Estratégia

O crescimento da renda da população brasileira e a consequente ampliação da oferta de marcas no varejo e na venda direta transformaram significativamente o ambiente de negócios do mercado de cosméticos, fragrâncias e produtos de higiene pessoal. Neste cenário, a Natura constatou que é necessário reforçar sua atuação em torno dos fundamentos da companhia: oferta de produtos de qualidade que promovam o bem estar bem para a rede de relações.

Há o entendimento de que a Natura ainda está capturando os benefícios do ciclo de investimentos de cerca de R$ 2 bilhões, realizados nos últimos quatro anos, que elevou o patamar de sua infraestrutura tecnológica, produtiva e logística. Pretende-se, assim, potencializar a venda por relações por meio de alta conectividade e de grande capacidade de processamento e análise de informação. O 1,7 milhão de consultoras forma uma poderosa rede social, que deve ser apoiada por recursos tecnológicos que reconheçam as necessidades e os comportamentos de seus clientes e, assim, proporcionem uma oferta individualizada, com maior comodidade e satisfação na experiência de compra.

A companhia vem investindo para disponibilizar informação, aplicativos, meios de pagamento e outros instrumentos para impulsionar a atuação das consultoras. Além disso, quer reforçar sua presença diante dos clientes por meio do desenvolvimento de canais complementares – como a plataforma digital Rede Natura – que possibilitem e alavanquem a venda direta. Há também o objetivo de voltar a diferenciar a comunicação da empresa e, assim, reaproximar a marca Natura de seus públicos, reforçando os fortes atributos que os unem a ela.

Nas Operações Internacionais, a meta é acelerar a transferência das inovações e dos aprendizados, especialmente para os países nos quais os negócios já estão mais consolidados, como Argentina, Chile e Peru, e seguir na expansão do canal de vendas e do nível de conhecimento da marca, na Colômbia e no México. Por sua vez, a Aesop segue seu processo de crescimento nos grandes centros urbanos globais consumidores de um segmento premium de cosméticos, chegando inclusive ao Brasil, em 2015. A aquisição da Aesop reforça a convicção no potencial de ampliação dos negócios da Natura por meio de novas marcas e categorias de produtos.

Para mais informações acesse o Relatório Anual 2014, páginas 15 - 19 (no PDF), clicando na imagem a seguir:

 

Última atualização em 2015-06-25T10:40:13