009
2008
Ybios S.A. (consolidação proporcional - controle conjunto)
42,11
33,33
33,33


PÁGINA: 105 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
8.2 - Organograma do Grupo Econômico
Indústria e Com. de
Cosméticos Natura
Ltda.
(CNPJ 00.190.373/0001-72)
Natura Inovação e
Tecnologia de
Produtos Ltda.
(CNPJ 60.883.329/0001-
70)
Flora Medicinal J.
Monteiro da Silva
Ltda.
(CNPJ 02.007.074/0001-85)
Natura Cosméticos
S.A.
Chile
Natura Cosméticos
S.A.
Peru
Natura Cosméticos
S.A.
Argentina
Natura Cosméticos
y Vestimentas S.A.
Uruguai
Natura Brasil SAS
França
Natura Cosmeticos
y Servicios de
Mexico, S.A. de C.V.
Natura Cosmeticos
de Mexico, S.A. de
C.V.
Natura
Distribuidora de
Mexico, S.A. de
C.V.
Natura
Cosméticos C.A.
Venezuela
Natura
Cosméticos Ltda.
Colômbia
Natura Brasil, Inc.
- EUA (Delaware)
Natura Cosméticos S.A.
Brasil
(CNPJ 71.673.990/0001-77)
BRASIL
99,99%
99,99%
99,99%
99,99%
99,94%
99,97%
100%
100%
99,99%
99,99%
99,99%
99,99%
99,99%
100%
Natura Innovation
et Technologie de
Produits SAS
França
100%
Natura Logística e
Serviços Ltda.
(CNPJ
56.680.176/0001-96)
99,99%
Lisis Participações
S.A.
Utopia
Participações S.A.
Passos
Participações S.A.
ANP Participações
S.A.
RM Futura
Participações
S.A.
Tesouraria
Circulação
Controladores
PF
Administradores
Ybios S.A.
(CNPJ
06.985.928/0001-59)
37,77%
Natura
International Inc.
EUA (NY)
100%
Natura
Cosméticos
España, S.L.
Espanha
100%
Natura (Brasil)
International B.V.
Holanda
100%
Natura Worldwide
Trading Company,
S.A.
(Costa Rica)
100%
Natura
International Inc.
EUA (Nevada)
0,57%
3,6952%
5,2423%
22,2718%
21,2530%
5,2540%
0,0002%
39,5371%
2,1827%
Natura Europa
SAS
França
OUTROS PAÍSES
100
Em fase de
encerramento
(Uruguai e
Venezuela).
PÁGINA: 106 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
Evento societário
Alienação e aquisição de controle societário
Descrição da operação
Em 2008, foi aprovada em nossa Assembleia Geral Extraordinária a incorporação, pela
Companhia, de nossa controlada Nova Flora Participações Ltda. Em virtude desta
incorporação, passamos a controlar diretamente a subsidiária Flora Medicinal J.
Monteiro da Silva Ltda. Para informações adicionais, vide item 6.5 deste Formulário de
Referência.
Descrição da operação
Em 14 de maio de 2009, foi realizada assembleia geral extraordinária da Natura Europa
SAS para conferência da totalidade das ações representativas do capital social da
Natura Europa SAS pelo acionista único (Natura Cosméticos S.A.), ao capital social da
Natura (Brasil) International B.V. sediada na Holanda.
Evento societário
Incorporação
Data da operação
31/03/2008
Data da operação
15/02/2010
Data da operação
14/05/2009
Evento societário
Outro
Descrição da operação
Em 15 de dezembro de 2010, foi aprovada pelo Conselho de Administração, a
dissolução, liquidação e extinção da sociedade Flora Medicinal J. Monteiro da Silva
Ltda. Isto por que, conforme esclarecido à época, a Flora Medicinal já era uma
sociedade sem atividade empresarial. Para maiores informações, consultar o item 6.5
deste Formulário.
Descrição do evento societário
"Outro"
Liquidação
8.3 - Operações de reestruturação
PÁGINA: 107 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
8.4 - Outras informações relevantes
8.4
Outras Informações Relevantes
Prêmios Relevantes que a Companhia recebeu
Relacionamos a seguir os prêmios e reconhecimentos que recebemos em 2010:
PRÊMIO INSTITUIÇÃO
COLOCAÇAO / CATEGORIA PREMIADA
Atendimento ao Cliente
As 25 melhores empresas em
atendimento ao cliente do País
IBRC/Exame
2ª no ranking geral e 1ª no ranking do setor de cosméticos
Finanças
As 100 melhores ações
Revista Você S/A
7ª colocada em melhores ações
As Melhores da Dinheiro
Revista Isto É Dinheiro
A melhor empresa do setor farmacêutico, de
higiene e limpeza
Las 1.000 empresas que más
facturan ­ Argentina
Revista Mercado
120ª no ranking geral
Las mayores empresas de
América Latina
Revista America
Económica
92ª no ranking geral
Ranking Destaque Agência
Estado
Estado de S. Paulo
5ª no ranking geral das 10 melhores empresas
listadas na Bovespa
Valor 1.000
Jornal Valor Econômico
A melhor empresa do setor de higiene e cosméticos
Institucional
Mais admiradas - Carta Capital
Revista Carta Capital
A empresa mais admirada no Brasil
A empresa mais admirada no setor de higiene pessoal
10º líder mais admirado: Alessandro Carlucci
Melhores e Maiores
Revista Exame
3ª melhor empresa do setor bens de consumo
68ª no ranking Melhores e Maiores
Pesquisa Quanto Vale a Imagem
de uma Empresa
Revista Exame e
Reputation Institute - NY
5ª colocação em melhor reputação entre empresas do Brasil
Ranking Euromoney
Revista Euromoney
A melhor empresa na categoria bens de consumo da América
Latina
A empresa excelência em gestão corporativa no Brasil
Ranking de imagen 100 mejores
- Argentina
Revista Imagen
59ª no ranking geral
GRI e RCA Awards
The GRI Amsterdam
Global Conference
1ª colocada em cadeia de valor
5º melhor relatório anual no The GRI Reader's Choice Award
The Bizz
World Confederation of
Businesses
1ª em excelência empresarial
Internet
Padrão de Qualidade em B2B
Revista B2B
Melhor empresa na categoria cosméticos, higiene e limpeza
Prêmio Top of Mind Internet
UOL
Fomos reconhecidos como a marca mais lembrada pelos
consumidores da web na categoria produtos de beleza
Marca
Marcas de Quem Decide
Jornal do Comércio RS
Reconhecida como a marca líder no setor de higiene e beleza
pessoal e em preservação do meio ambiente
Marcas Mais Valiosas do Brasil
Interbrand e Isto É
Dinheiro
Ficou em 5º lugar no ranking das marcas mais valiosas.
Prêmio Apex Brasil
Apex Melhor
gestão internacional da marca
Prêmio IMPAR ­ Índice das
Marcas de Preferência e
Afinidade Regional
Revista Impar/PR
2ª colocada em preferência estadual/Paraná no segmento perfume
e cosméticos
Prêmio Intangíveis do Brasil ­
PIB
Grupo Padrão e Revista
do Consumidor Moderno
1ª colocada em pioneirismo em intangíveis
Prêmio Recall de Marcas
Jornal do Commercio ­
Recife
1ª colocada em Sustentabilidade
Ranking das 100 marcas mais
valiosas do Brasil
Revista The Brander/IAM
48ª marcar mais valiosas do Brasil
Top of Mind
Folha de São Paulo
Marca mais lembrada na categoria preservação do ambiente
Top of Mind Marcas de Sucesso
Minas Gerais
Revista Mercado Comum
(MG)
Marca mais lembrada na categoria liderança em produtos de beleza
feminina.
Top of Mind Revista Amanhã ­
Porto Alegre
Revista Amanhã
Marca mais lembrada nas categorias sustentabilidade e perfumes
TopVale
Jornal Vale Paraibano
1ª colocada em cosméticos e meio ambiente
World's Hottest Brands
Advertising Age Brasil
Advertising Age
Foi reconhecida como marca regional ­ Brazil South America
Marcas de Confiança
Revista Seleções
Eleita a empresa mais responsável socialmente, melhor marca na
categoria cremes para pele. Além disso, o diretor presidente
Alessandro Carlucci foi eleito o executivo do ano
Marketing, Produto e
Embalagem
ABRE Design e Embalagem
Associação Brasileira de
Embalagem
Melhor embalagem de cosméticos e cuidados pessoais: nova linha
Natura Chronos
PÁGINA: 108 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
8.4 - Outras informações relevantes
PRÊMIO INSTITUIÇÃO
COLOCAÇAO / CATEGORIA PREMIADA
Módulo marketing ­ melhor estratégia de comunicação: Safra Açaí
2009
Atualidade Cosmética
Revista Atualidade
Cosmética e J.R. Paula Jr.
Design
1ª colocada em tratamento facial Chronos
Perfume masculino latino-americano: Essencial Exclusivo
Prêmios de Beleza Elle - México
Grupo Expansión
Mejor producto SPA
Prêmio Nova Beleza
Revista Nova
Cabelo: Finalizador Natura Fixplant Pós-Escova Anti-Frizz. Melhor
shampoo e condicionador para cabelos lisos Natura Plant Liso
Esfoliante facial - Chronos
Dupla Ação - Natura Una Batom
Sabonete em barra Natura Ekos ­ Sabonete de cupuaçu para fatiar
Recursos Humanos
Great Place to Work - Peru
Great Place to Work
Institute e Jornal El
Comércio
33º colocada no rankingmelhores empresas para se trabalhar no
Peru
Mejores empresas para trabajar
México
Grat Place to Work
11ª colocada no ranking melhores empresas para se trabalhar
Empresa dos Sonhos dos Jovens
Grupo DMRH e Cia de
Talentos
5ª colocada no ranking das 10 primeiras empresas na preferência
dos jovens brasileiros
Sustentabilidade
2011 Global 100
Corporate Knights
66º colocada entre as 100 companhias mais sustentáveis do
mundo
ET Carbon Verification Leaders
Award
Environmental
Investment Organisation
(EIO) Carbon Disclosure
Project
1ª colocada como empresa global por suas estratégias de controle,
verificação e divulgação de emissões de carbono
Global 100 Most Sustainable
Corporations in the World
Corporate Knights Inc.,
Innovest Strategic Value
Advisors, Asset 4 e
Bloomberg
99ª colocada entre as 100 empresas mais sustentáveis do mundo
Mejores Prácticas de
Responsabilidad Social ­ México
Centro Mexícano para la
Filantropia
1ª colocada em melhores práticas: vínculo com a comunidade
Prêmio Ciudadanía Empresarial
AMCHAM ­ Argentina
AMCHAM Argentina
2ª colocada na categoria gestão orientada à sustentabilidade
Ranking As 100 empresas mais
sustentáveis segundo a mídia
Mídia B + Portal Imprensa
2ª colocada no ranking geral
1ª colocada no setor farmacêutico, higiene, cosméticos e limpeza
Ranking Fundación Chile: Las
Empresas Mejor Preparadas para
el Cambio Climático
Fundación Chile y Revista
Capital
3ª colocada entre as empresas mais bem preparadas para as
mudanças climáticas
Ranking Nacional de RSE Las
Empresas Chilenas Socialmente
Reponsables
Fundación Prohumana y
Revista Que Pasa
Menção honrosa em empresas chilenas socialmente responsáveis
Ranking RSE ­ Argentina
Revista Apertura
16ª colocada no ranking geral
Road to Credibility
SustainAbility e FBDS
Melhor relatório sustentabilidade
Top Consumidor Excelências nas
Relações de Consumo e Respeito
ao Meio Ambiente ­ Rio Grande
do Sul
INEC ­ Instituto Nacional
do Consumidor e do
Cidadão e Consumidor
Teste
1ª colocada em compromisso com o consumo sustentável
Relações com investidores
Abrasca ­ Melhor Relatório Anual
Companhia Aberta
7ª colocada no ranking dos melhores relatórios
Ranking Empresas Mais
Transparentes do Ibovespa
BM&FBovespa
6ª colocada entre as empresas mais transparentes do Ibovespa
Ranking As Top Companhias
para os Acionistas
Revista Capital Aberto
1ª colocada no ranking top companhias para os acionistas
IR Magazine BRazil Awards
IBRE ­ Instituto Brasileiro
de Economia e FGV ­
Fundação Getúlio Vargas
Melhor governança corporativa e melhor sustentabilidade
socioambiental
PÁGINA: 109 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
9.1 - Bens do ativo não-circulante relevantes - outros
9.1
Bens do Ativo Não Circulante
(a)
Ativos imobilizados da Companhia, inclusive aqueles objeto de aluguel ou arrendamento,
identificando sua localização

Em 2001, inauguramos nosso centro integrado de produção, logística e pesquisa em Cajamar, localizado a
aproximadamente 20 quilômetros da Cidade de São Paulo. Nossa unidade de Cajamar foi construída ao
custo de aproximadamente R$ 200,0 milhões. Desenhada pelo famoso arquiteto Roberto Loeb, nossa
fábrica de Cajamar, que chamamos de "Espaço Natura", é composta por uma unidade fabril de última
geração e um espaço corporativo que acreditamos contribui para os altos índices de satisfação de nossos
Colaboradores. Usamos equipamentos modernos de fabricação desenhados para garantir a segurança do
nosso trabalhador e a responsabilidade ambiental. Adquirimos grande parte dos nossos equipamentos
quando transferimos nossas operações para Cajamar. Conduzimos nossas atividades comerciais e de
marketing
primordialmente na nossa unidade de Itapecerica da Serra, localizada a aproximadamente 25
quilômetros da Cidade de São Paulo.

Possuímos, ainda, atividades operacionais de fabricação e distribuição, em Benevides (PA), local em que
funciona uma fábrica e um laboratório para desenvolver óleos de palmeiras oleaginosas nativas, e centros
de distribuição, em Itapecerica da Serra (SP), Matias Barbosa e Uberlândia (MG), Jaboatão dos
Guararapes (PE), Canoas (RS) e Simões Filho (BA), bem como escritórios em Taguatinga (DF), Rio de
Janeiro (RJ), Recife (PE), Barueri-Alphaville (SP), Salvador (BA), e Porto Alegre (RS). Em 2009,
inauguramos um centro de treinamento em São João do Meriti (RJ). Para apoiar nossa permanente busca
pela inovação, contamos, desde 2006, com um Centro Avançado de Tecnologia em Paris, na França.

A nossa unidade em Benevides é objeto de um contrato de locação o qual foi devidamente averbado na
matrícula do imóvel, e cujo valor do aluguel foi parcialmente pago de maneira antecipada, por todo o
prazo do contrato. Todavia, o proprietário do imóvel é réu em ações judiciais de caráter executivo, nas
quais referido imóvel foi apontado como bem passível de execução, tendo sido arrematado em leilão nos
autos da reclamação trabalhista em trâmite no Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região sob o n.º
01111-2007-121-08-00. Acreditamos que poderemos adotar as medidas necessárias para assegurar a
manutenção de nossas operações neste imóvel em virtude dos direitos oriundos deste contrato.

Nossa controlada Natura Indústria possui uma área de terras rural no Município de Cajamar que é objeto
de ação de retificação, destinada a apurar a porção correspondente aos seus direitos sobre a referida
propriedade. O valor de aquisição dos referidos direitos correspondia a R$ 6,0 milhões em 30 de setembro
de 1996.

Em 29 de julho de 2009, tomamos ciência de um procedimento judicial em trâmite na 1
a
Vara Judicial e
Corregedoria do Cartório de Registro de Imóveis da Comarca de Itapecerica da Serra, o qual tem por
objeto a apuração de uma eventual irregularidade na metragem de um dos nossos imóveis localizados em
Itapecerica da Serra. Esta irregularidade decorreria de imprecisões e imperfeições na descrição do
perímetro deste imóvel que comprometem sua perfeita identificação e especialização objetiva.

Em virtude deste procedimento judicial, a matrícula do imóvel encontra-se bloqueada como providência
acautelatória, não sendo permitidas novas transcrições até a devida regularização. No nosso
entendimento, tanto o bloqueio da matrícula deste imóvel quanto a eventual procedência da ação acima
referida não são passíveis de causar qualquer efeito adverso relevante na condução de nossas atividades.
Sem prejuízo disto, temos adotado todas as medidas necessárias para aferir com precisão a descrição do
PÁGINA: 110 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
9.1 - Bens do ativo não-circulante relevantes - outros
perímetro do imóvel, inclusive com levantamento planialtimétrico do local, a fim de corrigirmos a
irregularidade ora apontada pelo Cartório de Registro de Imóveis.
Capacidade de Produção e Potencial de Expansão

Em 2010 a capacidade produtiva de nossa planta em Cajamar era de 535 milhões de unidades, em
comparação a 499 milhões de unidades em 2009 e a 460 milhões de unidades em 2008.

Para atender a demanda esperada para 2011, estão previstos investimentos tanto na capacitação das
linhas de envase como nas linhas de fabricação. Para o atendimento da demanda no Brasil e nas
operações internacionais dos próximos anos já iniciamos a produção em terceiros na Argentina e estamos
em testes avançados em outros países.

Nosso modelo de capacitação industrial prevê ainda a expansão da infraestrutura e capacidade de
Cajamar, Benevides e terceiros.

Seguros

Seguramos todas nossas instalações, equipamentos e operações contra sinistros. As apólices contratadas
cobriam, em 31 de dezembro de 2010, os seguintes riscos: (i) danos materiais, com limite máximo de
R$ 830,0milhões; (ii) lucros cessantes, com limite máximo de R$ 1.372,1 milhões; (iii) transporte
internacional, com limite máximo de US$ 1,0 milhão (por meio de transporte/viagem) para importação e
US$ 300,0 mil (por meio de transporte/viagem) para exportação; (iv) responsabilidade civil geral, com
limite máximo de R$ 2,0 milhões; e (v) outras coberturas, incluindo incêndio, raio, explosão e frota de
veículos. Consideramos os valores cobertos nas apólices adequados para uma companhia do nosso porte e
da nossa linha de atividade e para atender os riscos associados a nossas operações.

(b)
Patentes, marcas, licenças, concessões, franquias e contratos de transferência de tecnologia da
Companhia, informando (i) duração; (ii) território atingido; (iii) eventos que podem causar a perda
dos direitos relativos a tais ativos; (iv) possíveis consequências da perda de tais direitos para a
Companhia
No Brasil, adquire-se a propriedade de uma marca somente pelo registro validamente expedido pelo INPI,
sendo então assegurado ao titular seu uso exclusivo em todo o território nacional durante um prazo de
dez anos, renovável por períodos adicionais de dez anos cada um, para uma determinada classe de
serviços ou produtos. Durante o processo de registro, o depositante tem apenas uma expectativa de
direito para utilização das marcas depositadas aplicadas para a identificação de seus produtos ou serviços.

A marca
Natura
, desde 2005, é considerada uma marca de alto renome junto ao INPI, ou seja, é uma
marca de conhecimento e prestígio incontestáveis, o que garante uma proteção especial no Brasil, em
todos os ramos de atividade. O reconhecimento da marca de alto renome pelo INPI foi renovado em 2010
e está vigente até 2015.

Marcas Registradas

Somos titulares de 2.466 registros de marcas no mundo, divididos em 299 no Brasil e 2.167 no exterior.
As nossas marcas são nossa principal propriedade intelectual, tais como
Natura
,
Natura Ekos,
Chronos
e
Mamãe e Bebê
. Administramos cuidadosamente nossas marcas de forma a preservar o apelo
mercadológico e conceitual de nossos produtos junto aos diferentes setores da sociedade brasileira, bem
como a associação com produtos inovadores e responsabilidade socioambiental.
PÁGINA: 111 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
9.1 - Bens do ativo não-circulante relevantes - outros
Possuímos um procedimento de proteção às nossas marcas, que consiste em monitorar as publicações,
tanto no Brasil como no exterior, das revistas de publicação de marcas, a fim de evitar a diluição das
marcas e coibir, sempre que possível, o registro de marcas semelhantes ou idênticas àquelas de nossa
titularidade. Além dos procedimentos administrativos junto ao INPI, costumamos enviar notificações
extrajudiciais para os casos em que não há pedido de registro da marca no INPI, ou quando identificamos
o uso de outros sinais distintivos de nomes empresariais que possam infringir os nossos direitos de
propriedade intelectual.
Assim como as marcas, registramos nomes de domínio de nosso interesse e sempre de acordo com as
nossas principais marcas e projetos. Dentre eles, destacamos
natura.com.br, ekos.com.br
,
revistanatura.com.br
,
natura.com
e
natura.net
.
A tabela abaixo inclui os registros de marcas mais relevantes em nome da Companhia ou de suas
subsidiarias em 31 de março de 2011:
Processo
Marca
Classe
Apres.
006475922.
BR 03/20
Figurativa
815709188
BR 03/20
Figurativa
820931012
NCL 03
Tridimensional
820931020
NCL 20
Tridimensional
823037142
NCL 25
Figurativa
823037150
NCL 14
Figurativa
823037169
NCL 16
Figurativa
823037177
NCL 03
Figurativa
825661307
NCL 20
Tridimensional
825661315
NCL 03
Tridimensional
825661340
NCL 20
Tridimensional
825661358
NCL 03
Tridimensional
828514119
NCL 03
Tridimensional
828514127
NCL 03
Tridimensional
900269316
NCL 03
Figurativa
824326741
180 GRAUS
NCL 03
Mista
823259897
A DOIS DE NATURA
NCL 03
Nominativa
820471860
ABÓBORA D'ANTA
NCL 05
Nominativa
820215414
ACTIVFLORA PLUS
BR 05/11
Nominativa
825163161
AGUAS DE NATURA
NCL 03
Nominativa
818010940
ALIGER
BR 03/20
Mista
PÁGINA: 112 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
9.1 - Bens do ativo não-circulante relevantes - outros
821717413
AMBIENTES DE NATURA
NCL 03
Nominativa
820471895
AMENOFLORA
NCL 05
Nominativa
810574080
ANDES
NCL 03
Nominativa
820675733
ANTIOX PLUS
BR 05/60
Nominativa
825930430
AQUARELA
NCL 03
Nominativa
819327409
ARES DE SHIRAZ
BR 03/20
Nominativa
817329820
ARIA
BR 03/20
Nominativa
819484741
ARTE IN NATURA
NCL 16
Nominativa
820471844
ASTMOFLORA
NCL 05
Nominativa
821154516
ATITUDE DE NATURA
BR 03/20
Nominativa
812115643
ATMOS
BR 03/20
Nominativa
817089721
AURA
BR 03/20
Nominativa
818139676
BATOM BRILHO NATURA
BR 03/20
Nominativa
820514225
BAÚNA COMPOSTA
NCL 05
Nominativa
825081718
BELEZA ÚNICA DE NATURA
NCL 03
Nominativa
816756481
BEM ESTAR - ESTAR BEM
BR 16/20
Nominativa
822519143
BIOATIVA
NCL 29
Nominativa
822519151
BIOATIVA
NCL 30
Nominativa
815983344
BIOCICLOS
NCL 03
Nominativa
821515462
BIOEQUILIBRIO
BR 03/20
Nominativa
817089730
BIOGRAFIA
BR 03/20
Nominativa
820871141
BIOTERAPIA DE NATURA
NCL 05
Nominativa
820871150
BIOTERAPIA DE NATURA
NCL 03
Nominativa
825283728
BOCA BOCA
NCL 03
Nominativa
817699627
BOKABOKA
BR 03/10.20.30
Mista
820871117
BRASIL DE NATURA
NCL 03
Nominativa
821154494
BRINGI
NCL 03
Nominativa
825526027
CAMPO DE VIOLETAS
NCL 03
Nominativa
820471887
CARPASINA
NCL 05
Nominativa
812079124
CHRONOS
BR 03/20
Nominativa
PÁGINA: 113 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
9.1 - Bens do ativo não-circulante relevantes - outros
815983336
CHRONOS BIOCICLOS
BR 03/20
Nominativa
825950899
CHRONOS PHARMA
NCL 03
Nominativa
900754290
CHRONOS POLITENSOR
NCL 03
Nominativa
816448671
CHRONOSVEL
BR 03/20
Nominativa
820215376
CHÁ PORANGABA
BR 05/17
Nominativa
820215449
CHÁ ROMANO
BR 05/15
Nominativa
822170868
CHÁS DE NATURA
NCL 05
Nominativa
822170876
CHÁS DE NATURA
NCL 30
Nominativa
822370700
CIPRUS DE NATURA
NCL 03
Mista
822190028
COMPLEXO ANTIOXIDANTE NATURA
NCL 03
Nominativa
822170540
COMPLEXO DE VITASPHERES
NCL 03
Nominativa
827620110
COMPLEXO R3
NCL 01
Nominativa
821717391
CONECTAR DE NATURA
NCL 03
Nominativa
821717324
CONTORNOS DE NATURA
NCL 03
Nominativa
819791598
CRER PARA VER
NCL 36
Nominativa
819791601
CRER PARA VER
BR 36/10.20.70
Mista
819792802
CRER PARA VER
BR 41/70
Mista
819792810
CRER PARA VER
BR 41/70
Nominativa
826366422
CRISTALPLANT
NCL 03
Nominativa
822170833
CYLASPHERES
NCL 03
Nominativa
821717375
D'BEM DE NATURA
NCL 03
Nominativa
800194675
DERMAPLANT
BR 03/20
Nominativa
820471780
DERMOFLORA
NCL 05
Nominativa
820471879
DESMODIUM
NCL 05
Nominativa
821717421
DESPERTAR DE NATURA
NCL 03
Nominativa
PÁGINA: 114 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
9.1 - Bens do ativo não-circulante relevantes - outros
821717405
DIVERSIDADE DE NATURA
NCL 03
Nominativa
818534508
EAU DE NATURA
BR 03/20
Nominativa
820471798
ECZOFLORA
NCL 05
Nominativa
900012722
EKOS
NCL 03
Mista
822355922
ELASTINOL
NCL 05
Nominativa
822355930
ELASTINOL
NCL 03
Nominativa
825208572
ELASTINOL+
NCL 03
Nominativa
824490193
ELASTINOL-H
NCL 03
Nominativa
817585540
EMPYREO
BR 03/20
Nominativa
818010916
ESSENCIAL DE NATURA
BR 03/20
Nominativa
821717383
ESTADO DA ARTE
NCL 03
Nominativa
822190010
EU DE NATURA
NCL 03
Nominativa
825283710
EXPRESSA FACES
NCL 03
Nominativa
825327733
EXPRESSA FACES
NCL 41
Nominativa
818534435
EXSULTATE
BR 03/20
Nominativa
821154532
FACES DE NATURA
NCL 03
Nominativa
824764587
FACES DE NATURA XYZ
NCL 03
Nominativa
824867360
FACES DE NATURA XYZ
NCL 03
Mista
826461964
FACES NATURA ILIMITADA
NCL 03
Nominativa
900160616
FACES NATURA SUPERSTILO
NCL 03
Nominativa
822170795
FANTASIA DE NATURA
NCL 03
Nominativa
817659420
FHORS
BR 03/20
Nominativa
822170752
FITOCOMPLEXO
NCL 30
Nominativa
822170760
FITOCOMPLEXO
NCL 05
Nominativa
820215430
FLORA MEDICINAL J. MONTEIRO DA
SILVA
NCL 05
Mista
822322897
FLORANUTRE
BR 05/50
Nominativa
814119883
FLORES E FOLHAS
NCL 03
Nominativa
826844944
FLORZINHA
NCL 03
Nominativa
826124887
FRESCOR DE PITANGA
NCL 03
Nominativa
826504523
FRESCOR DO BRASIL
NCL 03
Nominativa
PÁGINA: 115 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
9.1 - Bens do ativo não-circulante relevantes - outros
827987200
FRUTIFERA BEM ESTAR BEM
NCL 05
Nominativa
900456183
FRUTIFERA BEM ESTAR BEM
PITADAS DE RITMO
NCL 05
Nominativa
820215368
FYBROFLORA
BR 05/15
Nominativa
900373814
GOLES DE LEVEZA
NCL 05
Nominativa
900373830
GOLES DE SOSSEGO
NCL 30
Nominativa
820215406
HEPATOFLORA
BR 05/15
Nominativa
900058730
HIGÉIA
NCL 25
Nominativa
900058773
HIGÉIA
NCL 35
Nominativa
821154559
HOJE DE NATURA
BR 03/20
Mista
820871133
HYDRASPHERES
NCL 05
Nominativa
819702420
HÓRUS
NCL 03
Nominativa
827637942
ILIMITADA ENERGIA
NCL 03
Nominativa
818909030
IMAGENS DO MAR
BR 03/20
Nominativa
818613513
INTERAGE
BR 03/20
Nominativa
819630861
INTUIÇÃO
BR 03/20
Nominativa
819709310
INTUIÇÃO DE NATURA
NCL 03
Nominativa
820471810
JURUPITAN
NCL 05
Nominativa
818016710
KAIAK
BR 03/20
Nominativa
825211514
KAIAK DE NATURA AVENTURA
NCL 03
Nominativa
828317399
KAIAK NATURA ECOMOTION
NCL 03
Nominativa
818887516
KANVAS
BR 03/20
Nominativa
820979830
KOKOLOS
BR 05/50
Nominativa
820215422
KOKOLUS
BR 05/15
Nominativa
818523050
KRISKA
BR 03/20
Nominativa
824326750
KRISKA DE NATURA JEANS
NCL 03
Nominativa
825043727
L' ARC EN CIEL DE NATURA
NCL 03
Mista
811025756
L'ARC EN CIEL
BR 03/20
Mista
814569951
L'ARC EN CIEL
BR 40/15
Mista
PÁGINA: 116 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
9.1 - Bens do ativo não-circulante relevantes - outros
819327417
LIMIAR DE NATURA
BR 03/20
Nominativa
820677167
LUA DE NATURA
NCL 03
Mista
816594694
MAMAE E BEBE
BR 03/20
Nominativa
816786887
MAMÃE E BEBÊ
BR 03/20
Mista
821717332
MANIFESTAÇÃO
BR 03/20
Nominativa
822519119
MARCADOR
NCL 29
Nominativa
826629075
MEMÓRIA VIVA NATURA
NCL 41
Mista
827394470
MOVIMENTO NATURA
NCL 16
Nominativa
818534478
MURMÚRIO
BR 03/20
Nominativa
819327450
MUSC DE NATURA
BR 03/20
Nominativa
825526019
MUSC SÂNDALO
NCL 03
Nominativa
811312070
NATHURA
BR 03/20
Mista
815082649
NATURA
BR 03/20
Nominativa
815102003
NATURA
BR 03/20
Mista
815211759
NATURA
BR 40/15
Nominativa
815366175
NATURA
BR 36/10
Nominativa
815441657
NATURA
BR 03/20
Mista
815441665
NATURA
BR 40/15
Mista
820437212
NATURA
NCL 16
Mista
820725420
NATURA
NCL 05
Mista
820727598
NATURA
NCL 25
Mista
820727601
NATURA
BR 14/30
Mista
821717464
NATURA
BR 03/20
Mista
828608296
NATURA
NCL 05
Mista
827178247
NATURA 2
NCL 03
Mista
824881680
NATURA ACQUAPLANT
NCL 03
Nominativa
818215267
NATURA ACTIV
NCL 03
Mista
900146966
NATURA AMOR AMÉRICA
NCL 16
Nominativa
900147040
NATURA AMOR AMÉRICA
NCL 41
Nominativa
900485906
NATURA AMÓ
NCL 03
Mista
PÁGINA: 117 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
9.1 - Bens do ativo não-circulante relevantes - outros
822179946
NATURA BEM ESTAR BEM
NCL 25
Mista
822190087
NATURA BEM ESTAR BEM
NCL 16
Mista
822190095
NATURA BEM ESTAR BEM
NCL 14
Mista
822190133
NATURA BEM ESTAR BEM
NCL 03
Mista
822170558
NATURA BIOCHÁS
NCL 05
Nominativa
822170736
NATURA BIOCHÁS
NCL 30
Nominativa
822179865
NATURA BIOEQUILÍBRIO
NCL 03
Mista
822179873
NATURA BIOEQUILÍBRIO
NCL 30
Mista
822179954
NATURA BIOEQUILÍBRIO
NCL 05
Mista
822179962
NATURA BIOEQUILÍBRIO
NCL 29
Mista
828361363
NATURA BIOGRAFIA VOLUME 2
NCL 03
Nominativa
823934713
NATURA BRASIL
NCL 05
Nominativa
823934721
NATURA BRASIL
NCL 03
Nominativa
823938182
NATURA BRASIL
NCL 05
Mista
823938190
NATURA BRASIL
NCL 03
Mista
822316218
NATURA CHÁS
NCL 30
Mista
822316226
NATURA CHÁS
NCL 32
Mista
824881672
NATURA COLORPLANT
NCL 03
Nominativa
825309670
NATURA CONTROLPLANT
NCL 03
Nominativa
815379005
NATURA COSMETICA TERAPEUTICA
BR 03/20
Mista
819646148
NATURA CRIANÇA
NCL 03
Nominativa
821717235
NATURA CULTIVARE
NCL 03
Nominativa
828164754
NATURA DIVERSA
NCL 03
Nominativa
821515500
NATURA DNA
NCL 03
Nominativa
821717243
NATURA EKOS
NCL 03
Nominativa
822173743
NATURA EKOS
NCL 03
Mista
825444152
NATURA EKOS BRASIL SUSTENTÁVEL
NCL 03
Mista
822170728
NATURA EKOS CITRI
NCL 03
Nominativa
PÁGINA: 118 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
9.1 - Bens do ativo não-circulante relevantes - outros
824313240
NATURA EKOS ESPELHO DA LUA
NCL 14
Nominativa
828315159
NATURA EKOS ESSÊNCIA DO BRASIL
NCL 03
Nominativa
822217716
NATURA EKOS FLOR D'ÁGUA
NCL 03
Nominativa
822217724
NATURA EKOS FOLHA FRESCA
NCL 03
Nominativa
822217708
NATURA EKOS LIMA DA TERRA
NCL 03
Nominativa
822170680
NATURA EKOS MADEIRA EM FLOR
NCL 03
Nominativa
824313232
NATURA EKOS MUIRIQUITÃ
NCL 03
Nominativa
824313208
NATURA EKOS NHAMUNDÁ
NCL 14
Nominativa
824313178
NATURA EKOS TERRA MULHER -
MULHER GUERREIRA
NCL 03
Nominativa
815378998
NATURA ERVA DOCE
BR 03/20
Mista
824823966
NATURA ERVA DOCE
NCL 03
Mista
828516049
NATURA FIXPLANT
NCL 03
Nominativa
900269200
NATURA FORTIPLANT
NCL 03
Nominativa
822173778
NATURA FOTOEQUILÍBRIO
NCL 03
Mista
824881699
NATURA HIDRAPLANT
NCL 03
Nominativa
900143738
NATURA HOJE
NCL 03
Mista
818534524
NATURA HOMEM
BR 03/20
Nominativa
820310573
NATURA HOMEM
NCL 03
Mista
827538642
NATURA HUMOR
NCL 03
Nominativa
828096007
NATURA HUMOR
NCL 03
Mista
828048746
NATURA ILIMITADA
NCL 03
Mista
900046155
NATURA INTENSIPLANT
NCL 03
Nominativa
822370697
NATURA INTERAGE
NCL 03
Mista
828476993
NATURA LUMIPLANT
NCL 03
Nominativa
PÁGINA: 119 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
9.1 - Bens do ativo não-circulante relevantes - outros
821154567
NATURA MAIS
BR 03/20
Nominativa
820187380
NATURA MENINOS
NCL 03
Nominativa
825530164
NATURA MIXPLANT
NCL 03
Nominativa
828371237
NATURA NATURE
NCL 03
Nominativa
828477019
NATURA NEUTROPLANT
NCL 03
Nominativa
825530156
NATURA NUTRIPLANT
NCL 03
Nominativa
815389647
NATURA O.T.C.
NCL 03
Nominativa
900433302
NATURA PAUSA
NCL 03
Nominativa
828685630
NATURA PLANT
NCL 03
Mista
824881710
NATURA POLIPLANT
NCL 03
Nominativa
816976716
NATURA PRODUTOS NATURAIS
NCL 30
Mista
900030410
NATURA SIMPLES
NCL 03
Nominativa
822170663
NATURA SISTEMA DE PROTEÇÃO E
HIGIENE ORAL
NCL 03
Nominativa
822179989
NATURA SPORT
NCL 03
Nominativa
900109181
NATURA SR N
NCL 03
Mista
828477000
NATURA ULTRAPLANT
NCL 03
Nominativa
900060387
NATURA USO
NCL 03
Nominativa
900461098
NATURA UVPLANT
NCL 03
Nominativa
821154540
NATURA VEGETAL
NCL 03
Mista
828164762
NATURA VERSA
NCL 03
Nominativa
824881737
NATURA VITAPLANT
NCL 03
Nominativa
828048754
NATURA VIVA
NCL 03
Mista
800219988
NATURABEL
BR 03/20
Nominativa
811552063
NATURAFARMA
BR 03/20
Nominativa
814852998
NATURAFARMA
BR 05/19.20
Nominativa
825287430
NATURAFARMA
NCL 03
Mista
827339410
NATURAMOV
NCL 16
Nominativa
814684416
NATURAMÉDICA
BR 03/20
Nominativa
814684424
NATURAMÉDICA
BR 05/18.20.50
Nominativa
PÁGINA: 120 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
9.1 - Bens do ativo não-circulante relevantes - outros
811983277
NORMALIS
BR 03/20
Nominativa
825442702
ORVALHO VERDE
NCL 03
Nominativa
820215384
OVARIOFLORA
BR 05/18
Nominativa
817329811
PAMINA
BR 03/20
Nominativa
900424885
PEDACINHOS DE ACONCHEGO
NCL 30
Nominativa
820514268
PILOFLORA
NCL 05
Nominativa
820514241
PIPER COMPOSTO
NCL 05
Nominativa
800194683
POLIPLANT
NCL 03
Nominativa
813972639
POLLEN
BR 03/20
Nominativa
827457553
PROGRAMA RELAÇÃO
NCL 35
Mista
821154486
QUOTIDIANO
NCL 03
Nominativa
819167665
REMEMORA
BR 03/20
Nominativa
821717448
REVELAR DE NATURA
NCL 03
Nominativa
800194691
REVIGONAT
BR 03/20
Nominativa
828371474
REVISTA NATURA
NCL 16
Mista
820215457
RHEUMOFLORA
BR 05/18
Nominativa
825480418
ROSA ÂMBAR
NCL 03
Nominativa
821717430
SENTIDOS DE NATURA
NCL 03
Nominativa
824313151
SER NATURA COLABORADOR
NCL 16
Nominativa
824313143
SER NATURA REVISTA
NCL 16
Nominativa
811463605
SEVE
BR 03/20
Nominativa
814702104
SIMBIOS
BR 03/20
Nominativa
819433217
SIMBIOS
NCL 03
Mista
822355957
SINTONIA DE NATURA
NCL 03
Nominativa
828408939
SINTONIA IDEAL DE NATURA
NCL 03
Nominativa
PÁGINA: 121 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
9.1 - Bens do ativo não-circulante relevantes - outros
825163137
SINTONIA TOTAL DE NATURA
NCL 03
Nominativa
825163153
SINTONIA TOTAL DE NATURA
NCL 03
Mista
815018843
SN
BR 03/20
Nominativa
811519660
SNR.N
BR 03/20
Nominativa
820149233
SOL DE NATURA
BR 03/20
Mista
818301937
SOMMA
NCL 03
Nominativa
819400165
SOSPIRI
NCL 03
Nominativa
827450729
SPILOL
NCL 03
Nominativa
827620128
SPILOL
NCL 05
Nominativa
818059150
SR N
BR 03/20
Mista
822633167
STRASS
NCL 03
Nominativa
821717260
TAIMIR
NCL 03
Nominativa
822732394
TAMESIS
NCL 03
Nominativa
813905117
TAO
NCL 03
Nominativa
821717278
TEMPO LIVRE
NCL 03
Nominativa
817861297
TOCATA
NCL 03
Nominativa
822170639
TONS DE NATURA
NCL 03
Nominativa
815882424
UNICAS
BR 03/20.40
Nominativa
822170612
VERSO DE NATURA
NCL 03
Nominativa
821515497
VESTHA
BR 03/20
Mista
821717340
VIBRAÇÃO DE NATURA
NCL 03
Nominativa
820215392
VIRILIFLORA
BR 05/11
Nominativa
760010714
VITAPLANT
NCL 03
Nominativa
827339429
VITRINE NATURA
NCL 16
Nominativa
821717456
VIVA DE NATURA
BR 03/20
Mista
811648834
YGA
BR 03/20
Nominativa
825163145
ÁGUAS DE NATURA
NCL 03
Mista
PÁGINA: 122 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
9.1 - Bens do ativo não-circulante relevantes - outros
825524105
ÁGUAS DE NATURA VERDE CHÁ
NCL 03
Mista
821717286
ÚNICO DE NATURA
NCL 03
Nominativa
Patentes

Em 31 de março de 2011 a Companhia tinha 130 patentes concedidas em todo o mundo. As nossas
patentes são usadas principalmente em nossos produtos para tratamento da pele, sendo que uma parte
de nossos produtos e processos são de domínio público ou são utilizados por meio de licenças.
Temos duas patentes francesas para Elastinol®, um ingrediente exclusivo de nossos produtos
Chronos
que age na prevenção do envelhecimento da pele. Temos também uma patente americana referente ao
aperfeiçoamento dos efeitos da Vitamina A utilizada em composições cosméticas para melhorar a atividade
celular de um indivíduo e uso de Vitamina C, uma patente francesa relativa ao uso da vitamina C no
tratamento da pele além de patentes brasileiras, americanas, europeias, de países da América Latina e
europeus relativas a cosméticos e embalagens.
A tabela abaixo inclui os registros de patentes mais relevantes em nome da Companhia ou de suas
subsidiarias:
País
Nº oficial
Título
Alemanha
0949919
A process for stabilizing levogyre ascorbic acid (LAA) and
stable LAA compositions
Alemanha
DE 698 32
526 T2
Microcapsules, process for preparing microcapsules
containing a biologically active compound and liquid
solution
Alemanha
1317489
A mixture of non-sulfated fucose-based oligosaccharides, a
cosmetic or pharmaceutical composition comprising said
mixtures and its use in cosmetics of pharmacy
Alemanha
1317489
A mixture of non-sulfated fucose-based oligosaccharides, a
cosmetic or pharmaceutical composition comprising said
mixtures and its use in cosmetics of pharmacy
Alemanha
600 27 301.6-
08
Biphasic composition for cosmetic or pharmaceutical use
Alemanha
1708678
Cosmetic composition comprising a lipid fraction from
vegetal source and anticrystalling agent
Alemanha
1943159
A locking system and a flask comprising a locking system
Alemanha
1 722 859
A base composition for preparing multifunctional
formulations for care and protection of the skin and hair
Alemanha
1670421
Cosmetic microemulsion
Alemanha
1 613 291
PÁGINA: 123 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
9.1 - Bens do ativo não-circulante relevantes - outros
Argentina
AR 016806 B1
Procedimiento para la estabilización de acido ascorbico
levogiro (LAA), composicion acuosa estable, de LAA,
procedimiento para la preparacion de una solucion topica
estable de LAA, emulsion, producto vitaminico y metodo
para el tratamiento cosmetico, far
Bolívia
5645
Emulsion cosmetica de tipo de agua en silicona
Bolívia
5622-B
Procedimiento para la estabilización de ácido ascórbico
levógiro (LAA), composición acuosa estable, de LAA,
procedimento para la preparación de una solución tópica
estable de LAA emulsión, producto vitamínico y método
para el tratamiento cosmético, farma
Bolívia
5622-B
Procedimiento para la estabilización de ácido ascórbico
levógiro (LAA), composición acuosa estable, de LAA,
procedimento para la preparación de una solución tópica
estable de LAA emulsión, producto vitamínico y método
para el tratamiento cosmético, farma
Brasil
PI9704728-7
PROCESSO PARA ESTABILIZAÇÃO DE ÁCIDO ASCÓRBICO
LEVÓGIRO (LAA), COMPOSIÇÃO AQUOSA ESTÁVEL DE
LAA, PROCESSO PARA PREPARAÇÃO DE UMA SOLUÇÃO
TÓPICA DE LAA E PRODUTO VITAMÍNICO
Brasil
PI9804595-4
EMULSÃO COSMÉTICA DO TIPO ÁGUA-EM-SILICONE.
Brasil
PI9804596-2
COMPOSICAO COSMETICA BIFASICA
Brasil
PI9900085-7
PROCESSO PARA ESTABILIZAÇÃO DE EMULSÕES ÁGUA EM
ÓLEO E EMULSÃO ÁGUA EM ÓLEO
Brasil
PI9605425-5
CONJUNTO PARA FECHAMENTO DE UM FRASCO
Canadá
2,619,846
A locking system and a flask comprising a locking system
Canadá
2,316,224
Microcapsules, process for preparing microcapsules
containing a biologically active compound and liquid
solution
Canadá
2,369,697
Process and composition for enchancing the action of
vitamin A on the cellular activity of an individual, and use of
vitamin C
Canadá
2,379,511
A process for stabilizing antioxidant compounds, and
aqueous compositions.
Canadá
2,379,511
A process for stabilizing antioxidant compounds, and
aqueous compositions.
PÁGINA: 124 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
9.1 - Bens do ativo não-circulante relevantes - outros
Chile
42.081
EMULSION COSMETICA DEL TIPO ACEITE EN AGUA QUE
CONTIENE TALCO EN POLVO, UNA FASE VOLÁTIL Y UNA
FASE VOLÁTIL, DONDE LA COMPOSICION COMPRENDE
40-70? DE TALCO Y 5-14% DE UNA FASE NO VALÁTIL,
ÚTIL PARA REEMPLAZAR LA APLICACION DE TALCO EN
POLVO
Chile
43.357
SISTEMA DE ENVASE QUE INCLUYE RECIPIENTE, TAPA
Chile
43672
CONJUNTO DE CIERRE PARA UN FRASCO DE TIPO
PULVERIZADOR, COMPUESTO POR UN ELEMENTO DE
SOPORTE, UN COLLAR Y UNA TAPA QUE ENVUELVE LA
VÁLVULA DE PULVERIZACIÓN DEL FRASCO, DICHO
ELEMENTO DE SUPORTE....
Chile
43.945
COMPOSICION COSMETICA O FARMACEUTICA BIFASICA
QUE COMPRENDE UNA 1ª FASE CON UN ANTIOXIDANTE
EN MEDIO ACUOSO....
Chile
44.453
COMPOSICIÓN
COSMETICA
MULTI-CAPAS
COMPRENDIENDO AL MENOS UNA FASE OLEOSA Y AL
MENOS UNA FASE ACUOSA...
Chile
44.538
COMPOSICION COSMETICA QUE COMPRENDE UN
SISTEMA
FILMOGÉNCIO
CONTENIENDO
CICLOPENTASILOXANO,
DIMETICOOL,
DIMETICONA,
TRIMETILSILOXICILICATO Y ESTEARILDIMETICONA....
Chile
44.955
ENVASE FINAL PARA PRODUCTO DE CONSUMO,
COMPRENDIENDO UNA BASE ASOCIADA A UNA TAPA
MOVIBLE PROVOSTA DE UN VOLUMEN INTERNO Y UN
ORIFICIO DE PASO EN LA BASE....
Chile
45.370
COMPOSICION COSMETICA SÓLIDA QUE COMPRENDE
COMO AGENTE DE ESTRUCTURA UNA COMBINACION DE
UN POLIETILENO...
Chile
45.689
DISPERSION
OLEOSA
DE
PIGMENTOS
CONTRA
RADIACION UV, QUE COMPRENDE, EN UNA UNICA BASE
OLEOSA, ZNO Y TIO2 DISPERSADOS EN UN UNICO
VEHÍCULO OLEOSO....
Chile
45.740
JUGUETE PARA SER USADO PREFERENTEMENTE EN
AMBIENTES MOJADOS, FORMADO POR UN PANEL DE BASE
PLANO CON UN ESCENARIO TEMÁTICO IMPRESO...
Chile
46.354
COMPOSICION COSMETICA DEMAQUILADORA BIFÁSICA
QUE COMPRENDE UNA FASE ACUOSA Y UNA FASE OLEOSA
DONDE LA FASE ACUOSA CONTIENE UN SISTEMA
EMULSIONANTE....
Chile
45.689
PROCEDIMENTO PARA LA ESTABILIZACION DE ÁCIDO
ASCÓRBICO LEVÓGIRO (LAA) EN ÁGUA; COMPOSICIÓN
ACUOSA ESTABLE DE LAA.....
PÁGINA: 125 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
9.1 - Bens do ativo não-circulante relevantes - outros
Chile
46.647
MEZCLA DE OLIGOSACARIDOS NO SULFATADOS A BASE
DE FLUCOSA OBTENIDOS A PARTIR DE KLEBSIELLA
PNEUMONIAE, QUE COMPRENDE OLIGOSARARIDOS....
Chile
46.648
EMULSION COSMETICA DEL TIPO AGUA EN SILICONA QUE
COMPRENDE COMPONENTES SOLIDOS PARTICULADOS Y
UN SISTEMA EMULGENTE....
Chile
44.883
COMPOSIÇÃO COSMÉTICA BASE PARA PREPARAÇÃO DE
FORMULAÇÕES MULTIFUNCIONAIS PARA O CUIDADO DA
PELE E PROCESSO PARA PREPARAÇÃO DA MESMA.
Chile
45.468
Procedimiento para la estabilización de ácido ascórbico
levógiro y composición
Colômbia
28126
Colômbia
28127
Colômbia
28692
Colômbia
28655
Escritório Europeu de
Patentes (EPO)
1317489
A mixture of non-sulfated fucose-based oligosaccharides, a
cosmetic or pharmaceutical composition comprising said
mixtures and its use in cosmetics of pharmacy
Escritório Europeu de
Patentes (EPO)
1496839
A multiphase cosmetic composition
Escritório Europeu de
Patentes (EPO)
1670421
Cosmetic microemulsion
Escritório Europeu de
Patentes (EPO)
1722859
A base composition for preparing multifunctional
formulations for care and protection of the skin and hair
Escritório Europeu de
Patentes (EPO)
1786394
USE OF CUPUASSU BUTTER BASED AMPHOTERIC
AMIDOAMINES AS AMPHOTERIC SURFACTANTS
Escritório Europeu de
Patentes (EPO)
1 613 291
Escritório Europeu de
Patentes (EPO)
0949919
A process for stabilizing levogyre ascorbic acid (LAA) and
stable LAA compositions
Escritório Europeu de
Patentes (EPO)
0949919
A process for stabilizing levogyre ascorbic acid (LAA) and
stable LAA compositions
Escritório Europeu de
Patentes (EPO)
1041973
Microcapsules, process for preparing microcapsules
containing a biologically active compound and liquid
solution
Escritório Europeu de
Patentes (EPO)
1200040
Biphasic composition for cosmetic or pharmaceutical use
Espanha
1200040
Biphasic composition for cosmetic or pharmaceutical use
Espanha
1496839
A multiphase cosmetic composition
PÁGINA: 126 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
9.1 - Bens do ativo não-circulante relevantes - outros
Espanha
1708678
Cosmetic composition comprising a lipid fraction from
vegetal source and anticrystalling agent
Espanha
1943159
A locking system and a flask comprising a locking system
Espanha
1 722 859
A base composition for preparing multifunctional
formulations for care and protection of the skin and hair
Espanha
1670421
Cosmetic microemulsion
Espanha
1 613 291
Estados
Unidos
da
América
6,037,481
A process for stabilizing levogyre ascorbic acid (LAA), a
stable aqueous LAA composition, a process for prepering a
stable opical solution, an emulsion, a vitamin product, and
a method for cosmetic, pharmaceutical or nutritional
treatment
Estados
Unidos
da
América
US 6,145,706 Set for flask clousure
Estados
Unidos
da
América
6,667,046
Cosmetic water-in-silicone emulsion
Estados
Unidos
da
América
6,548,073
Two-phase cosmectic composition
Estados
Unidos
da
América
6,685,965
A process for stabilizing levogyre ascorbic acid (LAA), a
stable aqueous LAA composition, a process for preparing a
table topical solution, an emulsion, a vitamin product, and
a method for cosmetic, pharmaceutical or nuttitional
treatment.
Estados
Unidos
da
América
6,967,217
Process and composition for enhancing the action of
Vitamin A on the cellular activity of an individual and use of
Vitamin C
Estados
Unidos
da
América
US 7,115,253 A process for stabilizing antioxidant compounds, and
aqueous compositions
França
0503647
Base de apoio e conjunto de base de apoio e refil
França
0949919
A process for stabilizing levogyre ascorbic acid (LAA) and
stable LAA compositions
França
1041973
Microcapsules, process for preparing microcapsules
containing a biologically active compound and liquid
solution
França
1200040
Biphasic composition for cosmetic or pharmaceutical use
França
06 10446
CONDITIONNEMENT AVEC CARTOUCHE DE RECHARGE,
CARTOUCHE DE RECHARGE ET ENVELOPPE EXTERNE
França
1496839
A multiphase cosmetic composition
PÁGINA: 127 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
9.1 - Bens do ativo não-circulante relevantes - outros
França
07 04621
Procede pour preparer de l´huile ou du beurre de
sapucainha, composition cosmetique ou pharmaceutique et
utilisation de l´huile ou du beurre de sapucainha
França
08 04341
COMPOSITION COSMÉTIQUE CONFÉRANT UN EFFET MAT
ET UTILISATION DU BEURRE D'UCUHUBA POUR
PRÉPARATION D'UNE TELLE COMPOSITION COSMÉTIQUE
França
08 57394
Antioxidant complex, cosmetic and pharmaceutical
compositions containing said complex, and use of said
complex
França
08 58766
oil-in-water nanoemulsion containing Brazil nut oil, as well
as cosmetic composition and cosmetic product comprising
same and use of said nanoemulsion.
França
08.58545
PROCESS FOR OBTAINING EXTRACTS CONTAINING
METHYKXANTHINE DERIVATIVES FROM CAKES OF PLANTS
OF THE GENUS THEOBROMA, AS WELL AS COMPOSITION
AND USE OF SAID EXTRACT
França
1708678
Cosmetic composition comprising a lipid fraction from
vegetal source and anticrystalling agent
França
1943159
A locking system and a flask comprising a locking system
França
1 722 859
A base composition for preparing multifunctional
formulations for care and protection of the skin and hair
França
1670421
Cosmetic microemulsion
França
1 613 291
França
0304336
Itália
1200040
Biphasic composition for cosmetic or pharmaceutical use
Itália
1496839
A multiphase cosmetic composition
Itália
1708678
Cosmetic composition comprising a lipid fraction from
vegetal source and anticrystalling agent
Itália
1943159
A locking system and a flask comprising a locking system
Itália
1 722 859
A base composition for preparing multifunctional
formulations for care and protection of the skin and hair
Itália
1670421
Cosmetic microemulsion
Itália
1 613 291
Japão
4011634
A process for stabilizing levogyre ascorbic acid (LAA) and
stable LAA compositions
Japão
4176992
Biphasic composition for cosmetic or pharmaceutical use
México
264335
A solid cosmetic composition
PÁGINA: 128 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
9.1 - Bens do ativo não-circulante relevantes - outros
México
240083
ENVOLTORIOS
RETICULADOS,
PROCESO
PARA
PREPARACION DE ENVOLTORIOS RETICULADOS CON
México
209236
Juego de piezas para un cierre de frasco
México
236096
Un proceso para estabilizar ácido ascórbico levógiro (AAL) y
composiciones de AAL estables
México
257487
Proceso y composicion para mejorar la accion de la
vitamina A sobre la actividad celular de individuo, y uso de
la vitamina C.
Peru
5135
COMPOSICAO COSMETICA COMPREENDENDO FRACAO
LIPIDICA
DE
ORIGEM
VEGETAL
E
AGENTE
ANTICRISTALIZANTE.
Peru
2781
Composición cosmética tópica de emulsión de agua en
aceite y proceso para la fabricación de composición tópica
cosmética de emulsión de agua en aceite
Peru
4160
Embalaje final para producto de consumo, equipo para la
producción de artículos de consumo y proceso para la
producción de artículos de consumo
Peru
3847
Composición antioxidante y composición cosmética o
farmacéutica
Peru
4472
Composición cosmética multifásica
Peru
3541
Composición cosmética bifásica y embalaje cosmético
Peru
3916
Composición cosmética acuosa bifásica
Peru
3525
Proceso y composición para aumentar la acción de la
vitamina A en la actividad celular de un individuo
Peru
4236
Nueva mezcla de oligosacáridos no sulfatados a base de
fucosa, composición cosmética o farmacéutica que la
comprende
Peru
1743
Conjunto para cierre de un frasco
Peru
5095
Composición cosmética sólida
Peru
5302
Composición cosmética base para preparación de fórmulas
multifuncionales para el cuidado de la piel y proceso para
preparación de la misma
Peru
17/01/2003
Emulsión cosmética de tipo agua en silicona
Peru
2419
Composición cosmética de tipo agua en silicona
Peru
2544
Envoltorios reticulados, proceso para preparación de
envoltórios reticulados conteniendo un compuesto
biológicamente activo y solución líquida
Peru
2473
Emulsiones cosméticas del tipo de aceite en agua
conteniendo talco
PÁGINA: 129 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
9.1 - Bens do ativo não-circulante relevantes - outros
Peru
4996
Composición base para preparación de fórmulas
multifuncionales para el cuidado y protección de la piel y
cabello
Peru
3475
Procedimento para la estabilizacion de acido ascorbico
levogiro (LAA) composicion acuosa estable de LAA
procedimento para la preparacion de una solucion topica
estable de LAA, emulsion, producto vitaminico y metodo
para el tratamento cosmetico farmaceuti
Portugal
1496839
A multiphase cosmetic composition
Portugal
EP 921077
EMBALAGEM COM ARO DESTACÁVEL
Reino Unido
1041973
Microcapsules, process for preparing microcapsules
containing a biologically active compound and liquid
solution
Reino Unido
1317489
A mixture of non-sulfated fucose-based oligosaccharides, a
cosmetic or pharmaceutical composition comprising said
mixtures and its use in cosmetics of pharmacy
Reino Unido
1200040
Biphasic composition for cosmetic or pharmaceutical use
Reino Unido
1496839
A multiphase cosmetic composition
Reino Unido
1708678
Cosmetic composition comprising a lipid fraction from
vegetal source and anticrystalling agent
Reino Unido
1943159
A locking system and a flask comprising a locking system
Reino Unido
1 722 859
A base composition for preparing multifunctional
formulations for care and protection of the skin and hair
Reino Unido
1670421
Cosmetic microemulsion
Reino Unido
1 613 291
Venezuela
A058763
Conjunto de cierre de un frasco
PÁGINA: 130 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
9.1 - Bens do ativo não-circulante relevantes - outros
Desenhos industriais

Ainda, em 31 de março de 2011, a Companhia era titular de 258 registros de desenhos industriais
naturalmente válidos, no Brasil e exterior, grande parte relativa a frascos de perfumes, potes em geral e
embalagens de maquiagens.
A tabela abaixo inclui os desenhos industriais mais relevantes em nome da Companhia ou de suas
subsidiárias:
País
Nº oficial
Título
Argentina
73.334
Configuración aplicada al envase
Bolívia
5592
Configuración aplicada a jabón de
tocador
Bolívia
5593
Configuración aplicada a conjunto de
frasco
Bolívia
5705
Configuración aplicada a conjunto de
jabones de tocador
Bolívia
5706
Configuración aplicada a embalaje
Bolívia
5707
Configuración aplicada en frasco
Brasil
DI7001358-6
CONFIGURAÇÃO APLICADA EM
FRASCO
Brasil
DI6904475-9
CONFIGURAÇÃO APLICADA A FRASCO
Brasil
DI6904476-7
CONFIGURAÇÃO APLICADA EM POTE
Brasil
DI6903231-9
CONFIGURAÇÃO APLICADA A
CONJUNTO DE POTE E TAMPA
Brasil
DI6902296-8
CONFIGURAÇÃO APLICADA A
CONJUNTO DE POTE, TAMPA E REFIL
Brasil
DI6900071-9
CONFIGURAÇÃO APLICADA EM
FRASCO
Brasil
DI6805615-0
CONFIGURAÇÃO APLICADA A
CONJUNTO DE CORTADOR E
SABONETE
Brasil
DI6805616-8
CONFIGURAÇÃO APLICADA EM
EMBALAGENS PARA PRODUTOS
COSMÉTICOS
Brasil
DI6805617-6
CONFIGURAÇÃO APLICADA A FRASCO
Brasil
DI6805342-8
CONFIGURAÇÃO APLICADA A
CONJUNTO DE POTE E ESPONJA
Brasil
DI6805066-6
CONFIGURAÇÃO APLICADA A
SABONETE E A CONJUNTO DE
SABONETES
Brasil
DI6804962-5
CONFIGURAÇÃO APLICADA EM
SABONETE
PÁGINA: 131 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
9.1 - Bens do ativo não-circulante relevantes - outros
Brasil
DI6804779-7
CONFIGURAÇÃO APLICADA EM POTE
Brasil
DI6804780-0
CONFIGURAÇÃO APLICADA EM POTE
Brasil
DI6804781-9
CONFIGURAÇÃO APLICADA A POTE
Brasil
DI6804782-7
CONFIGURAÇÃO APLICADA A
APLICADOR DE PRODUTOS
COSMÉTICOS
Brasil
DI6803904-2
CONFIGURAÇÃO APLICADA A FRASCO
COM VÁLVULA
Brasil
DI6803868-2
CONFIGURAÇÃO APLICADA EM
FRASNAGA
Brasil
DI6803869-0
CONFIGURAÇÃO APLICADA A
CONJUNTO DE POTE E REFIL
Brasil
DI6803874-7
CONFIGURAÇÃO APLICADA EM POTE
Brasil
DI6803625-6
CONFIGURAÇÃO APLICADA EM
FRASCO
Brasil
DI6803308-7
CONFIGURAÇÃO APLICADA EM
FRASCO
Brasil
DI6803312-5
CONFIGURAÇÃO APLICADA EM
FRASCO E TAMPA
Brasil
DI6803313-3
CONFIGURAÇÃO APLICADA EM
FRASCO
Brasil
DI6702914-0
CONFIGURAÇÃO APLICADA EM
FRASCO
Brasil
DI6702917-5
CONFIGURAÇÃO APLICADA EM
FRASCO
Brasil
DI6702025-9
CONFIGURAÇÃO APLICADA EM
FRASCO
Brasil
DI6702029-1
CONFIGURAÇÃO APLICADA EM
FRASCO
Brasil
DI6700651-5
CONFIGURAÇÃO APLICADA A FRASCO
Brasil
DI6700652-3
CONFIGURAÇÃO APLICADA A FRASCO
Brasil
DI6700233-1
CONFIGURAÇÃO APLICADA EM
FRASCO
Brasil
DI6605019-7
CONFIGURAÇÃO APLICADA EM
APLICADOR DE PRODUTO COSMÉTICO
Brasil
DI6605296-3
CONFIGURAÇÃO APLICADA EM
APLICADOR DE PRODUTO COSMÉTICO
Brasil
DI6602283-5
CONFIGURAÇÃO APLICADA A FRASCO
PÁGINA: 132 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
9.1 - Bens do ativo não-circulante relevantes - outros
Brasil
DI6602284-3
CONFIGURAÇÃO APLICADA A FRASCO
Brasil
DI6601503-0
CONFIGURAÇÃO APLICADA EM
EMBALAGEM
Brasil
DI6601504-9
CONFIGURAÇÃO APLICADA EM
EMBALAGEM
Brasil
DI6505081-9
CONFIGURAÇÃO APLICADA EM
EMBALAGEM
Brasil
DI6504435-5
CONFIGURAÇÃO APLICADA EM
SABONETEIRA
Brasil
DI6503911-4
CONFIGURAÇÃO APLICADA EM
INVÓLUCRO DE BATOM
Brasil
DI6503867-3
CONFIGURAÇÃO APLICADA EM
FRASCO
Brasil
DI6503897-5
CONFIGURAÇÃO APLICADA EM
EMBALAGEM DOBRÁVEL
Brasil
DI6503751-0
CONFIGURAÇÃO APLICADA EM
ESTOJO PARA MAQUIAGEM
Brasil
DI6503117-2
CONFIGURAÇÃO APLICADA EM
SABONETEIRA
Brasil
DI6500968-1
CONFIGURAÇÃO APLICADA A
CONJUNTO DE FRASCO
Brasil
DI6404629-0
CONFIGURAÇÃO APLICADA A
CONJUNTO DE FRASCO E TAMPA
Brasil
DI6404586-2
CONFIGURAÇÃO APLICADA A
RECIPIENTE
Brasil
DI6403985-4
CONFIGURAÇÃO APLICADA EM BOLSA
E TROCADOR
Brasil
DI6403271-0
CONFIGURAÇÃO APLICADA A
EMBALAGEM
Brasil
DI6401214-0
CONFIGURACAO APLICADA A
EMBALAGEM.
Brasil
DI6303420-4
CONFIGURACAO APLICADA A
CONJUNTO DE SABONETES.
Brasil
DI6303579-0
CONFIGURACAO APLICADA A
EMBALAGEM.
Brasil
DI6301928-0
CONFIGURACAO APLICADA EM
EMBALAGEM.
Brasil
DI6301929-9
CONFIGURACAO APLICADA EM
EMBALAGEM.
Brasil
DI6301930-2
CONFIGURACAO APLICADA EM
CONJUNTO DE FRASCO E TAMPA.
Brasil
DI6301580-3
CONFIGURACAO APLICADA A FRASCO.
PÁGINA: 133 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
9.1 - Bens do ativo não-circulante relevantes - outros
Brasil
DI6301581-1
CONFIGURACAO APLICADA A
SABONETE.
Brasil
DI6300098-9
CONFIGURACAO APLICADA EM
CONJUNTO DE FRASCO E TAMPA.
Brasil
DI6203495-2
CONFIGURACAO APLICADA A FRASCO.
Brasil
DI6203241-0
CONFIGURACAO APLICADA A
CONJUNTO DE FRASCO E TRAVA.
Brasil
DI6202034-0
CONFIGURACAO APLICADA EM
FRASCO.
Brasil
DI6100335-2
FRASCO E TAMPA.
Brasil
DI6100244-5
FRASCO.
Brasil
DI6100107-4
COLAR.
Brasil
DI6100108-2
ANEL.
Brasil
DI6100109-0
PULSEIRA.
Brasil
DI6100116-3
BRINCO.
Brasil
DI6100117-1
COLAR.
Brasil
DI6003396-7
CONFIGURACAO APLICADA EM
FRASCO.
Brasil
DI6003404-1
CONJUNTO DE FRASCO E TAMPA.
Brasil
DI6003187-5
BROCHE.
Brasil
DI6003236-7
PINGENTE.
Brasil
DI6003237-5
BROCHE.
Brasil
DI6003238-3
BROCHE.
Brasil
DI6003194-8
BROCHE.
Brasil
DI6003262-6
CONJUNTO DE POTE E TAMPA.
Brasil
DI6003312-6
CONJUNTO DE POTE E TAMPA.
Brasil
DI6003313-4
CONJUNTO DE POTE E TAMPA.
PÁGINA: 134 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
9.1 - Bens do ativo não-circulante relevantes - outros
Brasil
DI6002759-2
CONFIGURACAO APLICADA EM
FRASCO.
Brasil
DI6002760-6
CONFIGURACAO APLICADA EM
FRASCO.
Brasil
DI6002695-2
FRASCO E TAMPA.
Brasil
DI6001330-3
FRASCO
Brasil
DI5902329-5
FRASCO E TAMPA.
Brasil
DI5901829-1
FRASCO E TAMPA.
Brasil
DI5901830-5
FRASCO E TAMPA
Brasil
DI5901831-3
FRASCO E TAMPA.
Brasil
DI5901832-1
FRASCO.
Brasil
DI5901833-0
FRASCO E TAMPA
Brasil
DI5901750-3
FRASCO
Brasil
DI5900850-4
SABONETE
Brasil
DI5802228-7
BRINQUEDO
Brasil
DI5801065-3
FRASCO
Brasil
DI5801066-1
CONJUNTO DE POTE E TAMPA, POTE E
TAMPA
Brasil
DI5800472-6
ESPONJA
Brasil
DI5800083-6
INVOLUCRO
Brasil
DI5800084-4
INVOLUCRO
Brasil
DI5800085-2
INVOLUCRO
Brasil
DI5800086-0
INVOLUCRO
Brasil
DI5701983-5
FRASCO
Brasil
DI5701755-7
RECIPIENTE
PÁGINA: 135 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
9.1 - Bens do ativo não-circulante relevantes - outros
Brasil
DI5701756-5
SABONETE
Brasil
DI5701758-1
TAMPA
Brasil
DI5701681-0
FRASCO
Brasil
DI5701569-4
FRASCO
Brasil
DI5701570-8
FRASCO
Brasil
DI5701571-6
ESTOJO
Brasil
DI5701572-4
FRASCO
Brasil
DI5301490-1
CONFIGURACAO APLICADA EM
FRASCO E TAMPA PARA COLONIA
Chile
5.058
CONFIGURAÇÃO
Chile
5.213
CONFIGURAÇÃO
Chile
5213
Configuración aplicada al envase
Chile
4.680
CONFIGURAÇÃO
Chile
4.870
CONFIGURACAO
Chile
4.510
CONFIGURACAO
Chile
4.570
CONFIGURAÇÃO
Chile
4.419
FRASCO E TAMPA.
Chile
5.059
FRASCO E TAMPA.
Chile
3821
FRASCO E TAMPA
Chile
4.307
FRASCO
Chile
4.311
ANEL.
Chile
4.312
COLAR.
Chile
4.313
COLAR
PÁGINA: 136 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
9.1 - Bens do ativo não-circulante relevantes - outros
Chile
4.314
PULSEIRA.
Chile
4.399
BRINCO
Chile
3820
CONFIGURACAO APLICADA EM
FRASCO
Chile
3826
CONJUNTO DE FRASCO E TAMPA
Chile
4.213
BROCHE
Chile
4.214
BROCHE
Chile
4.215
BROCHE
Chile
4.566
PINGENTE
Chile
4.568
BROCHE
Chile
4.248
CONJUNTO DE POTE E TAMPA
Chile
4.249
CONJUNTO DE POTE E TAMPA.
Chile
4.250
CONJUNTO DE POTE E TAMPA.
Chile
4.205
CONFIGURACAO
Chile
4.505
FRASCO E TAMPA.
Chile
4204
CONFIGURACAO APLICADA EM
FRASCO
Chile
3916
FRASCO
Chile
3911
TAMPA
Chile
3912
TAMPA
Chile
4170
Chile
4171
RECIPIENTE
Chile
4173
RECIPIENTE
Chile
4172
INVOLUCRO
PÁGINA: 137 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
9.1 - Bens do ativo não-circulante relevantes - outros
Chile
4029
FRASCO E TAMPA
Chile
3669
FRASCO E TAMPA
Chile
3671
FRASCO E TAMPA
Chile
3672
Chile
3910
FRASCO E TAMPA
Chile
3668
FRASCO
Chile
3614
ESPONJA
Chile
3.340
INVOLUCRO
Chile
3341
INVOLUCRO
Chile
3620
INVOLUCRO
Chile
3621
INVOLUCRO
Chile
3801
FRASCO
Chile
3.619
TAMPA
Chile
3617
RECIPIENTE
Chile
3618
SABONETE
Chile
3616
FRASCO
Chile
3366
FRASCO
Chile
3367
FRASCO
Chile
3383
FRASCO
Chile
3615
ESTOJO
Chile
3670
FRASCO
Colômbia
4080
PÁGINA: 138 de 320
Formulário de Referência - 2011 - NATURA COSMETICOS SA
Versão : 14
background image
9.1 - Bens do ativo não-circulante relevantes - outros
Colômbia
3966
Colômbia
3967
Colômbia
3960
Colômbia
3961
Colômbia
3962
Colômbia
3767
Colômbia
3809
Estados
Unidos da
América
D614,038
CONFIGURAÇÃO APLICADA EM
FRASCO
Estados
Unidos da
América
D 617,954
Package for cosmetic product
Estados
Unidos da
América
D613,454
Cutter and Soap
Estados
Unidos da
América
D627,922
Bath Soap
Estados
Unidos da
América
613,179
CONFIGURAÇÃO APLICADA EM
FRASNAGA
Estados
Unidos da
América
D624,419
CONFIGURAÇÃO APLICADA A
CONJUNTO DE POTE E REFIL
Estados
Unidos da
América
595,578
FLASK AND CAP